sábado, 30 de junho de 2012

Dois Anos de Site Bíblia e a Ciência!

Nesse mês de Junho o Site Bíblia e a Ciência está comemorando dois anos de existência. E primeiramente gostaria de agradecer a Deus, pela oportunidade de estar trabalhando na pregação do evangelho à toda língua, povo e nação (Mt 24:14).Também agradeço pelos dons que Ele tem me proporcionado para que todo esse trabalho esteja acontecendo. 
Quero agradecer aos amigos (a) que têm fielmente feito do Site Bíblia e a Ciência o seu blog de estudos diários, meu muito obrigado pelo carinho e companheirismo, foi muito gratificante ter sua companhia nesses dois anos e que possamos continuar juntos estudando a Palavra de Deus e aprendendo desse Deus maravilhoso e Salvador, crescendo espiritualmente até que Jesus volte para nos buscar!
Segue abaixo o Relatório da Página 
Algumas estatísticas desse segundo ano:

368.272 leitores nos visitaram nesses dois anos!Um aumento de 71 % em relação ao primeiro ano
125 países diferentes marcaram presença
+ de 1.954.000 mil páginas de conteúdo foram visualizadas nesses dois anos
278 é o número de amigos assinantes da Newslleter atualmente, um aumento de 80 %
3145 artigos publicados até a presente data
845 seguidores da página no Twitter( @BibliaeaCiencia)
486 seguidores da página no facebook (https://www.facebook.com/BibliaeaCiencia)

Não deixe de nos acompanhar! Desejo-lhes bons estudos, e que possam se fortalecer a cada dia mais na fé que nos aproxima de Cristo Jesus, o único Salvador e Mediador entre Deus e os homens(1 Tm 2:5; At 4:12), e que um dia possamos todos juntos estar no "Reino preparado para vós desde a fundação do mundo." (Mt 25,34). Um grande abraço, atenciosamente administrador.






Símbolo Illuminati no Filme Lanterna Verde

O que significavam as quatro recomendações que o Concílio de Jerusalém fez aos crentes Gentios registradas em Atos 15:29?


O Concílio de Jerusalém rejeitou o ponto de vista dos Judaizantes (Judeus Cristãos defensores de que os conversos Gentios deveriam se submeter a toda a Lei de Moisés). O Concílio confirmou o princípio da Salvação pela Fé, e ponderou que padrões bíblicos de justiça eram muito bem conhecidos através dos ensinos da Lei de Moisés nas sinagogas espalhadas por todo o império Romano (Atos 15:21).
A carta produzida por este concílio para ser enviada a todos os cristãos daquela época, tomou como exemplo quatro áreas nas quais os crentes Judeus estavam profundamente ofendidos por elementos comuns da prevalecente cultura Gentílica e pediu aos Cristãos Gentios para serem sensitivos às convicções de seus irmãos Judeus. Sendo que pecados no Antigo Testamento são também pecados no Novo Testamento, necessitamos interpretar estes quatro assuntos como práticas que não são claramente identificadas como pecados.
Por exemplo, idolatria é pecado. Mas alguns Cristãos Gentios compravam carnes nos mercados dos templos (I Coríntios, caqpítulo 8). Estas carnes muito provavelmente eram as ?comidas contaminadas pelos ídolos? mencionadas por Tiago (Atos 15:20).
Abster-se da ‘carne de animais sufocados e do sangue’ tem a ver com as leis alimentares Judaicas, as quais proibiam a ingestão de sangue e também de animais que haviam sido estrangulados ao invés de degolados.
A palavra traduzida por imoralidade sexual é pornéia (v.20), um termo amplo e muito geral que é difícil de traduzir. Sendo que todos os cristãos são chamados a absterem-se de imoralidade sexual, é muito provável que este termo relacione-se não com pecados sexuais mas sim com a maneira leviana na qual as pessoas abordavam os assuntos sexuais no primeiro século, até com piadas.

Quer uma mudança em seu coração?


1 – Creia em Deus. “Quem crer em Mim, como diz a Escritura, do seu interior fluirão rios de água vida” (João 7:38).


2 – Aproxime-se de Deus de todo o coração. “Este povo honra-me com os lábios, mas o seu coração está longe de Mim” (Mateus 15:8).


3 – Confesse todos os seus pecados ao Senhor. “… tranquilizaremos o nosso coração diante dele quando o nosso coração nos condenar. Porque Deus é maior do que o nosso coração e sabe todas as coisas. Amados, se o nosso coração não nos condenar, temos confiança diante de Deus” (I João 3:19-21).


4 – Busque a Deus de todo o coração. “Como são felizes os que obedecem aos Seus estatutos e de todo o coração O buscam!” (Salmo 119:2).


5 – Ore sempre. “Então, Jesus contou aos Seus discípulos uma parábola, para mostrar-lhes que eles deviam orar sempre e nunca desanimar” (Lucas 18:1).


6 – Confie em Deus mais do que em sua intuição. “Confie no Senhor de todo o seu coração e não se apoie em seu próprio entendimento” (Provérbios 3:5).


7 – Valorize Deus acima de tudo. “Pois onde estiver o seu tesouro, aí também estará seu coração” (Mateus 6:21).


8 – Derrame o coração diante do Senhor. “Confie nEle em todos os momentos, ó povo; derrame diante dEle o coração, pois Ele é o nosso refúgio” (Salmo 62:8).


9 – Louve o Senhor de todo o coração. “Senhor, quero dar-te graças de todo o coração e falar de todas as Tuas maravilhas” (Salmo 9:1).


10 – Diga a Deus que o ama com todas as forças de seu ser. “Respondeu Jesus: ‘Ame o Senhor, o seu Deus, de todo o seu coração, de toda a sua alma e de todo o seu entendimento” (Mateus 22:37).


