sábado, 3 de junho de 2017

18 perguntas que uma moça deve fazer antes de casar-se

Imagem relacionada
Estas perguntas têm influência vital sobre o bem-estar de toda mulher que entra em matrimônio.

1. Aquele com quem está para unir seu destino, é digno? 
2. Qual é seu passado? 
3. É pura a sua vida? 
4. O amor que ele exprime é de caráter nobre, elevado, ou é simples inclinação emotiva? 
5. Ele tem os traços de caráter que a tornarão feliz? 
6. Poderá ela encontrar verdadeira paz e alegria na afeição dele? 
7. Ser-lhe-á permitido conservar sua individualidade? 
8. Ela terá de submeter seu juízo e consciência ao domínio do marido? 
9. Ela pode honrar as reivindicações do Salvador como supremas? 
10. Serão conservados puros e santos o corpo e a alma, os pensamentos e propósitos? 
11. Ajudar-me-á esta união na escalada para o Céu? 
12. Aumentará meu amor a Deus? 
13. Aumentará minha esfera de utilidade nesta vida? 
14. Passada a novidade do casamento, continuará a amar-me? 
15. Será paciente com os meus erros, ou crítico, despótico e ditatorial?
16. Meu pretendente reconhece suas obrigações para com sua mãe? 
17. Tem consideração para com os seus desejos e sua felicidade? 
18. Se ele não respeita nem honra a mãe, porventura manifestará respeito e amor, bondade e atenção para com a esposa?

O verdadeiro amor é uma planta que precisa ser cultivada. Se estas reflexões não apresentarem nada em contrário, então prossegue, no temor de Deus. Que a mulher que deseja uma união pacífica e feliz, que quer escapar a futuras misérias e tristezas, indague, antes de entregar suas afeições. Receba a jovem como companheiro vitalício tão-somente ao que possua traços de caráter puros e varonis, que seja diligente, honesto e tenha aspirações, que ame e tema a Deus.

(Ellen G. White - Cartas a Jovens Namorados, pp. 24-25)

0 comentários:

Postar um comentário

▲ TOPO DA PÁGINA