Textos bíblicos na Nova Versão Internacional
Via Amilton Menezes

Lista com 2997 Locais Bíblicos


LISTA DE LOCAIS/TERMOS BÍBLICOS
1 - AASTAREUS
Povo que descendia de Hur e de Naara, da linhagem de Caleb, de Hesron, de Farés e de Judá.
2 - AAVA
Rio da Babilônia em cuja margem Esdras reuniu aqueles que o acompanhariam no retorno do exílio babilônico.
3 - AB
Nome em hebraico do mês que corresponde ao atual Agosto.
4 - ABÁ
Termo aramaico que significa: Pai.
5 - ABADDÓN
Citado no Apocalipse como o comandante dos escorpiões que atormentariam os Homens por cinco meses. Abaddón é um termo hebraico que significa: “perdição”.
6 - ABAGTÁ
Um dos sete eunucos que serviam diretamente ao rei Xerxes I, da Pérsia.
7 - ABARIM
Os montes Abarim, cujos picos mais conhecidos são: o Fasga, o Fegor e o Nebo, situados a leste do Mar Morto – em Moab – defronte a Jericó. É o ponto mais propício para o vislumbre da Palestina e foi dali que Moisés avistou a “Terra Prometida” e onde morreu.
8 - ABDENAGO
O nome dado a Azarias quando este foi escolhido, junto com o Profeta Daniel, para servir na corte de Nabucodonosor. Como o profeta, era um dos hebreus deportados e por intervenção de Daniel foi alçado ao cargo de Governador da província da Babilônia. Foi um dos que se recusaram a prestar adoração a estatua pagã erigida sob as ordens de Nabucodonosor e essa recusa custou-lhe a pena de ser queimado vivo na fornalha, da qual, Javé, a quem sempre fora fiel, o salvou.
9 - ABDIAS
PROFETA Abdias é o autor do texto mais curto do Antigo Testamento. Provavelmente viveu na época da queda de Jerusalém ante os caldeus, por volta de 587 a.C e foi contemporâneo dos Profetas Jeremias e Ezequiel. Não deve ser confundido com o seu homônimo que era mordomo do rei Acab e protetor dos profetas, inclusive Elias, que viveram em sua época. Esse nome significa: “Servo de Javé”.
10 - ABDIAS
(1) O chefe do palácio do rei Acab. Abdias era fervoroso crente em Javé e protegeu os seus profetas contra o extermínio patrocinado pela rainha Jezabel.
11 - ABDIAS
(2) Descendente de Merari e de Levi era um dos chefes durante o reinado de Josafá no "Reino de Judá".
12 - ABDON
(5) Localidade situada a 6 km de Aczib (Ez-Zib). Atualmente é chamada de Hirbet-Abde.
13 - ABEL
(1) Cidade da região de Bet-Maaca, na fronteira norte do reino israelita, no vale do rio Jordão.
14 - ABEL
Bet Maaca Localidade situada a oeste de Tiro, no território da tribo de Neftali.
15 - ABEL
Carmim Em hebraico significa: das vinhas. Localidade situada a cerca de 10 km a leste de Rabat, no sul do território de Galaad.
16 - ABEL
MEÚLA Localidade situada a cerca de 15 km a sudeste de Beisan e a noroeste de Siquém, nas margens de um dos afluentes do Jordão.
17 - ABEL
QUERAMIM Localidade situada a uns 24 km a leste de Rabat, no país de Amon, na Transjordânia.
18 - ABEL
SETIM Ver Setim.
19 - ABEN
EZER Termo hebraico que significa pedra do socorro. Localidade não identificada com clareza, mas é certo que se situava nas proximidades da Montanha de Efraim. Ver Montanha de Efraim.
20 - ABERA
Divindade Cananéia, que tinha como símbolo um tronco, ou “pau sagrado”, da árvore do mesmo nome. Também é chamada de Asera. Ver Asera.
21 - ABES
Localidade que integrava a área destinada à tribo de Issacar quando ocorreu a partilha das terras conquistadas pelos hebreus
22 - ABESÃ
Outra forma de grafar Ibsan. Ver Ibsan.
23 - ABESSALOM
Um dos enviados por Judas Macabeu a Lisias, com as exigências que fazia para aceitar o armistício proposto pelo assírio.
24 - ABIA
(1) Filha de Zacarias e mãe do rei Ezequias, do "Reino de Israel”.
25 - ABIA
(4) Outra forma de grafar Abias ou Abiam.
26 - ABIA
(5) Levita que descendia de Caat e que exercia as funções de Sacerdote no Templo de Jerusalém quando da assunção do rei Davi ao trono de Israel.
27 - ABIAIL
(2) Descendente de Levi e pai de Suriel que era o chefe dos Meraritas
28 - ABIAIL
(4) Filha de Eliab, neta de Jessé, bisneta de Obed, trineta de Booz, tetraneta de Ram e descendente de Judá. Abiail era a mãe de Maalat e sogra de Roboão.
29 - ABIAIL
(5) O falecido pai de Ester. Ver Ester.
30 - ABIAM
A forma como Abias é grafado em “Crônicas”.
31 - ABIAS
(2) Membro da classe dos Sacerdotes e o patriarca de uma das famílias hebréias que retornaram do exílio babilônico. Abias era o ascendente de Zecri.
32 - ABIAS
Sacerdote que pertencia à 8a divisão dentre as que se revezavam nos serviços do Templo.
33 - ABIB
O nome do primeiro mês do ano religioso. Corresponde aproximadamente ao mês de Abril e, também, é chamado de “Nisan”, conforme o uso babilônico.
34 - ABIBAAL
Habitante de Bet-Arabá, era um dos componentes do grupo "Dos Trinta", a guarda pessoal do rei Davi.
35 - ABIEL
(1) Um dos chamados "Heróis de Davi", grupo de proeminentes guerreiros fiéis ao rei Davi. Abiel era alcunhado de “O Arbateu”.
36 - ABIEZER
(2) Habitante de Anatot era um dos componentes do grupo "Dos Trinta", que era a guarda pessoal do rei Davi.
37 - ABIEZERITA
Aqueles da linhagem de Abiezer, descendente de Manassés.
38 - ABIGAIL
(1) Filha de Jessé, neta de Obed, irmã do rei Davi e de Sárvia e mãe de Amasa que foi o chefe do exército de Absalão.
39 - ABIGAIL
(2) Natural de Carmel, primeiramente foi esposa de Nabal e quando ficou viúva foi desposada pelo rei Davi com quem gerou Queleb (Daniel).
40 - ÁBILA
O mesmo que Abilena. Ver Abilena.
41 - ABILENA
Localidade situada a uns 30 km de Damasco. Também era chamada de Ábila e atualmente de Suk-Wadi Barada.
42 - ABIMELEC
(1) Rei de Gerara, região situada no Negeb, entre Cades e Sur, a noroeste de Siceleg.
43 - ABINADAB
(1) Casado com Tabaat, filha do rei Salomão, era o “prefeito” da região de Dor, durante o reinado de Salomão.
44 - ABISAG
A belíssima jovem, oriunda de Sunam, que serviu ao rei Davi em seus últimos anos.
45 - ABITAL
Uma das esposas do rei Davi com quem gerou Safatias.
46 - ABRAÃO
A forma como o Patriarca Abrão passou a ser chamado. O acréscimo de mais uma letra “A” serviu para identificá-lo como o Patriarca de muitos povos.
47 - ABRONA
Localidade citada em “Judite” cuja posição geográfica é desconhecida.
48 - ACA
Ver Aco.
49 - ÁCABA
Ver Elat.
50 - ACAD
Uma das capitais do reino de Nemrod.
51 - ACAIA
A parte setentrional do Peloponeso, na Grécia. Após a ocupação romana essa denominação passou a abranger toda a península e mais a Grécia superior.
52 - ACAIN
Localidade pertencente ao território da tribo de Judá quando ocorreu a partilha das terras conquistadas pelos hebreus. Situava-se na região de montanhas
53 - ACAIO
Membro da delegação de Corinto que se dirigiu a Éfeso, onde o Apóstolo Paulo estava domiciliado para pedir-lhe a solução para várias divergências que haviam na comunidade corintía.
54 - ACAMPAMENTO
DE DÃ Localidade situada a oeste de Cariat-Jearim.
55 - ACAN
Sinônimo de Abecar. Ver Acar.
56 - ACARON
Localidade situada a noroeste de Belém, a nordeste de Azoto e a 25 km a sudeste de Jafa, nas proximidades do litoral do Mediterrâneo. Atualmente é chamada de Akir. Era uma das cidades que formavam a pentarquia filistéia.
57 - ACAZIAS
É sinônimo de Joacaz. Ver Joacaz.
58 - ACBOR
Pai de Elnatan que era um dos altos dignitários da corte do rei Eliacim na época do Profeta Jeremias.
59 - ACHELDAMA
O nome dado ao campo onde Judas Iscariotes suicidou-se. Significa: “campo de sangue”.
60 - ACO
(1) Avô de Eupolemo. Ver Eupolemo.
61 - ACO
(2) Chamada pelos gregos de Toleimade ou Toleimada; pelos cruzados, de São João de Acre e, atualmente, de Aca. É a localidade que fecha, ao norte, a baia que dela toma o nome, no litoral do Mediterrâneo.
62 - ACOR
Vale do Acor. Etimologicamente significa “da confusão”. Situa-se na bacia do rio Jordão, nas proximidades de Jericó.
63 - ACOS
(1) Citado em "Esdras" como membro da linhagem dos Sacerdotes e ancestral de uma das famílias hebréias que retornaram do exílio na Babilônia.
64 - ACOS
(2) Levita que descendia de Caat e que exercia as funções de Sacerdote no Templo de Jerusalém quando da assunção do rei Davi ao trono de Israel.
65 - ACRABATENE
O mesmo que Acrabim. Ver Acrabim.
66 - ACRABIM
A Subida do Acrabim ou a Subida dos Escorpiões. Localidade que indicava o limite sul da “Terra Prometida”. Geralmente é identificada com a hodierna Nacb-Es-Safa, a sudoeste do Mar Morto.
67 - ACSA
(1) Filha de Caleb, neta de Jefoné e descendente da linhagem de Judá.
68 - ACSA
(2) Filha de Caleb, neta de Hesron, bisneta de Farés, trineta de Judá e tetraneta de Jacó.
69 - ACSA
(3) Filha de Josué, neta de Nun e descendente de Efraim e de José. Acsa foi oferecida como prêmio, por seu pai, a quem conquistasse Cariat-Séfer. O conquistador foi Otoniel (o 1o dos “Juizes Maiores”) que a desposou.
70 - ACSAF
Localidade que é citada nas cartas de El-Armana e em “Josué”. A sua localização é incerta, mas, provavelmente, ficava na região de Aco (Aca).
71 - ACUB
(1) Descendente de Levi e membro da classe dos “Porteiros do Templo” é citado em "Esdras" como o ancestral de uma das famílias hebréias que retornaram do exílio na Babilônia.
72 - ACUB
(3) Membro da classe dos “Oblatos” é citado em "Esdras" como o patriarca de uma das famílias hebréias que retornaram do exílio na Babilônia
73 - ACZIB
Localidade que já foi chamada de Kesib e atualmente é chamada de Ez-Zib. Situada a 15 km ao norte de Aco, no litoral do Mediterrâneo.
74 - ADAD
(3) Marido de Meetabel, filha de Matred – de Mezaab, era oriundo da cidade chamada Fau e foi o sucessor de Baalanã no trono de Danaba.
75 - ADADREMON
Local situado nas proximidades de Magedo. Foi ali que o rei Josias foi morto.
76 - ADAÍAS
(1) Descendente de Bani (ou de Benui) foi um dos chefes de famílias hebréias que retornaram do exílio babilônico.
77 - ADAM
(1) Palavra hebraica que significa “Homem”. Desse nome comum é que derivou o nome próprio “Adão”.
78 - ADAM
(2) Possivelmente é a atual Ed-Damir (ou Ed-Damie), situada à beira do rio Jordão, a aproximadamente 30 km de Jericó, a 7 km a leste de monte Karn Sartabe. Foi neste local que Javé interrompeu o fluxo do rio para que os hebreus atravessassem-no.
79 - ADAMA
(ADMA) Uma das cidades que ficavam na região da Pentapólis. Semelhante ao ocorrido em Sodoma e Gomorra, também foi exterminada por Javé em função dos pecados de seus habitantes.
80 - ADAMI
NECEB (NEKEB) Localidade que integrava a área destinada à tribo de Neftali. Sua posição geográfica é incerta.
81 - ADÃO
O primeiro Homem, criado por Javé. Ver Adam.
82 - ADAR
(2) Localidade que integrava a área que coube à tribo de Judá quando ocorreu a partilha das terras conquistadas pelos hebreus
83 - ADAR
(3) O nome hebraico do mês que corria entre os atuais Fevereiro e Março.
84 - ADASA
Localidade que se situava a cerca de 35 km de Gazer. Seu nome ainda subsiste nas ruínas de uma colina a 8 km ao norte de Jerusalém, no caminho que leva a Bet-Horon.
85 - ADIEL
(1) É citado em "Crônicas" como descendente de Simeão e um dos proeminentes líderes de sua tribo.
86 - ADIN
O ancestral de uma das famílias hebréias que retornaram do exílio na Babilônia.
87 - ADITAIM
Localidade pertencente ao território da tribo de Judá que se situava na região de planícies.
88 - ADMA
O mesmo que Adama. Ver Adama.
89 - ADMATÁ
Um dos sete príncipes da Pérsia e da Média que tinham acesso ao rei Xerxes I e que ocupavam os cargos mais importantes do governo.
90 - ADNA
(1) Descendente de Faat-Moab foi um dos líderes dos hebreus que retornaram do exílio babilônico.
91 - ADNA
(3) Membro da tribo de Manassés foi um dos que seguiram Davi enquanto ele era perseguido pelo rei Saul. Era um hábil e corajoso guerreiro.
92 - ADONIAS
(1) O ancestral de uma das famílias hebréias que retornaram do exílio babilônico.
93 - ADONICAM
O ancestral de uma das famílias hebréias que retornaram do exílio na Babilônia.
94 - ADONIM
Região que pertencia à tribo de Benjamin. Situava-se a noroeste de Jericó.
95 - ADONIRAM
O encarregado dos trabalhos forçados a que eram submetidos os condenados durante o reinado de Davi.
96 - ADONISEDEC
Rei amorreu de Jerusalém que foi derrotado pelos hebreus.
97 - ADORA
Localidade que em hebraico é grafada Adoraim. Ver Adoraim.
98 - ADORAIM
(ADORA) Localidade que se situava a sudoeste de Hebron, no território da tribo de Judá. Também é chamada de Adora.
99 - ADRAMELEC
(1) Deus pagão dos habitantes de Sefarvaim.
100 - ADRAMITO
Localidade situada na Misia, fronteiriça à ilha de Lesbos, na Grécia. Atualmente é chamada de Edremit.
101 - ADRIEL
DE MEOLO O marido de Merob, a filha mais velha de Saul.
102 - ADRÔNICO
Um dos ministros do rei Antíoco IV, Epífanes. Influenciado e subornado por Menelau, foi ele quem executou o Sumo Sacerdote Onias. Esse ato rendeu-lhe a deposição do cargo e a sua execução.
103 - ADULAM
(ODOLAM) O outro nome de Odolam (em grego). Localidade situada na região das colinas a sudoeste de Belém. Atualmente pode ser identificada com Id-El-Miia (ou Mã), situada a 12 km a nordeste de Bet-Gibrin, na Sefelã.
104 - ADURAM
(2) Localidade que se situava a sudoeste de Hebron, no sul da Palestina.
105 - ADUSTO
(MONTE) Em hebraico “Hãlãk” que significa “calvo”. Ainda existe um monte com esse nome situado a cerca de 65 km a sudoeste do Mar Morto.
106 - AER
Em "Crônicas" é mencionado como descendente de Benjamim e pai de Husim.
107 - AFARA
Localidade que provavelmente corresponda a Tell El-Farah, a nordeste de Jerusalém junto ao "Uadi" (ribeirão) homônimo.
108 - AFARSAQUEUS
Provavelmente os membros da facção ligada ao persas durante os confrontos com os judeus retornados do exílio babilônico. Em hebraico são grafados como “farsi”.
109 - AFEC
(1) Localidade situada ao sopé da montanha de Efraim, a nordeste de Jafa e nas proximidades de Aben-ezer, ao oeste. Era o ponto de concentração e de partida das expedições militares dos filisteus
110 - AFEC
(2) Região localizada em Basã, a leste do lago Genesaré, na Transjordânia.
111 - AFEC
(3) Localidade situada na planície de Saron, no litoral do Mediterrâneo. Identifica-se com a hodierna Ras-El-Main, a Antipátrida dos tempos romanos.
112 - AFECA
Localidade situada no Monte Líbano, junto da nascente do mitológico rio que era chamado Adonis e que atualmente é denominado Afca (ruínas).
113 - AFES
DOMIM Localidade onde os filisteus se reuniram para combater os hebreus. Sua posição exata é desconhecida.
114 - AFIA
Descendente de Metri e de Benjamim, foi o tetravô do rei Saul.
115 - AFOFI
Provavelmente é o nome do Faraó a quem José serviu. Os egiptólogos grafam Apopi.
116 - AFRA
Nome afim ao de Hofra, localidade do território da tribo de Benjamim.
117 - AFSES
Levita que descendia de Caat e que exercia as funções de Sacerdote no Templo de Jerusalém quando da assunção do rei Davi ao trono de Israel.
118 - AGABO
Um dos Profetas que desceram de Jerusalém rumo a Antioquia. Foi ele quem predisse que um grande período de fome chegaria em breve e, de fato, entre 44 e 45 dC, durante o reinado do imperador Cláudio, aconteceu uma serie crise econômica. Ágabo também predisse ao Apóstolo Paulo a sua iminente prisão em Jerusalém.
119 - AGAG
Rei do amalecitas que foi capturado vivo por Saul. Quando ocorreu a sua captura, os hebreus preservaram, também, o melhor gado e, assim, desobedeceram à ordem de Javé que previa o extermínio total de todas as pessoas, gado e outros despojos. Foi essa desobediência que acarretou o afastamento de Javé em relação a Saul. Agag foi morto por Samuel.
120 - AGAGITA
Habitante de Agasi, um distrito da Média, conhecido pelos documentos cuneiformes. Ou, então, o nome dos descendentes de Agag, rei amalecita inimigo do rei Saul.
121 - AGRIPA
Ver Herodes Agripa I e II.
122 - ÁGUAS
DE JERICÓ Provavelmente a fonte Es-Sultan, localizada nas proximidades da moderna Jericó.
123 - ÁGUAS
DE MAGEDO Ver Magedo.
124 - ÁGUAS
DE MEROM Ver Merom.
125 - ÁGUAS
QUENTES As fontes termais que ainda se encontram ao leste e a suleste do Mar Morto.
126 - AHASUEROS
É o nome em hebraico de Xerxes I que reinou de 485-465 a.C, na Pérsia, e ficou famoso pelo seu fracasso na investida contra a Grécia. Durante o seu reinado é que se desenrolam os fatos narrados em “Ester”. Na Vulgata é grafado “Assuerus” que é a tradução imperfeita do nome persa “Hsarjarsa”, que os gregos traduziram como Xerxes. Porém, não deve ser desconsiderada a hipótese de tratar-se de Artaxerxes II, que antes de ser coroado tinha o nome de Arsu, segundo Plutarco em “Vida de Artaxerxes I”, que é a abreviatura de “Hsajarsu”.
127 - AÍA
(1) Chamado de “Felonita” era um dos chamados "Heróis de Davi", grupo de proeminentes guerreiros fiéis ao rei Davi.
128 - AÍA
(2) Filha de Sebeon e neta de Seir, o horreu.
129 - AIA
(3) Localidade citada em "Crônicas" como pertencente aos descendentes de Efraim. É citada em “Neemias” como o domicilio dos descendente de Benjamim que retornaram do exílio babilônico. A sua localização exata é desconhecida. Algumas versões grafam-na como “Aza”, ou seja, “Gaza” o que não é correto. Também é possível que seja apenas uma outra forma de grafar Aiat. Ver Aiat.
130 - AIALON
Localidade que se situava a oeste de Gabaon, ao sul de Bet-Horon e a noroeste de Jerusalém, no território da tribo de Dã. “Cidade refúgio” cedida para os levitas que descendiam de Caat, os Caatitas.
131 - AÍAS
(4) Habitante de Silo e por isso chamado de “O Silonita”, era profeta no tempo de Salomão. Foi ele quem augurou para Jeroboão que ele seria o rei de dez das doze tribos de Israel, conforme as ordens de Javé. É citado em "Crônicas" como o relator das proezas do rei Salomão.
132 - AÍAS
(5) Chamado de “O Silonita” por ser natural de Silo, Aías era descendente de Farés e de Judá. Foi um dos líderes dos hebreus que se estabeleceram na Jerusalém reconstruída durante o governo de Neemias, após o exílio babilônico.
133 - AIAT
Aldeia situada nas proximidade de Hai (atual El-Teel), na região de Gabaon.
134 - AIJAT
Provavelmente seja o outro nome da localidade chamada Hai. Ver Hai.
135 - AILAT
Localidade situada à beira do Mar Vermelho, no país de Edom.
136 - AILUD
O pai de Josafá que, por sua vez, era o porta-voz do rei Davi.
137 - AIMÃ
Um dos gigantes amalecitas que descendiam de Enac e habitavam em Hebron, antes da conquista dos hebreus.
138 - AIMAN
É citado em "Crônicas" como descendente de Levi e como um dos “Porteiros” do Templo de Jerusalém.
139 - AIN
ES SULTAN Fonte de água que se localiza em Jericó e que ainda hoje fornece água potável.
140 - AIN
JALUD Fonte próxima de Jezrael, situada aos pés do monte de Gelboé.
141 - AIN
KARIM Aldeia situada a uns 7 km a sudoeste de Jerusalém. Nela, residiam Zacarias e Isabel, os pais de João Batista, o Precursor e parente da Virgem Maria, que lá se hospedou por cerca de três meses após ter sido fecundada pelo Espírito Santo. Atualmente é chamada de São João da Montanha.
142 - AIN
Localidade pertencente ao território da tribo de Simeão. Situava-se no extremo sul, rumo à fronteira de Edom, no Negueb.
143 - AIO
(1) Descendente de Abinadab e um dos condutores da carroça que transportava a "Arca da Aliança” de Cariat-Jearim para Jerusalém. Aio era irmão de Oza que morreu ao tocar na Arca para evitar que ela caísse.
144 - AION
Localidade situada na região chamada de Merg’Aiun, na antiga fronteira setentrional do "Reino de Judá", na época da divisão com Samaria. Atualmente é chamada de Tell Dibin
145 - AISAR
O “prefeito” do palácio real durante o reinado de Salomão.
146 - AITUB
Membro da classe dos Sacerdotes na Jerusalém reconstruída após o exílio babilônico.
147 - AIZER
Membro da tribo de Benjamim foi um dos que seguiram Davi enquanto ele era perseguido pelo rei Saul. Era um hábil e corajoso guerreiro.
148 - AJALON
Localidade que se situa a 16 km a oeste de Gabaão, na baixa região das colinas chamada de Sefelã. Nela foi sepultado Elon, um dos “Juizes Menores”. Atualmente é chamada de Jalo. Outrossim, havia uma outra cidade com este nome no território de Zabulon, sobre a qual não existem maiores referências.
149 - ALBINO
O sucessor de Pórcio Festo no governo da Judéia.
150 - ALCIMO
Descendente da linhagem de Aarão era membro da classe dos Sacerdotes e líder de um grupo de judeus traidores. Ambicionando o cargo de Sumo Sacerdote, Alcimo coligou-se com o rei Demétrio, dos Selêucidas, e chegou ao cargo. Porém, as suas pérfidas tramas não surtiram o efeito que ele esperava, pois Judas Macabeu venceu a guerra contra Nicanor – general do rei Selêucida – e Alcimo foi destituído.
151 - ALÉM
– JORDÃO A região situada ao longo da bacia oriental do rio Jordão, ao sul da Decápole. O historiador Josefo Flavio a chamava de “Peréia”, derivativo da palavra grega “Peran” que significa “do outro lado”. Ver Decápole.
152 - ALEMA
Localidade que provavelmente seja a atual Alma ou Ilma, situada a 12 km a sudeste de Cheh Miskin, na Transjordânia.
153 - ALEXANDRE
(1) Hebreu e discípulo do Apóstolo Paulo. Alexandre foi um dos que estiveram com o Apóstolo durante a rebelião em Éfeso por conta do Templo de Diana.
154 - ALEXANDRE
(2) O ferreiro que é citado pelo Apóstolo Paulo na segunda Epístola a Timóteo. Provavelmente foi um dos que lhe acusaram em juízo.
155 - ALEXANDRE
(3) Personagem citada no "Ato dos Apóstolos" que exercia relevante cargo no Sinédrio. Dele nada mais se conhece.
156 - ALEXANDRE
MAGNO Chamado de O Grande era filho de Felipe e natural da Macedônia, região situada no norte da Grécia. Dali, no ano de 334 a.C, partiu para a conquista do Oriente e, dessa forma, substituiu o império persa pela dominação grega. Alexandre reinou por doze anos e oito meses e morreu em 11 ou 13 de Junho de 323 a.C, atingido por uma moléstia, então chamada de “Febre da Babilônia". Foi, certamente, uma das figuras mais importantes da História Universal.
157 - ALEXANDRIA
Cidade fundada em 332 a.C por Alexandre Magno (que invadira o Egito), no delta do rio Nilo. A cidade de Alexandria tornou-se o mais importante centro comercial e cultural de todo o Mediterrâneo e era célebre a sua biblioteca.
158 - ALEXANDRIA
O prenome pouco usado da localidade chamada de Alexandria de Trôade. Nela nasceu Apolo, um dos fiéis discípulos do Apóstolo Paulo. Não deve ser confundida com a sua homônima egípcia.
159 - ALEXANDRINOS
Os judeus que procediam da próspera colônia sediada na cidade de Alexandria, no Egito.
160 - ALFEU
(1) Pai do Apóstolo Tiago Menor e de seus irmãos, José e Salomé..
161 - ALFEU
(2) O pai do Apóstolo Mateus, o autor do 1o Evangelho.
162 - ALMAT
Localidade que se situava a 2 km ao norte de Anatot. Suas ruínas localizam-se na atual Almit.
163 - ALMON
Localidade cedida pela tribo de Benjamim para os levitas que descendiam de Caat, os caatitas. A sua posição geográfica é incerta.
164 - ALOÉ
Madeira aromática que era reduzida a pó e utilizada para retardar a decomposição dos cadáveres.
165 - ALOÉS
Termo que significa: mago, encantador. Esse título tornou-se o nome próprio da pessoa que dividia com Refaías o governo do distrito de Jerusalém. Era o ancestral de uma das famílias que retornaram do exílio babilônico
166 - ALON
Membro da tribo de Simeão foi o avô de Ziza, um dos chefes de seu clã.
167 - ALUS
Uma das localidades onde os hebreus acamparam durante a marcha em busca da “Terra Prometida”
168 - ALVA
(ALVÃ) Filho de Sobal, neto de Seir e chefe de uma região no território de Edom.
169 - AM
Localidade destinada à tribo de Simeão quando ocorreu a partilha das terras conquistadas pelos hebreus
170 - AMA
A colina de Ama, situada a leste de Gaia, no caminho do deserto de Gabaon.
171 - AMAAD
(AMAD) Localidade que integrava a área destinada à tribo de Aser. A sua posição geográfica é incerta.
172 - AMADATES
Pai de Amã. Amadates foi executado pelos judeus após a modificação do decreto que invalidava o extermínio planejado por Amã. Ver Amã.
173 - AMALEC
(2) Rei dos amalecitas que foi derrotado por Saul, em Rafidim. Por preservar a sua vida e os despojos de guerra, Saul atraiu a ira de Javé que determinou o fim de seu reinado.
174 - AMALECITAS
Povo nômade, chamado de “Primícias das nações”, graças a sua antiguidade. Habitavam o deserto meridional da Palestina e foram um dos povos mais hostis aos hebreus
175 - AMAM
Localidade pertencente ao território da tribo de Judá. Situava-se no extremo sul, rumo à fronteira de Edom, no Negueb.
176 - AMAMELEC
Deus pagão dos habitantes de Sefarvaim.
177 - AMANA
O rio Amana, ou Abana, que atravessa Damasco. Atualmente é chamado de “Barada”.
178 - AMANÁ
Um dos montes do Antilibano, no norte da Palestina.
179 - AMASIAS
(2) Membro da tribo de Simeão e pai de Josa, um dos proeminentes líderes de sua tribo.
180 - AMASIS
O sucessor de Hofra. Ver Hofra.
181 - AMATI
Pai do profeta Jonas. Ver Jonas – Profeta.
182 - AMAÚ
Região localizada entre Alepo e o rio Eufrates. Foi revelada graças a uma inscrição (descoberta em 1.949) de seu soberano chamado Idrimi.
183 - AMBACUM
É a transcrição grega do nome do profeta Habacuc. Esse profeta foi erroneamente identificado com seu homônimo que é citado em “Daniel” e que viveu depois dele. Ver Habacuc.
184 - AMBRI
Citado em "Macabeus I" seria o ancestral de um grupo de habitantes de Mádaba que assaltaram e mataram João – irmão de Judas Macabeu – quando ele ia à terra dos Nabateus em busca de abrigo para as mulheres e crianças de seu povo.
185 - AMEC
CASIS (EMEC CASIS) Localidade que integrava a área destinada à tribo de Benjamim. Sua posição geográfica é incerta.
186 - AMEN
Palavra hebraica que passou para a liturgia cristã e que significa: “ao certo”; “em verdade”; “assim é”; “assim seja”. É usada para confirmar o que acaba de ser dito ou ouvido.
187 - AMI
Descendente dos servos do rei Salomão e membro da classe dos Oblatos. Junto com seus pares foi um dos que retornaram do exílio babilônico.
188 - AMIEL
(2) Ver Eliel, ou Eliam, pai de Betsabéia. Ver Eliel, sogro de Salomão.
189 - AMINADAB
(Isaar) (2) É citado em "Crônicas" como descendente de Oziel, de Caat e de Levi e como um dos levitas convocados pelo rei Davi para transportar a "Arca da Aliança" de Cariat Jearim para Jerusalém. Aminadab é um nome simbólico que significa: “meu povo é solícito e zeloso para com a honra de Deus”.
190 - AMISADAI
Descendente de Dã e pai de Aiezer, o chefe da tribo de seu antepassado durante o Êxodo.
191 - AMIUD
(2) Descendente de Neftali e pai de Fedael, um dos chefes da sua tribo.
192 - AMIUD
(3) Descendente de Simeão e pai de Samuel que chefiava a tribo de seu antepassado.
193 - AMOC
Um dos líderes da classe dos Sacerdotes que voltaram do exílio babilônico sob a liderança de Zorobabel.
194 - AMOLEQUET
Em "Crônicas" é citada na condição de irmã de Galaad, filha de Maquir, neta de Manassés, bisneta de José e trineta de Jacó.
195 - AMON
(2) Governador durante o reinado de Acab. Foi Amon quem prendeu o profeta Miquéias seguindo as ordens do rei.
196 - AMON
(4) Membro da classe dos Oblatos é o ancestral de uma das famílias hebréias que retornaram do exílio babilônico.
197 - AMON
(5) Uma das mais celebradas divindades egípcias. O centro de seu culto ficava na localidade chamada “No” (ou Tebas, em grego) que era a capital do alto Egito. Suas ruínas ainda se encontram nas hodiernas Karnak e Luxor.
198 - AMONA
Localidade que segundo as profecias seria fundada no vale de Amon – Gog. Ver Oberim e vale de Amon – Gog.
199 - AMORREUS
Um dos povos cananeus, i.e, descendentes de Canaã, de Cam e de Noé. Foram ferozes inimigos dos hebreus.
200 - AMÓS
Pai do profeta Isaías. Ver Isaías Profeta.
201 - AMPLIATO
Fiel discípulo e companheiro generoso do Apóstolo Paulo.
202 - AMRAFEL
Rei de Senaar que chegou a ser tomado pelo célebre rei da Babilônia chamado Hamurabi, conforme os documentos cuneiformes.
203 - AMRAM
(1) Descendente de Bani, era o chefe de uma das famílias que retornaram do exílio babilônico.
204 - AMRI
(OMRI) (2) O chefe do exército do "Reino de Israel" que foi aclamado rei pela tropa sucedendo, assim, a Zambri. Amri foi o fundador da cidade de Samaria que se tornou a capital do "Reino de Israel" e reinou por doze anos cometendo vários pecados contra Javé. Amri é a pronúncia deturpada de Omri.
205 - ANA
(1) A mãe da Virgem Maria e avó materna de Jesus, o Messias. Ana era estéril e só pôde conceber a filha por graça do Senhor.
206 - ANA
(3) Filha de Fanuel e descendente da linhagem de Aser era uma profetiza que vivia em Belém na época do nascimento de Jesus, o Messias. Junto com Simeão, foi uma das primeiras a louvar a santidade de Jesus.
207 - ANA
(4) Filha de Sebeon e neta de Seir. Foi ela quem descobriu água quente no deserto enquanto pastoreava o rebanho de seu pai.
208 - ANA
(5) Sinônimo de Edna. Ver Edna.
209 - ANA
(6) Localidade situada na Assíria e destino final dos israelitas que foram deportado durante o reinado de Oséias.
210 - ANA
(7) Esposa de Tobi e mãe de Tobias. Ver Tobias.
211 - ANA
(8) Filha de Seir, o horreu e ancestral de Dison e de Oolibama.
212 - ANAARAT
Localidade que integrava a área destinada à tribo de Issacar quando ocorreu a partilha das terras conquistadas pelos hebreus
213 - ANAB
Localidade situada a cerca de 26 km a sudoeste de Hebron. Ainda hoje conserva esse mesmo nome.
214 - ANAEL
Parente de Tobi e pai de Aquicar. Ver Aquicar.
215 - ANAÍAS
O ancestral de uma das famílias que retornaram do exílio babilônico.
216 - ANAMITAS
(ANAM) Descendentes de Misraim e de Cam. Um dos povos cananeus.
217 - ANAN
O ancestral de uma das famílias que retornaram do exílio babilônico.
218 - ANANIAS
(1) Discípulo cristão que residia em Damasco e que foi enviado pelo Senhor para curar a cegueira que acometeu Saulo após a sua visão de Jesus, o Messias.
219 - ANANIAS
(2) O ancestral de uma das famílias hebréias que retornaram do exílio babilônico. Ananias significa “graça (ou favor) de Deus”.
220 - ANANIAS
(4) O Sumo Sacerdote judeu que presidiu o julgamento do Apóstolo Paulo na época de sua terceira viagem. Conforme o historiador Josefo Flavio, Ananias era um homem poderoso, avarento e violento. Frequentemente servia-se de “sicários” para cometer assassinatos, porém, no fim acabou tornando-se vitima dos mesmos conforme o Apóstolo Paulo predissera.
221 - ANANIAS
(5) Localidade citada em Neemias como o domicilio dos descendente de Benjamim que retornaram do exílio babilônico. A sua localização exata é desconhecida.
222 - ANANIAS
(6) Um dos discípulos do recém nato Cristianismo. Ananias em conluio com sua esposa (Safira) vendeu uma de suas propriedades e guardou parte da receita para si, ao invés de entregar o total para o fundo dos Apóstolos. Quando o seu mau gesto foi descoberto pelo Apóstolo Pedro, Ananias caiu morto.
223 - ANANIAS
(8) Pai de Sedecias era um dos altos dignitários da corte do rei Eliacim na época do Profeta Jeremias.
224 - ANAQUITAS
Antiga população da Palestina cujos remanescentes foram absorvidos pelos novos povos que lhes sobrevieram. Eram descendentes de Anac (Enac) e era célebre a enorme estatura dos mesmos.
225 - ANÁS
O Sumo-Sacerdote entre 6 a 15 dC. e o sogro de Caifás, a quem repassou o posto, o titulo honorifico e a autoridade sobre os hebreus.
226 - ANATA
Sinônimo de Anatot. Ver Anatot.
227 - ANATOT
Localidade situada a cerca de 5 km a nordeste de Jerusalém. As ruínas da cidade antiga (escavadas em 1936) encontram-se um pouco mais ao sul da atual aldeia chamada de Anatã.
228 - ANDRÔNICO
E JUNIA Aparentados do Apóstolo Paulo que com ele compartilharam a agruras do cárcere. Ambos já era crentes em Jesus antes da conversão do Apóstolo.
229 - ANDRÔNICO
Que não deve ser confundido com aquele que defendeu Menelau, foi o cruel ministro que Antíoco IV, Epífanes deixou em Garizim, após a vexatória retirada de sua tropas do Egito.
230 - ANER
Um dos soberanos que foram aliados de Abrão.
231 - ANFÍPOLE
Localidade que se situava nas cercanias de Tessalônica. Ver Tessalônica.
232 - ANI
É citado em "Crônicas" como descendente de Levi e um dos “Porteiros” do Templo em Jerusalém.
233 - ANIM
Localidade pertencente ao território da tribo de Judá que se situava na região de montanhas.
234 - ANTÍOCO
É um nome grego ou hebraico helenizado que atesta certa cultura grega na família de quem o trazia.
235 - ANTÍOCO
III, O GRANDE (223-187 a.C.) Um dos reis Selêucidas (gregos) que são citados em "Macabeus I". Em épocas distintas, esses reis foram inimigos ou aliados dos hebreus retornados do exílio babilônico e disputavam com a dinastia dos Lágidas (Os Tolomeus, do Egito) o controle da Palestina.
236 - ANTÍOCO
IV, EPÍFANES (175-163 a.C.) Sucessor de Antíoco III, o Grande..
237 - ANTÍOCO
V, EUPATOR (163-162 a.C.) Sucessor de Antíoco IV, Epífanes.
238 - ANTÍOCO
VI, DIONISIO (145-141 a.C.) Sucessor de Antíoco V, Eupator.
239 - ANTÍOCO
VII, SIDETES (138-129 a.C.) Sucessor de Antíoco VI, Dionísio.
240 - ANTIÓQUIA
Cidade fundada por Selêuco Nicanor que lhe deu esse nome para homenagear a Antíoco, seu pai. Localizava-se nas proximidades da foz do rio Oronte e na época do Império Romano ocupava o terceiro lugar em ordem de importância, perdendo apenas para Roma e para Alexandria, no Egito. Era a capital da Síria e foi um dos primeiros centros de difusão do Cristianismo, sendo que nela é que se tornou comum o epíteto “cristão”.
241 - ANTIÓQUIA
DE PISÍDIA Localidade assim chamada para diferenciá-la de sua célebre homônima da Síria. Como perduram incertezas sobre seus confins, alguns estudiosos colocam-na na própria Frigia. Ver Pisídia.
242 - ANTIOQUIDES
Concubina do rei Antíoco IV, Epífanes, que recebeu de presente as cidades Tarso e Malo. Essa doação foi a causa de uma das revoltas populares da época.
243 - ANTIPAS
Fervoroso cristão que residia em Pérgamo e que ali foi martirizado pelos pagãos do lugar.
244 - ANTIPÁTRIDA
Localidade situada a meio caminho entre Jerusalém e Cesárea Marítima, na planície de Saron. Seu nome foi dado por Herodes, o Grande numa homenagem ao seu pai que a reconstruíra. Atualmente surge em seu lugar Ras El Ain, estação ferroviária entre Carmelo e Tell Aviv, no Estado de Israel.
245 - ANTÍPATRO
(1) É um nome grego ou hebraico helenizado e atesta certa cultura grega na família de quem o trazia. Antípatro, de Jasão, foi um dos escolhidos por Jônatas, dos Macabeus, para ser um dos embaixadores em Roma e em Esparta e renovar a aliança entre as nações.
246 - ANTÍPATRO
(2) O pai de Herodes, o Grande. Ver Herodes, o Grande.
247 - APELES
Fiel discípulo e companheiro generoso do Apóstolo Paulo.
248 - ÁPIA
A esposa de Filêmon. Ver Filêmon.
249 - APOCALIPSE
Vocábulo grego que significa: “Revelação” ou escrito profético.
250 - APOLO
Judeu, natural de Alexandria (no Egito) e dono de vasta cultura foi o precursor do Apóstolo Paulo em Éfeso. Porém, Apolo sabia pouco sobre o Cristianismo e acabou sendo instruído pelo casal Áquila e Priscila numa salutar troca de conhecimentos.
251 - APOLÓFANES
Membro das tropas aquarteladas na fortaleza de Gázara (Jazer). Provavelmente era um dos chefes da mesma.
252 - APOLÔNIA
Localidade situada a meio caminho entre Anfílope e Tessalônica. Ver Tessalônica.
253 - APOPI
Ver Afofi.
254 - APÓSTOLO
Termo grego que significa “enviado”. Em número de doze eram os representantes de Jesus, o Messias que os muniu de seus divinos poderes. Segundo Mateus obedeciam à seguinte ordem: Simão (chamado de Pedro), André, Tiago Maior, João, Felipe, Bartolomeu, Tomé, Mateus, Tiago Menor, Judas Tadeu, Simão e Judas Iscariotes.
255 - AQUIACAR
Forma deturpada pelos copistas da Bíblia do nome do rei da Média chamado Ciasar. Ver Ciasar.
256 - AQUICAR
(1) Grafado em hebraico “Ahikar”, é uma personagem famosa da literatura oriental por sua sabedoria e honestidade. Também é grafado Aquiacar, que é, aliás, a forma mais próxima à original na lenda da Síria.
257 - ÁQUILA
(1) A colina de Áquila, situada na região de Horesa, a leste de Zif, no território da tribo de Judá.
258 - ÁQUILA
(2) Embora portasse esse nome latino, era um dos hebreus que foram banidos de Roma pelo imperado Cláudio (41-54 dC.) e, provavelmente, já era cristão quando se uniu ao Apóstolo Paulo de quem se tornou ardente discípulo. Áquila era casado com Priscila que lhe acompanhava na sinceridade de sua fé e no apego ao Apóstolo. O casal foi frequentemente citado nas Epístolas de Paulo que lhes ressaltava a sincera piedade e generosidade.
259 - AQUILÃO
O vento do norte
260 - AQUIM
Descendente da linhagem do rei Davi e de Judá, Aquim foi o patriarca da linhagem donde nasceu Jesus, o Messias.
261 - AQUIMAÁS
(3) Pai do marido de Basemat, filha de Salomão, que era o “prefeito” do território de Neftali durante o reinado de Salomão.
262 - AQUIMELEC
(2) Heteu, foi um valoroso soldado dos exércitos do rei Saul.
263 - AQUINOAM
(2) Nascida em Jezrael, na Judéia, era uma das esposas do rei Davi e a mãe de Amnon.
264 - AQUIOR
Chefe dos Amonitas que foram cooptados por Holofernes, general assírio. Foi Aquior quem delatou aos hebreus os planos de seus inimigos e, após a vitória advinda da atitude de Judite, converteu-se ao judaísmo.
265 - AQUITOFEL
(1) Provavelmente trata-se do pai do fundador ou colonizador da região da Bersabéia.
266 - AR
HARES Localidade situada no território da tribo de Dã. Sua posição geográfica é incerta.
267 - AR
MOAB Termo que significa: “cidade de Moab”. Localidade situada no ângulo das fronteiras norte (rio Arnon) e oriental do país de Moab, do qual era a capital.
268 - AR
O mesmo que Ar Moab. Ver Ar Moab.
269 - ARA
(2) Localidade citada como sendo o destino dos hebreus deportados para a Assíria. A sua localização exata é desconhecida
270 - ARA
(3) O ancestral de uma das famílias hebréias que retornaram do exílio na Babilônia.
271 - ARA
(4) Localidade cujo nome se conserva no “Uadi (ribeirão)" Ara, grande via de comunicação entre as planícies de Saron e a de Esdrelon. Esse nome também é lembrado em Tel’Ara, a 18 km a leste da Cesárea Marítima.
272 - ARAB
Localidade pertencente ao território da tribo de Judá quando ocorreu a partilha das terras conquistadas pelos hebreus. Situava-se na região de montanhas
273 - ARABÁ
Região montanhosa, banhada pelo Mar Morto, situada no deserto de Sin, ao sul de Cades, a sudoeste de Amon e a oeste de Moab. Também era o nome dado ao vale do rio Jordão, frontal ao lago de Quenerot (ou Queneret, ou Genesaré, ou Tiberíades) que ainda hoje conserva esse nome. Arabá significa “estepe, planície estéril”.
274 - ARAC
Uma das capitais do reino de Nemrod.
275 - ARACEU
Povo descendente de Canaã.
276 - ARAD
Localidade que se situava a 30 km ao sul de Hebron, rumo à fronteira de Edom, no Negueb. Dela, resta o nome em Tel Arad.
277 - ARÁDIO
Povo descendente de Canaã.
278 - ARAM
(1) O país dos arameus, situado entre o rio Eufrates e a Palestina, ao norte do país de Basã, na Transjordânia.
279 - ARAM
DOS DOIS RIOS O mesmo que Aram Naraim. Ver Aram Naraim.
280 - ARAM
NARAIM Aram-Naraim significa: “Aram dos dois Rios”. Alguns traduzem como Mesopotâmia. É a região atravessada pelo rio Eufrates, na Síria setentrional. Nos séculos XVI e XV a.C. ali floresceu o reino hurrita de Mitani. Porém, alguns opinam que no livro “Juizes”, em lugar de Aram deve-se ler Edom, que é a região ao sul da Palestina. Nesse caso “Naaraim” seria uma glosa a ser desconsiderada.
281 - ARAMEUS
Povo descendente de Aram e de Sem. Os naturais do país de Aram. Ver Aram.
282 - ARAQUEU
Povo que descendia de Canaã, o qual, herdou a maldição de Cam e repassou-a aos seus descendentes.
283 - ARARA
Localidade pertencente ao território da tribo de Benjamim. A sua posição geográfica exata não é conhecida.
284 - ARARAT
Atualmente conhecida como Armênia é a região que se situava ao norte da Mesopotâmia, a sudoeste do Mar Cáspio e a sudeste do Mar Negro. Foi nela que Noé desembarcou após o Dilúvio. Nos textos cuneiformes é grafada como “Urartu”.
285 - ARAT
ADAR Região que demarcava a área que coube à tribo de Benjamin quando ocorreu a partilha das terras conquistadas pelos hebreus. Situava-se a noroeste de Jericó
286 - ARAÚNA
O mesmo que Areúna. Ver Areúna.
287 - ARBATES
Provavelmente é a região que atualmente é chamada de Arãbet El-Batof, situada na baixa Galiléia, ao norte de Nazaré.
288 - ARBE
Homem de elevada estatura e ancestral de Enac (ou dos enacins). Famoso gigante da antiguidade.
289 - ARBÉIA
Nome que deriva de “Arbe” ou de “Cidade de Arbe”, o antigo nome de Hebron. Foi nela que Sara, a esposa de Abrão, morreu. Ver Hebron.
290 - ARBELA
Provavelmente seja a localidade situada a cerca de 14 km de Legiun, perto de Magedo, na planície de Esdrelon.
291 - AREBA
Localidade pertencente ao território da tribo de Judá. Situava-se na região de montanhas.
292 - ARELOT
A colina onde os hebreus receberam a circuncisão. Por isso, também, é chamada de “colina dos prepúcios”.
293 - AREÓPAGO
Uma das três colinas existentes no flanco sudoeste da cidade de Atenas, fronteiriça a Acrópole. Era a sede do grande Conselho homônimo, composto por ilustres cidadãos detentores do poder judiciário e do que versava sobre os usos e costumes.
294 - ARETAS
Nome de diversos reis dos Nabateus (um dos povos árabes) que por volta de três séculos antes da era cristã fundaram um pequeno, mas florescente reino na Arábia do norte cuja capital era Petra.
295 - AREÚNA
O Jebuseu, remanescente da antiga população de Jerusalém. Areúna era o proprietário da eira (chácara), no cimo de uma colina, ao norte de Jerusalém, que foi comprada pelo rei Davi e onde, posteriormente , Salomão construiu o templo de Javé. Em “Crônicas” Areúna é chamado de “Ornan”. Ver Moriá.
296 - AREUS
Ver Ario.
297 - ARFAD
Localidade situada na Assíria e destino final dos israelitas que foram deportado durante o reinado de Oséias.
298 - ARFAXAD
(1) Citado em “Judite”, provavelmente, era um Sátrapa (Governador) nomeado pelo rei persa, haja vista, que, na época, a Média não constituía um reino independente. O certo é que Arfaxad era rebelde ao governo central.
299 - ARGOB
Região de Basã, na Transjordânia. Era o reino de Og que posteriormente foi conquistado por Jair, descendente de Manassés, que lhe mudou o nome para “Aldeias de Jair”.
300 - ARIARATES
Rei da Capadócia na época em que Simão, dos Macabeus, liderava Israel.
301 - ARIEL
(1) Nativo de Moab e pai de dois valorosos combatentes que foram mortos por Banaías, um dos heróis de Davi. Ariel significa: leão de Deus.
302 - ARIEL
(2) Um dos sábios chefes das famílias que compunham a comitiva de Esdras no retorno do exílio babilônico. Junto com outros, foi ele quem recrutou, em Casifia, os levitas que acompanhariam essa comitiva.
303 - ARIMATÉIA
Outro nome de Ramá, a cidade natal de Samuel. Ver Ramá.
304 - ARIO
(AREUS) Rei dos espartanos (da Cidade-Estado grega chamada Esparta) e antigo aliado dos hebreus. Reinou de 309 a 265 a.C., segundo os escritores gregos.
305 - ARIOC
(1) O chefe da guarda do soberano Nabucodonosor, na época do Profeta Jeremias.
306 - ARIOC
(2) Rei de Elasar, que foi um dos reinos envolvidos na “Guerra dos cinco Reis”. Ver Elasar.
307 - ARISTARCO
Natural de Tessalônica e discípulo do Apóstolo Paulo acompanhou-a até Roma e juntou-se-lhe na prisão que o Apóstolo sofreu.
308 - ARISTÓBULO
(1) Citado em "Macabeus 2" como o preceptor do rei Tolomeu VI, Filometor.
309 - ARISTÓBULO
(2) Patriarca de uma família fiel ao Cristianismo e amiga sincera do Apóstolo Paulo.
310 - ARMAGEDON
Nome hebraico que significa: “Monte de Magedo”, ou monte em cujas faldas estava situada a cidade de Magedo que foi palco de várias batalhas na Antiguidade, dentre as quais aquela em que tombou morto o rei Josias. Conforme o Apocalipse de São João, ali se reuniriam todos os inimigos pagãos para a batalha final contra as forças do Senhor.
311 - ARMATAIM
Outro nome de Ramá, a cidade natal de Samuel. Ver Ramá.
312 - ARNON
O rio Arnon, originário do planalto arábico, é um dos afluentes do Mar Morto. Atualmente é chamado de Mogib e era a linha de fronteira entre Amon e Moab, na Transjordânia.
313 - AROER
(1) Localidade pertencente ao território da tribo de Judá. Situava-se no extremo sul, rumo à fronteira de Edom, no Negueb
314 - AROER
(2) Localidade que se situava à margem do vale do rio Arnon, a suleste de Dibon e ao norte de Moab, na Transjordânia. Provavelmente seja essa a que é citada como frontal à Raba-Amon.
315 - AROER
(3) Localidade que é citada em “Isaías” e que pelo contexto parece indicar uma região do "Reino de Israel". Porém, pode ser que exista corrupção nesse texto. Algumas versões traduzem o termo hebraico “adead” como “para sempre”, pois é uma grafia muito semelhante a “Aroer”.
316 - ARPAD
Localidade situada a 20 km ao norte de Alepo na Síria setentrional. Atualmente é conhecida como Tell Erfad.
317 - ARQUIPO
DE COLOSSOS Um dos discípulos que o Apóstolo Paulo conquistou na região da Ásia Pro - consular. Provavelmente era filho de Filêmon e o governante da Igreja de Colossos quando Epafras ausentava-se. Ver Filêmon.
318 - ARROGANTE
Termo que identifica o inimigo de Deus, por excelência. Seja Satanás ou outra figura demoníaca. Em hebraico é “Rahab” e em outros lugares é descrito como se fosse um monstro aquático. Também é um símbolo do Egito.
319 - ARSA
Mordomo do palácio na época em que Ela governava o "Reino de Israel". Foi em sua casa que Zambri matou o rei.
320 - ARSACES
Imperador dos “Partos”. Ver “Partos”.
321 - ARTEMAS
Um dos discípulos do Apóstolo Paulo. Nada se conhece de sua biografia.
322 - ARUBOT
Termo que provavelmente é relacionado com Arab. Ver Arab.
323 - ARUMA
Provavelmente a atual El’ Orma, localidade situada a cerca de 10 km a sudeste de Siquém. Por ser um local alto (823 m) era muito adequado para moradia e para a defesa.
324 - ARVAD
Cidade Fenícia situada numa ilha homônima, na costa ao norte de Trípoli. Atualmente é chamada de Ruâd.
325 - ARVADEU
Povo que descendia de Canaã, o qual, herdou a maldição de Cam e repassou-a aos seus descendentes.
326 - ASÃ
(ASAN) Localidade destinada à tribo de Simeão e cedida para os levitas que descendiam de Caat, os caatitas
327 - ASAEL
(1) Levita que era um dos inspetores dos dízimos pagos durante o reinado de Ezequias no "Reino de Judá".
328 - ASAEL
(3) Pai de Jonatan que foi um dos comandantes dos hebreus no retorno do exílio babilônico.
329 - ASAF
(1) Pai de Joá que era o secretário durante o reinado de Ezequias.
330 - ASAF
(3) É citado em “Neemias” como o guarda (comandante?) do “Parque Real” e o responsável pelo fornecimento das madeiras necessárias para as reconstruções que Neemias pretendia fazer na Jerusalém de pós exílio babilônico.
331 - ASAÍA
(ASAÍAS) (3) É citado em "Crônicas" como descendente de Simeão e um dos líderes proeminentes de sua tribo.
332 - ASAIA
(ASAÍAS) (4) O camareiro e um dos ministros do rei Josias, no "Reino de Judá".
333 - ASALELFUNI
Em "Crônicas" é citado como filho do pai de Etam, ou seja, Zara. Porém, os termos "filho, pai etc." na Bíblia podem ter o sentido mais amplo que o da simples relação de parentesco. Todavia, é certo que descendia de Judá.
334 - ASANUA
É citado em "Crônicas" como descendente de Benjamim.
335 - ASARADON
Ver Assaradão.
336 - ASARAMEL
Palavra hebraica de significado discutível. Poderia indicar o lugar onde se realizava a reunião ou assembléia (em Jerusalém ou no Templo); cargo ou dignidade civil de Simão como chefe de Israel ou, simplesmente, assembléia geral. Todas as interpretações, porém, estão sujeitas a dúvidas.
337 - ASARMOT
Descendente de Jectã, de Héber, de Salé, de Arfaxad, de Sem e de Noé.
338 - ASASONTAMAR
Território dos Amalecitas e Amorreus, povos que descendiam de Canaã.
339 - ASCALON
Localidade situada a uns 30 km ao norte de Gaza, no litoral do Mediterrâneo. Era uma das cidades que formavam a pentarquia filistéia e em “Samuel” essa localidade é tomada como representante geral das cidades filistéias. Alguns estudiosos acreditam que havia outra localidade com esse nome, da qual subsiste a memória na atual Hibert Askalun, situada a uns 5 km ao sul de Tamna.
340 - ASDOD
O nome em hebraico da localidade chamada Azot, segundo a forma grega. Ver Azot.
341 - ASEDIM
(ASSEDIM) Localidade que integrava a área destinada à tribo de Neftali quando ocorreu a partilha das terras conquistadas pelos hebreus
342 - ASEM
Localidade destinada à tribo de Simeão. Sua posição geográfica é incerta.
343 - ASEMONA
Localidade que demarcava a área que coube à tribo de Judá e uma das fronteiras da “Terra Prometida”.
344 - ASENA
Localidade pertencente ao território da tribo de Judá. Situava-se na região de planícies
345 - ASERA
Divindade Cananéia que era simbolizada por um tronco da madeira do mesmo nome.
346 - ASFAR
A Cisterna de Asfar, provavelmente, localizava-se onde atualmente encontram-se as ruínas de Bir-Ez-Za’feran, 5 km ao sul de Técua. Ou, então , as colinas de Safra, a sudoeste de Engandi.
347 - ASFENEZ
O mordomo do rei Nabucodonosor que foi o responsável pela escolha do Profeta Daniel, entre outros, para servir na corte.
348 - ASIARCAS
Titulo oficial dos magistrados que regulamentavam os cultos e as festas religiosas na província romana de Éfeso.
349 - ASIEL
(1) É citado em "Crônicas" como descendente de Simeão e um dos líderes proeminentes de sua tribo. Asiel foi o pai de Saraia que, também, foi um dos chefes dessa tribo
350 - ASIEL
(2) Ver Jasiel.
351 - ASIMA
Deus pagão dos habitantes de Emat.
352 - ASINCRITO
Um dos caros irmãos de fé que o Apóstolo Paulo cita em sua Epístola aos Romanos.
353 - ASIONGABER
(ASION-GABER) Localidade que se situava junto ao norte do Golfo de Ácaba, no Mar Vermelho, nas proximidades da antiga Elat, no país de Edom.
354 - ASIR
(1) É citado em "Crônicas" como descendente de Caat e de Levi.
355 - ASIR
(2) Ver Assir.
356 - ASKENAZ
Povo que descendia de Jafé, filho de Noé, e que era chamado de “Citas” pelos gregos. O nome da região em que esse povo habitava, situada ao norte da Assíria.
357 - ASLIAS
O pai de Safã, que foi o secretário durante o reinado de Josias.
358 - ASMODEU
Conforme a raiz hebraica “Samad” que significa: “o destruidor”. É o nome de um dos demônios. Alguns crêem tratar-se de “Asma Daeva” o pior demônio do “Avesta” (o livro sagrado dos persas).
359 - ASMONÉIA
A dinastia dos Macabeus. Ver Judas Macabeu. Ver Asmoneus.
360 - ASMONEUS
A dinastia dos Macabeus, inaugurada em 141 a.C.por Simão, pai de Judas.
361 - ASNÁ
Membro da classe dos “Oblatos” é citado em "Esdras" como o patriarca de uma das famílias hebréias que retornaram do exílio na Babilônia
362 - ASQUENAZ
(ASQUENEZ) Ver Askenaz.
363 - ASRIEL FILHO
de Galaad, neto de Maquir, bisneto de Manassés, trineto de José e tetraneto de Jacó
364 - ASSARADON
O mesmo que Assaradão. Ver Assaradão.
365 - ASSE
Moeda romana feita de cobre que em épocas distintas teve diferentes valores.
366 - ASSIDEUS
(HASIDIM) Em hebraico “Hasidim” que significa: “devotos”. Os Assideus formavam um grupo de pessoas muito apegadas à “Lei” de Moisés e à mais rígida interpretação da mesma. A esse grupo pertencia a família de Judas Macabeu.
367 - ASSIR
(3) Diminutivo de Assíria. Ver Assíria.
368 - ASSÍRIA
Região situada ao norte da Mesopotâmia, a nordeste da Palestina e banhada pelos rios Tigre e Eufrates. Era um local muito vulnerável a invasões pois era o caminho natural entre a Ásia e o Mediterrâneo e por isso é que o seu nome é um derivativo de “Assur” que significa: “lugar de passagem”. Tornou-se, com o tempo, um poderoso império que conquistou grande parte do antigo oriente, inclusive a Palestina. Foi nessa região que Ismael, filho de Abrão e de Agar, domiciliou-se.
369 - ASSIS
A encosta de Assis é geralmente situada no atual “Uadi” (ribeirão) Hasas, a sudoeste de Técua.
370 - ASSNAA
O ancestral de uma das famílias hebréias que retornaram do exílio babilônico.
371 - ASSO
Localidade situada na Misia, fronteiriça à ilha de Lesbos cuja capital chamava-se Mitilene.
372 - ASSUR
(1) A antiga capital do reino assírio (na época do rei Tiglatpileser I), situada nas margens do rio Tigre, ao sul de Ninive e ao norte da Babilônia. Provavelmente foi fundada em 1.300 a.C.e suas ruínas foram descobertas, nos últimos anos, perto de Kalaat Shergat.
373 - ASSUR
(2) Sinônimo de Assir, isto é, da Assíria.
374 - ASSUR
(4) Nascido em Senaar foi o construtor de importantes cidades.
375 - ASTAROT
CARNAIM Localidade que atualmente é chamada de Tell Astara ou de Astarot ou de Dera’a. Situa-se a 25 km a noroeste da antiga Edrai, no país de Basã, na Transjordânia.
376 - ASTAROT
O mesmo que Astarot Carnaim. Ver Astarot Carnaim.
377 - ASTARTE
Deusa venerada principalmente pelos fenícios, para quem representava a fecundidade da natureza.
378 - ASTÍAGES
Rei do Medos que antecedeu a Ciro no reino da Pérsia.
379 - ATAC
Um dos eunucos que serviam a Ester no palácio de Xerxes I.
380 - ATALIA
(2) Filha de Acab e de Jezabel, neta de Amri e mãe do rei Acazias (Ocozias). Atalia, ao saber da morte de Acazias, liquidou toda a descendência da casa real e usurpou o trono do "Reino de Judá" por seis anos e praticou vários pecados contra Javé.
381 - ATÁLIA
(3) O nome do porto que existia em Perga, a capital da Panfilia.
382 - ATALIAS
Descendente de Elam e pai de Isaías que foi um dos comandantes dos hebreus no retorno do exílio babilônico.
383 - ÁTALO
Rei de Pérgamo, na Ásia Menor, na época em que Simão, dos Macabeus, liderava Israel.
384 - ATAR
Localidade destinada à tribo de Simeão. Sua posição geográfica é incerta.
385 - ATARGATES
Divindade Assíria cujo primeiro elemento do nome “Atar” é a forma aramaica do nome cananeu “Astartarte”. O segundo elemento “Gates” é afim com o frígio “Ates”.
386 - ATAROT
ARAC Região de fronteira da área que coube à tribo de Efraim quando ocorreu a partilha das terras conquistadas pelos hebreus
387 - ATAROT
Localidade situada ao norte de Jericó, no território de Galaad, na Transjordânia.
388 - ATENÓBIO
Citado em "Macabeus I" era um servidor do rei Antíoco VII, Sidetes. Foi Atenóbio quem levou a mensagem de guerra de seu rei para Simão, dos Macabeus.
389 - ATER
Descendente de Ezequias e de Levi e membro da classe dos “Porteiros do Templo”, é citado em "Esdras" como o ancestral de uma das famílias hebréias que retornaram do exílio na Babilônia.
390 - ATLAI
Descendente de Bebai foi um dos chefes de famílias hebréias que retornaram do exílio babilônico.
391 - ATOROT
E NAARATA O mesmo que Atarot. Ver Atarot.
392 - ATROT
BET JOABA Localidade fundada por Salma (Salmon), o filho de Hur e neto de Caleb, da linhagem de Judá.
393 - ATROT
SOFÃ Localidade que coube à tribo de Gad. Situava-se fora do território de Canaã, na Transjordânia.
394 - AURÃO
Preceptor e, depois, ministro e chefe das tropas de Lisimaco, o rei assírio. Ver Lisimaco.
395 - AUSTRO
O vento do sul.
396 - AVA
Localidade situada na Assíria e destino final dos israelitas que foram deportado durante o reinado de Oséias.
397 - AVERNO
O lugar dos mortos. Equivalente ao “Hades” em grego e ao Se’ol em hebraico.
398 - AVIM
Localidade que integrava a área destinada à tribo de Benjamim quando ocorreu a partilha das terras conquistadas pelos hebreus
399 - AVIT
Cidade governada por Badad que derrotou os Madiãnitas nos campos de Moab.
400 - AZALA
Localidade que a tradição árabe identifica com a hodierna capital do Iêmen chamada San’a.
401 - AZANIAS
Descendente de Levi e pai de Jesus (homônimo do Messias) que era o ancestral de uma das famílias que retornaram do exílio babilônico.
402 - AZAREEL
Membro da tribo de Benjamim, foi um dos que seguiram Davi enquanto ele era perseguido pelo rei Saul.
403 - AZAZEL
É um anjo identificado com a justiça. Havia um costume hebreu (Pré-cristão) de sacrificar dois bodes em certa data, enviando-os para o deserto. Um era consagrado a Javé e o outro para Azazel. O bode oferecido a Azazel devia carregar todos os pecados da aldeia. Era o famoso “bode expiatório”. Mesmo sendo um anjo e tendo ensinado aos Homens a fabricação de armas e de cosméticos, certos teólogos consideram-no um ser do Mal, pois Azazel é um termo hebraico que significa “a perdição”. Tanto pode ser o nome dum principio maléfico que personifica a destruição total, como pode ser um nome abstrato que significa “remoção completa”.
404 - AZBUC
Pai de Neemias, o “prefeito” de metade do distrito de Bet-Sur.
405 - AZECA
Localidade pertencente ao território da tribo de Judá. Situava-se na região de planícies, a cerca de 30 km a sudoeste de Jerusalém. Atualmente é chamada de Tell Zacarias.
406 - AZGAD
O ancestral de uma das famílias hebréias que retornaram do exílio na Babilônia.
407 - AZIMA
Palavra grega que significa “sem fermento”.
408 - AZIMOS
O outro nome da festa da Páscoa. É uma referência aos pães de ázimo (sem fermento) que eram consumidos nestas festas.
409 - AZIZA
Descendente de Zatu foi um dos chefes das famílias hebréias que retornaram do exílio babilônico.
410 - AZMAVET
Localidade próxima de Jerusalém que é citada em “Neemias” como o domicilio dos levitas “Cantores” do Templo.
411 - AZMOT
(4) O texto massorético pronuncia “Azmauet” e, também, é chamada de Bet-Azmot. Provavelmente seja a localidade que atualmente é chamada de El-Hizma, situada a cerca de 7 km ao norte de Jerusalém.
412 - AZMOT
(Aznot) (5) Natural de Baurim era um dos chamados "Heróis de Davi". Estes, compunham um grupo de proeminentes guerreiros fiéis ao rei Davi.
413 - AZNOT
(AZANO) TABOR Localidade que integrava a área destinada à tribo de Neftali quando ocorreu a partilha das terras conquistadas pelos hebreus
414 - AZOR
Localidade situada a sudeste de Jafa, nas proximidades do Mediterrâneo.
415 - AZOT
(1) Em hebraico, “Asdod”. Cidade situada ao norte de Ascalon e de Gaza, no litoral do Mediterrâneo. Era uma da pentapólis filistéia. Atualmente é chamada de Esdud.
416 - AZOT
(2) O monte Azot, citado em "Macabeus I", é desconhecido e não pode ser relacionado com a cidade homônima, pois esta se situa na planície e muito longe da batalha referida. Conjecturou-se ser “Azor” e pensou-se que poderia ser o atual “Asur” – pico elevado (1.011m) – a uns 10 km a nordeste de El-Bire. O historiador José Flávio, grafa “Aza” ou “Eza”, mas o nome, de toda maneira, é duvidoso e é possível que se trate apenas de um erro dos copistas.
417 - AZOTO
O mesmo que Azot. Ver Azot.
418 - AZUBA
(2) Filha de Selaqui (Selai), foi a mãe de Josafá, o sucessor de Asa no trono do "Reino de Judá".
419 - AZUR
(1) O ancestral de uma das famílias hebréias que retornaram do exílio babilônico.
420 - AZUR
(2) Pai de Jaazanias, um dos líderes da corrompida Jerusalém que o Profeta Ezequiel vislumbrou na sua visão profética.
421 - BAAL
(1) Originalmente esse termo significava: “Patrão, Senhor ou Marido”. Posteriormente tornou-se o nome próprio da principal divindade dos fenícios e dos cananeus. Era o “Deus da Fertilidade”.
422 - BAAL
BERIT Termo hebraico que significa: “Senhor do pacto”. Era uma das divindades pagãs.
423 - BAAL
FARASIM, em hebraico, é o plural de “farés”, que significa: ”ruptura, brecha”. Disso resultou o termo composto “Senhor das Rupturas”. É uma localidade de posição incerta, porém, pelo contexto, acredita-se que estivesse no Vale de Rafaim, nas proximidades de Jerusalém. Foi ali que Davi desbaratou os filisteus na sua primeira vitória após ter sido coroado rei.
424 - BAAL
FEGOR Obscena divindade pagã de Moab. São Jerônimo relaciona-a com Priápo, divindade do paganismo clássico.
425 - BAAL
GAD Localidade que tomava o nome de um santuário da divindade (Baal) Cananéia chamada Gad (Fortuna). Alguns acreditam ser a atual Hasbéia, na encosta ocidental do monte Hermon. Outros acreditam ser a hodierna Baal-Bek.
426 - BAAL
HAMON Nome mais simbólico que real de um desconhecido lugar da Palestina.
427 - BAAL
HASOR Localidade situada a 8 km ao sul de Silo. Atualmente é chamada de Tel ’ Asur.
428 - BAAL
MEON Localidade que outrora pertencia ao reino do soberano Seon e depois ao território da tribo de Rúben. Situava-se na Transjordânia, na região compreendida pelos rios Arnon e Jaboc.
429 - BAAL
SALISA Localidade situada a 22 km ao norte de Lida e a igual distância, a sudoeste, de Siquém, no território da tribo de Efraim. Atualmente, nessa região, encontram-se as ruínas de Seresia e de Kefer-Tilt, cujos nomes poderiam derivar de Salisa.
430 - BAAL
SEFON Região litorânea do Mar Vermelho
431 - BAAL
TAMAR Localidade situada 1 km a nordeste de Gabaá (Tell-El-Ful), no território da tribo de Benjamim. No século IV d.C. era conhecida como Bet-Tamar e, provavelmente, seja a atual Ras Tawil.
432 - BAAL
ZEBUB (BAALZEBU) Nome que significa: “Senhor das Moscas”. Era uma divindade Cananéia. Nos Evangelhos, em grego, o nome é grafado como Belzebu e passou a ser sinônimo de “Príncipe dos Demônios”. Textos antigos, em fenício, trazem “Zebul” ou “Zebel” que é nome ou o título de divindade e levam a crer que Baalzebu seja a forma genuína que depois foi deformada em Baalzebub.
433 - BAALA
O outro nome de Cariat-Jearim. Ver Cariat-Jearim.
434 - BAALAT
BEER Provavelmente seja outra forma de grafar Baalot. Ver Baalot.
435 - BAALAT
Localidade que integrava o território da tribo de Dã.
436 - BAALHNAN
Natural de Geder era o supervisor das oliveiras e dos sicômoros durante o reinado do rei Davi.
437 - BAALIA
Natural de Haruf e membro da tribo de Benjamim foi um dos que seguiram Davi enquanto ele era perseguido pelo rei Saul.
438 - BAALIS
Rei dos amonitas foi o mandante do assassinato de Godolias, governador da Judéia, após a queda de Jerusalém ante os Caldeus.
439 - BAANA
(4) Pai de Sadoc era o ancestral de uma das famílias que retornaram do exílio babilônico.
440 - BAARA
Uma das esposas que foram rejeitadas por Saaraim, membro da tribo de Benjamim.
441 - BABEL
Em hebraico o verbo “Confundir” é dito “balal”. Disso poder-se-ia formar o substantivo “Babel” que significa: “Confusão”. Esse nome coincide com o da localidade onde os semitas que desciam da região alta do Ararat tentaram construir uma torre que atingisse o céu, sendo castigados por Javé com a mistura dos idiomas, por essa pretensão arrogante. Babel foi uma das capitais do reino de Nemrod.
442 - BABILÔNIA
Uma das “Cidades-Estado” que surgiram com o desmembramento do Império Acádio, por volta de 1.950 a.C. Situava-se na margem oeste do rio Eufrates, no sul da Mesopotâmia, no noroeste do golfo Pérsico e ao norte do país Elam. Sua população era formada, basicamente, por povos cananeus de origem semítica que, com o tempo, formaram um poderoso império que dominou grande parte do antigo Oriente, inclusive a Palestina. Dessa dominação é que resultou o célebre “exílio babilônico” do qual os judeus só foram libertados quando o imperador persa, Ciro, conquistou essa cidade.
443 - BACAIM
Termo hebraico de forma plural e de significado incerto. Alguns o interpretam como nome de um lugar. Outros, que se trata de uma espécie de árvore.
444 - BACBACAR
É citado em "Crônicas" como descendente de Levi. Não há menção de sua ascendência direta.
445 - BACBUC
Membro da classe dos “Oblatos” é citado em "Esdras" como o patriarca de uma das famílias hebréias que retornaram do exílio na Babilônia
446 - BADACER
O escudeiro de Jeú, o 10o soberano do "Reino de Israel". A sua linhagem genealógica não é conhecida.
447 - BAGATÃ
Um dos eunucos do rei Xerxes que conspiravam contra ele. Tendo sido descoberto por Mardoqueu, que o delatou, foi condenado à morte.
448 - BAGOAS
Citado em “Judite”, provavelmente, seria o confidente intimo do rei Artaxerxes III. Bagoas é um nome persa (derivativo de “baga” que significa Deus), tão comum aos eunucos da corte persa que acabou por tornar-se seu sinônimo.
449 - BAGOI
Um dos hebreus exilados que voltaram para a Judéia sob o comando de Zorobabel.
450 - BAKBUKIAS
Descendente de Levi e chefe de uma das famílias de levitas que serviam no Templo como “Porteiros” ou como “Cantores”, na época de Neemias governador e de Esdras Sacerdote.
451 - BAL
HERMON Provavelmente trata-se de um sinônimo de Baal-Gad. Ver Baal-Gad.
452 - BALA
(2) Serva de Raquel, uma das esposas de Jacó. Bala foi a mãe biológica de Dã e de Neftali.
453 - BALA
(3) Localidade que era habitada pelos descendentes de Simeão. Também é chamada de Bela. Ver Bela.
454 - BALADÃ
Rei da Babilônia e pai de Merodac-Baladã.
455 - BALDAQUIM
Espécie de trono cercado de suntuosa decoração.
456 - BALOT
Localidade pertencente ao território da tribo de Judá. Situava-se no extremo sul, rumo à fronteira de Edom, no Negueb.
457 - BALTESSAR
(BALTESASSAR) O nome que foi dado ao Profeta Daniel quando ele foi convocado a prestar serviços na corte do rei Nabucodonosor. Baltesassar (que em acádio é grafado “Balat-Su-Usur”) significa: “Protegei [ó Deus] a sua vida”.
458 - BAMA
Provavelmente seja uma aliteração intencional do nome hebraico “Há-Bã-Mã” (lugar alto).
459 - BAMOT
BAAL Ou “Alturas de Baal”. Monte situado nas proximidades do monte Fasga, na Transjordânia.
460 - BANAÍAS
(1) É citado em "Crônicas" como descendente de Simeão e um dos proeminentes líderes de sua tribo.
461 - BANAÍAS
(3) É citado em "Crônicas" como descendente de Levi e um dos “Porteiros” do Templo em Jerusalém.
462 - BANAÍAS
(4) Natural de Faraton e descendente de Efraim era um dos chefes militares durante o reinado de Davi.
463 - BANAÍAS
(5) Descendente de Faat-Moab foi um dos líderes dos hebreus que retornaram do exílio babilônico
464 - BANAÍAS
(6) Descendente de Faros foi um dos chefes das famílias hebréias que retornaram do exílio babilônico.
465 - BANAÍAS
(7) Descendente de Nebo e o patriarca de uma das famílias hebréias que retornaram do exílio babilônico.
466 - BANAÍAS
(8) O pai de Peltias, um dos líderes da corrompida Jerusalém que o Profeta Ezequiel enxergou na visão que teve graças aos querubins de Javé.
467 - BANE
BARAC Localidade situada a 5 km a leste de Jafa. Nas inscrições de Senaquerib é grafada Barnabarka e atualmente é chamada de Ibn-Ibrak.
468 - BANI
(1) Chamado de “O Gadita” era um dos componentes do grupo "Dos Trinta", a guarda pessoal do rei Davi.
469 - BANI
(3) É citado em "Crônicas" como descendente de Farés e de Judá.
470 - BANINU
Descendente de Levi era o ancestral de uma das famílias hebréias que retornaram do exílio babilônico.
471 - BÁQUIDES
O general escolhido pelo rei Demétrio, dos Selêucidas, para escoltar e apoiar militarmente a Alcimo quando este pretendeu golpear a liderança de Judas Macabeu.
472 - BAQUIM
Provavelmente seja o mesmo que Bacaim. Ver Bacaim.
473 - BARA
Rei de Sodoma, uma das localidades destruída por Javé em razão da devassidão de seus costumes.
474 - BARACA
Natural de Anatot e membro da tribo de Benjamim, foi um dos que seguiram Davi enquanto ele era perseguido pelo rei Saul.
475 - BARCOS
Membro da classe dos “Oblatos” é citado em "Esdras" como o patriarca de uma das famílias hebréias que retornaram do exílio na Babilônia
476 - BARIA
É citado em "Crônicas" como filho de Semei e descendentes de Gerson e de Levi. Cabe notar que em hebraico não existem os termos "netos, bisnetos" etc., portanto, os vocábulos "filho (s)", "irmão(s)", entre outros, podem significar "descendentes", "conterrâneos" etc.
477 - BARJESUS
Falso Profeta que habitava em Pafos. Barjesus era judeu e adotou o codinome de “Elimas” para causar maior impressão com seus ilusionismos. Porém, foi desmascarado pelo Apóstolo Paulo e como castigo ficou cego por certo tempo.
478 - BARNABÉ
(1) Colaborador do Apóstolo Paulo e seu companheiro nas suas viagens apostólicas.
479 - BARRABÁS
Judeu que fora preso por causa de uma tentativa de insurreição e por um homicídio. Barrabás foi posto em liberdade por um indulto que se dava em certas épocas e para atender ao apelo dos Fariseus que entre ele e Jesus, o Messias optaram pelo assassino para poderem legitimar a morte do Nazareno.
480 - BARTIMEU
O cego que é citado no Evangelho de Marcos e que foi curado por Jesus, o Messias.
481 - BARTOLOMEU
(NATANAEL) – APÓSTOLO Também conhecido como Natanael era natural de Caná, na Galiléia, e teria sido apresentado a Jesus, o Messias pelo Apóstolo Felipe que talvez fosse seu irmão. Bartolomeu pregou na Índia, na Armênia, Irã, Síria e por algum tempo na Grécia, junto com Felipe. A tradição diz que Bartolomeu trazia consigo o perdido “Evangelho Herético” de Matias (ou Mateus) escrito em hebraico e que diferia dos evangelhos gregos (Mateus, Marcos, Lucas e João) por considerar o Espírito Santo como a “mãe de Cristo” e Jesus, o Messias apenas como um irmão mais velho e líder da comunidade dos santos.
482 - BARUC
(1) Membro da classe dos Sacerdotes e o patriarca de uma das famílias hebréias que retornaram do exílio babilônico.
483 - BASÃ
(BASAN) Reino governado por Og, situado entre Galaad, ao sul, e a terra dos Arameus, ao norte. Posteriormente esse território foi conquistado pelos hebreus. Basã também é o nome da fértil planície que se estende ao Ocidente do monte Haurã (atual Gebel Druz), a nordeste do lago Tiberíades (ou de Genesaré). Era chamada pelos gregos de “Batanéia” e atualmente é conhecida como “En-Nukra”.
484 - BASCAMA
O nome grego de Sicama, localidade situada no promontório do Monte Carmelo.
485 - BASCAT
Localidade pertencente ao território da tribo de Judá. Situava-se na região de planícies
486 - BASEMAT
(1) Filha do heteu Elon, irmã de Nabaiot, esposa de Esaú e nora de Isaac.
487 - BASLUT
(BASLOT) Membro da classe dos “Oblatos” é citado em "Esdras" como o patriarca de uma das famílias hebréias que retornaram do exílio na Babilônia
488 - BATANÉIA
O mesmo que Basã. Ver Basã.
489 - BATUEL
(2) Localidade destinada à tribo de Simeão quando ocorreu a partilha das terras conquistadas pelos hebreus.
490 - BAURIM
Vila situada a oriente de Jerusalém, nos limites da tribo de Benjamin, na estrada que leva a Jericó.
491 - BEAN
Ver beanitas.
492 - BEANITAS
Habitantes de Bean ou Beon, localidade da região de Moab, na Transjordânia. Ou, então , uma tribo árabe pouco conhecida, que vivia de saques.
493 - BEBAI
O ancestral de uma das famílias hebréias que retornaram do exílio na Babilônia.
494 - BECRI
O mesmo que Bocri. Ver Bocri.
495 - BECRITAS
Sequazes de Becri.
496 - BEDAÍAS
Um dos chefes das famílias hebréias que retornaram do exílio babilônico.
497 - BEER
ELIM Talvez seja a outra forma de grafar Beer, localidade situada na fronteira sul do país de Moab, na Transjordânia.
498 - BEER
Termo hebraico que significa: “Poço”. Provavelmente trata-se de Beerot. Ver Beerot.
499 - BEEROT
Localidade vizinha de Betel, cerca de 16 km ao norte de Jerusalém. Geralmente é identificada a atual El-Bire. Em “Macabeus” é grafada Beret.
500 - BEESTERÁ
“Cidade refúgio” cedida pela meia tribo de Manassés para os levitas que descendiam de Gerson, os Gersonitas.
501 - BEL
É o nome babilônico de Baal, a principal divindade do paganismo semítico.
502 - BELA
(2) a) Filho de Beor e rei de uma das regiões do território de Edom. b) Localidade citada no "Gênesis" como um dos envolvidos “na guerra dos cinco reis”. Posteriormente teve o seu nome mudado para Segor e após a conquista da Palestina pelos hebreus foi destinada à tribo de Simeão.
503 - BELAAM
A outra forma de grafar o nome da cidade de Jeblaam. Ver Jeblaam.
504 - BELÉM
DA JUDÉIA Localidade que ainda conserva esse nome e que se situa ao sul de Jerusalém e a nordeste de Etam. Foi a terra natal do Rei Davi e de Jesus. É chamada de “Belém de Judá” para diferenciá-la da homônima que se situava no território de Zabulon.
505 - BELGA
(1) Levita que descendia de Caat e que exercia as funções de Sacerdote no Templo de Jerusalém quando da assunção do rei Davi ao trono de Israel.
506 - BELGA
(2) Um dos líderes da classe dos Sacerdotes que voltaram do exílio babilônico sob a liderança de Zorobabel. Belga era o ascendente de Samua.
507 - BELGAI
Um dos líderes da classe dos Sacerdotes e o patriarca de uma das famílias hebréias que retornaram do exílio babilônico.
508 - BELIAL
Termo hebraico que significa “abjeto, perverso”. Disso resultou o nome próprio de um dos demônios.
509 - BELMAIN
Localidade que se situava a 7 km de Dotain, na planície de Esdrelon. É uma variante de Jeblaam. Ver Jeblaam.
510 - BELSAN
Um dos hebreus exilados que voltaram para a Judéia sob o comando de Zorobabel.
511 - BEN
ADAD I É o terceiro sucessor de Rezon, que sob o reinado de Salomão sacudiu o jugo dos hebreus e se fez proclamar rei de Damasco. Ver Ben Hadad.
512 - BEN
AMI Termo hebraico que significa: “filho de meu parente”. Esse nome deve-se ao fato de Ben-Ami ser filho de Ló com Jesca, a sua filha mais nova. Ben-Ami é o ancestral dos amonitas.
513 - BEN
ENOM Localidade situada a noroeste de Jericó, na fronteira entre os territórios das tribos de Judá e de Benjamim.
514 - BEN
HENON O vale de Ben-Henon localiza-se ao sul da cidade de Jerusalém. Também é chamado de “Vale do Henon” donde provem o termo “Geena” (inferno) usado nos Evangelhos.
515 - BEN
ONI Termo hebraico que significa: “filho de minha dor”. Foi o primeiro nome dado a Benjamin, o último filho de Raquel e de Jacó, numa alusão à dor que Jacó sentia pela perda de seu filho José.
516 - BENAIL
Um dos chefes durante o reinado de Josafá no "Reino de Judá".
517 - BENÇÃO
O vale da Benção, que em hebraico é grafado “Beraca”. Provavelmente se relacione com o atual “Uadi” (ribeirão) Bereicut, a oeste de Técua.
518 - BENÊ
BARAC (BANE BARAC) Localidade que integrava a área destinada à tribo de Dã quando ocorreu a partilha das terras conquistadas pelos hebreus
519 - BENÊ
JACÃ Um dos locais onde os hebreus acamparam durante a marcha em busca da “Terra Prometida”
520 - BENJAMIM
(1) Descendente de Levi, era o encarregado de distribuir os dízimos aos outros levitas e sacerdotes em sua comunidade.
521 - BENJAMIM
(3) Descendente de Harim, era um dos líderes dos judeus que retornaram do exílio babilônico e ajudaram na reconstrução do Templo e dos muros de Jerusalém.
522 - BENUI
(1) Descendente de Faat-Moab foi um dos chefes das famílias hebréias que retornaram do exílio babilônico.
523 - BEON
Provavelmente seja a forma contrita de grafar Baal-Meon. Ver Baal-Meon.
524 - BEOR
O pai de Balaão. Geralmente seu nome é alterado para “Bosor”. Ver Bosor.
525 - BERA
(1) O rei de Sodoma na época da guerra dos cinco reis, conforme citação no "Gênesis".
526 - BERA
(2) O mesmo que Beerot. Ver Beerot.
527 - BERALA
O mesmo que Merala, Ver Merala.
528 - BERÉIA
Localidade situada a 75 km a oeste de Tessalônica, na via Egnácia. Era a capital da 3a região Macedônica e atualmente é chamada de Verria.
529 - BERENICE
A irmã de Drussila e de Herodes Agripa. Berenice após ouvir as argumentações dos Apóstolo Paulo declarou-o inocente. Ver Drussila e Agripa.
530 - BERET
Outra forma de grafar Beerot. Ver Beerot.
531 - BEROT
O mesmo que Beerot. Ver Beerot.
532 - BEROTAÍ
Possivelmente seja a localidade chamada Berot (Beerot) que é citada nas listas do faraó Totmés (Tutmés). Ver Beerot.
533 - BERSA
O rei de Gomorra na época da “guerra dos cinco reis”, conforme citação no "Gênesis".
534 - BERSABÉIA
(1) Região árida e seca situada nas proximidades do deserto de Negueb. Nela, ficava o “Poço do Juramento” ou “Poço das sete ovelhas”.
535 - BERSABÉIA
(2) Cidade homônima ao deserto que a rodeava, localizada no território da tribo de Simeão, a sudoeste de Hebron e a oeste do Mar Morto.
536 - BERZELAI
Rei de Rogelim, região situada no território de Galaad. O seu nome passou a ser o sobrenome de uma família de sacerdotes hebreus através do matrimônio com uma de suas filhas. Foi uma forma de homenageá-lo pelo abrigo que deu ao rei Davi quando esse fugia de Absalão. Membros dessa família estavam entre os que retornaram do exílio babilônico.
537 - BESAI
Membro da classe dos “Oblatos” é citado em "Esdras" como o patriarca de uma das famílias hebréias que retornaram do exílio na Babilônia
538 - BESECAT
Localidade que foi o berço de Idida, a mãe do rei Josias. A sua localização é desconhecida.
539 - BESELAL
Descendente de Faat-Moab foi um dos líderes dos hebreus que retornaram do exílio babilônico.
540 - BESELEM
Membro da corte do imperador Artaxerxes I, foi um ferrenho adversário dos hebreus retornados do exílio babilônico.
541 - BESODIAS
Pai de Mesulam que foi um dos que ajudaram na reconstrução de Jerusalém, após o exílio babilônico, sob a supervisão de Neemias.
542 - BESOR
Localidade situada no sul da Palestina. Sua posição geográfica exata não é conhecida.
543 - BESTA
– A MARCA Nos tempos das perseguições ao Cristianismo, era comum a exposição de ídolos pagãos nos comércios e nos tribunais com o intuito de que quem quisesse comprar algo ou recorrer à Justiça cumprisse antes um ato de adoração à divindade pagã, recebendo assim uma marca (talvez uma espécie de tatuagem) na mão ou na testa, sendo que tal marca, provavelmente, seria o numeral 666.
544 - BESTA
DA TERRA A segunda Besta representa a bruxaria, a adivinhação, os oráculos e os institutos pagãos que, adulando servilmente ao poder imperial romano, servia-se dele como instrumento de vil domínio e de injustiças.
545 - BESTA
DO MAR A Besta que é vista surgir do mar reúne em si as características dos três primeiros animais que o Profeta Daniel viu surgir do Mar e representa o Império Romano pagão que perseguiu durante dois séculos e meio a Igreja cristã. A citada “ferida mortal” numa das cabeças parece aludir a uma das sérias crises que o Império sofreu na época da morte de César, mas que conseguiu superar.
546 - BET
ACARÉM Localidade que provavelmente situava-se entre Jerusalém e Tece.
547 - BET
AESEL Lugar desconhecido que pode ser um nome comum. Na “Vulgata” esse nome é traduzido como “a casa vizinha”.
548 - BET
AGAN Em hebraico significa “casa (ou lugar) do jardim”. Provavelmente é o mesmo que En-Ganim (fonte do jardim), situada no território da tribo de Issacar, a 10 km ao sul de Jezrael, na estrada que leva a Samaria. Atualmente é chamada de Genim.
549 - BET
ANAT Localidade que se situava a leste de Aco, no norte da Palestina.
550 - BET
ANOT Localidade revelada pelas ruínas de Bet-Enun, situada a sudoeste de Bet-Sur, na região de montanhas, no território da tribo de Judá.
551 - BET
ARÃ Localidade que coube aos descendentes de Gad, após a conquista da “Terra Prometida”. Situava-se na Transjordânia e era favorável ao pastoreio.
552 - BET
ARABÁ Localidade pertencente ao território da tribo de Judá que se situava na região desértica, na fronteira com o território da tribo de Benjamim. Provavelmente tenha relação com a hodierna Ain El-Gharba, junto ao “Uadi” (ribeirão) El Keit.
553 - BET
ARAM Localidade situada ao oriente do rio Jordão, a noroeste do monte Nebo, diante de Jericó. Já foi chamada de Livias e atualmente é denominada Er-Rame.
554 - BET
ARBEL Localidade situada no território de Galaad. Provavelmente seja a hodierna Irbid, a uns 32 km a sudeste do lago de Genesaré.
555 - BET
ASBEA Localidade citada em "Crônicas" como sendo o domicilio das famílias manufatureiras que descendiam de Sela, filho de Judá.
556 - BET
ÁVEN Região desértica, próxima a Hai – ao norte de Jerusalém - que demarcava a área que coube à tribo de Benjamin quando ocorreu a partilha das terras conquistadas pelos hebreus. Alguns, porém, acreditam que é apenas o outro nome de Betel.
557 - BET
AZMOT Localidade que foi o berço de um grupo de hebreus que retornaram do exílio babilônico. Não há referências sobre a sua posição, nem sobre a linhagem de seus habitantes.
558 - BET
BAAL MAON (MEON) Localidade situada a cerca de 8 km a sudeste de Mádaba, no país de Amon, na Transjordânia. Atualmente é chamada de Má’in.
559 - BET
BARA (BET BERA) Cidade de localização incerta, provavelmente seja Bet – Abara, que significa: “Lugar de Passagem”. Possivelmente situava-se em frente a Abel-Meúla.
560 - BET
BASSI Provavelmente era uma localidade situada a sudeste de Belém. Atualmente são conhecidas as ruínas de Beit-Bassa e o “Uadi” (ribeirão) Bassa.
561 - BET
BERAI Outra grafia para a localidade chamada Bet-Lebaot. Ver Bet-Lebaot.
562 - BET
DAGON Localidade que se situava no sudeste de Azor e de Jafa, nas proximidades do litoral do Mediterrâneo.
563 - BET
DIBLATAIM Localidade situada no país de Moab, na Transjordânia. A sua posição geográfica exata é desconhecida.
564 - BET
EDEN Localidade situada ao norte de Bikat-Aven, às margens do rio Eufrates.
565 - BET
EKED Localidade situada a 4 km a nordeste de Jenim e um pouco mais perto de Légio, nas proximidades da antiga Magedo. Atualmente existe uma aldeia chamada de Bet-Kad.
566 - BET
EMEC Localidade que integrava a área destinada à tribo de Aser quando ocorreu a partilha das terras conquistadas pelos hebreus
567 - BET
FASES Localidade que integrava a área destinada à tribo de Issacar quando ocorreu a partilha das terras conquistadas pelos hebreus
568 - BET
FEGOR Localidade que provavelmente seja a atual Es-Seh-Giaiel, situada a 10 km a oeste de Hesban, nos montes Abarim, na Transjordânia. Foi ali que Moisés morreu, após ter avistado a “Terra Prometida”.
569 - BET
FÉLET Localidade pertencente ao território da tribo de Judá. Situava-se no extremo sul, rumo à fronteira de Edom, no Negueb
570 - BET
GÃ Localidade citada em “Reis” como o esconderijo de Ocozias, soberano do "Reino de Judá", após a derrota para Jeú. A sua localização exata é desconhecida.
571 - BET
GADER O mesmo que Gader. Ver Gader.
572 - BET
GAMUL Localidade situada no país de Moab, na Transjordânia. A sua posição geográfica exata é desconhecida.
573 - BET
GIBRIN Localidade ainda existente que se situa nas proximidades de Maresa. Também é chamada de Eleuterópolis.
574 - BET
GILGAL Localidade próxima de Jerusalém que é citada em “Neemias” como o domicílio dos levitas “Cantores” do Templo.
575 - BET
HAGLA Localidade que se situava a sudeste de Jericó. Dela, conserva-se o nome em Ain Agla.
576 - BET
HARAN (BET HANAN) O mesmo que Bet Aram. Ver Bet Aram.
577 - BET
HEGLA Região que demarcava a área que coube à tribo de Benjamin. Situava-se a noroeste de Jericó.
578 - BET
HOGLA Localidade que demarcava a área que coube à tribo de Judá quando ocorreu a partilha das terras conquistadas pelos hebreus
579 - BET
HORON Localidade situada a noroeste de Gabaão, sobre uma estreita garganta em declive que oferecia uma rápida passagem da planície ocidental à montanha central. Eram, e ainda são, duas aldeias com esse nome, a Inferior e a Superior, nos dois pontos extremos da passagem. Atualmente é chamada de Bet’Ur.
580 - BET
JESIMOT Localidade situada na área que coube à tribo de Rúben, nas proximidades do Mar Morto e a oeste do monte Nebo. Atualmente chama-se Hirbet-Sueime ou Sueime.
581 - BET
LEBAOT Localidade destinada à tribo de Judá e que se situava no sul da Palestina.
582 - BET
MAON Localidade situada no país de Moab, na Transjordânia.
583 - BET
MARCABOT Localidade destinada à tribo de Simeão quando ocorreu a partilha das terras conquistadas pelos hebreus
584 - BET
MELO Localidade citada em “Reis” como sendo o local onde o rei Joás foi morto por seus oficiais traidores. Sua posição geográfica é incerta.
585 - BET
NEMRA (NEMRA) Localidade situada a cerca de 8 km ao norte de Bet-Aram e a nordeste de Jericó, na Transjordânia. Atualmente é chamada de Tel-Nimrim.
586 - BET
RABIM Talvez seja o mesmo que Rabat, localidade situada na Transjordânia.
587 - BET
REOB (REOB) Provavelmente seja o antigo nome da localidade que posteriormente foi chamada de Panion e que atualmente é conhecida como Baniãs. Era a principal cidade da planície que vai do Monte Hermon até o lago de Hule. Na época do Império Romano era chamada de “Cesárea de Felipe”.
588 - BET
SAMES Localidade situada entre Azoto e Belém. Bet-Sames significa “Casa do Sol”. Atualmente é chamada de Ain Sems.
589 - BET
SETA Termo hebraico que significa: “acácia”. Provavelmente seja a atual Satta, localidade situada nas proximidades de Betsã.
590 - BET
SUR Cidade antiga e muito fortificada que se situava na região de montanhas, a 7 km a leste de Ain Jalud, a noroeste de Hebron, próxima de Halul e cerca de 16 km ao sul de Jerusalém. As escavações feitas em 1931, nas ruínas de Et-Tubeika, revelaram essa cidade que também é conhecida como Betsura.
591 - BET
TÁFUA Localidade situada a 15 km a oeste de Hebron. Atualmente é chamada de Tafuh.
592 - BET
TAMAR O outro nome de Baal Tamar. Ver Baal Tamar.
593 - BET
ZACARIAS Localidade situada a cerca de 18 km ao sul de Jerusalém e a 10 km ao norte de Betsura. Suas ruínas ainda existem com o mesmo nome.
594 - BETANES
Localidade citada em “Judite” que provavelmente seja Bet-Anot. Ver Bet-Anot.
595 - BETÂNIA
Localidade que se situa no declive oriental do monte das Oliveira, a uns 3 km de Jerusalém. Atualmente é chamada de El Azarie.
596 - BETÂNIA
ALÉM - JORDÃO Localidade distinta de sua homônima que se situava nas proximidades de Jerusalém. Dessa, não se sabe ao certo a sua localização, porém julga-se que se encontrava perto da confluência do riacho Nimrim, um pouco ao norte da moderna ponte “Allenby”, quase fronteiriça a Jericó.
597 - BETAVEN
Que significa “casa de desgraça” é a deformação proposital do nome de Betel, que significa “Casa de Deus”. Esse epíteto pejorativo ocorreu em função de Jeroboão ter instituído ali o culto pagão ao “Bezerro de Ouro”.
598 - BETCAR
Localidade mencionada em “Samuel”, cuja localização precisa não é conhecida.
599 - BETEL
SAREZER Provavelmente trata-se de uma personagem (ou de uma localidade) fictícia que é citada em “Zacarias”. Sobre ela não há maiores referências.
600 - BETEL
Termo hebraico que significa: “Casa de Deus”. Localidade situada a noroeste de Hai e de Jericó e a 19 km ao norte de Jerusalém. Betel já era um santuário célebre na época dos patriarcas e nela estava a "Arca da Aliança” de onde Deus comunicava os seus oráculos. Atualmente é chamada de Betim.
601 - BETEN
(BETEM) Localidade que integrava a área destinada à tribo de Aser quando ocorreu a partilha das terras conquistadas pelos hebreus
602 - BETER
Localidade situada a 12 km a sudoeste de Jerusalém. Atualmente é chamada de Bitir.
603 - BETESDA
Poço d’água que se situava em Jerusalém e que esporadicamente recebia a visita dum anjo que concedia à água o poder de curar o primeiro enfermo que nela entrasse. Escavações recentes confirmaram a sua existência.
604 - BETFAGÉ
Aldeia situada a 1 km de Betânia, nas proximidades de Jerusalém.
605 - BETLAHAM
Ver Betléem.
606 - BETLÉEM
É o nome em hebraico de Belém, berço de Jesus. Também é chamada de Betlaham.
607 - BETOMESTAIM
Localidade citada em “Judite”. A sua posição geográfica é desconhecida.
608 - BETONIM
Localidade pertencente ao território da tribo de Rúben. Situava-se na região desértica, a leste do monte Nebo, na Transjordânia.
609 - BETSÃ
O mesmo que Betsan. Ver Betsan.
610 - BETSAÍDA
JULIA Cidade reconstruída por Felipe (tetrarca da Ituréia) e chamada de Júlia em homenagem à filha de Augusto, imperador Romano. Situava-se nas proximidades das margem oriental do lago Genesaré e de Carfanaum.
611 - BETSAÍDA
Localidade que se situava na margem leste do rio Jordão. Atualmente é conhecida como Chan-Minieh.
612 - BETSAMÉS
É a cidade chamada pelos grego de Heliópolis (cidade do Sol). Situa-se ao norte do Cairo e ainda hoje ostenta um obelisco do antigo templo do “Deus Sol”.
613 - BETSAN
(BETSÃ) Localidade situada no vale de Gialud, cerca de 25 km ao sul do lago de Genesaré. Era chamada de Sitópolis pelos gregos e atualmente é denominada Beisan.
614 - BETSURA
O mesmo que Bet-Sur. Ver Bet-Sur.
615 - BETUL
Localidade destinada à tribo de Simeão. Situava-se no sul da Palestina.
616 - BETÚLIA
É o palco principal dos acontecimentos narrados em “Judite”. A sua localização é incerta, mas alguns a situam nas proximidades da atual Kefr-Kud, a 7 km a sudoeste de Genin, donde dominava a passagem da planície de Esdrelon para a montanha da Samaria.
617 - BEZEC
Localidade pertencente a tribo de Efraim, situada a quatorze milhas ao norte de Siquém, próxima ao rio Jabis. Restam apenas as suas ruínas que são chamadas de Ibzik. Também existia uma outra cidade com esse mesmo nome, porém dela nada se conhece.
618 - BEZERRO
DE OURO A estátua da divindade pagã que os hebreus pediram que Aarão lhes outorgasse, na época do Êxodo. Era uma imitação do culto egípcio ao boi Ápis.
619 - BIBLOS
Localidade destinada à tribo de Aser quando da partilha das terras conquistadas pelos hebreus
620 - BIGTÁ
Um dos sete eunucos que serviam diretamente ao rei Xerxes I, da Pérsia.
621 - BIKAT
AVEN Localidade que provavelmente seja a atual Bika’a, situada entre o Líbano e o monte Antilibano.
622 - BIRA
O mesmo que Susa. Ver Susa.
623 - BITINIA
Região que se localizava mais ao leste da Misia, ao longo da margem do Bósforo até o Ponto Euxino, atual Mar Negro.
624 - BIZETÁ
Um dos sete eunucos que serviam diretamente ao rei Xerxes I, da Pérsia.
625 - BLASTO
O chefe dos cortesãos do rei Agripa.
626 - BOANERGES
Termo hebraico que significa filhos do trovão. Foi o epíteto dado por Jesus, o Messias aos apóstolos João e Tiago Maior (filhos de Zebedeu) em razão do temperamento impetuoso de ambos.
627 - BOAZ
A nomenclatura da coluna postada à esquerda no Templo em Jerusalém.
628 - BOCRU
Ver Bocri.
629 - BONS
PORTOS Localidade que os antigos geógrafos já desconheciam. Especula-se que se trate de um nome simbólico.
630 - BOQUIM
Termo hebraico que significa: “chorosos”. Localidade situada nas proximidades de Betel.
631 - BOR
ASAN O mesmo que Asan ou Asã. Ver Asan ou Asã.
632 - BOSCAT
Localidade situada nas proximidades de Láquis, na chamada “planície filistéia”.
633 - BOSES
O monte Boses, fronteiriço a Macmas, a oeste de Jericó.
634 - BOSOR
(2) Localidade que se situava na Transjordânia, a leste do rio Jordão. Talvez seja a hodierna Busr El-Hariri, a cerca de 40 km ao norte de Bosra e a 18 km a leste de Cheh Miskim.
635 - BOSOR
(3) O pai de Balaão, também chamado de Beor. Ver Beor.
636 - BOSQUE
DE EFRAIM Região cuja localização exata é desconhecida. Provavelmente situado em Galaad, onde os bosques abundavam.
637 - BOSRA
(1) Localidade que se situava na Iduméia (ou Edom).
638 - BOSRA
(2) Localidade situada no país de Moab, na Transjordânia.
639 - BOSRA
(3) Localidade situada no sopé do monte Hauran (atualmente Gebel Druz) que ainda conserva esse nome. Bosra Es-Sãm significa “de Damasco” ou “do Setentrião”. É chamada de “Bosra da Arábia”.
640 - BRECHA
DE OZA O nome como ficou conhecido o local onde Oza foi fulminado ao tentar amparar a "Arca da Aliança” durante o seu transporte de Cariat-Jearim para Jerusalém no inicio do reinado de Davi.
641 - BUBASTE
Localidade situada no baixo Egito, junto da hodierna Zagazig.
642 - BUL
Nome de um mês, segundo a mais antiga nomenclatura, que posteriormente foi substituídos por números ordinais. Era usado pelos hebreus, pelos fenícios e por outros povos da antiguidade.
643 - BUNI
Descendente de Levi era o patriarca de uma das linhagens dos servidores do Templo reconstruído em Jerusalém após o exílio babilônico.
644 - BURGMES
Nome atual do Monte existente entre Betel e Hai que serviu de esconderijo para Josué e sua tropas, na expedição contra Hai.
645 - CABAR
O rio que atravessa a antiga Nipur (atual Nifer), na baixa Caldéia. Atualmente é chamado de Nar Kabari.
646 - CABRIN
Ver Cabris
647 - CABSEEL
Localidade pertencente ao território da tribo de Judá. Situava-se no extremo sul, rumo à fronteira de Edom, no Negueb
648 - CABUL
Localidade que preserva esse nome ainda hoje. Situa-se a uns 15 km a sudeste de Aco (Aca), na proximidades do Mediterrâneo.
649 - CACOL
O grande sábio que é citado em “Reis” para comparar e enaltecer a inteligência superior de Salomão.
650 - CADEMOT
Em "Crônicas" é citada como um “Cidade Levitica” incrustada no território da tribo de Rúben, na Transjordânia. Homônima ao deserto que a circunda.
651 - CADES
(CADES BARNE) Localidade que se situava a uns 80 km ao sul de Bersabéia, a leste do deserto de Faran e ao norte do deserto de Sur. Ali, os hebreus viveram por trinta e sete anos e foi ali que Maria, irmã de Moisés, morreu e foi sepultada. Atualmente é chamada de “Ain Cades”.
652 - CADMONEUS
Povo que habitava a região situada entre o Egito e a Mesopotâmia.
653 - CAFAR
EMONA (QUEFAR AMONA) Localidade que integrava a área destinada à tribo de Benjamim quando ocorreu a partilha das terras conquistadas pelos hebreus
654 - CAFARSALAMA
É citada em "Macabeus I" como a localidade onde Nicanor enfrentou e foi derrotado por Judas Macabeu. A sua localização exata é desconhecida, mas é provável que não fosse distante de Gofna, a qual se situava a 29 km ao norte de Jerusalém.
655 - CAFENATA
Termo cujo significado é incerto. Provavelmente indica uma parte das muralhas de Jerusalém que foi reforçada por Jônatas, dos Macabeus.
656 - CAFIRA
(QUEFIRA) Localidade situada a sudoeste de Gabaão.Também é chamada de Quefira e atualmente é conhecida como Kefire.
657 - CAFTORITAS
Ver Caftor.
658 - CAIFÁS
Também chamado de José, foi o Sumo Sacerdote que presidiu a conjuração que terminou com a morte de Jesus, o Messias. Exerceu essa função entre os anos 18 a 36 da Era Cristã.
659 - CAIM
O primogênito de Adão e Eva. Caim era agricultor e por ter matado seu irmão Abel foi exilado por Javé e a sua amaldiçoada estirpe foi excluída da história da religião. Caim é o protótipo dos que se recusando a cuidar dos bens espirituais, entregam-se totalmente à conquista dos bens materiais.
660 - CAIO
Chefe de uma das primeiras famílias que abraçaram o Cristianismo e que foram batizadas pelo Apóstolo Paulo a quem hospedou em Corinto quando foi escrita a Epístola aos Romanos.
661 - CAIXINHA
DE UNGUENTOS Uma das filhas que Jó teve após ter obtido o perdão do Senhor. O seu nome é uma alusão às suas qualidades.
662 - CALAL
Descendente de Faat-Moab foi um dos líderes dos hebreus que retornaram do exílio babilônico.
663 - CALDÉIA
O país dos caldeus. Região que se localizava ao longo da costa norte do Golfo Pérsico, a leste da Pérsia (atual Irã) e a oeste da Arábia.
664 - CALDEUS
Os habitantes da Caldéia (Ver Caldéia). Os caldeus foram duros e ferrenhos adversários dos hebreus.
665 - CALFI
Nome mais conhecido nos Evangelhos sob a forma grega de “Cleofas”. Ver Cleofas.
666 - CALI
Localidade que demarcava a área destinada à tribo de Aser quando ocorreu a partilha das terras conquistadas pelos hebreus
667 - CALÍSTENES
Provavelmente foi um dos implicados no incêndio das portas do Templo em Jerusalém. Após a vitória das tropas de Judas Macabeu, sobre Timóteo e Báquides, Calistenes foi queimado vivo como castigo por seu ato.
668 - CALNE
Ver Calno. Ver Kalné.
669 - CALNO
(CALNE) Localidade situada na região de Sanaar que foi tomada em 738 a.C. por Teglatfalasar.
670 - CALVÁRIO
A grafia em latim de Gólgota. Ver Gólgota.
671 - CAMAAN
(2) Localidade que também é chamada de Gederot-Camaan. Situava-se ao sul de Jerusalém, no caminho que leva ao Egito.
672 - CAMOM
Provável sinônimo de Camum, localidade citada por Polibio em sua obra intitulada “Histórias”. Atualmente existem ruínas de Kam, a cerca de 14 km a leste do rio Jordão.
673 - CAMOS
(1) A divindade nacional dos moabitas.
674 - CAMOS
(2) Localidade situada junto ao rio Arnon, na Transjordânia.
675 - CAMPO
DAS SENTINELAS Situado no cume do monte Fasga. Ver Fasga.
676 - CAMPO
DE BOOZ Localidade que herdou o nome de seu proprietário (Booz, o marido de Rute e trisavô do rei Davi) e ainda o conserva. Situa-se nas proximidades de Belém.
677 - CAMPO
DE SANGUE O campo que os Sacerdotes compraram com o dinheiro da traição que Judas Iscariotes devolveu-lhes pressionado pelo remorso de ter traído o Messias. Situava-se aos pés do monte do Mau Conselho, no declive sul do Vale do Enom (geena) e foi chamado de Hacéldama (campo de Sangue) e destinado a ser o cemitério para os estrangeiros.
678 - CAMPO
DOS FLANCOS Nome dado ao local onde doze partidários de Davi mataram em combate doze asseclas do herdeiro de Saul.
679 - CANÁ
DA GALILÉIA Localidade onde ocorreu o primeiro milagre de Jesus, o Messias (transformação de água em vinho) . Provavelmente é relacionada com a hodierna Kefr-Kenna, distante uns 10 km a nordeste de Jericó. Havia também outra localidade com o nome de Caná que se situava no território da tribo de Aser.
680 - CANÁ
Localidade que conserva esse nome até hoje. Situa-se a cerca de 12 km a sudeste de Tiro. Nada têm em comum com a sua homônima situada na Galiléia.
681 - CANAÃ
(2) Terra dos cananeus, os descendentes de Cam. Situada às margens do Mediterrâneo, ao norte do Negueb, entre o Egito e a Mesopotâmia.
682 - CANAT
Outro nome dada à localidade conhecida como “Aldeias de Jair”, situada na Transjordânia.
683 - CANDANCE
Não se trata de um nome próprio, mas de um título (como Faraó no Egito) das rainhas etíopes que são várias vezes aludidas na Bíblia.
684 - CAPADÓCIA
Região que se situava a leste da Frigia, a sudoeste do Ponto Euxino e a meia distância da costa sul do Mar Negro.
685 - CÁRACA
Localidade cuja posição geográfica é incerta. Se for um nome próprio, de raiz semítica, poderia, talvez, corresponder a atual Kerak, 20 km ao norte de Bosra. Porém, pode ser o termo comum grego que significa “trincheira”, o qual, teria tornado-se nome próprio e, então , identificar-se-ia com Datema (Ver Datema).
686 - CARCA
Localidade que demarcava a área que coube à tribo de Judá quando ocorreu a partilha das terras conquistadas pelos hebreus
687 - CARCAMIS
Cidade de grande importância na Antiguidade. Atualmente é possível ver as suas ruínas perto de Gerablus (ou Gerabis), à margem direita do rio Eufrates, na fronteira entre a Síria e a Turquia.
688 - CARCAR
Território de localização incerta. O explorador A. Musil em sua obra “Arábia Deserta” menciona os “Poços de Karkar”, porém, provavelmente trata-se de um lugar homônimo
689 - CARCAS
Um dos sete eunucos que serviam diretamente ao rei Xerxes I, da Pérsia.
690 - CAREA
Pai de Joanã que foi um dos interlocutores do Governador Godolias.
691 - CAREM
Localidade situada a 7 km a oeste de Jerusalém. Atualmente é chamada de Ain Carim.
692 - CARFANAUM
Localidade situada à margem do lago Tiberíades (Genesaré) no território de Neftali, nos confins do território de Zabulon, a 5 km da foz do rio Jordão. Era atravessada por uma das principais estradas comerciais (a estrada do mar) entre Damasco e o Mediterrâneo. Jesus, o Messias fez dela a sua segundo pátria e dela Ele partia para pregar noutros lugares. Atualmente suas ruínas subsistem em Tell-Hum, a 36 km de Nazaré.
693 - CARIAT
(1) O córrego Cariat, situado a leste do rio Jordão. Foi em suas margens que o profeta Elias se alojou quando houve uma grande seca durante o reinado de Acab.
694 - CARIAT
(2) Provavelmente uma referência a Cariat-Jearim. Ver Cariat-Jearim.
695 - CARIAT
ARBE (HEBRON) O antigo nome de Hebron. Ver Hebron.
696 - CARIAT
BAAL O outro nome de Cariat-Jearim. Ver Cariat-Jearim.
697 - CARIAT
HUSOT Termo que significa “cidade das estradas”. Localidade que provavelmente situava-se num cruzamento de estradas, mas cuja localização exata é desconhecida. Possivelmente achava-se ao norte do rio Arnon.
698 - CARIAT
IARIM Ver Cariat Jearim.
699 - CARIAT
JEARIM Localidade situada a noroeste de Jerusalém, a nordeste de Bet-Sames, na região de Gabaon, dentro do território da tribo de Judá. Também é chamada de Cariat-Baal ou de Baala. Atualmente é conhecida como Abus-Gos. Nela ficou, por algum tempo, a "Arca da Aliança” depois que os filisteus a devolveram.
700 - CARIAT
SEFER O antigo nome de Dabir. Ver Dabir.
701 - CARIATAIM
Localidade que pertencia à tribo de Rúben, situada a oeste de Mádaba, no país de Moab, na Transjordânia.
702 - CARIOT
HESRON (HASOR) Localidade pertencente ao território da tribo de Judá. Situava-se no extremo sul, rumo à fronteira de Edom, no Negueb
703 - CARIOT
Localidade situada no país de Moab, na Transjordânia. A sua posição geográfica exata é desconhecida.
704 - CARITAIM
O mesmo que Cariataim. Ver Cariataim.
705 - CARME
Em “Isaías” esse vocábulo que significa “escritura” (miktãb) deve ter relação com o vocábulo semelhante “miktãm” que nos títulos dos Salmos indica um gênero de poesia.
706 - CARMEL
Localidade pertencente ao território da tribo de Judá. Situava-se na região de montanhas, ao norte de Maon e a oeste do Mar Morto.
707 - CARMELO
(1) Localidade situada ao norte de Maon. Atualmente é chamada de El-Karmal.
708 - CARMELO
(2) Nome que significa: “lugar ameno, pomar, jardim”. O monte Carmelo é a montanha que ao sudoeste da planície de Esdrelon prolonga-se em direção ao Mediterrâneo, ao sul do golfo de Aca.
709 - CARMIN
Ver Carmes.
710 - CARNAIM
Ver Astarot-Carnaim.
711 - CARNION
O mesmo que Carnaim ou Astarot-Carnaim. Ver Astarot-Carnaim.
712 - CARPO
Habitante em Trôade, foi um dos hospedeiros do Apóstolo Paulo que deixou em sua casa uma peça de vestimenta e alguns livros.
713 - CARQUEMIS
Localidade situada às margens do rio Eufrates, na Assíria, que foi conquistada em 717 a.C. por Sargão.
714 - CARSENA
Um dos sete príncipes da Pérsia e da Média que tinham acesso ao rei Xerxes I e que ocupavam os cargos mais importantes do governo.
715 - CARTÃ
(CARTAN) O mesmo que Cariataim. Ver Cariataim.
716 - CARTA
Localidade cedida pela tribo de Zabulon para os levitas que descendiam de Merari, os Meraritas.
717 - CARVALHO
DE BASANIM Árvore situada nas proximidades de Cedes (Kedes), na fronteira norte do território da tribo de Neftali.
718 - CARVALHO
DE MORÉ Árvore situada na região de Siquém, na estreita e amena planície entre os montes Ebal e Garizim. Provavelmente, Moré, era o seu proprietário.
719 - CARVALHO
DO TABOR Local cuja identificação é incerta. Diversas espécies de carvalho crescem na Palestina e sua sombra é muito procurada tornando-se um referencial.
720 - CARVALHO
DOS PRANTOS Local onde Débora, ama de Raquel (uma das esposas de Jacó), foi enterrada.
721 - CASALOT
Localidade que integrava a área destinada à tribo de Issacar quando ocorreu a partilha das terras conquistadas pelos hebreus
722 - CASDEUS
Tribo aramaica que descendia de Cased. O mesmo nome é aplicado, em hebraico, aos Caldeus.
723 - CASELON
Descendente de Benjamim e pai de Elidad, um dos chefes de sua tribo.
724 - CASERIM
Localidade situada no lado oriental de Ninive. Há uma incerteza sobre a grafia desse nome, o qual teria sido corrompido e grafado “Carã”.
725 - CASFA
(CASFO) Ver Caspin.
726 - CASIB
Localidade onde a esposa de Judá deu à luz seu filho Sela. Sua posição geográfica é incerta.
727 - CASIFIA
Provavelmente era uma importante colônia judaica na Babilônia, mas a sua localização exata é desconhecida. Nas versões gregas esse vocábulo é traduzido como “prata”.
728 - CASLEU
(QUISLEO) O nono mês do ano religioso que corresponde aos atuais Novembro e Dezembro.
729 - CASLOT
TABOR Localidade situada a sudoeste do Monte Tabor. Também é chamada de Iksãl.
730 - CASLU
Ver Casluítas.
731 - CASPIN
O outro nome de Casfo. Localidade situada perto de El-Giamid (ou Maked. Ver Maked). Atualmente é chamada de El-Muzeirib.
732 - CÁSSIA
Uma das filhas que Jó teve após ter obtido o perdão do Senhor. O seu nome é uma alusão às suas qualidades.
733 - CATET
(CATAT) Localidade que integrava a área destinada à tribo de Zabulon quando ocorreu a partilha das terras conquistadas pelos hebreus
734 - CATÖLICA
Termo aportuguesado do grego “Katholikós” que significa: “Universal”.
735 - CAUDA
Pequena ilha próxima de Creta, à altura do porto chamado Fenice. Atualmente é chamada de “Gaudos (gozo)” e não deve ser confundida com a sua homônima do grupo de Malta.
736 - CAVERNA
DO ROCHEDO DE ETAM Provavelmente uma das cavernas que ainda existem nos contrafortes ocidentais da montanha da Judéia, ao lado da hodierna ferrovia que liga Jafa a Jerusalém.
737 - CEDES
(KEDES) Localidade situada ao norte de Hasor e a noroeste do Lago Semeconitis, na alta Galiléia. Atualmente é chamada de Kdes.
738 - CEDIMOT
Cidade localizada na área que coube à tribo de Rúben, na Transjordânia.
739 - CEDRON
O riacho do Cedron. Situado a leste de Jerusalém.
740 - CEFAS
(KEFAS) Termos hebraico que significa “pedra”, donde veio o nome de Pedro que Jesus, o Messias outorgou a Simão, o Apóstolo. Seria ele “a pedra” que sustentaria a Igreja cristã.
741 - CEILA
(KEILA) Localidade situada cerca de 8 km ao sul de Odolam, a 12 km a leste da atual Bet-Gibrim. Nas cartas de El-Amarna é chamada de Kelti. Atualmente é conhecida como Hirbert Kila.
742 - CELESSÍRIA
Nome que significa “Síria Encravada”. O nome dado ao grande vale afundado entre as duas cadeias de montanhas do Líbano e do Anti-Líbano. Posteriormente esse nome foi estendido a toda a região a oeste do rio Eufrates, ou seja, à vasta província que os persas chamavam de “além do rio”. Atualmente é chamada de Beka’a.
743 - CELTAS
Ver Galatas.
744 - CEMITÉRIO
DA AVIDEZ Um dos locais onde os hebreus acamparam durante a marcha em busca da “Terra Prometida”.
745 - CENÁCULO
A sala superior que ficava nos terraços das casas dos judeus.
746 - CÊNCREAS
O nome dado ao porto da cidade de Corinto, na costa do mar Egeu.
747 - CENDEBEU
Nomeado pelo rei Antíoco VII, era o chefe das milícias do litoral do Mediterrâneo, após a fuga de Trifão. Cendebeu foi um duro inimigo dos hebreus.
748 - CENEZEUS
Povo que habitava a região situada entre o Egito e a Mesopotâmia.
749 - CERETEUS
Facção dos filisteus que constituía o corpo de soldados adidos à guarda do rei.
750 - CESAR
AUGUSTO O imperador romano que também é chamado de Otávio e que governava o império na época do nascimento de Jesus, o Messias.
751 - CESAR
Codinome dos imperadores romanos. Aquele que é o sujeito na sentença “a César, o que é de César” é o imperador Tibério que reinava na época do Messias.
752 - CESARÉIA
DE FELIPE Localidade situada aos pés do monte Hermon. Anteriormente era chamada de Panéias (em homenagem à divindade Pane) e atualmente de Banias. Cesárea foi reconstruída por Felipe, tetrarca da Ituréia, que lhe deu o próprio nome para diferenciá-la da Cesárea Marítima, construída por Herodes, o Grande.
753 - CESARÉIA
MARITIMA Localidade edificada por Herodes em homenagem ao imperador romano Augusto. Situava-se ao sul do Monte Carmelo, nas proximidades do Mediterrâneo. Ali funcionava a sede dos procuradores romanos e nela o Apóstolo Paulo ficou aprisionado por dois anos.
754 - CESELEL
TABOR Localidade que integrava a área destinada à tribo de Zabulon quando ocorreu a partilha das terras conquistadas pelos hebreus
755 - CESIL
Localidade pertencente ao território da tribo de Judá. Situava-se no extremo sul, rumo à fronteira de Edom, no Negueb
756 - CESION
Localidade que integrava a área destinada à tribo de Issacar. “Cidade refúgio” cedida para os levitas que descendiam de Gerson, os Gersonitas
757 - CETIM
Povo descendente de Javã (os Jônios ou Gregos), de Jafé e de Noé.
758 - CETLIS
Localidade pertencente ao território da tribo de Judá. Situava-se na região de planícies.
759 - CETRON
Localidade situada na área destinada à tribo de Zabulon. Sua posição geográfica é incerta.
760 - CETURA
A segunda esposa de Abraão que a desposou após a morte de Sara. Cetura foi a mãe de Zamra, Jecsã, Madia (ou Madiã) e de Sué.
761 - CHARAN
Conforme o discurso do discípulo Estevão, Charan foi o primeiro destino de Abrão após ter deixado Ur, sua terra natal. É um derivativo de Haran.
762 - CHEBAT
Nome em hebraico do mês que corresponde ao atual Fevereiro.
763 - CHEFELA
Idem a Sefelã. Ver Sefelã.
764 - CHIPRE
Grande ilha do Mediterrâneo, fronteiriça à Síria atual e no meio do caminho marítimo entre o Egito (ao sul) e a Turquia (ao norte).
765 - CIASAR
Rei da Média que apoiado pelos babilônicos destruiu Ninive. Posteriormente seu nome foi corrompido para Aquiacar.
766 - CIBSAIM
“Cidade refúgio” cedida pela tribo de Efraim para os levitas que descendiam de Caat, os Caatitas.
767 - CIDADE
DA ÁGUA Quarteirão da cidade onde se localizava o depósito de água da população. A sua tomada implicava na conquista da cidade toda.
768 - CIDADE
DAS PALMEIRAS Nome poético de Jericó.
769 - CIDADE
DE ARBE Em hebraico “Kariat Arba”. O antigo nome de Hebron.
770 - CIDADE
DE DAVI O nome que foi dado à cidade de Jerusalém após a mesma ter sido conquistada pelo rei Davi.
771 - CIDADE
DO SAL Localidade pertencente ao território da tribo de Judá. Situava-se na região desértica.
772 - CIDADE
DO SOL O nome que corresponde ao grego “Heliópolis”. Ver “On” ou “Tebas”
773 - CIDADE
FIEL Nome poético de Jerusalém.
774 - CIDADELA
Termo que em grego é grafado “Acra”. Edificação fortificada construída em Jerusalém, mas relativamente independente desta.
775 - CILICIA
Região da Ásia Menor, contígua à Síria, cuja capital chamava-se Tarso. Ver Tarso.
776 - CINA
Localidade pertencente ao território da tribo de Judá. Situava-se no extremo sul, rumo à fronteira de Edom, no Negueb.
777 - CINEU
Um dos povos que descendiam de Canaã e que habitavam a “Terra Prometida”.
778 - CIRCULO
O nome da região adjacente ao Jordão inferior, a leste de Jericó.
779 - CIRENE
Localidade situada na África do norte que no século I a.C. abrigou uma florescente comunidade judaica.
780 - CIRINEUS
Os judeus que eram procedentes das prósperas colônias hebraicas da capital Cirenaíca.
781 - CIRO
Imperador persa (559-529a.C.) que unificou toda a Pérsia e alargou o seu império. Em 538 a.C., com a conquista da Babilônia, formou-se o “Império Universal” dos persas e foi nessa época que Ciro libertou os hebreus que estavam cativos. Para o Profeta Isaías, Ciro foi um “instrumento de Deus”.
782 - CISJORDÂNIA
Região situada no extremo oeste do rio Jordão, banhada pelo Mediterrâneo e atualmente ocupada pelo Estado de Israel.
783 - CISON
(KISON) O rio Cison, que percorre 40 km da planície de Esdrelon em direção ao Mediterrâneo. Em hebraico diz-se Kison e, atualmente, é chamado de “Mukatta”.
784 - CISTERNA
DE SIRA Localidade situada ao norte de Hebron, possivelmente no lugar onde atualmente encontra-se Ain Sara, na estrada de Jerusalém a quase 2 km de Hebron.
785 - CITAS
Povo que descendia de Jafé, filho de Noé, e que habitava a região litorânea do Mar Negro.
786 - CLÁUDIA
Ardorosa discípula do Apóstolo Paulo a quem amparou durante a sua prisão em Roma.
787 - CLAUDIO
LISIAS O Tribuno que salvou o Apóstolo Paulo da fúria da multidão judia que o acusava de desrespeitar a “Lei de Moisés”.
788 - CLAUDIO
O imperador romano que sucedeu a Calígula e que reinou de 41 a 54 da Era Cristã.
789 - CLEÓFAS
O mesmo que Zebedeu. Ver Zebedeu.
790 - CLEÓPAS
Um dos discípulos de Jesus, o Messias que o avistaram (sem lhe reconhecer) ressuscitado no caminho de Emaús. Esse discípulo não deve ser confundido com Cleofas, o pai do Apóstolo Tiago Maior.
791 - CLEÓPATRA
(1) Rainha do Egito pertencente à dinastia dos Lágidas ou Ptolomeus. Cleópatra era amante do Triúnviro romano chamado Marco Antonio, o qual se matou quando foi derrotado na batalha de Accio. A rainha acompanhou-o na morte tendo se suicidado mediante uma picada de serpente venenosa.
792 - CLEÓPATRA
(2) Filha de Tolomeu VI Filometor foi dada como esposa a Alexandre Balas, rei dos Selêucidas, num casamento de conveniência política.
793 - CLOÉ
Matriarca fiel ao Cristianismo que residia em Corinto e mantinha correspondência freqüente com o Apóstolo Paulo que se domiciliara em Éfeso.
794 - CLOPA
Nome que na Vulgata é grafado “Cleófas”. Provavelmente são sinônimos ou fruto de um erro de transcrição.
795 - CNIDO
Pequena cidade aos pés de um promontório fronteiriço às ilhas de Cós e de Rodes. Era célebre por seu templo em honra de Vênus.
796 - COA
Alguns historiadores julgam tratar-se da região de Kutu, situada nas margens de Adem e Diala, a leste do rio Tigre. Ver Cué.
797 - CODORLAOMER
Rei de Elam e um dos que participaram da guerra contra Bera.. Os dois elementos de seu nome (Kudur e Lagamar) ocorrem mais vezes nos nomes próprios das antigas tradições elamitas, não obstante não se tenha, ainda, encontrado outro nome assim composto.
798 - COELET
É o particípio feminino do verbo “Cahal” que significa: reunir, convocar. Como em grego esse termo é traduzido por “Eclesiastes” que significa: “orador que fala na assembléia” acreditou-se por um certo tempo que esse livro fosse um sermão ao povo hebreu. Na realidade, o livro é uma coletânea de conceitos filosóficos. Outrossim, é certo que Coelet era o nome literário do seu autor, o qual, aliás, chegou a ser tomado como se fosse o rei Salomão. Atualmente é consensual que era um Rabi (ou Mestre) que viveu entre os séculos III e II a.C. e usava esse pseudônimo seguindo os costumes de sua época.
799 - COLINA
DE HAQUILA O mesmo que Áquila. Ver Áquila.
800 - COLINA
DE MORÉ Provavelmente trata-se do monte que é chamado pelos árabes de “Nebi Dahi” e pelos cristãos de “Pequeno Hermon”. Situa-se ao norte de Gelboé
801 - COLINA
DOS PREPÚCIOS Ver Arelot.
802 - COLOSSOS
Cidade da Frigia, situada no vale do rio Lico, que floresceu antes da Era Cristã, mas depois caiu em decadência em razão da assunção de duas cidades vizinhas, Hierápolis e Laodicéia. Atualmente restam-lhe poucas ruínas e talvez até fosse completamente esquecida se a Epístola de São Paulo não lhe tivesse mencionado.
803 - COMPANHEIROS
DE NÚPCIAS Rapazes que acompanhavam o esposo formando-lhe um cortejo de honra durante os sete dias de duração da festa de núpcias.
804 - CONA
Localidade citada em “Judite” que, segundo manuscritos gregos, é o mesmo que “Comas” que significa: aldeias ou fortalezas. A sua posição geográfica não é conhecida.
805 - CONANIAS
Descendente de Levi a quem competia – bem como aos seus – cuidar dos negócios administrativos do Templo. É citado em "Crônicas" como chefe dos levitas quando a "Arca da Aliança" foi transportada de Cariat Jearim para Jerusalém, pois era perito em transportes e foi o encarregado pela boa execução daquela operação.
806 - CONIAS
A forma abreviada de Jeconias. Ver Jeconias.
807 - CONSELHO
(1) Citado em "Macabeus I" é, na verdade, o Senado Romano que nos tempos da República era a suprema autoridade de Roma.
808 - CONSELHO
(2) Um dos locais onde os hebreus acamparam durante a marcha em busca da “Terra Prometida”
809 - CORÁ
Termo hebraico que significa: “calvo”. É o nome (adjetivo?) do descendente de Levi que foi o ancestral de uma das famílias leviticas que exerciam a função de “Porteiros” do Templo em Jerusalém.
810 - CORAZIM
Localidade que se situa a uns 3 km de Tell Hum, a antiga Carfanaum. Atualmente é chamada de Keraze.
811 - CORINTO
Chamada de “Bismar Corinto” por Horácio e por Ovídio, foi reformada por César em 44 aC. e elevada à posição de capital de Acaia (região grega) por Augusto em 27 dC, com o nome de “Colônia Julia Augusta Corinthius”. Estendia-se sobre o seu istmo, entre o Peloponeso e a Ática, banhada por dois mares, com o seu porto de “Leque” no mar Jônio e o porto de “Cencris” no mar Egeu. Era uma das cidades mais ricas da época e também uma das que ostentavam a maior dissolução de costumes. Nela, o Apóstolo Paulo ficou por cerca de vinte meses e criou uma florescente comunidade cristã.
812 - CORNÉLIO
– CENTURIÃO O primeiro pagão a ingressar na Igreja do Apóstolo Pedro. Seu nome podia indicar que pertencia ao gen (clã) Cornélio ou ser um dos libertos por Cornélio Silas. Como Centurião comandava uma fração (a centúria) do exército romano.
813 - COROS
No contexto de “Neemias” é sinônimo de procissão.
814 - CÓS
(CÓO) Ilha pertencente ao arquipélago das Cíclades, no Mediterrâneo, situada no sentido nordeste à ilha de Creta. Era célebre por seu templo a Esculápio e pela Escola de Medicina anexa ao templo.
815 - CÓS
É citado em "Crônicas" logo após a descendência de Halaa, esposa de Caleb. Porém, não há uma conexão segura dele com Hur. É certo, contudo, que era descendente de Judá.
816 - COSTA
DE DOR Localidade situada ao sul do Monte Carmelo.
817 - COVA
RACHADA Localidade onde os hebreus acamparam durante a marcha em busca da “Terra Prometida”
818 - COZEBA
Localidade citada em "Crônicas" e que era habitada pelos descendentes de Sela, filho de Judá.
819 - CRÂNIO
Termo derivado do grego “Kranion” e que é sinônimo de Calvário (Calvária, em latim). A colina em que Jesus, o Messias foi crucificado e que deve o seu nome ao seu formato circular e à falta de vegetação. Ver Gólgota.
820 - CRATETES
Chefe da guarnição das milícias da ilha de Chipre, os cipriotas. Cratetes foi o sucessor de Sostrato. Ver Sostrato.
821 - CRESCENTE
Discípulo do Apóstolo Paulo que durante a sua primeira prisão em Roma estava na Galácia em missão que lhe confiara o Apóstolo.
822 - CRETEUS
Os naturais da ilha de Creta. O mesmo que filisteus.
823 - CRISPO
O chefe da Sinagoga de Corinto que acreditou nas verdades pregadas pelo Apóstolo Paulo. Essa adesão evoca a conversão do Arqui-Sinagogo Jairo, cuja filha foi ressuscitada por Jesus, o Messias.
824 - CRISTO
Termo aportuguesado do vocábulo grego “christos” que significa “o ungido”.
825 - CUZÁ
Um dos administradores de Herodes e o esposo de Joana. Ver Joana.
826 - CUB
Região citada em “Ezequiel” cuja posição geográfica é desconhecida.
827 - CUBÍCULO
DOS CEPOS eram fortes tábuas nas quais se atavam as mãos e os pés do prisioneiros, daí o nome desse tipo de prisão.
828 - CUCH
(1) Localidade citada em “Judite” cujo nome apresenta certa semelhança com a atual aldeia de Cuza, situada ao sul de Siquém.
829 - CUCH
(2) Povo descendente de Cam (o filho amaldiçoado por Noé) que habitava a região chamada Núbia, situada ao sul do Egito. Os escritores gregos chamavam-nos de “etíopes”.
830 - CUÉ
Localidade citada em "Crônicas" como uma importante produtora de carros e de cavalos, os quais eram importados pelo rei Salomão. Cué situava-se na Ásia Menor e, provavelmente, devia ser limítrofe, ao norte, com a Capadócia. Cué é mencionada com freqüência nos monumentos e é a chamada “Cilicia oriental”. Alguns acreditam ser uma região do Egito, o que não é correto.
831 - CUN
Localidade que pertencia a Adadezer, rei de Soba, e que foi conquistada pelo rei Davi. Nela, Davi despojou um grande quantidade de cobre, o qual, posteriormente, foi utilizado por Salomão para a construção do Templo em Jerusalém.
832 - CURRAIS
Um dos locais onde os hebreus acamparam durante a marcha em busca da “Terra Prometida”.
833 - CURRAL
DOS PASTORES Localidade situada no caminho para Samaria.
834 - CUSÃ
RASATAIM O significado desse termo é: “Cusã das duas Malicias”. Provavelmente é o apelido de uma localidade histórica cujo nome é desconhecido. Também pode ser uma referência a Cusan Risataim. Ver Cusan Risataim.
835 - CUSAÍ
Amigo do rei Davi que se tornou seu espião infiltrado nas áreas controladas por Absalão.
836 - CUSAN
O mesmo que Cuch. Ver Cuch, descendentes de Cam.
837 - CUSAN
RISATAIM Rei do país de Aram que subjugou Israel e que, posteriormente, foi vencido por Otoniel, um dos “Juízes Maiores”.
838 - CUSI
(3) Pai de Selemias, avô de Natanias e bisavô de Jeudi que foi o enviado dos ministros do rei Eliacim para resgatar de Baruc o livro das profecias ditadas pelo Profeta Jeremias.
839 - CUSITA
Natural de Cusan. Ver Cusan ou Cuch. Os Cusitas formaram a etnia preponderante entre 712-663 a.C., no Egito (dinastia Cusita ou Etiópica).
840 - DÃ
Localidade situada quase ao pé do Monte Hermom, a sudoeste de Damasco e a leste de Tiro. Foi fundada pelos descendentes de Dã, o que explica o seu nome. Atualmente é chamada de Tell El-Kadi.
841 - DABERET
(DABERAT) Localidade situada aos pés do lado ocidental do monte Tabor. “Cidade refúgio” cedida pela tribo de Issacar para os levitas que descendiam de Gerson, os Gersonitas. Também é chamada de Daburiie.
842 - DABIR
(1) Rei amorreu de Eglon e epônimo de seu povo e de seu território. Foi um dos soberanos que foram derrotados pelos hebreus.
843 - DABIR
(2) Cidade-Estado situada a 20 km sudoeste de Hebron e a suleste de Eglon. Outrora era chamada de Cariat-Sefer (Cidade do Livro), o que indica que se tratava de um centro cultural e religioso. Atualmente é conhecida Tell Bet-Mirsim.
844 - DAFCA
(DFCA) Uma das localidades onde os hebreus acamparam durante o Êxodo. Sua posição geográfica é incerta.
845 - DAFNÉ
O nome do local de refúgio do Sacerdote Onias. Era um recinto do templo de Apolo, perto de Antioquia da Síria. Foi dali que Adônico, usando de falsidades, retirou-o e o matou.
846 - DAGON
Divindade cujo culto originou-se na Mesopotâmia e difundiu-se pela Fenícia, pela Cananéia e, posteriormente, entre os filisteus. Para alguns era um deus agrário; para outros, marítimo. Dagon figura no “Código de Hamurabi” e nas “Tábuas de Ras Samra”.
847 - DALILA
Era uma mulher de vida livre e quanto à sua origem há divergências. Alguns afirmam ser israelita e, outros, que era filistéia. Vale registrar que o seu nome têm origem semítica. Dalila aproveitando-se da sedução que exercia sobre Sansão descobriu o segredo de sua força sobre-humana e, com isso, entregou-o aos inimigos filisteus.
848 - DALMANUTA
O mesmo que Magadã. Ver Magadã.
849 - DÂMARIS
Mulher grega que se converteu ao Cristianismo após ouvir a pregação do Apóstolo Paulo no Areópago.
850 - DAMASCO
A famosa e antiga capital da Síria atual. Damasco foi conquistada por Pompeu em 66 aC. e mais tarde (c.37 dC.) foi ocupada por Aretas, rei árabe. Nela, existia vasta colônia de hebreus e várias sinagogas. Distava de Jerusalém cerca de oito dias de viagem e foi nesse trajeto que Saulo teve a visão de Jesus, o Messias que o fez converter-se ao Cristianismo.
851 - DAMESEK
A grafia em aramaico de Damasco.
852 - DAMETA
Ver Datema
853 - DANA
Localidade pertencente à tribo de Judá. Situava-se na região de montanhas.
854 - DANIEL
– PROFETA São poucas as informações biográficas a respeito desse profeta. Sabe-se que descendia de uma nobre família do "Reino de Judá" e que em 605 a.C., ainda muito jovem, foi deportado para a Babilônia e agregado aos pajens da corte do rei Nabucodonosor com o nome de Baltessar (ou Baltesassar). Em virtude de suas capacidades fez carreira entre os soberanos babilônicos, desde Nabucodonosor até o persa Ciro, que o honraram confiando-lhe altos cargos. Daniel foi o primeiro profeta a sugerir a ressurreição dos mortos no fim dos tempos e é célebre a passagem em que foi atirado à cova dos leões e não sofreu qualquer ofensa das feras.
855 - DANIEL
(1) Descendente de Itamar e de Levi era o chefe de uma das famílias que seguiram Esdras no retorno no exílio na Babilônia.
856 - DANIEL
(3) Que é citado em “Ezequiel” não deve ser confundido com o profeta homônimo. Sabe-se, graças às tábuas de Ras-Samra (dos séculos XV-XIV a.C.), que este personagem foi um “juiz” na Antiguidade, famoso pela retidão e pela fidelidade a Javé.
857 - DARCON
Descendente dos servos do rei Salomão e membro da classe dos Oblatos. Junto com seus pares foi um dos que retornaram do exílio babilônico.
858 - DÁRIO
II O rei dos persas e dos medos que foi derrotado por Alexandre Magno.
859 - DATÃ
(DOTÃN) (2) Localidade que se situava a sudeste do monte Carmelo e a nordeste de Samaria.
860 - DATEMA
Cidade fortificada próxima de Bosra, porém, há dúvidas sobre a grafia desse nome. Algumas versões gregas trazem “Dameta” e as versões siríacas grafam “Rameta”, donde alguns a identificam com Ramot de Galaad.
861 - DEBASET
(DABESET) Localidade que integrava a área destinada à tribo de Zabulon. Sua posição geográfica é incerta.
862 - DÉBORA
(1) Ama de leite de Rebeca, a esposa de Isaac e nora de Abrão e de Sara.
863 - DÉBORA
(2) Líder e profetisa israelense. Débora era mulher de Lapidot e junto com Barac comandou a reação e a vitória contra Jabin, um dos opressores do povo judeu. Débora figura entre os “Juízes Maiores”.
864 - DÉBORA
(3) Esposa de Ananiel e avó de Tobi a quem criou após o mesmo ter ficado órfão.
865 - DECÁPOLE
O conjunto de dez cidades (número aumentado com o correr do tempo) que foi separado por Pompeu Magno em 64 aC. do território judeu e que se tornou independente. Situava-se a sudeste do lago Genesaré e ao norte de Peréia. Ver Além-Jordão.
866 - DEDAN
(DEDÃ) Região que se localizava nas proximidades da fronteira sul da Iduméia, ao longo do golfo Pérsico. Atualmente é chamada de El’Ola, na Arábia setentrional. Também é o nome próprio do povo árabe (descendente de Cuch) que vivia nessa região, também chamado de “Cusitas”.
867 - DELAIAU
Levita que descendia de Caat e que exercia as funções de Sacerdote no Templo de Jerusalém quando da assunção do rei Davi ao trono de Israel.
868 - DELEÃ
Localidade pertencente ao território da tribo de Judá que se situava na região de planícies
869 - DELICIA
Uma das localidades onde os hebreus acamparam durante a marcha em busca da “Terra Prometida”.
870 - DEMAS
Discípulo do Apóstolo Paulo que o seguiu em sua primeira prisão em Roma, mas posteriormente abandonou-o por interesses pessoais ou por temer maiores represálias.
871 - DEMÉTRIO
(1) É citado na terceira Epístola de São João como um cristão exemplar, mas os dados de sua biografia não são conhecidos.
872 - DEMÉTRIO
(2) O chefe de uma indústria de ourivesaria em Éfeso que fabricava amuletos em honra dos deuses pagãos. Temeroso que as pregações do Apóstolo Paulo causasse-lhe grandes prejuízos incitou uma grande revolta contra os cristãos daquela localidade.
873 - DEMNA
Localidade cedida pela tribo de Zabulon para os levitas que descendiam de Merari, os Meraritas.
874 - DEMOFONTES
Um dos inimigos dos israelitas que são citados em "Macabeus 2". Mesmo após o armistício assinado com Lisias, Demofontes e alguns outros continuaram a hostilizar os hebreus.
875 - DEMÔNIO
Palavra grega que significa “caluniador”.
876 - DERBE
Localidade situada a cerca de cinqüenta milhas de Listra, no território da Licaônia.
877 - DESERTO
DA JUDÉIA Região árida que começa em Jericó e estende-se para o sul, pelo leste dos montes de Judá, abrangendo o curso inferior do rio Jordão.
878 - DESERTO
DE BETAVEN Região montanhosa e árida situada a leste de Betel, na linha de Betel ao monte da Quarentena.
879 - DESERTO
DE JUDÁ Região que se estendia da encosta oriental até o Mar Morto e ao rio Jordão.
880 - DESERTO
DO SINAÍ Situado ao norte do Mar Vermelho, a oeste do Golfo de Acaba e ao sul do Deserto de Sur. Localidade onde os hebreus acamparam durante a marcha em busca da “Terra Prometida”.
881 - DESSAU
Localidade citada em "Macabeus 2", cuja localização exata é desconhecida. Provavelmente situava-se na região de Jerusalém.
882 - DIA
DO SENHOR O dia do “Juízo Final”.
883 - DIÁCONOS
Clérigo de segundo grau, imediatamente inferior ao presbítero ou padre.
884 - DIÁDOCHOS
Termo que é usado como o nome próprio do sucessor de Alcimo no Sumo Sacerdócio, após o armistício entre o General Nicanor e Judas Macabeu. Esse termo, na corte grega, poderia ser um titulo honorífico sem cargos correlatos.
885 - DIÁDOCOS
O nome dado aos Generais que sucederam a Alexandre, o Grande.
886 - DIBLAIM
É citado em “Oséias” na qualidade de sogro do profeta e pai de Gomer (a esposa do Profeta). Porém, há dúvida sobre esse casamento. Ver Gomer, filha de Diblaim.
887 - DIBON
Localidade, situada no território de Amon, no planalto chamado Mádaba, no sul das terras ocupadas pelos hebreus. Dibon foi a capital do reino de Moab.
888 - DIDIMO
Termo grego que significa: “gêmeo”. Era a alcunha dada ao Apóstolo Tomé.
889 - DIKE
O mesmo que Nêmesis. Ver Nêmesis.
890 - DIMON
Provavelmente seja a corruptela de Dibon. Ver Dibon.
891 - DIMONA
Localidade pertencente ao território da tribo de Judá. Situava-se no extremo sul, rumo à fronteira de Edom, no Negueb
892 - DINA
Filha de Jacó e de Lia, neta de Isaac, bisneta de Abrão, trineta de Taré e tetraneta de Nacor. Dina foi deflorada por Siquém (filho de Hemor, o heveu) e disso resultou a vingança cometida por seus irmãos uterinos, fato esse que obrigou Abrão e sua família a se retirar daquela localidade.
893 - DIONISIO,
O AREOPAGITA Conforme Eusébio em “História Eclesiástica”, foi o primeiro Bispo de Atenas, empossado na época do Apóstolo Paulo. Posteriormente foi confundido com um homônimo (Bispo de Paris, no século III) e por isso foram-lhe atribuídas as famosas obras teológicas-misticas que, na verdade, foram escritas quatrocentos anos após a sua morte.
894 - DIÓTROFES
Personagem influente que é citado na terceira Epístola de São João (talvez o Bispo de uma das Igrejas) como um dos que se recusavam a aceitar as normas e os ditames.
895 - DISTRITO
DOS GENTIOS Alcunha dada à Galiléia em função do grande número de gentios (os não judeus) que nela habitavam desde o tempo do rei Salomão.
896 - DISTROS
Nome macedônico – difundido pelas conquistas de Alexandre Magno – do mês que corresponde ao atual Fevereiro.
897 - DOÇURA
Uma das localidades onde os hebreus acamparam durante a marcha em busca da ““Terra Prometida””.
898 - DODANIM
Alguns lêem “Rodanim”. Dodanim deriva de “Dodona” que é uma localidade situada no Epiro. Eram os descendentes de Javã e de Noé. Ver Rodianos
899 - DODÔ
Pai de Elcanã, um dos componentes do grupo "Dos Trinta", a guarda pessoal do rei Davi.
900 - DOEG
O chefe dos pastores do rei Saul. Era chamado de “O Edomita” por ser natural de Edom.
901 - DOR
Região litorânea, fronteiriça ao Mediterrâneo e próxima ao Monte Carmelo. Integrava o território da meia tribo ocidental de Manassés.
902 - DORA
O mesmo que Dor. Ver Dor.
903 - DORCADE
O mesmo que Tabitá. Ver Tabitá.
904 - DORÍMENES
Pai de Tolomeu, um dos comandantes do exército assírio na terceira campanha contra os hebreus liderados por Judas Macabeu.
905 - DOSITEU
(1) Um dos oficiais das forças de Judas Macabeu.
906 - DOSITEU
(2) Homônimo do oficial de Judas Macabeu, era um dos judeus tubianos que escaparam da matança em seu país. Foi ele quem agarrou Górgias, pelo manto, para capturá-lo vivo, mas enquanto segurava-o teve o seu braço amputado por um inimigo, o que permitiu que Górgias fugisse para Marisa (ou Maresa).
907 - DOSITEU
(3) Provavelmente era um auto-proclamado Sacerdote e Levita que teria levado ao rei Tolomeu a versão grega do livro sobre o Purim. Ver Purim.
908 - DOTAIN
(DOTAIM) Localidade situada num ameno vale, a nordeste de Siquém (atual Tell Dotan) e a 18 km ao norte de Samaria, na estrada para o monte Carmelo. Dotain era rota das caravanas que pela planície de Esdrelon se dirigiam da Transjordânia ao Egito. Foi ali que os irmãos de José pastoreavam no dia em que o fizeram cativo e o venderam para caravaneiros.
909 - DOTAN
(DOTÃ) Também conhecida como Dotaim. Ver Dotain.
910 - DUMA
(2) Localidade pertencente ao território da tribo de Judá. Situava-se na região de montanhas.
911 - DURA
Planície que se localiza nas proximidades da antiga Babilônia.
912 - EBAL
(3) O monte Ebal, situado a noroeste de Siquém, na Samaria. O monte Ebal favorece a ressonância da voz e, por isso, era o local escolhido para a promulgação de bênçãos ou maldições.
913 - EBER
(2) Nome que provavelmente indica os povos daquém do rio Eufrates
914 - ECBÁTANA
Capital da província persa chamada de “Média”. Foi fundada no século VIII a.C. e atualmente é chamada de Hamadã e situa-se no Irã, o nome atual da Pérsia.
915 - ECLESÍASTES
É a tradução grega do termo hebraico Coelet. Ver Coelet.
916 - ECREBEL
Localidade mencionada em “Judite”. O termo apresenta certa semelhança com a atual Acrabe, aldeia situada ao sul de Siquém. Ecrebel foi a capital de uma região na época do Império Romano.
917 - ED
Termo hebraico que significa “Testemunho”.
918 - EDEMA
Localidade que integrava a área destinada à tribo de Neftali quando ocorreu a partilha das terras conquistadas pelos hebreus
919 - EDEN
(2) Palavra do idioma “súmere” que significa: “campo, planície”. A região onde ficava o “Paraíso”. A sua posição geográfica, além da vaga indicação de “estar no oriente da Palestina”, é desconhecida.
920 - EDEN
(3) Provavelmente seja a localidade de “Bet-Adini” que é frequentemente citada nos documentos assírios. Possivelmente, situava-se ao longo das margens do rio Eufrates, ao norte de Karkemis, ou Carquemis.
921 - EDEN
(DE TELASSAR) Região citada em “Isaías” como uma das que foram conquistadas por Senaquerib, rei da Assíria. A sua localização não é citada.
922 - EDNA
(1) A esposa de Raguel, mãe de Sara e sogra de Tobias. Em algumas versões é chamada de Ana.
923 - EDNA
(2) Um dos chefes militares durante o reinado de Josafá no "Reino de Judá" .
924 - EDOM
(1) Termo hebraico que significa: “vermelho”. O território situado ao sul de Moab, a nordeste do Mar Vermelho e ao norte de Madiã. Esse nome derivou do solo da região ser rico em argila vermelha.. Outrora era habitado pelos descendentes de Esaú (irmão de Jacó) e é, também, o nome atribuído aos mesmos. Também é chamado de Edomita.
925 - EDOM
(2) Rei de Soba (ver Soba) que foi derrotado pelo rei Saul.
926 - EDRAI
A capital do território de Basan (ver Basan, a planície). Atualmente é chamada de Deraa.
927 - EFER
(2) É citado em "Crônicas" na condição de um dos chefes da famílias integrantes da metade da tribo de Manassés instalada na Transjordânia.
928 - EFES
DAMIM Provavelmente é o nome da região que circundava o local onde ocorreu a luta entre Davi e Golias
929 - ÉFESO
A metrópole da Jônia (Grécia), situada entre Esmirna e Mileto. Éfeso foi elevada pelos romanos a capital da Ásia “Pro - consular”, graças ao seu duplo ancoradouro e por ser um importante centro comercial. Éfeso celebrizou-se, também e sobretudo, por ter o Templo de Diana, uma das chamadas “Sete Maravilhas do Mundo Antigo”.
930 - EFLAL
Ver Oflal
931 - EFOD
Descendente de Manassés e de José e pai de Haniel, um dos chefes da sua tribo.
932 - EFRA
(1) Localidade que se situava nas proximidades de Betel, ao norte de Jerusalém.
933 - EFRA
(2) Localidade que se situava a oeste do rio Jordão, a noroeste de Betsã, no território da tribo de Issacar.
934 - EFRAIM
(1) A outra maneira como é grafado o nome de Apaim. Ver Apaim.
935 - EFRAIM
(3) O mesmo que Ofra. Ver Ofra.
936 - ÉFRATA
(1) A fértil região que circunda Belém. Muitas vezes esse nome é aplicado à própria cidade.
937 - EFREM
Localidade que segundo a opinião mais aceita achava-se a uns 25 km a nordeste de Jerusalém, na região de Betel, onde atualmente encontra-se a aldeia árabe de Et-Táijibe.
938 - EFRON
(2) O monte Efron. Localidade que, provavelmente, identifica-se com Gefrun, a 4 km ao norte de Camum, onde corre o rio El-Ghafr. Alguns, porém, acreditam corresponder à atual El-Taibe, ao sul de Camum, que anteriormente chamava-se Efre.
939 - EFRON
(3) O mesmo que Ofra. Ver Ofra.
940 - EGAI
O eunuco que guardava e zelava pelas dependências das mulheres no palácio de Xerxes I, na Pérsia. Egai afeiçou-se a Ester e ajudou-a a ser a escolhida pelo rei.
941 - EGEMÔNIDES
O governador da região que ia da Toleimada (Aco) até a terra dos gerrenos. Egemônides foi nomeado por Antíoco V quando este firmou o armistício com Judas Macabeu. Porém, alguns acreditam que esse nome é, na realidade, o titulo do cargo “Hegemon” que foi dado ao próprio Judas.
942 - EGLA
Uma das esposas do rei Davi, com quem gerou Jetram ( Jetraam ).
943 - EGLAIM
Talvez seja a outra forma de grafar En-Eglaim, localidade situada na margem norte do Mar Morto.
944 - EGLAT
SALISIA Termo hebraico que significa “terceira vitela ou ternária”. Para alguns é o epíteto da localidade chamada Horonaim. Para outros é o nome duma cidade no país de Moab, na Transjordânia.
945 - EGLON
(1) Rei em Moab, país situado na Transjordânia, no leste do rio Jordão.
946 - EGLON
(2) Localidade que atualmente é chamada de Hibert Aglan, situada a cerca de 25 km a nordeste de Gaza, nas proximidades do Mediterrâneo.
947 - EIRA
DE NACON Em “Crônicas” é chamada “Quidon”, provavelmente por equívoco de algum copista. É uma região cuja localização exata não é conhecida, mas acredita-se ser próxima a Jerusalém.
948 - EL
AMARNA Localidade situada às margens do rio Nilo, no Egito. Atualmente é chamada de Tell el-Amarna. Nela, foram encontradas várias inscrições relativas aos acontecimentos narrados na Bíblia. As famosas “tábuas de El Amarna”, numa das quais há uma provável representação de José (o filho de Jacó) representado como o “salvador” do Egito.
949 - EL
BERIT O Templo de El-Berit que não deve ser confundido com o templo de Baal-Berit.
950 - EL
BETEL Nome dado ao lugar onde Deus apareceu a Jacó quando ele fugia de seu irmão, Esaú.
951 - EL
KADI Termo árabe que corresponde ao hebraico “Dã” e que significa “juiz”.
952 - EL
O outro nome dado a Javé.
953 - ELA
(1) Chefe de uma região no território de Edom
954 - ELAM
(4) Membro da classe Sacerdotal, foi o ancestral de uma das famílias hebréias que retornaram do exílio na Babilônia.
955 - ELAM
(5) País situado a leste/suleste da Babilônia, às margens do Golfo Pérsico. Outrora foi um reino poderoso, mas acabou sendo absorvido pelos persas que ali estabeleceram a sua capital. O Elam vem tendo a sua história revelada pelas escavações executadas em Susa, que era a sua capital. Atualmente é chamado de Arabistão.
956 - ELAMITAS
Povo que habitava o país de Elam. Ver Elam.
957 - ELASA
(3) Descendente de Fasur era um dos Sacerdotes na Jerusalém reconstruída após o exílio babilônico.
958 - ELASA
(5) Localidade citada em "Macabeus I" que, provavelmente, situava-se nas proximidades de Beret.
959 - ELASAR
Região da Mesopotâmia. Seu soberano foi um dos participantes da “guerra dos cinco reis”, citada em "Gênesis".
960 - ELAT
Localidade situada às margens do Mar Vermelho, junto à ponta norte do Golfo de Ácaba, ao sul do deserto de Sin, no país de Edom. De seu nome é que derivou o termo “Golfo Elanitico”. Atualmente é chamada de Ácaba.
961 - ELCANA
(4) O vice em comando durante o reinado de Acaz no "Reino de Judá". Elcana foi executado por Zecri, afamado guerreiro da tribo de Efraim.
962 - ELCOS
A terra natal do Profeta Naum. Alguns a situam na Galiléia, outros na Judéia, nas proximidades de Bet-Gibrin.
963 - ELDAD
Um dos setenta anciãos que profetizaram por um breve tempo a pedido de Moisés.
964 - ELEAL
(ELEALE) Localidade situada no país de Moab, na Transjordânia, dentro do território da tribo de Rúben.
965 - ELEAZAR
(5) Eminente escriba, foi um dos que não se sujeitaram a renegar a Javé e aos costumes hebraico, conforme as ordens do dominadores gregos. Eleazar suicidou-se para preservar a integridade de sua fé e servir de exemplo aos mais jovens.
966 - ELEAZAR
(7) Irmão de Simão – o Justo - era um dos Sumos Sacerdotes na época que Alexandre conquistou a Pérsia, permitindo o retorno dos hebreus do exílio babilônico.
967 - ELEAZAR
(8) Nome hebraico que significa “De Deus, o Auxilio”. Eleazar era um dos judeus que combateram nas fileiras de Judas Macabeu contra as tropas de Nicanor. As raízes etimológicas que compõem o seu nome tornaram-se o “grito de guerra” daqueles hebreus.
968 - ELEUTERO
Rio que deságua no mar próximo à Tripole, no hodierno Líbano. Chamado atualmente de Nahr El-Kebir.
969 - ELEUTERÓPOLIS
Ver Bet-Gibrin
970 - ELI
(1) Outra forma de nomear Deus. Para alguns, a tradução correta é: “aquele que veio de céu”.
971 - ELI
(2) Sacerdote em Silo e pai de Hofni e de Finéias, que, também, eram sacerdotes, mas corruptos e malvistos pelos israelitas. A Eli foi confiado Samuel, que mais tarde viria a sucedê-lo nas funções de Juiz e de Sacerdote de Israel.
972 - ELI
(3) Segundo o Evangelho de Lucas, Eli foi o avô paterno de Jesus, o Messias.
973 - ELIA
CAPITOLINA Nome dado a Jerusalém pelo imperador romano chamado Adriano. Nesse tempo era proibido o acesso dos judeus à cidade.
974 - ELIAB
(6) Membro da tribo de Gad, foi um dos que seguiram Davi enquanto ele era perseguido pelo rei Saul.
975 - ELIABA
Natural de Saalbon, foi um dos membros do grupo "Dos Trinta", a guarda pessoal do rei Davi.
976 - ELIACIM
(2) Membro da classe dos Sacerdotes e um dos que retornaram do exílio babilônico e auxiliaram na reconstrução de Jerusalém.
977 - ELIÃO
Termo que significa: “Deus é parente”. Em “Crônicas”, com a inversão dos dois elementos, é escrito “Amiel”, o penúltimo rei de Judá. Ver Amiel.
978 - ELIAS
– PROFETA Natural de Tesbi de Galaad, (daí ser chamado de “Tebista”) o Profeta Elias foi um ferrenho adversário da política corrupta e da idolatria do rei Acab, da rainha Jezabel e de todo o povo. Durante a sua vida, exerceu grande influência sobre a população e sobre a corte, insistindo na correção dos costumes e na fidelidade a Javé. Segundo a tradição, Elias, que em hebraico significa: “Meus Deus é Javé”, foi arrebatado aos céus enquanto estava vivo.
979 - ELIAS
(1) Descendente de Elam foi um dos chefes de famílias hebréias que retornaram do exílio babilônico.
980 - ELIAS
(3) Sacerdote que descendia de Harim, foi um dos chefes das famílias hebréias que retornaram do exílio babilônico.
981 - ELIASIB
(3) Descendente de Zatu, era o Sumo Sacerdote em Jerusalém quando ocorreu a reconstrução da cidade sob a supervisão de Neemias.
982 - ELICA
Natural de Harod era um dos componentes do grupo "Dos Trinta", a guarda pessoal do rei Davi.
983 - ELIEL
(3) É citado em "Crônicas" na condição de um dos chefes da famílias integrantes da metade da tribo de Manassés instalada na Transjordânia.
984 - ELIEL
(4) Membro da tribo de Gad, foi um dos que seguiram Davi enquanto ele era perseguido pelo rei Saul.
985 - ELIEL
(5) Natural de Maavim (provavelmente seja Manaaim, em Galaad), era um dos chamados "Heróis de Davi", grupo de proeminentes guerreiros fiéis ao rei Davi.
986 - ELIEL
(6) Natural de Masobia, era um "Heróis de Davi", guerreiros valorosos e fidelíssimos ao rei Davi.
987 - ELIEL
(7) É citado em "Crônicas" como um dos descendentes de Hebron e de Levi que foram convocados pelo rei Davi para transportar a "Arca da Aliança" de Cariat Jearim para Jerusalém.
988 - ELIEL
(AMIEL) (8) Pai de Betsabéia, sogro do rei Davi e o avô do rei Salomão. Em "Crônicas" é chamado de Amiel.
989 - ELIESER
(1) Um dos sábios chefes das famílias que compunham a comitiva de Esdras no retorno do exílio babilônico. Junto com outros, foi ele que recrutou em Casifia os levitas que acompanhariam essa comitiva.
990 - ELIEZER
(6) Descendente de Faros e um dos chefes de famílias hebréias que retornaram do exílio babilônico.
991 - ELIEZER
(7) Descendente de Harim, foi um dos chefes dos hebreus na época da libertação do jugo da Babilônia.
992 - ELIEZER
DE DAMASCO Um dos servos de Abrão.
993 - ELIFALU
Descendente de Levi, era um dos membros da classe dos “Porteiros” do Templo, em Jerusalém.
994 - ELIFELET
(1) Descendente de Adonicam era o chefe de uma das famílias que seguiram Esdras no retorno do exílio na Babilônia.
995 - ELIFELET
(2) Descendente de Hasum foi um dos chefes de famílias hebréias que retornaram do exílio babilônico.
996 - ELIM
Região onde os hebreus acamparam após saírem de Mara. Era guarnecida com doze fontes de água e setenta palmeiras. Esse nome é usado para designar as grandes árvores ( carvalhos, terebintos ou palmeiras) que, provavelmente, abundariam no local.
997 - ELIMAIDA
A forma grega do nome do antigo país chamado Elam. Ver Elam.
998 - ELIMAS
O mesmo que Barjesus. Ver Barjesus.
999 - ELIMELEC
Natural de Belém, marido de Noemi, pai de Maalon e Quelion e imigrante no país de Moab foi o sogro de Rute (que enviuvou de Maalon), a bisavó do rei Davi.
1000 - ELIOENAI
(4) Descendente de Simeão e um dos proeminentes líderes de sua tribo.
1001 - ELIOENAI
(6) Descendente de Fasur e membro da classe dos Sacerdotes foi um dos que retornaram do exílio babilônico e auxiliaram na reconstrução de Jerusalém.
1002 - ELIONENAI
(8) Descendente de Zatu era o chefe de uma das famílias que seguiram Esdras após o exílio na Babilônia.
1003 - ELISA
(2) Provavelmente seja o mesmo que a “Alásia” citada nas cartas de Tel – El – Amarna, o outro nome da ilha de Chipre.
1004 - ELISABETE
Tia materna da Virgem Maria e esposa de Zacarias que foi o preceptor da mesma enquanto ela esteve no Templo.
1005 - ELISAMA
(4) Pai de Natanias e avô de Ismal que foi um dos assassinos do governador Godolias.
1006 - ELISAMA
(5) Um dos Sacerdotes encarregados pelo rei Josafá de pregar a “Lei de Javé” ao povo e, assim, exterminar a idolatria.
1007 - ELISAMA
(6) O Secretário da corte do rei Eliacim na época do Profeta Jeremias.
1008 - ELIU
(1) Membro da tribo de Manassés, foi um dos que seguiram Davi enquanto ele era perseguido pelo rei Saul.
1009 - ELIÚ
(2) O mesmo que Eliab. Ver Eliab.
1010 - ELMELEC
(ELMELEQUE) Localidade que integrava a área destinada à tribo de Aser quando ocorreu a partilha das terras conquistadas pelos hebreus
1011 - ELMON
DEBLATAIM Uma das localidades onde os hebreus acamparam durante a marcha em busca da “Terra Prometida”
1012 - ELNATA
Pai de Noesta e o avô materno do rei Jeconias, o sucessor do rei Eliacim.
1013 - ELNATAN
(1) Um dos sábios chefes das famílias que compunham a comitiva de Esdras no retorno do exílio babilônico. Junto com outros, foi ele que recrutou em Casifia os levitas que acompanhariam essa comitiva.
1014 - ELOAH
O outro nome dado a Javé.
1015 - ELOIM
(ELOHIM) O outro nome dado a Javé. Esse termo hebraico significa: “espírito”.
1016 - ELON
(1) Descendente de Zabulon, foi um dos “Juizes Menores”, função que desempenhou por cerca de dez anos.
1017 - ELON
(2) Localidade que integrava a área destinada à tribo de Dã quando ocorreu a partilha das terras conquistadas pelos hebreus. Era uma “Cidade Levitica” cedida aos descendentes de Caat, os caatitas.
1018 - ELTECE
Localidade que integrava a área destinada à tribo de Dã. “Cidade refúgio” cedida os levitas que descendiam de Caat, os Caatitas
1019 - ELTOLAD
Localidade pertencente ao território da tribo de Simeão. Situava-se no extremo sul, rumo à fronteira de Edom, no Negueb
1020 - ELUL
O sexto mês do ano religioso e o último do ano civil. Corresponde a parte de Agosto e a parte de Setembro.
1021 - ELUZAI
Natural de Haruf e membro da tribo de Benjamim, foi um dos que seguiram Davi enquanto ele era perseguido pelo rei Saul.
1022 - ELZABAD
O mesmo que JoSabád. Ver JoSabád.
1023 - ELZEDAB
Membro da tribo de Gad, foi um dos que seguiram Davi enquanto ele era perseguido pelo rei Saul.
1024 - EMÃ
Um dos grandes sábios que são citados em “Reis” para comparar e enaltecer a inteligência superior de Salomão.
1025 - EMANUEL
Nome hebraico que significa “Deus Conosco”’. Indica sempre uma assistência eficaz da palavra divina e em “Isaías” indica a divindade do “Messias” na profecia sobre o nascimento de Jesus.
1026 - EMAT
Ver Hamat, localidade da Celessíria.
1027 - EMATEU
Povo descendente de Canaã que habitava no território de Emat (Hamat).
1028 - EMAÚS
Localidade que conforme Lucas, o Evangelista, situava-se a pouca distância de Jerusalém. Na estrada que unia a ambas foi que Jesus, o Messias ressuscitado apareceu a dois de seus seguidores. Entre os nomes de lugares que se assemelham a Emaús só se conhece, na Palestina hodierna, a localidade chamada de Amuás, próxima da estrada que liga Jerusalém a Jafa, mas que dista mais de 30 km de Jerusalém, o que parece tornar-lhe improvável como o local daquela aparição. Outrossim, a aldeia de El Kubébe, a curta distância a noroeste de Jerusalém passou, a partir da 1a Cruzada, a ser considerada como o lugar da manifestação de Jesus.
1029 - EMEC
CASIS O mesmo que Amec Casis. Ver Amec Casis
1030 - EMER
(1) Levita que descendia de Caat e que exercia as funções de Sacerdote no Templo de Jerusalém quando da assunção do rei Davi ao trono de Israel.
1031 - EMER
(IMER) (2) Localidade citada em "Esdras" como a morada de um grupo de hebreus que retornaram do exílio babilônico. Não há indicação sobre a sua localização e nem sobre a descendência de seus habitantes.
1032 - EN
GANIM Localidade situada no ângulo sudeste da planície de Esdrelon, ao sul de Jezrael (de Issacar). Atualmente é chamada de Genin.
1033 - EN
HADA (HARAD) Localidade que se situava no sul de Jezrael, no território da tribo de Issacar.
1034 - EN
HAROD A fonte de En-Harod geralmente é indicada como a atual Ain Jalud, abaixo da ponta noroeste do Monte Gelbóe, na serra da Samaria.
1035 - EN
HASOR Localidade que integrava a área destinada à tribo de Neftali quando ocorreu a partilha das terras conquistadas pelos hebreus
1036 - EN
MISPAT Termo hebraico que significa “Fonte do Juízo”. É o antigo nome de Cades. Ver Cades.
1037 - EN
ROGUEL Localidade que se situava a noroeste de Jericó.
1038 - EN
SAMES Ou “Fonte do Sol”. Localidade que talvez seja a hodierna Ain El Hod, na direção de Betânia, a noroeste de Jericó.
1039 - ENÃ
Descendente de Neftali e pai de Aíra que era o chefe da tribo de seu antepassado durante o Êxodo
1040 - ENAC
Amalecita, habitante de Hebron e pai de Aimã, Sesai e Tolmai. O ancestral dos enacins.
1041 - ENAIM
Localidade que fica no caminho de Tamna, no território que coube à tribo de Judá, na região das planícies.
1042 - ENCAENIA
O nome grego da celebração instituída por Judas Macabeu em comemoração à purificação do Templo, após as vitórias contra os Selêucidas. Seu nome original era Hanuca, mas com o passar do tempo essa festa foi sendo esquecida.
1043 - ENDOR
Localidade que se situava na vertente norte do monte Ed-Dahi, entre o sul do Monte Carmelo e o rio Jordão.
1044 - ENEGLAIM
Localidade que provavelmente situava-se no ângulo noroeste do lugar que atualmente é chamado de Ain Fesha.
1045 - ENÉIAS
Habitante de Lida e paralítico há oito anos que foi curado pelo Senhor através do Apóstolo Pedro.
1046 - ENGADI
Localidade situada à margem ocidental do Mar Morto, próxima à metade de sua extensão longitudinal. Atualmente é chamada de Ain-Gidi.
1047 - ENOCH
O mesmo que Henoc. Ver Henoc.
1048 - ENOM
e SALIM Localidades que provavelmente relacionam-se com as hodiernas En Ed-Deir e Tell Sarem, situadas respectivamente a 12 e a 7 km ao sul de Beisan. Enon é um nome hebraico que significa: “abundância de água”.
1049 - ENOM
O vale do Enom. Ver Vale do Enom.
1050 - ENOPARAS
Um dos afluentes do rio Oronte. Atualmente é chamado de Nahr Afrin.
1051 - ENRIMON
Localidade citada em “Neemias” como o domicilio dos descendente de Judá que retornaram do exílio babilônico. A sua localização exata é desconhecida.
1052 - EPAFRAS
O fundador da Igreja Cristã em Colossos. Epafras foi um gentio que se converteu através do Apóstolo Paulo enquanto este estava em Éfeso, no decurso de sua terceira viagem apostólica.
1053 - EPAFRODITO
Ardoroso cristão da Igreja de Felipos, foi o escolhido para levar a ajuda que a Igreja enviava ao Apóstolo Paulo que, na ocasião, encontrava-se aprisionado. Epafrodito, após cumprir sua missão adoeceu e só após o seu restabelecimento é que pôde portar a Epístola aos Felipenses.
1054 - EPÉNETO
Judeu que foi conquistado pelo Apóstolo Paulo que lhe dedicava um carinho especial chamando-o de “sua primícia da Ásia em Cristo”.
1055 - ERASTO
Discípulo do Apóstolo Paulo e o tesoureiro da comunidade cristã de Corinto. Ressalva-se que o nome “Erasto” era muito comum e pode ter sido usado por diferentes pessoas.
1056 - ESAÃ
Localidade pertencente ao território da tribo de Judá que se situava na região de montanhas
1057 - ESCADA
DE TIRO O promontório rochoso que se situava entre Toleimada (ou Aco) e Tiro. Atualmente é chamado de Ras En-Nakura.
1058 - ESCOL
Conforme citação em "Gênesis", um dos soberanos que foram aliados de Abrão.
1059 - ESCRIBAS
Os doutores que interpretavam a “Lei de Moisés”. Em geral eram bons professores, mas viviam distantes da retidão e da piedade que ensinavam.
1060 - ESDRAS
(2) Um dos líderes da classe dos Sacerdotes que voltaram do exílio babilônico sob a liderança de Zorobabel. Esdras foi o ascendente de Mesulam e o escriba durante o governo de Neemias.
1061 - ESDRELON
(1) A planície de Esdrelon que, atualmente, é chamada de Merg Ibn Amir. Vai do Mediterrâneo, baia de Acre ou Aco, atinge o vale do rio Jordão, separa a Galiléia da Samaria e diferencia-se da Judéia pela menor altitude geográfica.
1062 - ESDRELON
(2) É a forma grega do nome de Jezreel ou Jezrael, cidade mencionada com freqüência, sobretudo em “Reis”. Dela é que se originou o nome da maior planície da Judéia (ver Esdrelon, a planície).
1063 - ESDRIM
Em hebraico grafa-se “Ezri” que é a contração de Azarias.
1064 - ESEM
Localidade pertencente ao território da tribo de Judá. Situava-se no extremo sul, rumo à fronteira de Edom, no Negueb
1065 - ESMIRNA
Principal porto da Ásia Menor no mar Egeu. Subsiste atualmente nas ruínas da antiga cidade que se localizam na hodierna Izmir, na Turquia. Nela havia numerosa colônia de judeus que frequentemente ocasionavam entreveros com os novos cristãos.
1066 - ESNA
Localidade pertencente ao território da tribo de Judá. Situava-se na região de planícies
1067 - ESORA
A forma grega de Hasor. Pode-se identificá-la com Baal-Hasor que é o pico mais alto da Samaria, situado no caminho entre Siquém e Jerusalém.
1068 - ESPLENDOR
DE ISRAEL Epíteto de Javé
1069 - ESSÊNIOS
Grupo resultante da fusão entre os Sacerdotes dissidentes do clero de Jerusalém e os leigos exilados. Na época de Jesus, o Messias viviam em comunidades onde levavam vida monástica e cultivavam a pretensão de ser o verdadeiro “povo eleito”. Após deixarem Jerusalém passaram a viver em grutas em busca de seu ideal ascético.
1070 - ESTAOL
Provavelmente é a localidade que atualmente é chamada de Esua, distante alguns quilômetros a leste de Sorec e situada a noroeste de Belém.
1071 - ESTAOLITAS
Os habitantes de Estaol. Ver Estaol.
1072 - ESTÁQUIS
Fiel discípulo e companheiro generoso do Apóstolo Paulo.
1073 - ESTÉFANAS
Membro da delegação de Corinto que se dirigiu a Éfeso, onde o Apóstolo Paulo estava domiciliado, para pedir-lhe a solução para várias divergências que haviam na comunidade corintía. Estéfanas é a forma contraída de um derivado do nome próprio “Estéfanos”.
1074 - ESTEMO
(A) Localidade que se situava a leste de Siceleg, a noroeste de Arad, no sul da Palestina.
1075 - ESTEPES
DE JERICÓ A região do vale do rio Jordão adjacente a Jericó.
1076 - ESTER
Sobrinha (ou prima) de Mardoqueu, que a adotou quando ela ficou órfã. Ester descendia, pela linhagem de Benjamim, dos hebreus que foram deportados para a Babilônia por Nabucodonosor. Obedecendo ao edital do rei Xerxes (da Pérsia) para a escolha da mulher que substituísse a rainha Vasti (destituída do casamento e de seu posto por desobedecer a uma ordem do rei), Ester apresentou-se no palácio e graças à sua beleza e simpatia conquistou o rei que a desposou e fê-la rainha. Posteriormente, sabendo que Amã – ministro do soberano, seu marido - planejara o extermínio dos judeus e que usara de intrigas para obter a aprovação real, Ester intercedeu junto ao rei, mesmo com o risco de sua própria vida, e salvou o povo hebreu daquele massacre. A data em que o edital do rei foi alterado, livrando os judeus do perigo, passou a ser celebrada com a “Festa do Purim”.
1077 - ESTEVÃO
Eleito como Diácono, junto com outros seis, dentre os discípulos que seguiam os Apóstolos, Estevão sobressaiu-se por suas excelsas virtudes, as quais lhe trouxeram as dádivas do Espírito Santo o que lhe deu meios para realizar grandes obras e prodígios. Esses prodígios, porém, atraíram a ira dos membros do Sinédrio e doutros hebreus e, destarte, após ter feito um célebre discurso foi apedrejado até a morte por uma turba instigada pelos Rabinos e outros líderes, dentre os quais se achava Saulo que, posteriormente, converteu-se ao Cristianismo e, já com o nome de Paulo, tornou-se um de seus maiores divulgadores.
1078 - ESTRADA
DO ARABÁ Situada no vale do rio Jordão, era o caminho mais cômodo entre Manaaim e Hebron.
1079 - ETACASIM
(ECTASIN) Localidade que integrava a área destinada à tribo de Zabulon quando ocorreu a partilha das terras conquistadas pelos hebreus
1080 - ETAÍ
(2) Membro da tribo de Gad, foi um dos que seguiram Davi enquanto ele era perseguido pelo rei Saul. Era um hábil e corajoso guerreiro.
1081 - ETAÍ
(3) Um dos ministros do rei Davi. É chamado de “O Gateu” por ser natural de Gat.
1082 - ETAM
(2) Localidade situada a sudoeste de Belém. Esse nome parece ter sido adaptado do termo egípcio “Khetem” que significa: “fortaleza”. Atualmente é chamada de Ain’Atan.
1083 - ETAM
(3) Localidade do território da tribo de Simeão. Situava-se na região de montanhas e a “caverna do rochedo de Etam”, provavelmente é uma das várias cavernas que ainda existem no lado ocidental da montanha da Judéia, situada a 2 km a oeste de Artuf e a 4,5 km a leste de Bet-Gemal.
1084 - ETANIM
Nome de um mês, segundo a mais antiga nomenclatura, que posteriormente foi substituídos por números ordinais. Era usado pelos hebreus, pelos fenícios e por outros povos da Antiguidade.
1085 - ETBAAL
Rei dos Sidônios, pai de Jezabel e sogro de Acab o soberano do "Reino de Israel". Foi o sexto sucessor de Hiram no trono de Tiro.
1086 - ETEI
Ver Atai
1087 - ETER
Localidade pertencente ao território da tribo de Judá. Situava-se na região de planícies.
1088 - EUBULO
Discípulo de Paulo a quem amparou quando da primeira prisão de Apóstolo em Roma.
1089 - EUCARISTIA
A transformação do pão e do vinho em corpo e sangue do Messias que ocorreu na Santa Ceia.
1090 - EUFRATES
Rio que nasce na Armênia e que margeava a Mesopotâmia (no atual Iraque).
1091 - EUMENES
Rei de Pérgamo que recebeu dos romanos grande parte do território que antes era governado por Antíoco III – O Grande.
1092 - EUNICE
A mãe de Timóteo, o discípulo do Apóstolo Paulo. Ver Timóteo.
1093 - EURAQUILÃO
Turbilhão de dois ventos coincidentes e constratantes. O primeiro vindo do oeste e o segundo do nordeste. Era o mais temido pelos antigos navegadores.
1094 - EUTICO
Jovem ouvinte das pregações do Apóstolo Paulo em Trôade que caiu em profundo sono e despencou do 3o andar do edifício onde acontecia a prédica. Eutico foi ressuscitado pelo Apóstolo num milagre semelhante aos operados pelos Profetas Elias e Elizeu.
1095 - EVA
A primeira mulher, criada a partir de uma vértebra de Adão. Em hebraico, esse nome, vem de uma raiz que significa: “vida, viver”.
1096 - EVI
Rei de Madiã que foi um dos derrotados pelos hebreus.
1097 - EVIL
MERODAC Rei da Babilônia que anistiou Jeconias, o soberano do "Reino de Judá", e o amparou até o fim da vida.
1098 - EVÓDIA
Mulher que habitava em Felipos e que se tornou uma das mais ardorosas cristãs.
1099 - EXÍLIO
ASSIRIO Em 722-721 a.C., Sargão II (sucessor de Tiglatpileser IV, no trono da Assíria), dominou o "Reino de Israel" e exilou grande parte do povo e a corte real para a Assíria. A repatriação desses hebreus só viria acontecer por volta de 538-458 a.C. e de forma parcial e sucessiva.
1100 - EXÍLIO
BABILÔNICO O chamado “Império Neo Babilônico”, liderado por Nabucodonosor II, em 586 a.C. dominou o "Reino de Judá" e exilou a maioria da população que só seria libertada em c.559 a.C. quando Ciro – Imperador Persa – derrotou os babilônios.
1101 - EZEQUIAS
(4) Pai de Amarias, avô de Godolias, bisavô de Cusi e trisavô do Profeta Sofonias.
1102 - EZEQUIEL
Levita que descendia de Caat e que exercia as funções de Sacerdote no Templo de Jerusalém quando da assunção do rei Davi ao trono de Israel.
1103 - EZER
(1) Em "Crônicas" é citado como filho do pai de Etam, ou seja, Zara. Porém, os termos "filho, pai etc." na Bíblia podem ter o sentido mais amplo que o da simples relação de parentesco. Todavia, é certo que descendia de Judá.
1104 - EZER
(3) Membro da tribo de Gad e um de seus chefes. Foi um dos que seguiram Davi enquanto ele era perseguido pelo rei Saul.
1105 - EZRA
É citado em "Crônicas" como membro da tribo de Judá, mas não há menção sobre a sua descendência direta.
1106 - EZRICAM
(3) Chefe do palácio real durante o reinado de Acaz no "Reino de Judá". Ezricam foi executado por Zecri, afamado guerreiro da tribo de Efraim.
1107 - EZRIEL
(1) Um dos chefes da famílias integrantes da metade da tribo de Manassés instalada na Transjordânia.
1108 - FAAT
MOAB Termo que significa: “Governador de Moab”. O nome desse cargo passou a ser o sobrenome de uma das famílias hebréias que regressaram do exílio babilônico. Eram descendentes da linhagem de Jesus (filho de Josédec) de Joab e de Levi.
1109 - FADAÍAS
(2) Pai de Zebida e avô materno de Eliacim, o sucessor do rei Joacaz.
1110 - FADAÍAS
(3) Descendente de Levi era um dos supervisores dos depósitos das ofertas aos sacerdotes e aos levitas. Foi nomeado por Neemias, quando de seu segundo retorno à Jerusalém reconstruída após o exílio babilônico.
1111 - FADASSUR
Descendente de Manassés e de José e pai de Gamaliel, o chefe da tribo de seu antepassado durante o Êxodo.
1112 - FADON
Membro da classe dos “Oblatos” é citado em "Esdras" como o patriarca de uma das famílias hebréias que retornaram do exílio na Babilônia
1113 - FAKÉ
O mesmo que Facéia. Ver Facéia.
1114 - FALA
O ancestral de uma das famílias hebréias que retornaram do exílio babilônico.
1115 - FALTEU
O natural ou habitante de Bet-Félet. Ver Bet Félet.
1116 - FANUEL
(1) Em "Crônicas" é citado como filho do pai de Etam, ou seja, Zara. Porém, os termos "filho, pai etc." na Bíblia podem ter o sentido mais amplo que o da simples relação de parentesco. Todavia, é certo que descendia de Judá e, provavelmente, foi o fundador da cidade homônima.
1117 - FANUEL
(2) Termo hebraico que significa: “Face de Deus”. Localidade situada a leste de Sucot, nas margens do rio Jaboc, no território de Galaad, na Transjordânia. É o nome dado por Jacó ao lugar onde ele lutou com um “Anjo” e onde o seu nome foi mudado para Israel.
1118 - FARA
(1) Aldeia que atualmente localiza-se na encosta da montanha próxima a Abel-Meúla.
1119 - FARA
(2) O vale de Fara, situado a leste da montanha de Efraim. Ver Montanha de Efraim. Também é chamado de Suenit.
1120 - FARÃ
Um dos servos de Gedeão (um dos “Juizes Maiores” ).
1121 - FARAI
Natural de Arab era um dos componentes do grupo "Dos Trinta", a guarda pessoal do rei Davi.
1122 - FARAM
Rei amorreu de Jarmut que foi derrotado pelos hebreus.
1123 - FARAN
(FARÃ) O deserto de Farã. Região quase desértica que se estende por cerca de 200 km desde a montanha do Sinai até a fronteira sul da Palestina, a oeste da “Torrente do Egito” e leste de Gessen, no Egito. No sul e sudoeste é banhado pelo Mar Vermelho e, provavelmente, corresponda à atual Badiet-El-Tih dos árabes.
1124 - FARAN
Localidade situada na península do Sinai, no litoral norte do Mar Vermelho.
1125 - FARATON
A terra natal de Abdon (Um dos “Juizes Menores”). Atualmente chamada de Far’Ata, é uma aldeia distante 12 km a sudoeste de Siquém e ao sul do monte Garizim.
1126 - FARBAR
Provavelmente era um claustro anexo à parte ocidental do pátio externo do Templo construído por Salomão.
1127 - FARFAR
O rio que banha a cidade de Damasco. Ver Sabirani.
1128 - FARISEUS
Uma das grandes seitas em que o judaísmo dividia-se. Os Fariseus eram particularmente hostis às idéias de Ressurreição, anjos, demônios e quejandos e cuidavam, sobretudo, de zelar pelas tradições e pela letra da “Lei”. Foram ferrenhos adversários de Jesus, o Messias e de seus seguidores, cabendo a eles, principalmente, a culpa pela crucificação do Nazareno.
1129 - FARISON
O chefe de uma tribo árabe. Alguns estudiosos julgam que era o nome da própria tribo.
1130 - FARNAC
Descendente de Zabulon e pai de Elisafã, um dos chefes da sua tribo.
1131 - FAROS
O ancestral de uma das famílias hebréias que retornaram do exílio na Babilônia.
1132 - FARUDA
Descendente dos servos do rei Salomão e membro da classe dos Oblatos. Junto com seus pares foi um dos que retornaram do exílio babilônico.
1133 - FARVAIM
Provavelmente a localidade da Arábia donde se extraia o famoso “ouro de Ofir”.
1134 - FASEA
Pai de Jojada e membro da classe dos “Oblatos” era o patriarca de uma das famílias hebréias que retornaram do exílio na Babilônia
1135 - FASGA
O monte Fasga (um dos cimos dos Montes Abarim), situado na costa oriental do “Mar Morto”, nas proximidades do território de Moab.
1136 - FATAÍAS
(1) Um dos Levitas que retornaram do exílio babilônico, na comitiva de Esdras.
1137 - FATUEL
O pai do Profeta Joel. Ver Joel – Profeta.
1138 - FATURÉS
A “terra de Faturés”, situada no alto Egito, ao redor de Tebas, a capital. Também é o nome genérico do alto Egito. Em hebraico é grafada “Patros” e segundo Heródoto, foi a região de origem dos egípcios.
1139 - FEBE
Discípula do Apóstolo Paulo e diaconisa consagrada que prestava valioso auxilio às senhoras no Batismo, aos enfermos, aos pobres e aos peregrinos.
1140 - FEGOR
O monte Fegor (um dos picos dos Montes Abarim), situado ao norte de Fasga, fronteiriço ao deserto de Sin. Era o local onde se reverenciava a divindade pagã homônima.
1141 - FELATIAS
O ancestral de uma das famílias hebraicas que retornaram do exílio babilônico.
1142 - FELET
Descendente de Rúben e pai de On que, junto com outros, rebelou-se contra Moisés e por isso foi engolido pela terra.
1143 - FELIPE
– APÓSTOLO Era natural de Betsaída e não deve ser confundido com seu homônimo alcunhado de “O Servo” que era Diácono. Felipe evangelizou no Egito, na África e na Grécia onde fixou moradia em Hierápolis junto com suas quatro filhas que eram respeitadas profetizas. Felipe era um “judeu helenístico” e seus ensinamentos preservavam um belo misticismo baseado na santidade do casamento. Coube a ele a ordenação de vários bispos entre os gregos, mas as histórias destas episcopacias são obscuras.
1144 - FELIPE
(1) Natural da Frigia era o cruel ministro que Antíoco IV, Epífanes deixou em Jerusalém após a vexatória retirada de suas tropas do Egito.
1145 - FELIPE
(2) Que não deve ser confundido com o homônimo frígio, era amigo de infância de Antíoco IV a quem sepultou quando este morreu de dolorosa enfermidade. Filipe foi escolhido pelo rei, em seu leito de morte, para suceder a Lisias no comando dos negócios do reino, esse, porém, usou de ímpias estratégias para preservar o seu cargo impedindo a ascensão do escolhido. Posteriormente, Filipe rebelou-se contra Antíoco V e desse fato redundou colateralmente o armistício entre Antíoco V e Judas Macabeu.
1146 - FELIPE
(3) Um dos sete Diáconos que foram eleitos pelos discípulos e que foram ungidos pelos Apóstolos. Por suas excelente virtudes e generosa piedade recebeu a alcunha de “Evangelista”.
1147 - FELIPOS
Localidade situada a noroeste de Neápolis e a nordeste de Tessalônica e de Antípolis, fronteiriça ao sul da Europa. Nela, ficava a Igreja preferida pelo Apóstolo Paulo e a única, dentre todas, que conseguiu que ele aceitasse sua ajuda na época em que se encontrava preso. É célebre pela grande batalha entre Bruto e Cássio contra os soldados de César. Após a batalha de Accio tornou-se uma província romana.
1148 - FÉLIX
Governador romano da Judéia que presidiu o processo contra o Apóstolo Paulo. Félix era corrupto e cruel, mas amparado por seu irmão Palante (o famoso favorito do imperador Nero [54-68 dC] ) mantinha-se no cargo e dava vazão aos seus maus instintos, ficando impune de suas crueldades até que após algum tempo foi destituído de seu posto por malversação do dinheiro público.
1149 - FENENA
Uma das esposas de Elcana (o pai de Samuel).
1150 - FENICE
Porto situado na parte sul-ocidental da ilha de Creta. Esse nome parece subsistir na cidade de Finika, na atual baia de Plaka.
1151 - FENÍCIA
Região que se estendia ao norte da Palestina ao longo da costa do Mediterrâneo. Na época de Jesus, o Messias estava anexada à Síria, então província romana.
1152 - FEREZEUS
Provavelmente eram autóctones das regiões das tribos de Efraim e de Manassés, ao contrário dos demais povos que descendiam de Canaã, que invadiram o território posteriormente.
1153 - FÊS-DAMIN
O mesmo que Efes-Damim. Ver Efes-Damim.
1154 - FESTA
DA DEDICAÇAO A festa da Dedicação foi instituída em 146 aC. por Judas Macabeu por ocasião da purificação do Templo que fora profanada por Antíoco Epífanes. Durava oito dias tendo inicio no dia 25 de Casleu (Novembro/Dezembro).
1155 - FESTA
DAS CABANAS A festa nacional que entre os judeus era a mais popular e alegre. Celebrava-se durante oito dias, de 15 a 22 do mês de Tisri (Setembro/Outubro) a permanência dos antigos hebreus durante quarenta anos no deserto. Agradecia-se, também, as colheitas. Durante a festa o povo residia em cabanas construídas nos terraços e nas praças, donde vem o seu nome.
1156 - FESTA
DE MARDOQUEU O mesmo que Purim. Ver Ester.
1157 - FESTA
DOS AZIMOS Outra denominação da Páscoa quando só se comia o pão ázimo, ou seja, sem fermento.
1158 - FETAIA
Levita que descendia de Caat e que exercia as funções de Sacerdote no Templo de Jerusalém quando da assunção do rei Davi ao trono de Israel.
1159 - FICOL
Chefe dos exércitos de Abimelec, rei de Gerara.
1160 - FIGELO
Cristão da Ásia que foi convertido pelo Apóstolo Paulo, a quem abandonou quando este estava preso em Roma, provavelmente por medo das perseguições.
1161 - FILACTÉRIAS
Pequenas caixas de couro que guardavam membranas onde era escritos fragmentos do Pentateuco. O povo supersticioso atribuia-lhe o poder de evitar o Mal, donde o nome de filactéria, oriundo do grego “Fyllato” que significa “guardo, protejo”.
1162 - FILADÉLFIA
Localidade situada a 45 km a leste-sudeste de Sardes. Atualmente é conhecida como Alaseher.
1163 - FILÊMON
Abastado habitante de Colossos que se converteu ao Cristianismo com ardor e que cedia sua própria residência para a realização dos encontros religiosos. Filêmon foi o amo do ex-escravo Onésimo. Ver Onésimo.
1164 - FILETO
Personagem citada pelo Apóstolo Paulo na segunda Epístola a Timóteo. Não se conhece detalhes sobre sua biografia, porém, sabe-se que tinha um discurso contrário ao do Apóstolo, vez que pregava a inexistência da ressurreição final do corpo, ou, talvez, a regeneração que ocorre no batismo e que é uma ressurreição espiritual.
1165 - FILHA
DE SIÃO Nome poético de Jerusalém.
1166 - FILHOS
DE ARIEL Provavelmente esse termo era o epíteto dado a dois (irmãos?) famosos por sua bravura.
1167 - FILISTEUS
Povo oriundo provavelmente da ilha de Creta (na Grécia) que se fixou por volta de 1.200 a.C. na costa sul da Palestina. Os filisteus sempre foram ferozes inimigos dos hebreus.
1168 - FILÓLOGO
Um dos caros irmãos de fé que o Apóstolo Paulo cita em sua Epístola aos Romanos.
1169 - FINÉIAS
(3) Membro da classe dos Sacerdotes e pai de Eleazar que foi um dos comandantes dos hebreus no retorno do exílio babilônico.
1170 - FINON
O líder e epônimo da localidade da qual subsistem as ruínas (Chirbet-Fenán) ao norte de Petra, cerca de 60 km ao sul do Mar Morto. Finon foi célebre por suas minas de metais a cujos trabalhos o Imperador Diocleciano condenava os cristãos.
1171 - FISON
Também chamado de Gion, é o rio que nascia no Éden e que banhava a terra de Hévila, sendo rico em ouro puro, em obdélio e em onix. Alguns o localizam na África e outros na Ásia.
1172 - FLEGONTE
Um dos discípulos que o Apóstolo Paulo cita em sua Epístola aos Romanos.
1173 - FONTE
DE ROGEL A fonte de Rogel, que brota no vale do Cedron, a sudeste de Jerusalém. Atualmente é conhecida como Bir Aiub (poço de Jó).
1174 - FONTE
DO JULGAMENTO (OU DO JUÍZO) O antigo nome de Cades. Ver Cades e En Mispat.
1175 - FOQUERET
ASSEBAIM Descendente dos servos do rei Salomão e membro da classe dos Oblatos. Junto com seus pares foi um dos que retornaram do exílio babilônico.
1176 - FÔRO
DE ÁPIO Localidade situada a cerca de 40 milhas de Roma. Ali, o Apóstolo Paulo foi recebido pelos discípulos locais quando de seu primeiro julgamento em Roma.
1177 - FORTALEZA
DE SIÃO Um dos nomes dados a Jerusalém que, na época do rei Davi, era extremamente fortificada.
1178 - FORTUNATO
Membro da delegação de Corinto que se dirigiu a Éfeso, onde o Apóstolo Paulo estava domiciliado, para pedir-lhe a solução para várias divergências que haviam na comunidade corintía.
1179 - FRIGIA
Região situada na Ásia Menor, a nordeste de Panfília, a oeste da Capadócia e ao sul/sudoeste do Mar Negro.
1180 - FUA
(2) Uma das parteiras dos judeus que habitavam no Egito. Temente a Javé, recusou-se a praticar o infanticídio ordenado pelo Faraó e mercê de sua atitude é que a vida de Moisés foi poupada.
1181 - FUD
Localidade citada em “Judite” cuja posição geográfica é desconhecida.
1182 - FUL
Outra maneira de escrever o nome de Teglat-Falasar, o rei da Assíria que deportou os hebreus.
1183 - FUT
Descendentes de Cam e de Noé. Ver Put.
1184 - FUTIEL
Sogro de Eleazar e sobrinho de Moisés.
1185 - GAAR
Membro da classe dos “Oblatos” é citado em "Esdras" como o patriarca de uma das famílias hebréias que retornaram do exílio na Babilônia
1186 - GAÁS
O monte Gaás, situado ao sul de Tamnat-Sare no território que coube a Josué, o sucessor de Moisés.
1187 - GABA
Localidade situada a cerca de 15 km a nordeste de Jerusalém, entre Macmas e Gabaa. Atualmente é chamada de Geba.
1188 - GABAÁ
DE BENJAMIM, OU DE SAUL Localidade que é relacionada com a atual Tel El-Ful, situada a 8 km ao norte de Jerusalém.
1189 - GABAÁ
DE FINÉIAS Localidade que provavelmente corresponda à aldeia que atualmente é chamada de Gibija, situada sobre uma colina a cerca de 6 km a sudeste de Tibna (Tamnat-Saré).
1190 - GABAÃO
(GABAON) Localidade situada a cerca de 11 km a noroeste de Jerusalém. Por um certo tempo abrigou o “Tabernáculo Sagrado” (ou “Tenda de Reunião”), construído por Moisés, vindo daí a importância desse lugar, venerado como “o lugar alto mais importante”, i é, o principal entre os santuários localizados nas colinas. Atualmente é chamada de El-Gib.
1191 - GABAI
Descendente de Benjamim, foi um dos líderes dos hebreus que se estabeleceram na Jerusalém reconstruída durante o governo de Neemias, após o exílio babilônico.
1192 - GABAON
O mesmo que Gabaão. Ver Gabaão.
1193 - GABAONITAS
Os habitantes de Gabaão (Gabaon).
1194 - GÁBATA
Pátio calçado com lages onde se colocou o trono de Pilatos quando ele proferiu a sentença contra Jesus, o Messias. Em grego é grafado “Lithóstrotos”.
1195 - GABELEIROS
Sinônimo de Publicanos, os odiados cobradores de impostos.
1196 - GABRI
Pai de Gabael, descendente de Neftali e tio de Tobi, o pai de Tobias.
1197 - GAD
(1) Profeta que é citado em “Samuel” e que aconselhou Davi a rumar para o território de Judá e, também, alertou-o sobres as penitências que Jerusalém sofreria e sobre a compra da propriedade de Areúna.
1198 - GAD
(2) Divindade aramaica que personificava a Fortuna (a sorte).
1199 - GAD
(3) Uma das cidades que formavam a pentarquia filistéia.
1200 - GAD
HEFER A terra natal do Profeta Jonas. Localidade que se situava na Galiléia.
1201 - GADARA
Cidade situada na Decápole, a cerca de 10 km das margens orientais do lago Genesaré.
1202 - GADARENOS
Os habitantes de Gadara. Ver Gadara.
1203 - GADEL
Descendente dos servos do rei Salomão e membro da classe dos Oblatos. Junto com seus pares foi um dos que retornaram do exílio babilônico.
1204 - GADER
Localidade que poder ser identificada com Gedor, situada nos montes do território da tribo de Judá, no sul da Palestina.
1205 - GAIO
O Apóstolo Paulo teve dois companheiros e um hospedeiro em Corinto com esse nome, o qual é citado, também, na 3a Epístola de São João. Porém, é provável que esse último nada tenha em comum com os anteriores.
1206 - GAL
ED Termo hebraico que significa: “Monte Testemunha”. Gal Ed foi o nome dado por Jacó ao monte onde foi firmada sua aliança com Labão. De Gal-Ed derivou o nome Galaad.
1207 - GALAAD
(3) Região que se situa a leste do rio Jordão, ao norte do país de Amon e ao sul de Basã, na Transjordânia.
1208 - GALÁCIA
Na época em que o Apóstolo Paulo vivia a palavra Galácia tinha dois sentidos: 1o) etnográfico, significando a Galácia propriamente dita, habitada pelos descendentes dos Gauleses que na segunda metade do século III aC. foram levados, na sua migração, até a Ásia Menor e haviam fixado sua sede nas regiões situadas entre a Capadócia e o Ponto; 2o) administrativo, significando a província romana da Galácia que além da supra referida, compreendia também várias outras regiões da Ásia Menor, a saber: ao norte a Panflagônia e parte do Ponto, ao sul a Psidia, a Licaônia e parte da Frigia.
1209 - GALALAI
Membro da classe dos Sacerdotes e um dos que retornaram do exílio babilônico e auxiliaram na reconstrução de Jerusalém.
1210 - GALATAS
(CELTAS) Povo que invadiu a Ásia Menor em 240 a.C. e que em 189 a.C. foi vencido pelos romanos. Porém, alguns acreditam tratar-se dos Gauleses do norte da Itália, subjugados pelos romanos em 222 a.C, os quais chamavam a região de “Gália Cisalpina. Ver Galácia.
1211 - GALED
E MASFA Ver Gal Ed (Gal El).
1212 - GALGAL
(1) Termo hebraico que significa “turbilhão”, mas que geralmente é sinônimo de “roda”. Galgal vem do verbo “Galal” que significa “tirar, levar”. Galgal também é grafada “Galgala”.
1213 - GÁLGAL
(2) Localidade situada no vale do Rio Jordão, a uns 2 km a sudeste da antiga Jericó. Ali, encontrava-se um célebre santuário em memória dos fatos narrados em “Josué”.
1214 - GÁLGAL
(3) Provavelmente trata-se da atual Gilgilia (ou Jiuleigil), situada a 12 km ao norte de Betel. Era, possivelmente, o domicilio do profeta Eliseu.
1215 - GÁLGAL
(4) Localidade situada a oeste de Salisa, a nordeste de Jafa, nas proximidades do litoral do Mediterrâneo.
1216 - GÁLGALA
O mesmo que Gálgal. Ver Gálgal.
1217 - GALIÃO
Lucio Aneu Galião era irmão do célebre filósofo Sêneca e tinha fama de ser culto e afável. Na época do Apóstolo Paulo era o pro - cônsul de Acaia e mesmo sendo pressionado pelos judeus recusou-se a mandar prender o Apóstolo.
1218 - GALILÉIA
Derivativo de “Galil” que significa: “circulo, distrito”. É a região situada entre o Mediterrâneo, o vale do rio Jaboc, o rio Litani e a planície de Esdrelon, na parte mais setentrional da Palestina.
1219 - GALIM
Localidade que se situava na região de montanhas, entre Gabaa de Saul e Anatot, a poucos quilômetros ao norte de Jerusalém.
1220 - GAMADENSES
Povo que habitava no monte Hermon. São os “Kumideus” citados nas cartas de Tel – El – Amarna.
1221 - GÁMALA
Localidade onde nasceu o líder revoltoso chamado Judas. Situava-se além do lago de Tiberíades.
1222 - GAMUL
Levita que descendia de Caat e que exercia as funções de Sacerdote no Templo de Jerusalém quando da assunção do rei Davi ao trono de Israel.
1223 - GANGAS
O pequeno rio que banhava Filipos e que abrigava em suas margens os fiéis que foram ouvir o Apóstolo Paulo. Atualmente é chamado de Burbanaki.
1224 - GAREB
(1) Localidade situada a oeste da “Torre de Hananel”, em Jerusalém.
1225 - GAREB
(2) Natural de Geber era um dos componentes do grupo "Dos Trinta", a guarda pessoal do rei Davi.
1226 - GARIZIM
O monte Garizim, situado a sudoeste do monte Ebal, quase no centro da Palestina, na região que posteriormente seria chamada de Samaria.
1227 - GASEM
Árabe oriundo da Transjordânia e feroz inimigo dos hebreus retornados do exílio babilônico. Era coligado a Sanabalat e a Tobias, o amonita.
1228 - GAT
HEFER Localidade situada a 5 km a noroeste de Nazaré, no território da tribo de Zabulon. Foi a terra natal do Profeta Jonas e atualmente é denominada El-Meshed.
1229 - GAT
OFER O mesmo que Gat Hefer. Ver Gat Hefer.
1230 - GAT
REMOM Localidade que integrava a área destinada à tribo de Dã. Situava-se a leste de Betel e a noroeste de Jericó. Também havia outra cidade com esse nome no território da tribo de Manassés, mas a sua localização é incerta.
1231 - GAT
Uma das principais cidades filistéias, mas a sua localização exata é incerta. Em “Samuel” essa localidade é tomada como representante geral das cidades filistéias. Nela, residiam os remanescentes da gigantesca raça dos anaquitas.
1232 - GAVER
Localidade situada nas proximidades de Jeblaam, a sudoeste de Betsã e a nordeste de Dotã.
1233 - GAZA
Localidade que já era mencionada nas cartas de El-Armana e que existe ainda hoje com esse mesmo nome. Situa-se perto da fronteira sudoeste da Palestina, na região litorânea, banhada pelo Mediterrâneo. Era uma das cidades que formavam a pentarquia filistéia.
1234 - GAZAM
Membro da classe dos “Oblatos” é citado em "Esdras" como o patriarca de uma das famílias hebréias que retornaram do exílio na Babilônia.
1235 - GÁZARA
(1) Localidade que é citada em "Macabeus 2" e que, provavelmente, corresponde a Jazer. Ver Jazer.
1236 - GÁZARA
(2) O mesmo que Gazer, localidade da filistéia. Ver Gazer.
1237 - GAZER
Localidade que se situa a 28 km a sudeste de Jafa e a 39 km a noroeste de Jerusalém. Nas cartas de El-Amarna é chamada de Gazri e atualmente é denominada de Tell Gezer.
1238 - GEBA
(DE BENJAMIM) Localidade situada a 3,5 km a leste de Ramá, no caminho entre Belém e Jerusalém.
1239 - GEBAL
Localidade situada a 40 km de Beirute, no atual Líbano. Era chamada de “Byblos” pelos gregos e atualmente é conhecida como Gebail. O seu povo era famoso pela habilidade em construir edifícios e monumentos.
1240 - GEBE
Variante de Gabe ou Gaba. Provavelmente era uma localidade situada na planície de Esdrelon, nas proximidades da atual aldeia de Scech Abreik, a uns 40 km de Betsan, a atual Beisan. Porém, não se deve descartar a hipótese de ter havido um erro de transcrição e, nesse caso, deve-se ler Gelboé, a montanha em cujas faldas se estende a campina de Betsan.
1241 - GEBETON
Localidade que se situava a 5 km a leste de Acaron. Atualmente é chamada de Tell-El-Melat.
1242 - GEBIM
Localidade citada em “Isaías” cuja posição geográfica é desconhecida.
1243 - GEBO
Localidade citada em “Samuel” e que, provavelmente, situava-se a noroeste de Jerusalém.
1244 - GEDEÃO
(1) Descendente de Benjamim e pai de Abidã que foi um dos chefes da tribo de seu antepassado durante o Êxodo.
1245 - GEDEÃO
(3) Descendente de Simeão, era da linhagem da qual descendeu a heroína Judite. Ver Judite.
1246 - GEDERA
Localidade que se situava na região de planícies, no território de Judá. Gedera, em hebraico, significa “sebe”.
1247 - GEDEROT
Localidade pertencente ao território da tribo de Judá. Situava-se na região de planícies.
1248 - GEDEROTAIM
Localidade que integrava o território da tribo de Judá e que se situava na região das planícies.
1249 - GEDEROT-CAMAAN
Ver Camaan.
1250 - GEDOR
(2) Filho de Fanuel, descendente de Judá e, provavelmente, o fundador da localidade homônima, pertencente ao território da sua tribo.
1251 - GEDOR
(3) O mesmo que Gader. Ver Gader.
1252 - GEENA
Termo hebraico que designa o Vale de Enom, situado ao sul de Jerusalém. Ali eram oferecidos sacrifícios (inclusive humanos) à divindade pagã Moloc e onde os cadáveres dos criminosos executados eram cremados junto com outros detritos. Por isso era chamado de “Geena de fogo” e tornou-se sinônimo de inferno. Ver Vale do Enom.
1253 - GELBOÉ
Atualmente chamado de Gebel Fuku’a, é uma série de cumes no fim da Serra de Samaria.
1254 - GEMALI
Descendente de Dã e pai de Amiel que foi um dos exploradores do país de Canaã, conforme as ordens de Moisés.
1255 - GENATON
Um dos líderes da classe dos Sacerdotes que voltaram do exílio babilônico sob a liderança de Zorobabel. Genaton era o ascendente de Mesulam.
1256 - GENESAR
Ver Genesaré
1257 - GENESARÉ
O lago de Genesaré têm 21 km de comprimento, 12 km de largura máxima e profundidade máxima de 48 metros. Está situado a 208 metros abaixo do nível do mar e é formado pelo rio Jordão. Situava-se na fronteira das áreas das tribos de Neftali, Zabulon e Manassés, a oeste de Basã. Também é conhecido como Quineret, Genesar e Tiberíades.
1258 - GENTON
Membro da classe dos Sacerdotes e o patriarca de uma das famílias hebréias que retornaram do exílio babilônico.
1259 - GEON
Rio que nascia no Eden e que banhava a terra de Cuch.
1260 - GERAR
Cidade e a região adjacente que se situava entre Gaza e Bersabéia, a cerca de 40 km ao sul de Eleuterópolis.
1261 - GERARA
Região no Negueb, situada entre Cades e Sur, a noroeste de Siceleg.
1262 - GERASENOS
Os habitantes de uma aldeia cujo nome parece subsistir, levemente alterado, no atual Corsi ou Cursi, situada à margem oriental do lago de Genesaré.
1263 - GERGESEU
Povo descendente de Canaã que habitava a região situada entre o Egito e a Mesopotâmia.
1264 - GERRENOS
Povo que provavelmente habitava Gerar (ou Gerara), no sul da Palestina.
1265 - GERSOM
Descendente de Finéias e de Levi era o chefe de uma das famílias que seguiram Esdras no retorno no exílio na Babilônia.
1266 - GERSONITAS
Os descendente de Gerson e de Levi. Eram os responsáveis pela Tenda e pela cobertura do Santuário na época do Êxodo.
1267 - GESSEN
Região do Egito situada à margem direita do braço mais oriental do rio Nilo, a leste do “delta egípcio”, nas proximidades de Tânis. Era uma região muito favorável ao pastoreio e foi cedida a Jacó e a seus filhos durante a sua estada no Egito.
1268 - GESSUR
Região situada ao norte do Egito, limítrofe com o território de Maaca, ao qual é frequentemente associada. Posteriormente passou para o domínio da tribo de Simeão.
1269 - GETAIM
Localidade que possivelmente seja a “Gamteti” das cartas de El-Amarna, situada entre Ramá e Hadid, na Sefelá. Ali, os cananeus expulsos pela tribo de Benjamim se refugiaram.
1270 - GETER
Descendente de Aram, neto de Sem, bisneto de Noé, trineto de Lamec e tetraneto de Matusalém.
1271 - GETSEMÂNI
Nome hebraico que significa “espremedouro, prensa de óleo” e que identificava uma chácara aos pés do monte das Oliveiras onde Jesus, o Messias costumava ir para rezar. Em 1891 encontraram-se ali os restos da antiga Basílica construída por volta de 380 dC. (reinado de Teodósio) e neste local foi construída a Basílica atual.
1272 - GIBAR
Outra forma de grafar Gabaão.
1273 - GIBLITAS
Os habitantes de Gebal.
1274 - GIDEON
Há dúvidas se esse vocábulo foi corretamente transmitido pelos copistas da Bíblia. Trata-se de uma localidade cuja posição geográfica é desconhecida.
1275 - GIEZI
Servo do Profeta Eliseu que usou de falsidades para receber recompensas de Naamã. Por isso, foi castigado por Javé herdando a lepra de Naamã.
1276 - GIGES
Ver Gog.
1277 - GILO
Localidade pertencente ao território da tribo de Judá. Situava-se na região de montanhas, a 4 km a oeste da estrada que liga Jerusalém a Hebron. Possivelmente seja a atual Hirbet Jiala.
1278 - GINET
Pai de Tebni, o adversário de Amri (ou Omri) na disputa pelo trono do "Reino de Israel".
1279 - GION
As águas de Gion. Atualmente é a chamada “Fonte da Virgem”, que passa através dum túnel debaixo da extremidade sul de Ofel e deságua na “piscina de Siloé”, ao pé do lado ocidental da colina onde fica Jerusalém. Neste túnel descobriu-se em 1880 inscrições cuja forma das letras remonta ao tempo do rei Ezequias do "Reino de Judá". Foi em Gion que Salomão foi ungido rei. Ver Fison, o rio.
1280 - GISPA
Membro da classe dos Oblatos e habitante no Ofel, era um dos “prefeitos” de seus pares na Jerusalém reconstruída após o exílio babilônico.
1281 - GOÁ
Localidade situada a oeste da “Torre de Hananel”, em Jerusalém.
1282 - GOB
Cidade filistéia, provavelmente situada na planície filistéia.
1283 - GOFNA
Localidade situada a 29 km ao norte de Jerusalém. Atualmente é chamada de Gifne.
1284 - GOG
(2) No idioma súmere significa “trevas” e embora não seja o nome de nenhuma personagem histórica pode haver um certo paralelo com Giges, rei da Lidia ( O “Gugu” dos documentos cuneiformes). Em “Ezequiel”, Gog é chamado de soberano dos países de Mosoc e Tubal, porém há dúvidas e controvérsias sobre a sua real (e não metafórica) existência. É possível que fosse um nome comum dado aos inimigos dos hebreus.
1285 - GOI
O país que era governado por Tidaal, um dos participantes da “guerra contra Bera”.
1286 - GOLÃ
Localidade que se situava na Transjordânia, a leste do rio Jordão, no território de Basã.
1287 - GOLFO
ELANÍTICO Ver Elat.
1288 - GÓLGOTA
Pequena elevação de cerca de 10 m, de chão nu e de forma arredondada. Dessas características é que derivou o seu nome que em aramaico significa “crânio”. Nesse monte é que aconteciam as crucificações, dentre as quais a de Jesus, o Messias.
1289 - GOLIAS
Gigante filisteu que foi derrotado por Davi, mercê de Deus. Segundo a tradição era natural de Gat e media quase três metros de altura.
1290 - GOLIAT
Outro gigante que foi morto pelo rei Davi.
1291 - GOMER
(1) Filha de Diblaim, seria a esposa do Profeta Oséias. Há controvérsias em relação a esse casamento, pois alguns acreditam que seja apenas uma metáfora onde o profeta seria Javé e a esposa dissoluta seria a nação hebréia.
1292 - GOMORRA
Ver Sodoma e Gomorra.
1293 - GOREB
Chamado de “O Jetreu”, por ser natural de Jatir, era um dos chamados "Heróis de Davi", grupo de proeminentes guerreiros fiéis ao rei Davi.
1294 - GOREN
ATAD Localidade onde ocorreu as cerimônias fúnebres de Jacó. Não há indicação de sua localização exata.
1295 - GÓRGIAS
Comandante do exército assírio que foi enviado para exterminar os judeus sublevados sob a liderança de Judas Macabeu.
1296 - GOSEN
Região que se estende na extremidade sul da montanha de Judá. Não deve ser confundida com Gessen, no Egito, que em hebraico têm o mesmo nome.
1297 - GOZÃ
Localidade situada às margens do rio homônimo, na Assíria, e destino final dos israelitas deportados.
1298 - GRANDE
MERETRIZ/BABILÔNIA Citada no Apocalipse de São João é facilmente reconhecida como a Roma imperial dos três primeiros séculos quando grassavam o politeísmo e a dissolução dos costumes.
1299 - GRUPO
DOS TRÊS A elite suprema das forças militares do rei Davi. Era composto por Isbaal, Eleazar e Joab.
1300 - GRUPO
DOS TRINTA Grupo de elite das forças militares do rei Davi. Era composto por hábeis e corajosos guerreiros oriundos de várias tribos.
1301 - GUÉBAL
O mesmo que Gebal. Ver Gebal.
1302 - GUGU
Ver Gog, assemelhado com Giges.
1303 - GUILGAL
O mesmo que Gálgal. Ver Gálgal.
1304 - GULON
Localidade pertencente ao território da tribo de Judá. Situava-se na região das montanhas.
1305 - GUNI
(1) Descendente de Gad, era o pai de Abdiel e o avô de Ai, que foi chefe de um dos clãs de sua tribo.
1306 - GUR
Localidade citada nas “Tábuas Cuniformes”, encontradas em escavações na vizinha Tamac, com o sufixo “Ki” que significa: “região”. Provavelmente era habitada por árabes e foi conquistada pelo rei Ozias, filho de Amasias.
1307 - HAARAS
Pai de Tícua e avô de Selum, o marido da Profetisa Hulda.
1308 - HABACUC
- PROFETA Esse profeta ganhou celebridade quando em 1.947, entre os primeiros manuscritos encontrados no deserto de Judá, achou-se um comentário de suas profecias. Nada se sabe de sua vida exceto o fato de que se pode inferir que viveu aproximadamente na época anterior à ascensão da Caldéia como força militar hegemônica da região. Na versão grega o seu nome é grafado como “Ambacum”.
1309 - HABAÍAS
Membro da linhagem dos Sacerdotes e ancestral de uma das famílias hebréias que retornaram do exílio na Babilônia.
1310 - HABASSINIAS
Membro da tribo dos Recabitas e avô de Jesanias, chefe dessa tribo na época do Profeta Jeremias.
1311 - HABOR
Rio da Assíria. Em suas margens foram aprisionados os israelitas deportados.
1312 - HACALIAS
Pai de Neemias. Ver Neemias.
1313 - HACATAN
Descendente de Azgad e pai de Joanan que foi um dos comandantes dos hebreus no retorno do exílio babilônico.
1314 - HACÉLDAMA
O mesmo que “Campo de Sangue”. Ver “Campo de Sangue”.
1315 - HACUFA
Membro da classe dos “Oblatos” é citado em "Esdras" como o patriarca de uma das famílias hebréias que retornaram do exílio na Babilônia
1316 - HADAIA
Pai de Idida e avô materno do rei Josias.
1317 - HADASA
Localidade pertencente ao território da tribo de Judá que se situava na região de planícies.
1318 - HADASSA
O nome original de Ester, derivado do termo hebraico “Hadas” que significa: “Mirto”. Outrossim, Ester é de raiz indo-européia e significa “Estrela”. Ver Ester.
1319 - HADID
Ver Hadida.
1320 - HADIDA
Localidade que se situava entre Lud (ou Lida ou Lod) e Ono, ao norte de Bet Horon. Acredita-se tratar da atual Hadita, 6 km a leste de Lida e um mais, a noroeste de Modin.
1321 - HADRAC
Capital dum pequeno estado arameu, situado ao norte de Hamat (ou Emat). É mencionada, com variações ortográficas, nas inscrições de Zakir, rei de Hamat, e de Teglatfalasar III que a conquistaram no século VIII a.C., sucessivamente.
1322 - HAFAIM
(HAFARAIM) Localidade que integrava a área destinada à tribo de Issacar.
1323 - HAFSIBA
Mãe do rei Manassés que sucedeu a Ezequias no trono do "Reino de Judá".
1324 - HAGAB
(HAGABA) Membro da classe dos “Oblatos” é citado em "Esdras" como o patriarca de uma das famílias hebréias.
1325 - HAGIT
Uma das esposas do rei Davi com quem gerou Adonias.
1326 - HAI
É a localidade relacionada com as ruínas de Et-Tell, descobertas pelas escavações feitas em 1933-1935. Hai situava-se a uns 2 km a sudeste de Betel.
1327 - HALÁ
(1) Localidade que se situava nas proximidades de Sidon, na antiga Fenícia.
1328 - HALA
(2) Localidade situada na Assíria e destino final dos israelitas deportados.
1329 - HALCAT
Localidade que integrava a área destinada à tribo de Aser quando ocorreu a partilha das terras conquistadas pelos hebreus
1330 - HALUL
Localidade situada a cerca de 8 km ao norte de Hebron.
1331 - HAM
Local onde os Zuzim foram derrotados por Codorlaomor.
1332 - HAMAT
(2) Localidade da Celessíria, situada às margens do rio Oronte, quase às portas do longo canal natural que da Síria setentrional dava acesso à Palestina, ao norte do reino de Soba. Foi a Capital de um pequeno estado arameu e atualmente é chamada de Hama. Também é grafada Emat.
1333 - HAMAT
DOR Localidade situada a 2 km ao sul do lago Tiberíades (Genesaré). Atualmente é chamada de El-Hamam.
1334 - HAMATA
Localidade pertencente ao território da tribo de Judá. Situava-se na região de montanhas.
1335 - HAMITAL
Natural de Lebna, era filha de Jeremias e mãe de Joacaz, o sucessor do rei Josias.
1336 - HAMON
Localidade que integrava a área destinada à tribo de Aser.
1337 - HAMOT
DOR “Cidade refúgio” cedida pela tribo de Neftali para os Gersonitas.
1338 - HANAI
Um dos profetas que viveram na época do rei Asa, do "Reino de Judá". Foi Hanai quem transmitiu ao rei a ira de Javé em razão de sua aliança com Ben-Hadad. Asa, irritado com essa reprimenda, mandou prendê-lo no “cubículo dos cepos”.
1339 - HANAN
(2) Descendente de Levi era o ancestral de uma das famílias que retornaram do exílio babilônico.
1340 - HANAN
(6) Membro da classe dos “Oblatos” é citado em "Esdras" como o patriarca de uma das famílias hebréias que retornaram do exílio na Babilônia
1341 - HANANI
(1) Parente de Neemias a quem relatou as mazelas dos hebreus e de Jerusalém. Esse relato é que motivou Neemias a retornar e a reconstruir a cidade. Posteriormente, Neemias confiou-lhe o governo da localidade.
1342 - HANANI
(2) Sacerdote que descendia de Emer, foi um dos chefes dos hebreus que retornaram o exílio babilônico.
1343 - HANANIAS
(3) Descendente de Bebai foi um dos líderes dos hebreus que retornaram do exílio babilônico.
1344 - HANANIAS
(4) Membro da classe dos “perfumistas”, foi um dos que ajudaram na reconstrução de Jerusalém, após o exílio babilônico, sob a supervisão de Neemias.
1345 - HANATON
(ANATON) Localidade que integrava a área destinada à tribo de Zabulon quando ocorreu a partilha das terras conquistadas pelos hebreus
1346 - HANES
Localidade situada no médio Egito e que era o domicilio dos Faraós. Atualmente é chamada de Anãs.
1347 - HANUCA
Ver Encaenia.
1348 - HAQUILA
O mesmo que Áquila. Ver Áquila, a colina.
1349 - HARÃ
(HARAN) (1) Região onde Taré, Abrão, Sara e Ló estabeleceram-se quando saíram de Ur. Situava-se no nordeste do país de Aram e no noroeste da Mesopotâmia. Foi a terra natal de Rebeca (esposa de Isaac) e de seu irmão chamado Labão.
1350 - HARAIAS
Membro da classe dos ourives e pai de Uziel que foi um dos que ajudaram na reconstrução de Jerusalém após o exílio babilônico.
1351 - HARAN
Importante local de conjunção de estradas, situado a sudeste de Edessa, na Mesopotâmia.
1352 - HARBEL
Região onde se localizava uma das fronteiras da terra que Javé deu aos hebreus.
1353 - HARBONÁ
Um dos sete eunucos que serviam diretamente ao rei Xerxes I, da Pérsia.
1354 - HARÉM
Terra natal de um grupo de hebreus que retornaram do exílio babilônico. Não há referências sobre a sua posição, nem sobre a linhagem de seus habitantes.
1355 - HARET
Localidade situada a 6,5 km a sudoeste de Odolam. Provavelmente seja a localidade que atualmente é chamada de Haras.
1356 - HARIF
(1) Ancestral de uma das famílias hebraicas que retornaram do exílio babilônico sob o comando de Zorobabel.
1357 - HARIF
(2) Filho de Hur (Assur), neto de Caleb, bisneto de Hesron, trineto de Farés e tetraneto de Judá. Harif foi o fundador da localidade chamada Bet-Gader.
1358 - HARIM
(1) Localidade citada em "Esdras" como o berço de alguns dos israelitas que voltaram do exílio da Babilônia. A sua localização é incerta.
1359 - HARIM
(2) Um dos líderes da classe dos Sacerdotes que voltaram do exílio babilônico sob a liderança de Zorobabel.
1360 - HARIM
(3) Levita que descendia de Caat e que exercia as funções de Sacerdote no Templo de Jerusalém quando da assunção do rei Davi ao trono de Israel.
1361 - HAROD
A Fonte de Harod é, geralmente, identificada com a atual “Ain Jalud”, situada abaixo da ponta noroeste do monte Gelboé – atual Gebel Fuku’a – que é uma série de cumes no fim da Serra de Samaria.
1362 - HAROSET
GOIM Localidade que pelo nome corresponde à atual Haritie, entre Haifa e Nazaré. Ali residia Sísara, general do exército de Jabin e feroz inimigo dos hebreus.
1363 - HARSA
Membro da classe dos “Oblatos” é citado em "Esdras" como o patriarca de uma das famílias hebréias que retornaram do exílio na Babilônia
1364 - HARUAS
Pai de Mesalemet e avô materno de Amon, sucessor de Manassés no trono do "Reino de Judá".
1365 - HARUMAF
Pai de Jadaias que foi um dos que ajudaram na reconstrução de Jerusalém, após o exílio babilônico, sob a supervisão de Neemias.
1366 - HARUR
Membro da classe dos “Oblatos” e patriarca de uma das famílias hebréias que retornaram do exílio na Babilônia
1367 - HASABIAS
(3) Descendente de Mali, de Merari e de Levi era um dos levitas que foram recrutados em Casifia para seguirem junto à comitiva de Esdras no retorno do exílio babilônico. Hasabias tornou-se o “prefeito” da metade do distrito de Keila (Ceila),
1368 - HASABNA
O ancestral de uma das famílias que retornaram do exílio babilônico.
1369 - HASABNIAS
Pai de Hatus que foi um dos que ajudaram na reconstrução de Jerusalém, após o exílio babilônico, sob a supervisão de Neemias.
1370 - HASAR
ADAR Região onde se localizava uma das fronteiras do território dos hebreus.
1371 - HASAR
ENAM Termo que significa: “distrito das nascentes”. Localidade situada entre Damasco e Abram.
1372 - HASAR
ENOM Região onde se localizava um dos limites da terra dos israelitas.
1373 - HASASONTAMAR
Ver Tamar.
1374 - HASBADANA
Citado em “Neemias” é o ancestral de uma das famílias hebréias que retornaram do exílio babilônico.
1375 - HASEBIA
É citado em "Crônicas" como descendente de Merari e de Levi e como o ancestral de uma família de levitas.
1376 - HASEBNIAS
Descendente de Levi foi o ancestral de uma das famílias que retornaram do exílio babilônico.
1377 - HASEMON
Localidade pertencente ao território da tribo de Judá. Situava-se no extremo sul, rumo à fronteira de Edom, no Negueb.
1378 - HASER
ENON O mesmo que Hasar Enom. Ver Hasar Enom.
1379 - HASER
GADA Localidade pertencente ao território da tribo de Judá. Situava-se no extremo sul, rumo à fronteira de Edom, no Negueb
1380 - HASER
SUSA Localidade destinada à tribo de Simeão quando ocorreu a partilha das terras conquistadas pelos hebreus.
1381 - HASIDIM
O mesmo que Assideus. Ver Assideus.
1382 - HASOR
(1) O mesmo que Cariat Hesron. Ver Cariat Hesron.
1383 - HASOR
(2) Região situada nas proximidades do lago Serpecoriita, ao norte de Jerusalém e a leste do território dos Fenícios, junto ao charco de Hule, nas proximidades de Cedes (ou Kedes). Alguns a relacionam com as hodiernas Tell El-Kedah e, outros, com Hirbert-Harra.
1384 - HASOR
(3) Vocábulo hebraico que significa “Recinto (para rebanhos)”. É o nome freqüente de aglomerações árabes ou beduínas.
1385 - HASOR
ADATA Localidade pertencente ao território da tribo de Judá. Situava-se no extremo sul, rumo à fronteira de Edom, no Negueb.
1386 - HASOR
SUAL Localidade pertencente ao território da tribo de Judá. Situava-se no extremo sul.
1387 - HASUFA
Membro da classe dos “Oblatos” e patriarca de uma das famílias hebréias que retornaram do exílio na Babilônia
1388 - HASUM
Citado em “Neemias” é o ancestral de uma das famílias hebréias que retornaram do exílio babilônico.
1389 - HATIFA
Membro da classe dos “Oblatos” é citado em "Esdras" como o patriarca de uma das famílias hebréias que retornaram do exílio na Babilônia
1390 - HATIL
Descendente dos servos do rei Salomão e membro da classe dos Oblatos. Junto com seus pares foi um dos que retornaram do exílio babilônico.
1391 - HATITA
Descendente de Levi e membro da classe dos “Porteiros do Templo” é citado em "Esdras" como o ancestral de uma das famílias hebréias que retornaram do exílio na Babilônia.
1392 - HAURAN
Localidade que é citada em “Ezequiel” como uma das fronteiras do território judeu.
1393 - HAZAEL
Um dos reis do país de Aram. Também é o nome de vários reis de Damasco.
1394 - HEBER
(4) Filho de Jeter (da linhagem de Judá) e de mãe judia cujo nome não foi mencionado. Heber foi o fundador da localidade chamada Soco.
1395 - HÉBER
(6) Quenita (ver Quenitas) e descendente Jetro – o sogro de Moisés. Foi em sua tenda que Sísara – general de Jabin – refugiou-se após ser derrotado pelos hebreus e onde foi assassinado por Jael, esposa de Héber.
1396 - HEBREU
Epíteto de Abrão e de seus descendentes. O vocábulo deriva do fato de Abrão ser descendente de Heber, ou porque Abrão provinha de além (em hebraico “eber”) do rio Eufrates.
1397 - HEBRON
(1) Localidade que se compunha de quatro cidades distintas, onde anteriormente encontrava-se Cariat-Arbe. O próprio nome “Hebron” significa: “liga”. Situada 36 km ao sul de Jerusalém, pertencia à área que coube à tribo de Judá, mas foi destinada a Josué (o sucessor de Moisés) quando ocorreu a partilha das terras. Anteriormente foi habitada pelos “Enacim” (descendente de Enac), governada pelo rei amorreu chamado Hoam (derrotado pelos hebreus) e a cidade mais importante da Judéia.
1398 - HEDAI
Natural de Torrentes de Gaás era um dos componentes do grupo "Dos Trinta", a guarda pessoal do rei Davi.
1399 - HEFER
(1) Chamado de “Mequerateu” era um dos chamados "Heróis de Davi", grupo de proeminentes guerreiros fiéis ao rei Davi.
1400 - HEFER
(4) Localidade situada ao sul e a sudeste de Hebron, no território da tribo de Judá.
1401 - HEGLA
Filha de Salfaad, neta de Héfer, bisneta de Galaad, trineta de Maquir e tetraneta de Manassés.
1402 - HELAM
Localidade situada na Transjordânia, possivelmente relacionada à Alema, na planície de Hauran, que atualmente é chamada de En-Nukra.
1403 - HELBA
Localidade situada na área que coube à tribo de Aser quando ocorreu a partilha das terras conquistadas pelos hebreus
1404 - HELBON
Localidade da Assíria (Hilbunu) que se situava a noroeste de Damasco.
1405 - HELCAT
“Cidade refúgio” cedida pela tribo de Aser para os levitas que descendiam de Gerson, os Gersonitas
1406 - HELCIAS
(1) O mesmo que Helkias. Ver Helkias, o Sumo Sacerdote.
1407 - HELCIAS
(2) Pai de Eliacim, o administrador do palácio durante o reinado de Ezequias.
1408 - HELDAI
O líder de um dos grupos de judeus que regressaram do exílio babilônico.
1409 - HELEC
(1) Em documentos acádicos descobriu-se um povo que era chamado “Hilakai” que, provavelmente, seja o outro nome desse povo.
1410 - HELEF
Localidade que integrava a área destinada à tribo de Neftali quando ocorreu a partilha das terras conquistadas pelos hebreus
1411 - HELENISTAS
Codinome dado aos judeus que nasciam ou que residiam no exterior e que posteriormente vieram a residir em Jerusalém. Trouxeram o idioma grego e costumes estranhos aos hebreus palestinenses (mais nacionalistas e tradicionalistas) o que gerava alguns entreveros entre esses dois grupos.
1412 - HELES
(1) Chamado de “O Falteu” e descendente de Efraim era um dos chamados "Heróis de Davi". Estes, compunham um grupo de proeminentes guerreiros fiéis ao rei Davi.
1413 - HELI
Sacerdote e juiz em Silo. Ver Eli.
1414 - HELIODORO
O 1o Ministro do rei Selêuco IV que desfrutava de elevado conceito e fraterna amizade junto ao soberano, o qual lhe dedicou um monumento em Delos (na Grécia). Heliodoro é citado em "Macabeus 2".
1415 - HELIÓPOLIS
Localidade que se situava ao norte de Cairo, no Egito. Recebia esse nome graças ao célebre templo dedicado ao “deus-Sol”. Em hebraico é grafada “On”.
1416 - HELKIAS
(5) O Sumo Sacerdote durante o reinado do rei Josias. Foi Helkias quem encontrou “o livro da Lei”, cuja autenticidade foi confirmada pela profetiza Hulda. Esse nome também é grafado “Helcias”.
1417 - HELON
(1) Descendente de Zabulon e pai de Eliab, o chefe de sua tribo durante o Êxodo.
1418 - HELON
(2) Ver Elon.
1419 - HEMER
O ancestral de uma das famílias hebréias que retornaram do exílio na Babilônia.
1420 - HEMOR
Pai ou ancestral dos habitantes de Siquém. Ver Dina, filha de Jacó.
1421 - HENADAD
Descendente de Levi e pai de Benui, o “prefeito” de metade do distrito de Keila (Ceila).
1422 - HENOC
(1) Cidade edificada por Caim que lhe deu esse nome em homenagem ao seu primogênito.
1423 - HÉRCULES
Um dos deuses pagãos da Grécia. No idioma fenício é grafado “Melkart”.
1424 - HERES
É citado em "Crônicas" como descendente de Levi. Não há menção de sua descendência direta.
1425 - HERIDIÃO
Aparentado com o Apóstolo Paulo era-lhe um fiel discípulo.
1426 - HERMAS
Um dos caros irmãos de fé que o Apóstolo Paulo cita em sua Epístola aos Romanos.
1427 - HERMES
Um dos discípulos que o Apóstolo Paulo cita em sua Epístola aos Romanos.
1428 - HERMÓGENES
Cristão da Ásia que foi convertido pelo Apóstolo Paulo, a quem abandonou quando este estava preso em Roma, provavelmente por medo das perseguições.
1429 - HERMON
O monte situado no nordeste da área que coube à tribo de Dã. Localizava-se ao norte de Basã, no antigo território dos Arameus. É o monte mais alto na fronteira norte da Palestina.
1430 - HERÓDES
– FELIPE II O tetrarca da Ituréia. Ver Ituréia.
1431 - HERÓDES
AGRIPA II Bisneto de Herodes, o Grande, e irmão de Drussila e de Berenice, a que absolveu o Apóstolo Paulo. Com ele terminou a dinastia “dos Herodes”
1432 - HERODIANOS
Os funcionários e os partidários da corte de Herodes. Embora não formassem uma classe social, concretizavam a dependência dos judeus em relação aos romanos. Eram conservadores e detendo o poder político da Galiléia faziam forte oposição àqueles que julgassem agitadores do povo. Em termos religiosos afinavam-se com os Saduceus e foram os principais responsáveis pela prisão de João Batista, o Precursor.
1433 - HERODIAS
O mesmo que Herodíade. Ver Herodíade.
1434 - HESEBON
(1) Localidade homônima daquela situada em Moab. Esta, situava-se no país de Amon, na Transjordânia.
1435 - HESEBON
(2) Localidade situada a leste do monte Nebo, no país de Moab, na Transjordânia. Outrora foi a capital do reino de Seon e atualmente é chamada de Hesban.
1436 - HESMONA
Localidade onde os hebreus acamparam durante a marcha em busca da “Terra Prometida”.
1437 - HESRO
Natural do (monte?) Carmelo, era um dos chamados "Heróis de Davi". Estes, compunham um grupo de proeminentes guerreiros fiéis ao rei Davi.
1438 - HESSAÍ
Natural de Carmel era um dos componentes do grupo "Dos Trinta", a guarda pessoal do rei Davi.
1439 - HETEUS
Povo descendente de Canaã. Era um povo numeroso e poderoso na Palestina, na Síria e na Ásia Menor durante os séculos XX a XII a.C.
1440 - HETLON
Localidade que é citada em “Ezequiel” como uma das fronteiras do território judeu.
1441 - HEVEUS
Descendentes de Canaã e de Cam. Um dos povos que habitavam o país de Canaã.
1442 - HÉVILA
(1) Filho de Cuch, neto de Cam, bisneto de Noé, trineto de Lamec e tetraneto de Matusalém. Hévila é epônimo do povo e da região onde Ismael (filho de Abrão e Agar) viveu.
1443 - HEZION
Rei de Aram, domiciliado em Damasco e avô de Ben-Adad.
1444 - HEZIR
(1) O ancestral de uma das famílias hebréias que retornaram do exílio babilônico.
1445 - HEZIR
(2) Levita que descendia de Caat e que exercia as funções de Sacerdote no Templo de Jerusalém quando da assunção do rei Davi ao trono de Israel.
1446 - HIDASPES
Um dos afluentes do rio Indo. Atualmente é chamado de Gehlam, situado no Pendjab, Índia. Aquele citado em “Judite”, provavelmente, é um homônimo menos famoso, o qual, segundo a célebre carta de Agripa, situava-se entre os principais rios persas.
1447 - HIEROFANTES
Termo depreciativo usado para denominar os sacerdotes dos cultos pagãos.
1448 - HIMENEU
Personagem citada pelo Apóstolo Paulo na segunda Epístola a Timóteo. Não se conhece detalhes sobre sua biografia, porém, sabe-se que tinha um discurso contrário ao do Apóstolo, vez que pregava a inexistência da ressurreição final do corpo, ou, talvez, a regeneração que ocorre no batismo e que é uma ressurreição espiritual.
1449 - HIR
(1) Em "Crônicas" é citado como membro da tribo de Benjamim. A sua descendência direta é omitida.
1450 - HIRAM
(1) Ou Huram-Abi, ver Huram-Abi.
1451 - HIRAM
(2) Rei de Tiro (na Fenícia) e fiel aliado de Davi. Essa aliança continuou com Salomão para quem cedeu madeira, para a construção do Templo a Javé, em troca de víveres.
1452 - HIRCANO
O ancestral da linhagem de Judas Macabeu. Chamado de “O Tobíada” no livro "Macabeus 2".
1453 - HIRON
Ver Huram-Abi
1454 - HITITAS
Sinônimo de heteus. Ver heteus.
1455 - HOAM
Amorreu, rei de Hebron, foi um dos adversários dos hebreus.
1456 - HOBA
Região ao norte de Damasco onde Abrão resgatou seu sobrinho Ló, sua família e seus bens.
1457 - HOBAB
Outro nome de Jetro ou Raguel, o sogro de Moisés. Os termos hebraicos que indicam parentesco não são precisos e, destarte, resta a dúvida se essa personagem deve ser identificada com Jetro, ou com seu filho, ou com o seu genro que era o concunhado de Moisés.
1458 - HODES
Esposa de Saaraim, um dos chefes da tribo de Benjamim.
1459 - HOFRA
Faraó do Egito que reinou de 588 a 569 a.C. e que foi destronado e morto por uma rebelião das milícias libícas que proclamaram rei o seu general chamado Amasis. Heródoto chama-o de Apries, de Maneton.
1460 - HOLDA
O mesmo que Hulda, a profetiza. Ver Hulda.
1461 - HOLDAI
Natural de Netofa e descendente de Otoniel era um dos chefes militares durante o reinado de Davi.
1462 - HOLOFERNES
Nome tipicamente persa que significa: “Venturoso”. São conhecidas três personagens históricas com esse nome. A 1a viveu por volta de 350 a.C., sendo, portanto, contemporâneo de Artaxerxes III. Provavelmente seja esse que é citado em “Judite” como General de Artaxerxes. Também é grafado Horofernes.
1463 - HOLON
(1) Localidade pertencente ao território da tribo de Judá e situada na região de montanhas. Foi cedida para os levitas que descendiam de Caat, os Caatitas.
1464 - HOLON
(2) Localidade situada no país de Moab, na Transjordânia. A sua posição geográfica exata é desconhecida.
1465 - HOR
(1) O monte Hor (altura máxima de 1.328m), que se situa nas proximidades de Cades, a oeste do vale da Arabá, na fronteira com o país de Edom. Uma antiga tradição situava-o próximo a Petra e é o mesmo monte que os árabes chamavam de “Monte do Profeta Aarão” por ter sido ali que o mesmo morreu. Também é conhecido como Moserá.
1466 - HOR
(2) O monte Hor, homônimo daquele onde Aarão (irmão de Moisés) morreu. Provavelmente situava-se a nordeste da antiga Tiro, na Fenícia.
1467 - HORAM
Rei de Gazer e um dos que foram derrotados pelos hebreus.
1468 - HORANAIM
Localidade citada em “Isaías” que pertencia ao país de Moab, na Transjordânia. A sua localização exata é desconhecida.
1469 - HOREB
Sinônimo de (Monte) Sinai. A “Montanha de Deus”, situada em Madiã. Foi ali que Moisés teve o primeiro encontro com Javé que lhe apareceu nas chamas de uma vegetação e lhe convocou para libertar os israelitas da escravidão no Egito.
1470 - HORÉM
Localidade que integrava a área destinada à tribo de Neftali quando ocorreu a partilha das terras conquistadas pelos hebreus
1471 - HORESA
Localidade situada a 3 km ao sul de Zif. Corresponde a atual Hirbert Horesa.
1472 - HORMA
Localidade que, provavelmente, seja relacionada com a atual Sbaita, situada a sudeste de Bersabéia, no sul da Palestina. Outrora era chamada de Sefat. Horma é um termo hebraico que significa: “Extermínio”.
1473 - HOROFERNES
Ver Holofernes.
1474 - HORREUS
Ou hurritas. Provavelmente eram os descendentes de um povo que na primeira metade do segundo milênio a.C. teve em todo Oriente – do Egito à Armênia – grande importância e expansão, mas que na região de Seir foi subjugado pelos Idumeus.
1475 - HOSA
(1) Localidade que integrava a área destinada à tribo de Aser quando ocorreu a partilha das terras conquistadas pelos hebreus.
1476 - HOSANA
Termo hebraico que significa “eia, salve”.
1477 - HUCOCA
(HUCOC) Localidade que integrava a área destinada à tribo de Neftali quando ocorreu a partilha das terras conquistadas pelos hebreus
1478 - HULDA
Profetisa que morava em Jerusalém e que confirmou a autenticidade do “Livro da Lei” para o rei Josias. Hulda era casada com Selum.
1479 - HULE
O nome atual do lago que outrora era chamado de Semeconitis. Ver Semeconitis.
1480 - HUPA
Levita que descendia de Caat e que exercia as funções de Sacerdote no Templo de Jerusalém quando da assunção do rei Davi ao trono de Israel.
1481 - HUR
(1) Rei de Madiã que foi um dos adversários dos hebreus.
1482 - HUR
(2) É citado em “Neemias” como pai de Refaías, o “prefeito” da metade de Jerusalém.
1483 - HURAÍ
Natural de Naale-Gaás era um dos chamados "Heróis de Davi", grupo de guerreiros fiéis ao rei Davi.
1484 - HURAM
Ver Huram-Abi.
1485 - HURI
(2) Descendente de Simeão e pai de Safat, um dos exploradores que Moisés mandou ao país de Canaã.
1486 - HURRITAS
Ver horreus.
1487 - HUS
(US) (3) Filho de Disã e neto de Seir, o horreu. A terra de Hus, citada em “Jó”, situava-se a sudeste da Palestina. Na Bíblia é citada mais duas vezes: a primeira com o nome de “Jer”, situada entre o Egito e a Filistéia (no litoral do Mediterrâneo), e a segunda com o nome de “Lam”, num conjunto com Edom (ou Iduméia). Existem duas correntes de pensamento sobre a localização exata dessa região: a primeira é a dos tradutores gregos que colocam Hus (ou “Terra de Ausitídes”) na fronteira entre a Iduméia e a Arábia. Na segunda, colocam-na na Batanéia, entre o monte Hauran e o lago de Tiberíades (ou Genesaré).
1488 - HUSA
(1) Localidade da tribo de Judá. Provavelmente corresponde à atual Husã, a 7 km a oeste de Belém.
1489 - HUSA
(3) Membro da classe dos “Oblatos” é citado em "Esdras" como o patriarca de uma das famílias hebréias que retornaram do exílio na Babilônia
1490 - HUSAI
Chamado de “O Araquita” era um dos conselheiros do rei Davi.
1491 - HUSAM
Oriundo da terra dos Temanitas foi quem sucedeu a Jobab no trono de Danaba.
1492 - HUSIM
(1) É citada em "Crônicas" como uma das esposas que foram rejeitadas por Saaraim, membro da tribo de Benjamim.
1493 - IADAÍAS
Um dos líderes da classe dos Sacerdotes que voltaram do exílio babilônico sob a liderança de Zorobabel.
1494 - IBIS
Pássaro sagrado para os egípcios.
1495 - IBSAN
Natural de Belém e membro da tribo de Judá foi um dos “Juizes Menores” (sucedendo a Jair), tendo governado durante sete anos. Também é chamado de Abesã.
1496 - ICÔNIO
Localidade situada a mais de 100 km de Antioquia de Pisídia. Nela, o Apóstolo Paulo fez uma de suas célebres pregações e angariou numerosos devotos entre os gregos e os judeus.
1497 - IDIDA
Filha de Hadaia e natural de Besecat foi a mãe do rei Josias, sucessor do rei Amon.
1498 - IDITUN
Um dos membros da classe dos levitas (descendente de Levi) que serviam no Templo de Jerusalém.
1499 - IDO
O comandante da colônia judaica chamada de Casifia. Ido era membro da classe dos Oblatos.
1500 - IDOLOS
Localidade situada nas proximidades de Guigal. Foi ali que Aod (um dos “Juizes Maiores”) ludibriou e matou o rei Eglon.
1501 - IDUMÉIA
A região situada ao sul e a sudoeste da Judéia. Durante o correr do tempo a sua extensão foi variável, assim como os seus ocupantes. Também é chamada de Edom. Ver Edom.
1502 - IDUTUN
Descendente de Levi, pai de Obed-Edom e ancestral de uma das famílias leviticas que foram designadas pelo rei Davi para a função de "Porteiros" do Templo.
1503 - IGDALIAS
O pai de Ben-Hanan, um dos Sacerdotes que viviam no Templo de Jerusalém na época do Profeta Jeremias.
1504 - IJAR
Nome hebraico do mês que corresponde a Maio.
1505 - ILAÍ
Chamado de “O Aoita” era um dos chamados "Heróis de Davi", grupo de valorosos guerreiros fiéis ao rei Davi.
1506 - ILIRIA
Vasta região que a noroeste fazia fronteira com a Macedônia. Existem divergências entre os estudiosos se a mesma teria sido evangelizada pelo Apóstolo Paulo.
1507 - IMER
(1) Pai de Sadoc, um dos que ajudaram na reconstrução de Jerusalém após a volta do exílio babilônico.
1508 - IMER
(2) Ver Emer, localidade.
1509 - INRAM
O nome de Aram (pai de Moisés, de Arão e de Maria), segundo o Corão.
1510 - IR
MOAB O mesmo que Ar-Moab. Ver Ar-Moab.
1511 - IR
O mesmo que Susa. Ver Susa.
1512 - IR
SAMES (IR SEMES) Localidade que integrava a área destinada à tribo de Dã.
1513 - IRA
(1) Chamado de “O Jetreu”, por ser natural de Jatir, era um dos chamados "Heróis de Davi". Estes, compunham um grupo de proeminentes guerreiros fiéis ao rei Davi.
1514 - IRA
(2) Um dos sacerdotes durante o reinado de Davi. Era chamado de “O Jairita” por descender de Jair.
1515 - IRA
(4) Natural de Jeter, era um dos componentes do grupo "Dos Trinta", a guarda pessoal do rei Davi.
1516 - IRAM
O comandante de uma região no território de Edom. Provavelmente descendia de Ismael, o filho de Agar e de Abrão.
1517 - ISABEL
(1) Descendente da linhagem de Aarão (o irmão de Moisés) era a esposa do Sacerdote Zacarias, prima da Virgem Maria e mãe de João Batista, o Precursor.
1518 - ISABEL
(2) Filha de Aminadab, irmã de Naasson, esposa de Aarão, cunhada de Moisés e mãe de Abiú, Eleazar e Itamar.
1519 - ISAÍ
É transcrito como Jessai, daí advindo o nome “Jessé” do pai de Davi. Ver Jessé.
1520 - ISAÍAS
(2) Descendente de Benjamim. Era um dos lideres dos hebreus que se estabeleceram na Jerusalém reconstruída durante o governo de Neemias, após o exílio babilônico.
1521 - ISAÍAS
(3) Descendente de Mali, de Merari e de Levi era um dos que foram recrutados em Casifia para seguiram junto à comitiva de Esdras no retorno do exílio babilônico.
1522 - ISIMIEL
É citado em “Crônicas” na qualidade de descendente de Simeão e um dos líderes de sua tribo.
1523 - ISMAEL
(4) Descendente de Fasur era um dos Sacerdotes que retornaram do exílio babilônico.
1524 - ISMAEL
(6) O sucessor do Sumo Sacerdote Ananias que fora destituído pelo governador Felix.
1525 - ISMAIAS
Natural de Gabaon e membro da tribo de Benjamim, foi um dos que seguiram Davi enquanto ele era perseguido pelo rei Saul. Era o comandante do “Grupo dos Trinta”.
1526 - ISRAEL
Etimologicamente o vocábulo ‘Israel’ provém de Sara = lutar (contra alguém) El =Deus. Israel foi o nome que Javé deu a Jacó
1527 - APÓS
o mesmo ter lutado contra um anjo. Esta parte da Bíblia é de difícil compreensão e sobre ela existem inúmeras controvérsias. Israel tornou-se o epônimo do país dos hebreus.
1528 - ISSIAS
Descendente de Harim foi um dos líderes das famílias judaicas que retornaram do exílio babilônico.
1529 - ISTAR
Divindade pagã. Ver “Rainha do Céu”.
1530 - ISUAÍA
(ISUAIAS) É citado em “Crônicas” na qualidade de descendente de Simeão e um dos líderes de sua tribo.
1531 - ITOBAAL
A forma como ‘Etbaal’ é grafada em assírio e em grego.
1532 - ITURÉIA
Região que se situava ao norte de Damasco e que na época de Jesus, o Messias, era governada por Herodes Felipe II.
1533 - IZRAÍAS
Descendente de Levi e membro da classe dos “Cantores” do Templo. Izraías foi um dos que retornaram do exílio babilônico e era o dirigente de seus pares.
1534 - JAACOBA
É citado em "Crônicas" como descendente de Simeão e um dos líderes de sua tribo.
1535 - JAADIAS
Chamado de “O Meronoteu”, era o supervisor dos rebanhos de jumentos durante o reinado do rei Davi.
1536 - JAALA
Descendente dos servos do rei Salomão e membro da classe dos Oblatos. Junto com seus pares foi um dos que retornaram do exílio babilônico.
1537 - JAAS
Localidade pertencente ao país de Moab, na Transjordânia. A sua localização exata é desconhecida.
1538 - JAASAI
Um dos líderes dos hebreus no retorno do exílio babilônico. Não há menção de sua ascendência.
1539 - JAASIEL
(2) Natural de Masobia, era um dos chamados "Heróis de Davi". Estes, compunham um grupo de proeminentes guerreiros fiéis ao rei Davi.
1540 - JAASIEL
(3) Descendente de Zatu e pai de Secanias, um dos comandantes dos hebreus no retorno do exílio babilônico.
1541 - JAAT
(3) Descendente de Merari e de Levi era um dos chefes dos trabalhos da reforma do Templo em Jerusalém que foi determinada pelo rei Josias.
1542 - JABES
(1) É sinônimo de Sobeba, descendente de Cós e de Judá. Jabes foi mais célebre que seus irmãos e, provavelmente, foi o conquistador da região homônima.
1543 - JABES
(2) Localidade da Transjordânia, situada no território de Galaad, onde agora está Der Haiwa. De Jabes resta o nome de “Uadi” (ribeirão) Jebis que é um afluente do rio Jordão. A localidade dista cerca de 11,5 km da foz do mesmo.
1544 - JABES
DE GALAAD Ver Jabes, localidade da Transjordânia.
1545 - JABIN
Rei de Canaã, citado em “Samuel”, que provavelmente foi o sucessor do rei homônimo que foi derrotado e morto por Josué (o sucessor de Moisés). Jabin reinava em Hasor e subjugou os hebreus por vinte anos.
1546 - JABNE
O mesmo que Jamnia. Ver Jamnia.
1547 - JABNEEL
O mesmo que Jamnia. Ver Jamnia.
1548 - JABNIA
O mesmo que Jamnia. Ver Jamnia.
1549 - JABOC
O rio que nasce no planalto arábico e é um afluente do rio Jordão. Outrora dividia a Montanha de Galaad em duas partes desiguais: a do norte foi dada à tribo de Manassés e a do sul à tribo de Gad.. Atualmente é conhecido como Zerka.
1550 - JACOBA
Membro da tribo de Simeão, era o chefe de seu clã. Como seus pares, era pastor nômade e vagava pelo deserto que circunda Gerara.
1551 - JADAÍAS
(2) Sacerdote que descendia de Jesus (homônimo do Messias) e de Josédec. Jadaias era o ancestral de uma das famílias hebréias que retornaram do exílio na Babilônia.
1552 - JADAU
Descendente de Nebo, foi um dos líderes dos hebreus que retornaram do exílio babilônico
1553 - JADON
Natural de Meromot, foi um dos que ajudaram na reconstrução de Jerusalém, após o exílio babilônico.
1554 - JAEL
Esposa do quenita Héber. Foi Jael quem matou Sísara – general de Jabin – que estava refugiado em sua tenda. Esse assassinato coroou a vitória que Débora e Barac infringiram a Jabin, libertando, assim, os judeus subjugados.
1555 - JAFA
(JOPE) Localidade situada na costa do Mediterrâneo, no território da meia tribo ocidental de Dã, no inicio da planície do Saron. Também é chamada de Jope. Em hebraico o seu nome é grafado “Jafô” e em árabe “Jafã”. Era o único porto importante em toda Palestina.
1556 - JAFÉ
(2) Localidade citada em “Judite” cuja posição geográfica é desconhecida, mas que provavelmente era limítrofe com a Arábia.
1557 - JÁFIA
(1) Rei amorreu de Laquis, foi um dos adversários derrotados pelos hebreus.
1558 - JÁFIA
(3) Localidade que integrava a área destinada à tribo de Zabulon quando ocorreu a partilha das terras conquistadas pelos hebreus
1559 - JAFO
O nome em hebraico de Jafa. Ver Jafa.
1560 - JAGUR
Localidade pertencente ao território da tribo de Judá. Situava-se no extremo sul, rumo à fronteira de Edom, no Negueb.
1561 - JAIEL
(1) Descendente de Levi e um dos “Porteiros” do Templo em Jerusalém. Era um dos inspetores dos dízimos pagos durante o reinado de Ezequias no "Reino de Judá".
1562 - JAIR
(1) É citado em “Ester” como descendente de Semei, de Cis e de Benjamim. Jair era o pai de Mardoqueu. Ver Mardoqueu.
1563 - JAIRO
Um dos chefes da Sinagoga e o pai que pediu a Jesus, o Messias que ressuscitasse a sua filha.
1564 - JAKIM
Levita que descendia de Caat e que exercia as funções de Sacerdote no Templo de Jerusalém quando da assunção do rei Davi ao trono de Israel.
1565 - JÂMBLICO
Ver Imalcue.
1566 - JAMBRES
Um dos magos egípcios que a pedido do Faraó confrontaram Moisés operando sortilégios e ilusionismos. Seu nome não é citado na Bíblia, mas encontra-se na tradição hebraica e nos escritos pagãos.
1567 - JAMIM
(1) Descendente de Levi foi o ancestral de uma das famílias hebréias que retornaram do exílio babilônico.
1568 - JAMLEC
Descendente de Simeão e um dos líderes de sua tribo.
1569 - JAMNIA
A forma grega de grafar o nome da localidade filistéia que também é chamada de Jabnia, de Jabne (Jebna) ou de Jabneel (em grego). Localizava-se a 6 km da costa do Mediterrâneo e a uns 50 km, em linha reta, de Jerusalém.
1570 - JAMURK
Rio que atualmente é chamado de Menadire. É um dos afluentes do rio Jordão e sua nascente situa-se no planalto arábico.
1571 - JANAI
Citado em "Crônicas" como descendente de Gad e chefe de um dos clãs dessa tribo.
1572 - JANES
Um dos magos egípcios que a pedido do Faraó confrontaram Moisés operando sortilégios e ilusionismos. Seu nome não é citado na Bíblia, mas encontra-se na tradição hebraica e nos escritos pagãos.
1573 - JANOA
(1) Localidade que provavelmente seja a atual Janub, situada a 11 km a leste da antiga Tiro.
1574 - JANOÁ
(2) Localidade situada a 20 km ao sul de Siquém. Atualmente é chamada de Janun.
1575 - JANOE
Região de fronteira da área que coube à tribo de Efraim quando ocorreu a partilha das terras conquistadas pelos hebreus
1576 - JANUM
Localidade pertencente ao território da tribo de Judá. Situava-se na região de montanhas.
1577 - JAQUIEL
(1) Descendente de Elisafã, foi um dos levitas que sob as ordens do rei Ezequias, do "Reino de Judá", purificaram o Templo de Jerusalém.
1578 - JAQUIEL
(2) Descendente de Heman foi um dos levitas que purificaram o Templo de Jerusalém na época do rei Ezequias.
1579 - JAQUIN
(1) O nome dado à coluna postada à direita no Templo em Jerusalém.
1580 - JAQUIN
(3) Levita que descendia de Caat e que exercia as funções de Sacerdote no Templo de Jerusalém quando da assunção do rei Davi ao trono de Israel.
1581 - JAQUIN
E BOAL Termo composto que tomado em conjunto significa: “Ele (Deus) dá estabilidade e força”.
1582 - JARAÁ
(JERAÁ) Escravo egípcio a quem Sesã, patriarca de um dos clãs da tribo de Judá, deu sua filha como esposa.
1583 - JARAFEL
(JERAFEL) Localidade que integrava a área destinada à tribo de Benjamim quando ocorreu a partilha das terras conquistadas pelos hebreus
1584 - JARCON
O mesmo que Mejarcon. Ver Mejarcon.
1585 - JARED
(1) Filho de Jeter e descendente de Judá. Jared foi o fundador da localidade chamada Gedor.
1586 - JARMUC
Rio que delimitava os territórios de Basã e de Galaad, na Transjordânia.
1587 - JARMUT
Importante Cidade-Estado que foi governada pelo amorreu Faram e, depois, destinada à tribo de Judá. Provavelmente seja a atual Hirber-Jarmuk, situada a oeste de Belém.
1588 - JASA
Localidade onde os hebreus derrotaram Seon, o rei dos amorreus. Localizada em Moab, na Transjordânia.
1589 - JASÃO
DE CIRENE O autor de cinco livros que relatam os fatos relativos ao exílio babilônico, ao regresso dos judeus, às guerras de Judas Macabeu e outros. O livro "Macabeus 2" é um resumo dessa obra. Ver Cirene.
1590 - JASÃO
(2) O hospedeiro do Apóstolo Paulo e de Silas na cidade de Tessalônica. Jasão era um nome comum entre os judeus da Diáspora por assemelhar-se no som e no sentido (medicar, curar) com o hebraico Jesus. Provavelmente trata-se do mesmo Jasão que o Apóstolo Paulo cita em suas Epístolas aos cristãos de Corinto.
1591 - JASEN
(1) Natural de Gimzo era um dos componentes do grupo "Dos Trinta", a guarda pessoal do rei Davi.
1592 - JASEN
(2) Natural de Guni era um dos chamados "Heróis de Davi", grupo de guerreiros fiéis ao rei Davi.
1593 - JASIAS
Descendente (ou natural) de Ticua, foi um dos líderes dos hebreus que retornaram do exílio babilônico
1594 - JASUB
(1) Descendente de Bani, foi um dos líderes dos hebreus que retornaram do exílio babilônico.
1595 - JATEBA
Provavelmente seja sinônimo de Jetebata, localidade situada nas proximidades de Elat. Ver Elat.
1596 - JATIR
Localidade situada a 19 km ao sul de Hebron. Atualmente é chamada de Attir.
1597 - JAVÉ
Nome próprio que Deus tomou em suas relações especiais com o povo hebreu. É a 3a pessoa do singular do verbo “Ser” ( = É) e significa: “Aquele que É”, em essência. O termo Jeová é uma pronúncia equivocada que foi muito usada nos séculos XVI a XIX de nossa Era.
1598 - JAZER
Localidade situada ao sul de Masfa Galaad, no país de Amon, na Transjordânia.
1599 - JAZIZ
Chamado de “O Agareno” (por descender de Agar), era o supervisor dos rebanhos de ovinos e de caprinos durante o reinado de Davi.
1600 - JEABARIM
Localidade situada no deserto limítrofe ao território de Moab, na Transjordânia.
1601 - JEALELEL
Citado em "Crônicas" como descendente de Judá, porém não existe uma especificação precisa de sua ascendência.
1602 - JEARIM
(QUESLON) O mesmo que Queslon. Ver Queslon.
1603 - JEBLAAM
Localidade situada ao norte do monte Ebal, a sudeste de Betsã e a 2 km ao sul de En-Ganim. Atualmente é conhecida como Bel’Ame.
1604 - JEBNA
O mesmo que Jamnia. Ver Jamnia.
1605 - JEBNAEL
Localidade da área destinada à tribo de Neftali, situada nas proximidades da costa do Mediterrâneo.
1606 - JEBNEEL
Localidade que se situava a noroeste de Acaron, nas proximidades do litoral do Mediterrâneo.
1607 - JEBNIA
É citado em "Crônicas" como descendente de Benjamim.
1608 - JEBUS
O outro nome da cidade de Jerusalém, derivado do nome étnico de seus primeiros habitantes.
1609 - JEBUSEUS
Povo descendente de Canaã que habitava a região situada entre o Egito e a Mesopotâmia. Também era o nome da população cananéia que habitava Jerusalém.
1610 - JECAMIAS
Ver Icamias.
1611 - JECETEL
Localidade pertencente ao território da tribo de Judá. Situava-se na região de planícies e anteriormente era chamada de “Rocha”.
1612 - JECNAAM
(DO CARMELO) Localidade que foi destinada à tribo de Aser, situada no sopé do Monte Carmelo.
1613 - JECTAEL
(JEFTÁ-EL) Localidade que integrava a área destinada à tribo de Zabulon.
1614 - JEDAÍAS
Membro da tribo de Simeão e o bisavô de Ziza que foi chefe de seu clã.
1615 - JEDALA
O mesmo que Jerala. Ver Jerala.
1616 - JEDBAS
Em "Crônicas" é citado como filho do pai de Etam, ou seja, Zara, da linhagem de Judá. Porém, os termos "filho, pai etc." na Bíblia podem ter o sentido mais amplo que o da simples relação de parentesco.
1617 - JEDEI
Levita que descendia de Caat e que exercia as funções de Sacerdote no Templo de Jerusalém quando da assunção do rei Davi ao trono de Israel.
1618 - JEDIDIA
Nome hebraico que significa: “amado por Jah ou Javé”.
1619 - JEEZIEL
Natural de Gederot e membro da tribo de Benjamim, foi um dos que seguiram Davi enquanto ele era perseguido pelo rei Saul.
1620 - JEFONÉ
(1) Descendente de Judá e pai de Caleb que foi um dos auxiliares mais fiéis de Moisés.
1621 - JEFTA
Localidade pertencente ao território da tribo de Judá. Situava-se na região de planícies.
1622 - JEFTAEL
(JEFTÁ-EL) O mesmo que Jectael. Ver Jectael.
1623 - JEGAR
SAADUTA Nome dado por Labão (o pai de Raquel e de Lia) ao monte onde foi firmada sua aliança com Jacó. Em aramaico significa: “Monte do Testemunho”.
1624 - JEGBAÁ
Localidade que coube aos descendentes de Gad. Situada a 15 km a leste de Es-Salt, atualmente é conhecida como Agbeihat, que significa “ruínas”.
1625 - JEGEL
É citado em "Crônicas" como descendente de Levi e um dos “Porteiros” do Templo em Jerusalém.
1626 - JEIEL
(1) É citado em "Crônicas" como descendente de Rúben e chefe de um dos clãs dessa tribo.
1627 - JEIEL
(2) O fundador da localidade chamada Gabaon e ancestral de um dos clãs da tribo de Benjamim. De sua linhagem é que nasceu o rei Saul.
1628 - JEIEL
(6) Descendente de Adonicam era o chefe de uma das famílias hebréias que seguiram Esdras no retorno do exílio na Babilônia.
1629 - JEIEL
(7) Descendente de Elam, foi um dos líderes dos hebreus que retornaram do exílio babilônico.
1630 - JEIEL
(8) Descendente de Nebo, foi um dos líderes dos judeus retornados da Babilônia.
1631 - JEIEL
(9) Sacerdote que descendia de Harim, foi um dos que retornaram do exílio babilônico junto com Esdras.
1632 - JEMINI
Localidade mencionada em “Samuel” cuja localização exata é desconhecida. Alguns acreditam que poderia significar “Terra de Benjamim”, mas há controvérsias a respeito.
1633 - JEMLEC
Membro da tribo de Simeão e chefe de seu clã. Como seus pares era pastor nômade e vagava pelo deserto que circunda Gerara.
1634 - JEOVÁ
Ver Javé.
1635 - JEQUELIAS
Natural de Jerusalém, foi a mãe do rei Ozias, do "Reino de Judá".
1636 - JER
Ver Hus. A terra de Hus.
1637 - JERALA
(JEDALA) Localidade que integrava a área destinada à tribo de Zabulon quando ocorreu a partilha das terras conquistadas pelos hebreus
1638 - JERCAAM
Em "Crônicas" é citado como “filho” de Raam, neto de Sama, bisneto de Hebron e membro da tribo de Judá. Vale o registro que os termos "filho, pai etc." na Bíblia podem ter o sentido mais amplo que o da simples relação de parentesco.
1639 - JEREMAI
Descendente de Hasum foi um dos líderes dos hebreus que retornaram do exílio babilônico.
1640 - JEREMIAS
(1) Pai de Hamital e avô materno de Joacaz, o sucessor do rei Josias.
1641 - JEREMIAS
(2) Um dos chefes de metade da tribo de Manassés instalada na Transjordânia.
1642 - JEREMIAS
(3) Membro da tribo de Gad, foi um dos que seguiram Davi enquanto ele era perseguido pelo rei Saul.
1643 - JEREMIAS
(4) Natural de Gederot e membro da tribo de Benjamim, foi um dos seguidores de Davi.
1644 - JEREMIAS
(5) Um dos líderes da classe dos Sacerdotes que voltaram do exílio babilônico sob a liderança de Zorobabel.
1645 - JEREMIAS
(6) Membro da tribo dos Recabitas e pai de Jesanias, o chefe dessa tribo na época do Profeta Jeremias.
1646 - JEREMOT
(1) Descendente de Elam foi um dos líderes dos hebreus que retornaram do exílio babilônico.
1647 - JEREMOT
(2) Descendente de Zatu foi um dos líderes dos hebreus que retornaram para Jerusalém após o cativeiro na Babilônia.
1648 - JERI
O mesmo que Jeriau. Ver Jeriau.
1649 - JERIAS
(1) O administrador dos negócios israelitas na região do além Jordão. A sua autoridade estendia-se sobre os rubenitas, os gaditas e sobre a metade oriental da tribo de Manassés.
1650 - JERICÓ
Cidade-Estado localizada ao norte do Mar de Arabá e a oeste de Setim. Jericó tinha especial importância por estar numa encruzilhada da estrada que ligava as regiões situadas nos dois lados da “depressão jordânica”. Foi destruída e reconstruída várias vezes e suas ruínas foram exploradas em 1907-1909: 1926-1936; 1952-1957 e jazem em Tel-Es-Sultan, localizada a uns 8 km a oeste do rio Jordão. A medieval e moderna Eriha (ou Er-Riha), que lhe herdou o nome, está situada a 2,5 km a sudeste da antiga. Jericó integrava o território da tribo de Benjamim e também era conhecida como a “Cidade das Palmeiras”.
1651 - JERIMUT
Natural de Haruf e membro da tribo de Benjamim foi um dos seguidores de Davi na época em que ele era perseguido pelo rei Saul.
1652 - JEROM
(JERON) Localidade situada a uns 16 km a oeste do lago Hule. Atualmente é chamada de Jarun.
1653 - JERÔNIMO
Um dos inimigos dos israelitas que são citados em "Macabeus 2".
1654 - JERUBAAL
O apelido que os hebreus colocaram em Gedeão por ele ter derrubado o altar de Baal. Jerubaal, em hebraico, significa: “Defenda Baal”.
1655 - JERUEL
O deserto de Jeruel é uma das subdivisões do grande “Deserto de Judá”, situado a sudeste de Jerusalém.
1656 - JERUSA
Filha de Sadoc e mãe de Joatão, soberano do "Reino de Judá".
1657 - JERUSALÉM
Localidade situada no contraforte do monte que se ergue a oeste, por cima do vale do Cedron na fronteira das terras de Judá e de Benjamim. Jerusalém era a mais importante e fortificada Cidade-Estado e foi objeto de vários ataques das duas tribos, nem sempre bem sucedidos, contra os seus antigos habitantes chamados de “Jebuseus”. Posteriormente foi conquistada pelo rei Davi e tornou-se o centro do reino judeu, sendo a escolhida por Deus para abrigar o seu Templo. Jerusalém é cingida por uma coroa de montes e, por isso, é representada como estando “sentada” numa concha ( “emek” em hebraico). Também é chamada de Uruel, de Jebus e de Hierosólima
1658 - JESANA
Localidade situada a sudeste de Tamnat-Saré e a nordeste de Betel, na região central da Palestina.
1659 - JESBAAM
Descendente de Coré e de Levi e agregado à tribo de Benjamim, foi um dos que seguiram Davi enquanto ele era perseguido pelo rei Saul.
1660 - JESCA
Filha de Ló, neta de Aram, bisneta de Taré, trineta de Nacor e tetraneta de Serug. Jesca, aproveitando-se da embriagues do pai, gerou com ele Ben-Ami que foi o ancestral dos amonitas.
1661 - JESI
(1) Membro proeminente da tribo de Simeão. Jesi foi o pai de Faltias, Naarias, Rafaias e Uziel que lideraram várias incursões militares chegando até a Montanha do Seir e conquistando um vasto território.
1662 - JESIAU
Descendente de Coré e de Levi e agregado à tribo de Benjamim, foi um dos que seguiram Davi enquanto ele era perseguido pelo rei Saul.
1663 - JESMAQUIAS
Descendente de Levi, era um dos inspetores dos dízimos pagos durante o reinado de Ezequias no "Reino de Judá".
1664 - JESUA
(2) Levita que descendia de Caat e que exercia as funções de Sacerdote no Templo de Jerusalém quando da assunção do rei Davi ao trono de Israel.
1665 - JESUÉ
(1) Descendente de Levi, era o encarregado de distribuir os dízimos aos outros levitas e sacerdotes em sua comunidade.
1666 - JESUÉ
(2) Localidade citada em “Neemias” como o domicilio dos descendente de Judá que retornaram do exílio babilônico. A sua localização exata é desconhecida.
1667 - JESURUN
Sinônimo poético de Jerusalém.
1668 - JETA
Localidade cedida pelas tribos de Judá e de Simeão para os levitas que descendiam de Caat, os Caatitas. Sua posição geográfica é incerta.
1669 - JETEBA
Ver Jateba
1670 - JETER
(3) Localidade pertencente ao território da tribo de Judá, na fronteira com o território de Simeão. Situava-se na região de montanhas e foi cedida para os levitas que descendiam de Caat, os caatitas. Em "Crônicas", Sobal, filho de Hur e neto de Caleb, é citado como o seu fundador.
1671 - JETER
(6) Outro nome de Jetro, o sogro de Moisés.
1672 - JETET
Provavelmente descendente de Esaú que comandava uma região no território de Edom.
1673 - JETMA
Natural de Moab, era um dos chamados "Heróis de Davi". Estes, compunham um grupo de proeminentes guerreiros fiéis ao rei Davi.
1674 - JETNÃ
Localidade pertencente ao território da tribo de Judá. Situava-se no extremo sul, rumo à fronteira de Edom, no Negueb
1675 - JETRA
Ismaelita (descendente de Ismael), casado com Abigail – irmã do rei Davi – e pai de Amasa, que foi o chefe do exército de Absalão.
1676 - JETRO
Sacerdote de Madiã e sogro de Moisés. Também é chamado de Raguel e de Jeter.
1677 - JEÚ
(6) Natural de Anatot e membro da tribo de Benjamim, foi um dos que seguiram Davi enquanto ele era perseguido pelo rei Saul.
1678 - JEZABEL
Citada no Apocalipse de São João era uma mulher pecadora que vivia em Tiatira. É provável que o seu nome seja simbólico e tomado da ímpia esposa pagã do rei Acab.
1679 - JEZEBEL
filha de Etbaal, rei do Sidônios, foi a esposa de Acab, o ímpio soberano do "Reino de Israel", e a mãe de Jorão. Jezabel mandou matar os Profetas e ameaçou até o Profeta Elias. Por ter cometido esses crimes, entre outros, foi executada a mando de Jeú, o sucessor de Jorão no trono, e teve seu corpo dilacerado pelos animais.
1680 - JEZIAS
Descendente de Faros foi um dos líderes dos hebreus que retornaram do exílio babilônico.
1681 - JEZONIAS
Era maacatita (descendente de Maaca) e um dos interlocutores do governador Godolias.
1682 - JEZRAEL
(1) Localidade situada a sudeste do Monte Carmelo, numa colina que domina a passagem entre a planície de Esdrelon e o vale do Jalud. Atualmente é chamada de Zer’in.
1683 - JIM
Localidade pertencente ao território da tribo de Judá. Situava-se no extremo sul, rumo à fronteira de Edom, no Negueb
1684 - JOAB
(3) Ancestral de uma das famílias hebraicas que retornaram do exílio babilônico sob o comando de Zorobabel.
1685 - JOADEN
Natural de Jerusalém, foi a mãe de Amasias, soberano do "Reino de Judá".
1686 - JOANA
A esposa de Cuzá (um dos administradores de Herodes) que seguia, entre outras mulheres, a Jesus, o Messias e aos Apóstolos.
1687 - JOANAN
(2) Membro da tribo de Gad, foi um dos seguidores de Davi quando esse fugia do rei Saul.
1688 - JOANAN
(3) Natural de Gederot e membro da tribo de Benjamim, foi um dos que seguiram Davi enquanto ele era perseguido pelo rei Saul.
1689 - JOANAN
(4) Descendente de Bebai foi um dos líderes dos hebreus que retornaram do exílio babilônico.
1690 - JOÃO
HIRCANO Conhecido pela história com a alcunha de “Hircano”, sucedeu a Simão – dos Macabeus – seu pai. João foi líder dos hebreus e manteve acesa luta contra Antíoco VII Sidates, o qual, acabou por derrotá-lo subjugando, assim, todo Israel. Porém, quando Antíoco morreu num combate contra os Partos, João livrou o país do jugo estrangeiro e ampliou e consolidou o Estado Judeu. Foi ele o primeiro a cunhar moeda em seu nome e no da comunidade judaica. Reinou por trinta e um anos e foi dele o mais longo e feliz reinado da dinastia Asmonéia.
1691 - JOÃO
(1) O pai do Apóstolo Pedro. João também é chamado de Jonas em alguns textos.
1692 - JOÃO
(2) Pai de Eupolemo. Ver Eupolemo.
1693 - JOÃO
(3) Personagem citada no "Ato dos Apóstolos" que exercia relevante cargo no Sinédrio. Dele nada mais se conhece.
1694 - JOAQUIM
(1) O pai da Virgem Maria e avô materno de Jesus, o Messias. Joaquim também é chamado de Cleófas, de Sadoc e de Eli.
1695 - JOAQUIM
(2) O Sumo Sacerdote da Judéia na época do ataque de Holofernes. Ver Judite.
1696 - JOÁS
(5) Príncipe durante o reinado de Acab, no "Reino de Israel". Junto com o governador Amon, foi ele quem prendeu o profeta Miquéias seguindo a ordem do rei.
1697 - JOÁS
(6) Sobrinho de Ocozias e de Jozabad, que o salvou, foi o único sobrevivente do massacre da família real executado por ordem da usurpadora rainha Atalia.
1698 - JOÁS
(7) O supervisor dos depósitos de azeite durante o reinado do rei Davi.
1699 - JOBAB
(5) Rei de Merom e um dos inimigos derrotados pelos hebreus.
1700 - JOCABED
Tia e esposa de Aram (Amram) e mãe de Moisés, de Aarão e de Maria.
1701 - JOCMAAM
Geralmente é identificada com a localidade chamada de Jocnaam, em “Josué”. Porém, aquela que é citada em "Crônicas" parece diferir da outra em função do contexto em que está colocada. Em “Josué” é grafada como Kibsaim que em hebraico é muito semelhante à Jocnaam. De qualquer forma, sabe-se, que se encontrava no território da tribo de Efraim e era uma “Cidade Levitica” dos caatitas.
1702 - JOCNAAM
Localidade situada a 10 km a noroeste de Magedo, ao pés do Monte Carmelo. Atualmente é relacionada com Tell Kaimum. Ver também Jocmaam.
1703 - JOCTANITAS
Vocábulo que designa todos os árabes.
1704 - JOEL
(1) É citado em "Crônicas" como descendente de Caat e de Levi e chefe de um dos clãs dessa tribo.
1705 - JOEL
(4) Descendente de Simeão e um dos líderes de sua tribo.
1706 - JOEL
(6) Irmão de Natan, era um dos chamados "Heróis de Davi", grupo de guerreiros fiéis ao rei Davi.
1707 - JOEL
(9) Descendente de Bani, foi um dos líderes dos hebreus que retornaram do exílio babilônico
1708 - JOEL
(11) Descendente de Nebo, era um dos líderes dos hebreus que retornaram do exílio babilônico.
1709 - JOEZER
Coraíta e membro da tribo de Benjamim, foi um dos seguidores de Davi na época em que ele era perseguido pelo rei Saul.
1710 - JOGLI
Descendente de Dã e pai de Boci, um dos chefes de sua tribo.
1711 - JOIADA
(1) O pai de Banaías, o chefe dos cereteus e dos felesteus durante o reinado de Davi.
1712 - JOIADA
(2) Ver Jojada.
1713 - JOIAKIM
Ver Joaquim (Eliacim).
1714 - JOIARIB
(4) Ver Joarib.
1715 - JOIO
Erva que contém propriedades narcóticas e cuja aparência é muito semelhante ao trigo. Espalhar suas sementes nos trigais era uma ato malvado comum nos tempos de Jesus, o Messias.
1716 - JOJADA
(JOIADA)(5) Sacerdote no "Reino de Judá" era o marido de Josabat e o genro do rei Jorão. Junto com a sua mulher, Jojada salvou o herdeiro do rei, chamado de Joás, do extermínio praticado pela usurpadora rainha Atalia e, depois, juntou os chefes civis e militares e com eles proclamou Joás rei. Jojada foi fiel e dedicado servidor do Senhor e morreu em avançada idade.
1717 - JONADAB
(2) Descendente de Recab, foi um dos chefes da tribos dos Recabitas. Viveu no século IX a.C. e foi um fiel aliado do rei Jeú (do "Reino de Israel") na luta contra o culto pagão. Ver Recabitas.
1718 - JONATAN
(1) A grafia hebraica do nome “Jônatas”.
1719 - JONATAN
(5) Descendente de Adin e pai de Ebed que foi um dos comandantes dos hebreus no retorno do exílio babilônico.
1720 - JONATAN
(6) Descendente de Asael e de Levi, foi contemporâneo de Esdras na Jerusalém reconstruída após o exílio babilônico.
1721 - JONATAN
(7) O escrivão da tribo de Benjamim. Foi em sua casa que o Profeta Jeremias ficou preso, acusado de trair o povo judeu.
1722 - JONATAN
(10) O Sumo Sacerdote do Templo em Jerusalém que comandou o apedrejamento do Diácono Estevão e que por isso foi destituído de seu posto uma vez que a pena de morte era prerrogativa do poder romano.
1723 - JÔNATAS
(1) Descendente da linhagem de Gerson e de Levi e natural de Belém, Jônatas exercia as funções sacerdotais de modo itinerante como era habitual em sua época. Foi ele que se alojou na residência de Mica e tornou-se o sacerdote de sua casa.
1724 - JÔNATAS
(5) O primogênito do rei Saul, neto de Cis, bisneto de Abiel, trineto de Seror, tetraneto de Becorat e descendente de Benjamim. Jônatas era um valoroso chefe militar e amigo fraternal de Davi, para quem renunciou o seu direito à sucessão e a quem ajudou em diversas ocasiões.
1725 - JÔNATAS
(8) Em hebraico, Jonatan ou Jocanan. Foi o pai de Jádua e um dos Sumos Sacerdotes na época do retorno do exílio babilônico.
1726 - JOPE
O mesmo que Jafa. Ver Jafa.
1727 - JORA
O ancestral de uma das famílias hebréias que retornaram do exílio na Babilônia.
1728 - JORAM
Descendente de Caat e de Levi era um dos Sacerdotes contemporâneos do rei Josafá, no "Reino de Judá".
1729 - JORDÃO
Célebre rio que percorre toda a Palestina no sentido norte-sul, num total de 109 km, vindo a desaguar no Mar Morto. Todas as suas nascentes encontram-se aos pés do monte Hermom e no seu curso superior forma dois lagos: o antigo Semeconitis (atual Hule) e o de Genesaré (ou Tiberíades).
1730 - JOSABÁD
(1) Descendente de Fasur foi um dos Sacerdotes que retornaram do exílio babilônico
1731 - JOSAFÁ
(3) Natural de Matan, era um dos chamados "Heróis de Davi", grupo de guerreiros fiéis ao rei Davi.
1732 - JOSAFÁ
(4) É citado em "Crônicas" como um dos Sacerdotes que tocavam Tuba durante o transporte da "Arca da Aliança" de Cariat Jearim para Jerusalém.
1733 - JOSÉ
(1) Descendente de Simeão, era da linhagem da qual descendeu a heroína Judite. Ver Judite.
1734 - JOSÉ
(2) É citado em "Macabeus 2" como um dos irmãos de Judas Macabeu. Porém, em "Macabeus I" não há nenhum José dentre os irmãos de Judas e, destarte, alguns corrigem essa parte do texto para “João”.
1735 - JOSÉ
(3) Um dos líderes dos hebreus que retornaram do exílio babilônico.
1736 - JOSÉ
BARSABÁS Um dos dois candidatos à sucessão de Judas Iscariotes no grupo dos Apóstolos. Foi, porém, preterido pelos onze Apóstolos que optaram por Matias. Barsabás também era conhecido como “O Justo”.
1737 - JOSÉ
DE ARIMATÉIA Rico habitante de Arimatéia (outrora chamada de Ramá ou Ramataim) e fiel discípulo de Jesus, o Messias de quem resgatou o corpo e deu digna sepultura.
1738 - JOSÉ
DE ZACARIAS É citado em "Macabeus I" como o encarregado de chefiar os hebreus enquanto Judas Macabeu ia em socorro dos judeus residentes no território de Galaad, na Transjordânia.
1739 - JOSIFIAS
Descendente de Bani e pai de Salomit que foi um dos comandantes dos hebreus no retorno do exílio babilônico.
1740 - JOSUÉ
(JEHOSUA) É um nome hebraico que significa: “O Senhor é a Salvação”. É sinônimo de Oséias, de Osaías, de Isaías e de Jesus.
1741 - JOTA
Localidade que se situava a sudoeste de Zif, no sul da Palestina, no território da tribo de Judá.
1742 - JOTÃO
O mesmo de Joatão. Ver Joatão.
1743 - JOZABAD
(2) Membro da tribo de Manassés, foi um dos que seguiram Davi enquanto ele era perseguido pelo rei Saul.
1744 - JOZABAD
(3) Natural de Gederot e membro da tribo de Benjamim, foi um dos que seguiram Davi enquanto ele era perseguido pelo rei Saul.
1745 - JUCADAM
Localidade pertencente ao território da tribo de Judá. Situava-se na região de montanhas.
1746 - JUDAS
BARSABÁS Membro do grupo de chefes da comunidade cristã de Jerusalém. Também era considerado um verdadeiro Profeta. Provavelmente foi irmão de José Barsabás.
1747 - JUDAS
DE CALFI Um dos comandantes das tropas de Jônatas, dos Macabeus.
1748 - JUDAS
(2) Habitante de Damasco e o hospedeiro de Saulo que ficara cego após a visão de Jesus, o Messias. Foi em sua casa que Saulo foi curado através de Ananias.
1749 - JUDAS
ISCARIOTES – APÓSTOLO Nascido em Queriote, Judas é tristemente famoso por ter sido o traidor de Jesus, o Messias em troca de trinta moedas de prata. Após a morte do Messias, Judas cometeu suicídio enforcando-se numa figueira e o seu nome tornou-se um símbolo da iniqüidade humana. Vale o registro que a sua infame traição, bem como a recompensa recebida, foram profetizadas por Jeremias.
1750 - JUDAS
TADEU – APÓSTOLO Descendente da linhagem do rei Davi, natural da Galiléia, irmão de Tiago Menor e primo de Jesus, o Messias, Tadeu fez as suas pregações na Mesopotâmia, Palestina, Síria, Arábia e Armênia onde foi o primeiro a manifestar apoio a um rei estrangeiro, o soberano Algar, de Edessa. Judas Tadeu também foi ao Oriente onde acabou sendo martirizado. No Novo Testamento três personagens com o nome de Judas são mencionados e segundo alguns estudiosos o autor da “epístola de Judas” é distinto desse Apóstolo, porém, é uma tese controversa.
1751 - JUDAS,
O GALILEU Essa personagem leva esse adjetivo por ter empreendido uma rebelião na Galiléia, embora fosse natural de Gâmala, na Gaulonítide, além do lago de Genesaré, razão pela qual os seus partidários ficaram conhecidos por “Gaulonites”. Revoltaram-se durante o Recenseamento de Quirino, por volta de 6 dC., sendo a rebelião mais violenta que houve até 70 dC. e arrastou boa parte da população e chegou a destruir partes de Jerusalém.
1752 - JUDÉIA
Nome derivado de Judá que é usado para designar o território dessa tribo, situado no sul da Palestina. Frequentemente também é utilizado para nomear toda a região ocupada pelos judeus.
1753 - JUDITE
(2) Filha do heteu Beeri, esposa de Esaú e nora de Isaac
1754 - JUIZES
Os líderes hebreus que geriram a nação após a morte de Josué (o sucessor de Moisés) até a coroação do rei Saul. Costuma-se separá-los entre “Menores” e “Maiores”. Aos primeiros competia a administração do cotidiano. Aos segundos, cabia as questões mais relevantes, isto é, aquelas que exigiam a intervenção de mais de uma tribo. Juizes Maiores: Otoniel, Aod, Débora e Barac e Gedeão. Juizes Menores: Samgar, Tola, Jair, Abesã (Ibsan), Elon e Abdon.
1755 - JÚLIA
Uma das caras irmãs de fé que o Apóstolo Paulo cita em sua Epístola aos Romanos.
1756 - JÚLIO
Centurião da corte do Imperador foi o encarregado de transportar o Apóstolo Paulo até Roma.
1757 - JUTA
Cidade cuja localização exata é desconhecida. Também é possível que esse nome tenha sofrido corrupção por parte dos copistas da Bíblia. Sabe-se, contudo, que foi uma “Cidade Levitica” governada pelos Caatitas.
1758 - KALNÉ
(CALNE) Região situada ao norte da Síria.
1759 - KARHÃ
Ver Kir-Hareset
1760 - KEDES
O mesmo que Cedes. Ver Cedes.
1761 - KEDRON(CEDRON)
Localidade que corresponde a atual Katra, situada a 6 km a sudeste de Jebna, a antiga Jamnia.
1762 - KEFIRA
O mesmo que Cafira.Ver Cafira.
1763 - KEFIRIM
Atualmente a 10 km a leste-sudeste de Jafa encontra-se a aldeia de Kefr Ana que parece corresponder à antiga Kefirim. Porém, alguns afirmam que “Kefr” é um nome comum que significa: “as aldeias”.
1764 - KEILA
O mesmo que Ceila. Ver Ceila.
1765 - KELAIAS
OU KELITA Levita que foi um dos líderes dos hebreus que retornaram do exílio babilônico.
1766 - KELITA
Ver Kelaías.
1767 - KEREBO
Ver Kir-Hareset
1768 - KEROS
Membro da classe dos “Oblatos” é citado em "Esdras" como o patriarca de uma das famílias hebréias que retornaram do exílio na Babilônia
1769 - KESIB
O mesmo que Kesib. Ver Kezib.
1770 - KEZIB
A outra forma de grafar o nome da localidade chamada Aczib. Ver Aczib.
1771 - KIAMON
(CIAMON) Localidade citada em “Judite” que poderia ser a tradução grega do termo semítico “ful” (ou “fol”) que significa “fava” e se identifica com a atual El-Ful, próxima de Zer’in (na planície de Esdrelon), a cerca de 18 km ao norte da provável localização de Betúlia. Alguns estudiosos modernos identificam-na com a atual Tell-Kaimun, a antiga Jocnaam, a mais de 30 km ao noroeste de Betúlia, o que é duvidoso. Deve-se notar, também, que a própria grafia desse nome é duvidosa.
1772 - KIBSAIM
Localidade citada em “Josué” cuja posição geográfica é desconhecida. No lugar paralelo, em "Crônicas", lê-se Jocmaan.
1773 - KIR
(1) Localidade situada no sul do país de Moab, na Transjordânia.
1774 - KIR
(2) Região da Caldéia para onde Teglatfalasar deportou os habitantes de Damasco. Segundo Amós, era o país de origem dos Arameus.
1775 - KIR
HARES O mesmo que Kir-Hareset. Ver Kir-Hareset.
1776 - KIR
HARESET Provavelmente idêntica a Kir-Hares ou “Cidade de Terracota”. Localidade situada a quase 1.000 m acima do nível do mar, ao oriente da baia meridional do Mar Morto, no país de Moab, na Transjordânia. Alguns a relacionam com Kerecho ou Korhã (pronúncia incerta) que o rei de Mesa ufanava de ter reconstruído. Também era chamada de Kir-Moab e atualmente é conhecida como El-Kerak.
1777 - KIR
HURES O mesmo que Kir-Hareset. Ver Kir Hareset.
1778 - KIR
MOAB O mesmo que Kir-Hareset. Ver Kir Hareset.
1779 - KISON
O mesmo que Cison. Ver Cison.
1780 - KITIM
A ilha de Chipre com a sua antiga colônia Fenícia de Kittium.
1781 - LAABITAS
O mesmo que Laab. Ver Laab.
1782 - LAADAN
(1) É citado em "Crônicas" como descendente de Gerson e de Levi. Não há menção da sua descendência direta.
1783 - LAAI
ROÍ O nome do poço de água de onde Isaac avistou a caravana que trazia Rebeca, sua futura esposa. Foi em suas proximidades que Isaac residiu após a morte de Abraão.
1784 - LABANAT
Localidade que integrava a área destinada à tribo de Aser quando ocorreu a partilha das terras conquistadas pelos hebreus
1785 - LAEL
Descendente de Levi e pai de Eliasaf, o chefe dos Gersonitas.
1786 - LÁGIDAS
Também chamados de “Tolomeus ou Ptolomeus”, foi a dinastia grega, originada pelos oficiais de Alexandre Magno, que herdou o trono do Egito quando o império macedônico foi dividido, após a morte do imperador. Os Lágidas mantiveram acirrada disputa contra os Selêucidas visando o controle da Palestina que, então, era habitada pelos hebreus retornados do exílio babilônico. Sua última representante foi a célebre rainha Cleópatra que viveu na época do Império Romano.
1787 - LAIR
Um dos reinos conquistados pelos Assírios, conforme citação em “Reis”.
1788 - LAIS
Localidade que também é chamada de “Lesem”. Situa-se a 5 km a oeste de Abel-Bet-Maaca, na planície que se estende ao sul do monte Hermon. Ali é a nascente mais abundante do rio Jordão, originando o afluente que é chamado “Nar-El-Ledam”. Atualmente é conhecida como “Tell El Kadi”.
1789 - LAÍSA
Localidade citada em “Isaías” cuja posição geográfica é desconhecida.
1790 - LAM
Ver Hus. A terra de Hus.
1791 - LANDAS
Regiões desabitadas nas quais se levava o gado para pastar.
1792 - LAODICÉIA
Localidade situada a cerca de 160 km a leste de Éfeso, entre Colossos e Hierápolis, na Frigia. Era um rico centro têxtil e de especialistas na fabricação de um pó medicinal que era usado como colírio. Atualmente, próximo de suas ruínas, ergue-se a aldeia chamada de Eski Kissar.
1793 - LÁQUIS
Localidade encontrada nas escavações de Tell Ed-Duweir (1933-1937), a 40 km a nordeste de Gaza, a meia distância do litoral do Mediterrâneo.
1794 - LARSA
(ELASAR?) Os documentos cuneiformes citam um rei com este nome que viveu aproximadamente na mesma época de Amrafel. Semiticamente é chamado de “Warad-Sin” que em sumério soaria como “Eriaku” (Arioc?). Larsa foi um dos reis que participaram da guerra contra Bera ocorrida na época de Abrão.
1795 - LASÉIA
Localidade que os antigos geógrafos desconheciam e que continua a ter a sua localização incerta.
1796 - LÁSTENES
(de CRETA) Amigo e procurador do rei Demétrio Nicanor para quem arregimentou tropas que o serviram na guerra contra Alexandre Balas.
1797 - LAZARO
(1) Habitante de Betânia, situada a uns 3 km de Jerusalém, era o irmão de Marta e de Maria e foi o homem que Jesus, o Messias ressuscitou. Tal qual as irmãs era um fervoroso crente em Jesus e nas suas pregações.
1798 - LAZARO
(2) O mendigo que vivia das sobras da mesa de um rico judeu e que ao morrer gozou as delicias do Paraíso, ao contrário do rico judeu que padeceu as dores do inferno. É célebre o episódio dos cães lamberem as chagas de Lazaro e o fato de seu nome ter originado o termo “lazarento” que é sinônimo de “coberto de chagas”.
1799 - LEBANA
Membro da classe dos “Oblatos” é citado em "Esdras" como o patriarca de uma das famílias hebréias que retornaram do exílio na Babilônia
1800 - LEBAOT
Localidade pertencente ao território da tribo de Judá. Situava-se no extremo sul, rumo à fronteira de Edom, no Negueb
1801 - LEBNA
Nome hebraico que significa: “Branca”. Localidade situada entre Makeda e Laquis. Geralmente é identificada com Tell Es Safic, situada a cerca de 8 km a oeste de Azeca; alguns, porém, localizam-na em Tell Bornat, 9 km mais ao sul. Era a cidade limítrofe com a costa filistéia.
1802 - LECA
É citado em "Crônicas" como “filho” de Her, porém, trata-se da localidade cujo fundador foi Her, filho de Sela e neto de Judá.
1803 - LECUN
(LACUN) Localidade que integrava a área destinada à tribo de Neftali quando ocorreu a partilha das terras conquistadas pelos hebreus
1804 - LEEM
Localidade citada em "Crônicas" que, provavelmente, situava-se no território da tribo de Judá.
1805 - LEEMAS
Localidade pertencente ao território da tribo de Judá. Situava-se na região de planícies.
1806 - LEONTÓPOLIS
Cidade egípcia, no norte próximo de Heliópolis, onde o Sumo Sacerdote Onias IV fundou um templo a Javé, estabelecendo ali, em aproximadamente 170 a.C., o culto hebraico.
1807 - LEQUI
(1) Em hebraico grafa-se “lehi”, que significa: “maxilar”. Cidade que se situava a oeste do Rochedo de Etam, no território de Judá. Possivelmente era uma alusão à queixada de burro que Sansão usou como arma.
1808 - LESA
Um dos territórios dos cananeus, situado na planície do rio Jordão.
1809 - LESEM
O mesmo que Lais. Ver Lais.
1810 - LEVI
(1) O segundo nome do Evangelista Mateus que é usado por Lucas e Marcos como sinônimo de Publicano, numa referência à profissão de coletor de impostos que Mateus exercera.
1811 - LEVI
(2) Segundo o Evangelho de Lucas, Levi foi o trisavô paterno de Jesus, o Messias.
1812 - LEVIATÃ
Termo hebraico que significa: ”dragão”. Animal mitológico que já era mencionado nos poemas “Ugaríticos” do século XV a.C. que foram descobertos em Ras Shamra, na antiga Fenícia.
1813 - LEVIRATO
A “Lei do Levirato”. Esse termo deriva de “levir” que significa: cunhado. Por essa lei, o irmão do marido morto deveria desposar a viúva e o primeiro filho dessa relação seria considerado como prole do defunto. Era uma prática antiqüíssima que antecedia a Moisés.
1814 - LIA
– MATRIARCA Filha de Labão, neta de Batuel, bisneta de Nacor (irmão de Abrão), trineta de Taré e tetraneta de Nacor. Lia foi uma das esposas de Jacó e a mãe biológica de Ruben, Simão, Levi, Judá, Issacar, Zabulon e da menina chamada Dina.
1815 - LÍBANO
País que se localiza atualmente entre a Jordânia, no suleste, Israel, no sul, Síria no leste, Turquia no norte e o Mediterrâneo no oeste
1816 - LIBERTOS
Denominação dada aos judeus que foram aprisionados em Roma por Pompeu e que posteriormente conseguiram libertar-se e atingir diversos graus de poder e de prosperidade.
1817 - LICAÔNIA
Planalto assentado entre montanhas abruptas, situado acima da Pisídia, obliquamente a nordeste. Licaônia é um termo que significa: “terra dos lobos”, que, provavelmente, ali abundavam.
1818 - LICIA
Região banhada pelo Mediterrâneo e situada no ápice do triângulo formado por Creta (no oeste) e por Chipre (no leste).
1819 - LIDA
(LUD) Localidade situada a 18 km ao sudeste de Jope, nas proximidades do litoral do Mediterrâneo. Em hebraico é grafada: Lud. Nela, residia Enéias, um dos enfermos que foram curados pelo Apóstolo Pedro.
1820 - LIDIA
(1) A negociante de púrpura que habitava em Tiatira e que após ouvir as pregações do Apóstolo Paulo hospedou-o em sua casa e tornou-se uma fiel discípula do Cristianismo. Provavelmente o seu nome derivou do fato de ser natural de Tiatira, a capital da região chamada de Lidia.
1821 - LIDIA
(2) Território que se situava na Ásia Menor. Nele, floresceu a indústria de púrpura conforme as hodiernas escavações.
1822 - LINO
Discípulo e companheiro do Apóstolo Paulo e o primeiro sucessor de São Pedro em Roma.
1823 - LISÂNIAS
O tetrarca de Abilena na época em que João Batista, o Precursor iniciou as suas pregações. O seu nome aparece em duas inscrições gregas.
1824 - LISÍMACO
(1) O irmão e sucessor de Menelau no posto de Sumo Sacerdote de Israel. Tal qual o irmão, era corrupto e descrente. Numa revolta popular contra as suas prevaricações foi executado pelo povo enfurecido.
1825 - LISÍMACO
(2) Provavelmente era um judeu do Egito que mais tarde se domiciliara em Jerusalém. Lisimaco seria o autor da versão grega sobre o Purim. Ver Purim.
1826 - LISTHÓSTROTOS
O mesmo que Gábata. Ver Gábata.
1827 - LISTRA
Localidade situada a cerca de trinta milhas ao sul de Icônio, na região de Antioquia de Pisídia.
1828 - LIVIAS
O antigo nome de Bet-Aram. Ver Bet-Aram.
1829 - LIVRO
DO JUSTO É o titulo de uma antiqüíssima antologia poética da qual somente a Bíblia conservou a memória e alguns fragmentos.
1830 - LO
DABAR Localidade situada na Transjordânia, ao norte de Manaaim.
1831 - LOD
Localidade situada a sudeste de Bet-Dagon e a noroeste de Bet-Horon.
1832 - LOIDE
Mãe de Eunice e avó materna de Timóteo, o discípulo do Apóstolo Paulo. Ver Timóteo.
1833 - LONGINOS
Segundo a tradição foi o soldado romano que feriu Jesus, o Messias com uma lança para confirmar a sua morte na cruz. Em grego o seu nome é grafado como “Lonke’.
1834 - LUCANO
É a forma expandida do nome “Lucas”.
1835 - LUCAS
– EVANGELISTA Nascido em Antioquia, numa família pagã, era grego por estirpe e dono de uma vasta cultura que, inclusive, levou-o a tornar-se médico. Lucas abraçou o Cristianismo graças ao primeiro pregador que apareceu em sua cidade e, a partir daí, tornou-se um fiel discípulo do Apóstolo Paulo a quem encontrou pela primeira vez em Trôade, na segunda viagem de Paulo, por volta do ano 50 d.C. Não se sabe até quando Lucas viveu após a morte de São Paulo, mas conforme a tradição, após longos e intensos sofrimentos por pregar a nova Religião, faleceu em Bitínia, sendo os seus restos levados para Constantinopla e, posteriormente, para Pádua onde são venerados na Igreja de Santa Justina. Provavelmente escreveu o seu Evangelho por volta do ano 60 da Era Cristã e é, também, o Autor do “Atos dos Apóstolos”.
1836 - LUCIO
(1) Lúcio Calpúrnio Pisão foi quem escreveu aos outros reis as cartas de recomendação em beneficio dos judeus. Era um dos servidores do rei Antíoco VII.
1837 - LÚCIO
(2) Um dos ilustres e prestigiados doutores da Igreja Cristã de Antioquia.
1838 - LUD(3)
Possivelmente seja o mesmo que Lod ou Lida. Ver Lod e Lida.
1839 - LUDITAS
O mesmo que Lud. Ver Lud, descendentes de Mesraim.
1840 - LUIT
Localidade que é citada em “Isaías” e em “Jeremias”. Segundo uma inscrição nabatéia do ano 37 d.C. – encontrada em 1889, em Mádaba – situava-se nas proximidades dessa localidade, situada no país de Moab, na Transjordânia.
1841 - LUZ
Termo que em hebraico significa: “Betel”. Cidade homônima ao célebre santuário da qual não se conhece a localização exata.
1842 - LUZA
(1) O antigo nome de Betel. A mudança em seu nome ocorreu por iniciativa de Jacó após ter sonhado com uma escada que chegava ao céu. Ver Betel.
1843 - LUZA
(2) Localidade fundada no território dos heteus pelo homem que mostrou aos israelitas a entrada de Betel, permitindo-lhes, assim, conquistar a cidade.
1844 - MAACA
(2) Esposa de Jeiel, o antepassado do rei Saul e fundador de Gabaon.
1845 - MAACA
(3) Filha de Roma e de Nacor, neta de Taré, bisneta de Nacor, trineta de Serug, tetraneta de Reu e sobrinha de Abrão
1846 - MAACA
(5) Principado arameu que se situava ao norte Galaad, no sopé sub-oriental do monte Hermon.
1847 - MAACA
(6) Filha de Tolmai, rei de Gessur, foi uma das esposas do rei Davi com quem gerou Absalão.
1848 - MAACA
(8) Mãe de Asa, soberano do "Reino de Judá", que a destituiu de seu posto de “rainha-mãe” em razão de sua idolatria pagã.
1849 - MAACAT
Localidade destinada à tribo de Aser quando da partilha das terras conquistadas pelos hebreus.
1850 - MAADI
Descendente de Bani foi um dos líderes dos hebreus que retornaram do exílio babilônico.
1851 - MAADIAS
Um dos líderes da classe dos Sacerdotes que voltaram do exílio babilônico sob a liderança de Zorobabel. Maadias foi o ascendente de Felti.
1852 - MAAI
Membro da classe dos Sacerdotes e um dos que retornaram do exílio babilônico e auxiliaram na reconstrução de Jerusalém.
1853 - MAALA
(2) Filha de Salfaad, neta de Héfer, bisneta de Galaad, trineta de Maquir e tetraneta de Manassés e descendente de José.
1854 - MAALEB
Localidade situada a cerca de 6 km a nordeste de Tiro, nas proximidades do Mediterrâneo. Provavelmente seja a atual Mahãlib.
1855 - MAANAIM
Localidade situada na Transjordânia. É pouco provável a sua identificação com a atual Hirbet Mahna, a 4 km ao norte de Aglun. Alguns, talvez com mais razão, colocam-na em Tulul El-Dahab, às margens do rio Jaboc, a quase 11 km a leste do rio Jordão.
1856 - MAARA
Localidade destinada à tribo de Aser quando da partilha das terras conquistadas pelos hebreus.
1857 - MAARAI
Natural de Netofa era um dos chamados "Heróis de Davi", grupo de guerreiros fiéis ao rei Davi.
1858 - MAASÉIA
(1) Descendente de Faat-Moab foi um dos líderes dos hebreus que retornaram do exílio babilônico.
1859 - MAASÉIA
(2) Descendente de Fasur era um dos Sacerdotes que lideraram os hebreus no retorno do exílio babilônico.
1860 - MAASÉIA
(MAASÉIAS)(3)Descendente de Harim e membro da classe dos Sacerdotes foi um dos que lideraram os hebreus no retorno do exílio babilônico.
1861 - MAASIAS
(1) É citado em "Crônicas" como descendente de Levi e um dos “Porteiros” do Templo em Jerusalém.
1862 - MAASIAS
(3) O Governador de Jerusalém na época do reinado do rei Josias, no "Reino de Judá".
1863 - MAASIAS
(7) Pai de Néria e avô de Baruc, o escritor das profecias ditadas pelo Profeta Jeremias.
1864 - MAAZIAU
Levita que descendia de Caat e que exercia as funções de Sacerdote no Templo de Jerusalém quando da assunção do rei Davi ao trono de Israel.
1865 - MABSAR
Chefe de uma região no território de Edom. Provavelmente descendia de Esaú.
1866 - MACABEU
Termo que, provavelmente, deriva do hebraico (e do aramaico) “Makkaba” que significa: “martelo”. Ou, então, de “Makkebai” (Makkebyahu) que significa: “designado por Javé”. Macabeu era o codinome do terceiro filho de Matatias, chamado Judas, e depois foi estendido aos demais membros da família. Ver Judas Macabeu.
1867 - MACAS
Localidade que provavelmente encontrava-se no território da tribo de Dã. A sua localização exata é desconhecida.
1868 - MACBANAI
Membro da tribo de Gad, foi um dos que seguiram Davi enquanto ele era perseguido pelo rei Saul.
1869 - MACEDA
A “Caverna de Maceda”. Foi ali que os reis de Jerusalém, de Hebron e de Jarmut esconderam-se após serem derrotados pelos hebreus e onde foram executados a mando de Josué. Essa localidade pertencia ao território da tribo de Judá e situava-se na região das planícies.
1870 - MACEDÔNIA
Região situada ao norte da Tessália que, por sua vez, situava-se ao norte da antiga Grécia. Nela nasceu Alexandre, o Grande, que foi o conquistador de vários paises e o fundador dum vastíssimo império, sendo considerado um dos maiores gênios militares da história.
1871 - MACMAS
Localidade que atualmente ainda conserva a nome. Situa-se a cerca de 7 km a sudeste de Betel e a 12 km ao norte de Jerusalém.
1872 - MACMETAT
Região de fronteira da área que coube à tribo de Efraim. Situava-se defronte ao sul e ao sudeste de Siquém.
1873 - MACNADBAI
Descendente de Benui foi um dos líderes dos hebreus que retornaram do exílio babilônico.
1874 - MACNÉIAS
É citado em "Crônicas" como descendente de Levi e um dos “Porteiros” do Templo em Jerusalém.
1875 - MACPELA
Nome da gruta onde Sara foi sepultada. Abraão comprou-a de Efron e na época em que a Bíblia foi escrita já se chamava Hebron, i e, o nome da localidade onde estava situada.
1876 - MACRI
É citado em "Crônicas" como descendente de Benjamim. Não há menção sobre a sua ascendência direta.
1877 - MÁDABA
(1) Localidade homônima ao planalto em que está situada e que conserva esse nome ainda hoje. Localiza-se a 25 km ao norte de Dibon, em Moab, e tornou-se célebre graças a um mapa da “Terra Santa” que existe em um mosaico de suas dependências, descoberto em 1896.
1878 - MÁDABA
(2) O planalto de Mádaba, situado no país de Moab, na Transjordânia, que se estendia até Hesebon.
1879 - MADAI
Povo descendente de Jafé e de Noé. Também são conhecidos como “Medos”.
1880 - MADIÃ
(MADIAN) (1) Povo nômade que vagava na região homônima, situada a nordeste do Mar Vermelho. Foi ali que Moises refugiou-se após ter matado um egípcio que maltratava um israelita. Madian também é usado como sinônimo de “Arábia”.
1881 - MADIÃNITAS
Os descendentes de Madiã, ou os habitantes de Madiã (Madian). Ver Madiã (Madian).
1882 - MADMANA
(1) Localidade pertencente ao território da tribo de Judá. Situava-se no extremo sul, rumo à fronteira de Edom, no Negueb
1883 - MADON
Dessa localidade resta o nome na atual Hirbet-Madin, perto do cume Karn Hattin, a oeste do lago Tiberíades (Genesaré).
1884 - MAGADÃ
Localidade cuja posição geográfica é incerta. Alguns afirmam que se encontrava na margem oriental do lago Genesaré e, outros, que se situava ao sul do mesmo lago, na margem leste do rio Jordão, nos lugares que atualmente são chamados Má’ad e El Dalha Mije, vizinhos entre si. São Marcos chamou-a de “Dalmanuta”.
1885 - MAGBIS
Localidade citada em "Esdras" como o berço de alguns dos israelitas que voltaram do exílio da Babilônia. A sua localização é incerta.
1886 - MÁGDALA
Aldeia situada a 5 km ao norte de Tiberíades. Atualmente é chamada de El-Magdel.
1887 - MAGDALEL
(MAGDA EL) Cidade que integrava a área destinada à tribo de Neftali quando ocorreu a partilha das terras conquistadas pelos hebreus.
1888 - MAGDIEL
Provável descendente de Esaú era o chefe de uma região no território de Edom.
1889 - MAGDOL
GAD Localidade pertencente ao território da tribo de Judá. Situava-se na região de planícies.
1890 - MAGDOL
Região limítrofe a Piairot e vizinha de Etam, no baixo Egito. Foi a segunda localidade onde os hebreus acamparam após a saída do Egito.
1891 - MAGEDO
Localidade situada a 7 km a noroeste de Taanac, na planície de Esdrelon, no sopé do Monte Carmelo. Por causa de sua posição estratégica é muito citada na Bíblia devido às façanhas militares que se desenrolaram em seus arredores. Em relação às “Águas de Magedo” é uma referência ao vizinho rio Quison (Kison) e o seu afluente que banhava a cidade. Atualmente é chamada de Teel-El-Mutesellim.
1892 - MAGFIS
Ancestral de uma das famílias que retornaram do exílio babilônico. Não existem mais referências sobre seus parentescos.
1893 - MAGOG
(2) Nome que pode ser decomposto em “Matu” (terra ou região) e Gog (Trevas) que resulta em “Terra das Trevas”, numa alusão aos inimigos dos judeus. Ver Gog.
1894 - MAGRON
Vocábulo que provavelmente indicaria uma localidade. Porém, a existência da mesma é controversa.
1895 - MAHANAIM
Termo hebraico que significa: “tropas ou acampamento”. Localidade situada na Transjordânia, ao norte do rio Jaboc.
1896 - MAÍDA
Membro da classe dos “Oblatos” é citado em "Esdras" como o patriarca de uma das famílias hebréias que retornaram do exílio na Babilônia.
1897 - MAIMAN
Levita que descendia de Caat e que exercia as funções de Sacerdote no Templo de Jerusalém quando da assunção do rei Davi ao trono de Israel.
1898 - MAKED
Localidade que provavelmente seja a atual Tell Mikdãd, a 11 km ao norte de Cheh Miskin, na Transjordânia.
1899 - MAKEDA
Localidade cuja posição geográfica é incerta. Provavelmente situava-se na baixa região das colinas chamada Sefelã.
1900 - MALALAI
Membro da classe dos Sacerdotes e um dos que retornaram do exílio babilônico e auxiliaram na reconstrução de Jerusalém.
1901 - MALALEEL
(2) Descendente de Farés e de Judá e ancestral de uma das famílias que retornaram do exílio babilônico.
1902 - MALAQUIAS
– PROFETA Nome hebraico que significa “Anjo [ou mensageiro] de Javé”. Os aspectos da vida e morte desse profeta são desconhecidos. Provavelmente viveu na época do império persa, aproximadamente na mesma época de Esdras e Neemias, durante o reinado de Artaxerxes I, Longimano (465-424 a.C.).
1903 - MALCO
O criado do Sumo Sacerdote que, junto a outros, foi prender Jesus, o Messias no Getsâmani e teve a orelha decepada pelo Apóstolo Pedro.
1904 - MALCOM
(2) Termo hebraico que significa: “rei”. É o outro nome de Moloc, a divindade principal dos amonitas.
1905 - MALI
(1) Ver Mooli.
1906 - MALO
Localidade citada "Macabeus 2" que foi presenteada a Antíoquides, concubina do rei Antíoco IV, Epífanes. Não há indicação de onde se localizava.
1907 - MALQUIAS
(1) Descendente de Faros foi um dos líderes dos hebreus que retornaram do exílio babilônico.
1908 - MALQUIAS
(2) Descendente de Harim foi um dos que comandaram os hebreus durante o retorno da Babilônia.
1909 - MALQUIAS
(3) Membro da classe dos Sacerdotes e um dos que retornaram do exílio babilônico e auxiliaram na reconstrução de Jerusalém.
1910 - MALQUIAS
(6) Levita que descendia de Caat e que exercia as funções de Sacerdote no Templo de Jerusalém quando da assunção do rei Davi ao trono de Israel.
1911 - MALQUIS
Descendente de Faros foi um dos líderes dos hebreus que retornaram do exílio babilônico.
1912 - MALTA
A ilha de Malta situa-se no mar Adriático, a oeste de Creta e ao sul de Siracusa e de Régio, no sul da Itália. Foi nela que o Apóstolo Paulo chegou após escapar de terrível tempestade ocorrida durante a sua viagem a Roma onde seria julgado.
1913 - MAMBRÉ
Um dos reis que foram aliados de Abrão.
1914 - MAMON
Termo que deriva da palavra hebraica e aramaica “Mamona” que significa “dinheiro, riqueza”. É citada no sentido de contrapor a ganância excessiva ao desprendimento oriundo da fé no Senhor.
1915 - MANÁ
Farinha que Javé fez cair do céu para alimentar os hebreus. Era branca como a semente de coentro e seu sabor era como bolo de mel. Os hebreus comeram-na durante quarenta anos, ou seja, até chegarem à terra de Canaã
1916 - MANAAT
(2) Localidade pertencente ao território da tribo de Judá. Situava-se na região de montanhas e, conforme consta em "Crônicas", seu fundador foi Sobal, filho de Hur e neto de Caleb.
1917 - MANAATEUS
Os habitantes de Manaat. Ver Manaat.
1918 - MANAEN
Um dos profetas ou doutores da Igreja de Antioquia. Manaen foi criado na corte talvez por ter sido colaço de Herodes.
1919 - MANASSÉS
(2) Descendente de Faat-Moab foi um dos líderes dos hebreus que retornaram do exílio babilônico.
1920 - MANASSÉS
(3) Descendente de Hasum foi um dos comandantes dos judeus quando ocorreu o retorno do exílio babilônico.
1921 - MANASSÉS
(4) Irmão de Onias I, era um dos Sumos Sacerdotes na época que Alexandre conquistou a Babilônia permitindo o retorno dos hebreus exilados.
1922 - MANDRÁGORAS
Em hebraico “dudaim”. Plantas de cujas raízes os antigos extraiam um suco que acreditavam favorecer a fecundidade, vindo daí o interesse que despertava nas mulheres.
1923 - MANUÉ
Descendente de Dã e natural de Saraa, Manué foi o pai de Sansão. Ver Sansão.
1924 - MAON
Localidade situada a cerca de 20 km a sudeste de Hebron. Atualmente é conhecida como Má’in que significa: “ruínas”. Provavelmente foi fundada por Samai, descendente de Judá. Alguns se referem a ela como Faran, o que não é correto.
1925 - MAONITAS
Uma das tribos árabes que, provavelmente, tomavam o nome da localidade de Maan, situada um pouco ao oriente de Petra. Ou, então, os habitantes de Maon (atual Maãn) que foram subjugados por Ozias, soberano do "Reino de Judá", e que tendo sido incorporados à classe dos Oblatos seguiram-nos no retorno do exílio da Babilônia.
1926 - MAQUERONTE
O castelo em cujo cárcere João Batista, o Precursor foi aprisionado por Herodes Antipas. Situava-se num rochedo a leste do Mar Morto, não longe da fronteira sul da Peréia.
1927 - MAQUI
Descendente de Gad e pai de Guel, um dos que foram explorar o país de Canaã conforme as ordens de Moisés
1928 - MAR
DA GALILÉIA O outro nome do lago Genesaré. Os antigos hebreus não faziam distinção entre lagos e Oceano.
1929 - MAR
DE ARABÁ O Mar Morto, cujo principal afluente é o rio Arnon. O Mar de Arabá é o limite extremo sul do território hebreu.
1930 - MAR
DE LÓ Nome dado pelos árabes ao Mar Morto.
1931 - MAR
DE QUENERET É o lago de Genesaré (ou de Tiberíades). Os antigos hebreus não faziam distinção entre Mar e Lago. Ver Genesaré.
1932 - MAR
DE SUF O mesmo que Mar Vermelho. Ver Mar Vermelho.
1933 - MAR
MORTO Lago fechado (formado por fontes subterrâneas) com 76 km de comprimento, largura máxima de 16 km e profundidade máxima de 400 metros. Devido à intensa evaporação o seu nível mantém-se constante e as suas águas contém a maior quantidade de sais em todo mundo. Também contém grande quantidade de betume, donde foi chamado de “Lago Asfaltite”, na Antiguidade. Essas duas características impedem qualquer tipo de vida, o que explica o seu nome.
1934 - MAR
OCIDENTAL O Mediterrâneo.
1935 - MAR
ORIENTAL O mesmo que Mar Morto. Ver Mar Morto.
1936 - MAR
SALGADO O mesmo que Mar Morto. Ver Mar Morto.
1937 - MAR
VERMELHO Situado ao sul do deserto do Sinai, foi onde Deus separou as águas para que os hebreus escapassem de seus perseguidores egípcios.
1938 - MARA
(1) Feminino de “mar” (= amargo), sendo, portanto, sinônimo de “amarga”. Essa localidade, citada no Êxodo, provavelmente possuía uma das nascentes de água salobra que ainda existem na costa ocidental da Península do Sinai. Uma delas, atualmente, chama-se “Ayn Musa”, ou seja, “Fonte de Moisés” dista uns 40 km do ponto aproximado em que ocorreu a travessia do Mar Vermelho e é, possivelmente, a que é citada na Bíblia. Esse adjetivo também foi adotado por Noemi (sogra de Rute) em razão da morte de seus dois filhos e de seu marido.
1939 - MARAI
Natural de Netofa e descendente de Zara e de Judá foi um dos chefes militares durante o reinado de Davi.
1940 - MARANATÁ
Palavra aramaica usada na liturgia e que pode ser dividida em duas formas: Maran Atha (Nosso Senhor veio) ou Marana Tha (O Senhor nosso, vem).
1941 - MARCHESUAN
Nome em hebraico do mês que corresponde a Novembro.
1942 - MARDOCAI
Um dos hebreus exilados por Nabudonosor que retornaram à Palestina sob o comando de Zorobabel.
1943 - MARDUK
Uma das principais divindades babilônicas. Era o gênio tutelar do país e personificava-lhe o poder.
1944 - MARESA
(MARISA) Localidade situada a nordeste de Láquis e a noroeste de Hebron. Suas ruínas são encontradas em Tel-Sandahanna, perto de Bet-Gibrin.
1945 - MARET
Localidade do território da tribo de Judá que se situava na região de montanhas.
1946 - MARIA
– A VIRGEM Nascida no ano 20 aC., em Nazaré na Galiléia, era filha de Ana e de Joaquim, o Sacerdote da Sinagoga local. Maria descendia da linhagem de Rute e de Davi e teve uma infância normal e alegre. Quando sua mãe soube estar grávida, após uma longa esterilidade, pensou que gerava um menino e fez o voto de consagrá-lo ao Templo (similar ao ocorrido com o Profeta Samuel) e assim o fez quando a menina completou três anos. Quanto ao seu pai, Maria não chegou a conhecê-lo posto que ele faleceu antes de seu nascimento. Por graça Divina, os guardiões do Templo de Jerusalém aceitaram-na (normalmente só os meninos eram aceitos) e designaram Zacarias (esposo de sua tia materna chamada Elisabete) para tutelá-la. Maria tornou-se uma jovem bela, graciosa e muito estudiosa das Sagradas Escrituras. Durante essa fase recebia com freqüência a visita de Anjos que já lhes anunciavam que fora ela a escolhida por Deus. Ao completar doze anos adquiriu o “gedulah”, ou seja, a autorização legal para casar e sua mãe levou-a para passar certo tempo em Nazaré onde um parente seu, José (homem mais velho, honesto e carpinteiro de profissão, também da linhagem de Davi) pediu-lhe em casamento. A principio Maria recusou, pois sempre ouvira que o Messias nasceria de uma Virgem, porém, para não contrariar a família, aos quatorze anos ficou noiva de José e regressou a Jerusalém. No ano seguinte, em certa noite, Deus convidou-a para ser a mãe do Messias e por ação direta do Espírito Santo Maria engravidou. Teve que suportar a desconfiança de José e correu o risco de ser apedrejada como era o costume na época. Todavia, José, num sonho divinal, foi avisado da santidade daquela gravidez e desposou-a antes que a gestação ficasse evidente para os outros. Ao dezesseis anos, estando de passagem por Belém para cumprir o dever civil de se recensear, Maria deu à luz o Messias, numa humilde manjedoura. Poucos dias depois a família teve que fugir para o Egito para escapar do infanticídio decretado por Herode
1947 - MARIA
– SALOMÉ Foi uma das três Marias que serviam a Jesus, o Messias. Era casada com Zebedeu e foi a mãe de João (Marcos) Evangelista e do Apóstolo Tiago Maior. Segundo a tradição, era prima da Virgem Maria e após a morte de Jesus mudou-se para Veroli, na Itália, onde terminou os seus dias pregando o Evangelho.
1948 - MARIA
(MARIAM, MIRIAM) Irmã de Aarão e de Moisés, filha de Aram, neta de Caat, bisneta de Levi, trineta de Jacó e tetraneta de Isaac.
1949 - MARIA
A irmã de Marta e de Lazaro (que foi ressuscitado) que hospedaram o Messias em certa ocasião. Maria dedicou-se a ouvir a mensagem do Nazareno e a ungir-lhe com odorífero perfume, negligenciando os cuidados materiais, o que lhe valeu a reprimenda da irmã, mas, em contrapartida, o elogio do Nazareno por ter privilegiado os valores espirituais que são eternos. A sua identificação com Maria de Mágdala é controversa
1950 - MARIA
Citada pelo Apóstolo Paulo em sua Epístola aos Romanos era uma fiel discípula do Cristianismo.
1951 - MARIA
CLEÓFAS A esposa de Cleófas (ou Alfeu) e a mãe do Apóstolo Judas Tadeu. Foi uma das três Marias que seguiram os passos de Jesus, o Messias até a sua crucificação.
1952 - MARIA
DE MÁGDALA O mesmo que Maria Madalena. Ver Maria Madalena.
1953 - MARIA
Esposa de Cleófas (Zebedeu) e mãe dos apóstolos Tiago Maior e João. Maria era prima ou irmã da mãe de Jesus, o Messias.
1954 - MARIA
MADALENA Também chamada de Maria de Mágdala, para muitos estudiosos era uma mulher pecadora oriunda de Mágdala que foi libertada por Jesus de sete demônios e a partir daí passou a acompanhá-lo, entre outras mulheres, seguindo um costume relativamente comum na época.
1955 - MARISA
O mesmo que Maresa. Ver Maresa.
1956 - MAROT
Localidade citada em “Miquéias” cuja posição geográfica é desconhecida.
1957 - MARSENA
Um dos sete príncipes da Pérsia e da Média que tinham acesso ao rei Xerxes I e que ocupavam os cargos mais importantes do governo.
1958 - MARTA
Irmã de Lazaro e de Maria, hospedou a Jesus, o Messias numa certa ocasião quando se mostrou excessivamente preocupada em servir-lhe, sem que atentasse para a sua pregação, ao contrário de sua irmã. Esse comportamento causou-lhe uma reprimenda por parte do Nazareno visto que o apego excessivo à matéria (em si degradável) pode prejudicar a atenção para os verdadeiros valores morais e espirituais.
1959 - MASAL
“Cidade refúgio” cedida pela tribo de Aser para os levitas que descendiam de Gerson, os Gersonitas.
1960 - MASEREFOT
O mesmo que Masrefot-Main. Ver Masrefot-Main.
1961 - MASFA
(MASFE) DE MOAB Provavelmente algum terreno elevado, situado a oeste de Mádaba.
1962 - MASFA
DE GALAAD Monte situado no território de Galaad, na Transjordânia.
1963 - MASFA
Local indicado para as reuniões, particularmente as religiosas, pelo fato de sua topografia favorecer a ressonância da voz. Situava-se numa elevação quase na frente de Gabaa, da qual distava cerca de 5 km em linha reta, nas proximidades de Betel, na área da tribo de Efraim. Nela é que se situa o monte Hermon. Atualmente é chamada de “Nebi Samuil”. Masfa é um nome hebraico que significa: “lugar elevado” e, além da supra citada, é o nome de várias outras localidades similares quanto à destinação e à topografia.
1964 - MASMANA
Membro da tribo de Gad, foi um dos que seguiram Davi enquanto ele era perseguido pelo rei Saul.
1965 - MASOBAB
Membro da tribo de Simeão, era chefe de seu clã. Como seus pares era pastor nômade e vagava pelo deserto que circunda Gerara.
1966 - MASREFOT
MAIN Termo hebraico que significa “queimaduras de águas” (talvez águas termais). Localidade que provavelmente seja a moderna Hirbet El-Meserifa, na costa do Mediterrâneo, a cerca de 14 km ao norte de Aco (Aca).
1967 - MASSA
E MERIBA O nome dado por Moisés à localidade onde a água jorrou de uma rocha. Massa significa “Tentação” e Meriba significa “Discussão” e é uma alusão às criticas que ali ele sofreu.
1968 - MASSORÉTICO
Termo que deriva de “Massorá” que em hebraico significa “tradição”. Massorá é o conjunto de comentários críticos e gramaticais da Bíblia, sobretudo do Antigo Testamento, feitos pelos doutores judeus.
1969 - MATAN
(MATÃ) O sacerdote do deus pagão Baal, durante o reinado de Atalia no "Reino de Judá". Igual à rainha, Matan foi executado quando o príncipe Joás foi coroado.
1970 - MATANA
Localidade onde os hebreus acamparam após a estada em Beer, durante o Êxodo.
1971 - MATANIAS
(1) Descendente de Elam foi um dos líderes dos hebreus que retornaram do exílio babilônico.
1972 - MATANIAS
(2) Descendente de Faat-Moab foi um dos que comandaram os judeus quando ocorreu o retorno do exílio babilônico.
1973 - MATANIAS
(3) Descendente de Zatu era um dos chefes das famílias hebréias que voltaram do exílio babilônico.
1974 - MATATA
Descendente de Hasum foi um dos líderes dos hebreus que retornaram do exílio babilônico.
1975 - MATATIAS
(1) Descendente de Nebo era o ancestral de uma das famílias hebréias que retornaram do exílio babilônico.
1976 - MATEUS
– APÓSTOLO Natural de Carfanaum e apelidado de Levi, Mateus era cobrador de impostos, profissão que lhe onerava a antipatia de seus conterrâneos. Num certo dia foi chamado em sua banca por Jesus, o Messias e a partir de então o seguiu em suas peregrinações, viu os seus milagres e ouviu os seus ensinamentos, os quais compilou em seu Evangelho que originalmente foi escrito em aramaico. Segundo a tradição, após a morte do Messias, Mateus pregou na Palestina, na Etiópia (onde ressuscitou a filha de um rei), na Arábia e na Pérsia onde foi martirizado. Embora o seu nome possa ser uma derivação de “Matatias”, os seus escritos não devem ser confundidos com as traduções e outras associações com as obras do Apóstolo Matias (o que substituiu Judas Iscariotes) não obstante o seu Evangelho, em hebraico, ser chamado de “Evangelho de Matias”.
1977 - MATIAS
– APÓSTOLO O escolhido pelos onze Apóstolos para suceder a Judas Iscariotes. Segundo Santo Eusébio, Matias fazia parte do “Grupo dos 72” discípulos mais próximos dos Apóstolos, mas pouco se sabe dele.
1978 - MATNAI
Descendente de Hasum foi um dos líderes dos hebreus que retornaram do exílio babilônico.
1979 - MECONA
Localidade citada em “Neemias” como o domicilio dos descendentes de Judá que retornaram do exílio babilônico. A sua localização exata é desconhecida.
1980 - MEDABA
Localidade situada junto ao rio Arnon, na fronteira entre Moab e Amon, na Transjordânia.
1981 - MEDAD
Ancião contemporâneo de Moisés na época do Êxodo. Junto com mais alguns, Medad teve o dom de profetizar por um breve tempo, conforme o pedido de Moisés a Javé, que queria dividir com eles as suas responsabilidades de líder.
1982 - MÉDIA
Região oriental da Assíria cuja capital era Ecbátana, atual Hamadã, no Irã. Ali foram aprisionados os israelitas deportados durante o reinado de Oséias.
1983 - MEDIN
Localidade pertencente ao território da tribo de Judá. Situava-se na região desértica.
1984 - MEFAAT
Provavelmente seja a hodierna Hirbet-Nefa’a, localidade situada a noroeste de Hesban, na Transjordânia.
1985 - MEFIBOSET
Grafia alternativa e comumente empregada para Meribaal.
1986 - MEGUIDO
O mesmo que Magedo. Ver Magedo.
1987 - MEJARCON
Rio que desemboca a cerca de 6 km ao norte de Jafa, na costa do Mediterrâneo. Atualmente é chamado de “Augia” que significa: “o tortuoso”. Esse nome também é dado ao território adjacente.
1988 - MELATIAS
Natural de Gabaon, foi um dos que ajudaram na reconstrução de Jerusalém, após o exílio babilônico, sob a supervisão de Neemias.
1989 - MELCA
(1) Filha de Arã (Aram) e esposa (e sobrinha) de Nacor. Era neta de Taré, bisneta de Nacor, trineta de Serug, tetraneta de Reu e sobrinha de Abrão.
1990 - MELCART
Nome próprio dado a Baal, a divindade nacional de Tiro.
1991 - MELCOM
Divindade pagã dos amonitas. O outro nome de Moloc.
1992 - MELEC
(2) Outra forma de grafar Melcom, o deus pagão dos amonitas.
1993 - MELQUI
Segundo o Evangelho de Lucas, Melqui foi o tetravô paterno de Jesus, o Messias.
1994 - MELQUISEDEC
Rei e Sacerdote de Jerusalém, antes do domínio dos hebreus. Melquisedec é uma personagem misteriosa, mas sabe-se que nutria amizade por Abrão a quem fez calorosa aclamação quando este conseguiu resgatar Ló, na época da “Guerra dos cinco Reis”. Em “Hebreus” alude-se que Melquisedec seria superior ao próprio Abrão que lhe pagou dízimos de suas conquistas. É uma alusão oblíqua à uma eventual coincidência entre Jesus e Melquisedec.
1995 - MELSAR
Alguns autores traduzem esse termo hebraico como “cantineiro”. Outros julgam que poderia ser o nome próprio do profissional encarregado dos mantimentos.
1996 - MEMUCÃ
Um dos sete príncipes da Pérsia e da Média que tinham acesso ao rei Xerxes I e que ocupavam os cargos mais importantes do governo.
1997 - MENEFTA
O Faraó do Egito que reinava na época em que os hebreus saíram do cativeiro egípcio. Estima-se que essa saída ocorreu por volta de 1.200 a.C., porém, essa data e o nome do Faraó são objetos de controvérsias.
1998 - MENELAU
Judeu renegado e traidor que viveu no tempo de Judas Macabeu. Foi ele quem sucedeu ilegalmente a Jasão (também ilegítimo) no posto de Sumo Sacerdote, cargo ao qual galgou prometendo vultoso suborno ao rei babilônico, mas como não honrou essa divida foi afastado do cargo e sucedido por Alcimo.
1999 - MÊNFIS
Cidade egípcia situada ao sul do Cairo, na extremidade do baixo Egito.
2000 - MENI
(1) Divindade aramaica que personificava o Destino.
2001 - MENI
(2) País situado ao norte da Assíria. O “Manai” dos assírios.
2002 - MENIT
Localidade situada a cerca de 14 km a sudeste de Rabat, no sul do território de Galaad.
2003 - MEOLA
Provavelmente é o mesmo que Abel-Meúla. Ver Abel-Meúla.
2004 - MERALA
Localidade que integrava a área destinada à tribo de Zabulon. Também é chamada de Berala, em algumas versões.
2005 - MERARI
(1) Descendente de Simeão, era da linhagem da qual descendeu a heroína Judite. Ver Judite.
2006 - MERATAIM
Termo hebraico que significa “dupla rebelião”. O nome de uma região na antiga Babilônia.
2007 - MERES
Um dos sete príncipes da Pérsia e da Média que tinham acesso ao rei Xerxes I e que ocupavam os cargos mais importantes do governo.
2008 - MERIBÁ
DE CADES Localidade que se situava no deserto de Sin.
2009 - MEROB
Filha do rei Saul, neta de Cis, bisneta de Abiel, trineta de Seror e tetraneta de Becorat. Embora tivesse sido prometida como esposa para Davi, o rei Saul casou-a com Adriel de Meola.
2010 - MEROM
O riacho Merom (ou “As Águas de Merom”) provavelmente corresponda a atual Meirun, a cerca de 6 km a nordeste de Bet-Anat, na alta Galiléia, onde muitas nascentes dão origem ao “Uadi” (ribeirão) Meirun.
2011 - MERONETEU
Natural ou habitante de uma localidade situada no território da tribo de Benjamim. A sua localização exata é desconhecida.
2012 - MEROZ
Aldeia desconhecida que foi atravessada por Sísara (o chefe do exército do rei Jabin, de Canaã) durante a sua fuga. Ver Sísara e Jael.
2013 - MERRÃ
(MERRAN) Provavelmente é a região habitada pelos “Maranitas”, segundo os geógrafos gregos. Situava-se no Hegiaz setentrional onde ainda hoje há o "Uadi" (ribeirão) Marr.
2014 - MESA
(3) Região habitada pelos descendentes de Jectã (Jecsã), filho de Abrão e de Cetura, sua segunda esposa.
2015 - MESA
(4) Rei de Moab sobre quem há uma inscrição laudatória erigida em Diban (a antiga Dibon) que foi encontrada em 1.868 e que, atualmente, fica exposta no Museu do Louvre em Paris. Nela há menção de suas reivindicações territoriais contra o domínio dos hebreus.
2016 - MESALEMET
Filha de Haruas, natural de Jeteba, foi a mãe de Amon, o sucessor do rei Manassés no "Reino de Judá".
2017 - MESALEMIAS
Pai de Zacarias é citado em "Crônicas" como um dos “Porteiros” do Templo em Jerusalém.
2018 - MESALOT
Nas proximidades de Genin encontra-se atualmente a localidade chamada de Mesalia que poderia ser a antiga Mesalot. Alguns, porém, em "Macabeus I", lêem “Galiléia” em lugar de Galgala e situam Mesalot a noroeste de Tiberíades.
2019 - MESEZABEL
Descendente de Zara e de Judá, era o pai de Fataías, o auxiliar direto (para os assuntos não religiosos do povo) do “rei” da Jerusalém reconstruída após o exílio babilônico, Também foi o pai de Berequias (Baraquias) e o avô de Mesulam que foi outro que ajudou na reconstrução da cidade.
2020 - MESFAR
(MESFARAT) Um dos hebreus exilados por Nabudonosor que foram anistiados pelo Imperador Ciro e voltaram para a Judéia sob o comando de Zorobabel
2021 - MESFARAT
O mesmo que Mesfar. Ver Mesfar.
2022 - MESILAMOT
O mesmo que Mesilemit. Ver Mesilemit.
2023 - MESOBAB
É citado em "Crônicas" como descendente de Simeão e um dos líderes de sua tribo.
2024 - MESOLAM
Pai de Aslias e avô de Safã, o secretário durante o reinado de Josias.
2025 - MESOPOTÂMIA
A região localizada entre os rios Tigre e Eufrates, ao sul da Assíria e ao norte da Caldéia e do Golfo Pérsico. Diferentemente do Egito a Mesopotâmia não se uniu sob um governo central e toda a região era dividida em “Cidade-Estado”, as quais, periodicamente dominavam toda a região. Nela, desenvolveram-se várias civilizações que, igual aos egípcios, tiveram que se adaptar ao fluxo de seus rios. Algumas dessas civilizações foram: a dos Sumérios, a dos Acádios, a dos Amoraítas (ou babilônicos), a dos Assírios e a dos Caldeus (novos babilônicos).
2026 - MESRAIM
O mesmo que Misraim. Ver Misraim.
2027 - MESSAL
Localidade que integrava a área destinada à tribo de Aser quando ocorreu a partilha das terras conquistadas pelos hebreus
2028 - MESSE
A “Festa da Messe” é celebrada sete semanas após o inicio da colheita de trigo.
2029 - MESSIAS
Termo aportuguesado do vocábulo hebraico “mesiah” que significa “o ungido”.
2030 - MESULAM
(2) Descendente de Caat e de Levi era um dos chefes dos trabalhos da reforma do Templo em Jerusalém que foi determinada pelo rei Josias.
2031 - MESULAM
(7) Descendente de Bani foi um dos líderes dos hebreus que retornaram do exílio babilônico.
2032 - MESULAM
(14) Membro da família de Genaton era o “Sacerdote Chefe” de seu clã no tempo do retorno da Babilônia.
2033 - METABEEL
Pai de Dalaías e avô de Semaías que foi quem abrigou Neemias quando ocorreu a traição de Noedias.
2034 - METRI
Descendente de Benjamim e ancestral do clã de onde nasceu o rei Saul.
2035 - MEUMÃ
Um dos sete eunucos que serviam diretamente ao rei Xerxes I, da Pérsia.
2036 - MIAMIM
(MIAMIN) Descendente de Faros era um dos líderes da classe dos Sacerdotes que voltaram do exílio babilônico sob a liderança de Zorobabel.
2037 - MICA
(2) Habitante da montanha de Efraim foi ele quem acolheu o sacerdote itinerante chamado Jônatas.
2038 - MICAEL
(4) É citado em "Crônicas" como descendente de Caat e de Levi. Cabe registrar que os termos: “filho, pai e irmão”, empregados na Bíblia podem ter o sentido mais amplo que o da descendência direta.
2039 - MICAÍAS
Membro da classe dos Sacerdotes e um dos que retornaram do exílio babilônico e auxiliaram na reconstrução de Jerusalém.
2040 - MICAL
Filha do rei Saul, neta de Cis, bisneta de Abiel, trineta de Seror e tetraneta de Becorat. Embora tivesse sido prometida como esposa para Davi, o rei Saul casou-a com Falti (el) numa segunda núpcias.
2041 - MICAS
Pai de Acobor e um dos Sacerdotes durante o reinado de Josias.
2042 - MIGDOL
Localidade situada na fronteira norte do Egito.
2043 - MIGUEL
(1) Descendente de Aser e pai de Setur, um dos exploradores que Moisés enviou ao país de Canaã.
2044 - MIGUEL
(2) Descendente de Safatias e pai de Zabadias que foi um dos comandantes dos hebreus no retorno do exílio babilônico.
2045 - MIGUEL
(3) O nome do anjo protetor dos hebreus e, posteriormente, dos cristãos.
2046 - MILCOM
Ver Malcom.
2047 - MILETO
Localidade situada na costa ao sul de Éfeso, no sentido nordeste da ilha de Creta.
2048 - MILO
Obra de fortificação iniciada durante o reinado de Davi. O nome de um aterro situado, provavelmente, na extremidade noroeste de Jerusalém. Milo, em hebraico significa: “enchimento”.
2049 - MINIAMIM
Membro da classe dos Sacerdotes e um dos que retornaram do exílio babilônico e auxiliaram na reconstrução de Jerusalém. Em hebraico é o mesmo que Mianin (=à direita) o que talvez signifique “bom augúrio”.
2050 - MINIT
Localidade situada no território dos amonitas, a cerca de 14 km a sudeste de Rabat, na Transjordânia.
2051 - MIRA
O primeiro dos portos da região da Licia. Ver Licia.
2052 - MIRIAM
A irmã de Moisés que também é chamada de Maria.
2053 - MIRRA
Espécie de resina aromática.
2054 - MISAC
O nome dado a Misael quando este foi escolhido, junto com o Profeta Daniel, para servir na corte de Nabucodonosor. Misael foi um dos que se recusaram a prestar adoração à estatua pagã erigida sob as ordens do rei, o que lhe custou a pena de ser queimado vivo numa fornalha, da qual, Javé, a quem sempre fora fiel, o salvou.
2055 - MISAEL
(1) Citado em “Neemias” é o ancestral de uma das famílias hebréias que retornaram do exílio babilônico.
2056 - MISIA
Região situada na parte noroeste da Ásia Menor, entre os mares Egeu e Bósforo.
2057 - MISNA
A codificação dos usos e costumes civis dos judeus que foi realizada no 1o século da Era Cristã.
2058 - MITILENE
A capital da ilha de Lesbos, na Grécia.
2059 - MITRÍADES
O tesoureiro do Imperador Ciro na época da anistia dos hebreus do exílio babilônico.
2060 - MITRÍDATES
(1) Membro da corte do imperador Artaxerxes I, foi um dos que escreveram ao imperador difamando os judeus retornados do exílio babilônico e criticando a reconstrução do Templo em Jerusalém.
2061 - MITRIDATES
(2) Ver “Partos”.
2062 - MNASÃO.
Ardoroso cristão que hospedou o Apóstolo Paulo e sua comitiva durante a viagem de Cesárea a Jerusalém.
2063 - MOAB
(1) Termo hebraico que significa: “Sêmen do Pai”. Moab era filho de Ló e de sua filha mais velha, Melca, neto de Aram, bisneto de Taré, trineto de Nacor, tetraneto de Serug e sobrinho-neto de Abrão. Moab foi o ancestral dos moabitas.
2064 - MOAB
(2) País situado ao sul de Amon, a sudeste do Mar Morto, na Transjordânia. Região destinada por Javé para os “moabitas”, i é, os descendentes de Moab, filho de Ló.
2065 - MOABITAS
Descendentes de Moab ou os habitantes do país de Moab.
2066 - MOCMUR
Localidade citada em “Judite” cuja posição geográfica é incerta. Porém, pelo contexto, deveria situar-se nas proximidades de Siquém.
2067 - MODIN
Aldeia situada a cerca de 12 km a leste de Lida e 30 km a noroeste de Jerusalém. Nela, foi sepultado Judas Macabeu.
2068 - MOLADA
Localidade pertencente ao território da tribo de Simeão , na fronteira com o território de Judá.
2069 - MOLEC
O mesmo que Moloc. Ver Moloc.
2070 - MOLOC
Outro nome de Malcom, a principal divindade pagã dos amonitas.
2071 - MONTANHA
DE EFRAIM Região montanhosa situada entre as área pertencente à tribo de Efraim e a área pertencente a meia tribo de Dã. Posteriormente essa região foi chamada de Samaria.
2072 - MONTANHA
DE SEIR A região montanhosa da Iduméia que se estendia desde o Mar Morto até o Golfo Elanitico.Também é chamada de Edom, a região habitada pelos descendentes de Esaú, os edomitas. Ver Seir.
2073 - MONTANHA
DO GALAAD Cordilheira que se estende desde o rio Jarmuc, ao norte, até à região de Hesebon, no sul. Esse termo, às vezes, é usado para designar toda a região da Transjordânia,
2074 - MONTE
ALTO OU DA TRANSFIGURAÇÃO O monte onde Jesus, o Messias transfigurou-se perante os apóstolos Pedro, Tiago e João. Uma tradição que remonta do século III identifica-o como o monte Tabor, situado a 10 km a leste de Nazaré. Alguns estudiosos, porém, acreditam que se trata do monte Hermon, situado nas proximidades de Cesárea de Felipe e que atinge 2.759 m de altura.
2075 - MONTE
CARMELO É a montanha (altura máxima de 552m.) que ao sudoeste da planície de Esdrelon se prolonga para o Mediterrâneo, ao sul do golfo de Aco (ou Aca).
2076 - MONTE
DA PERDIÇÃO Localidade situada nas proximidades de Jerusalém. O seu nome deriva do fato de que ali os deuses pagãos eram cultuados pelos israelitas corrompidos.
2077 - MONTE
DAS OLIVEIRAS O monte que encerra a leste o vale do Cedron. É célebre por estar relacionado à paixão de Jesus.
2078 - MONTE
DE SEIR Distinto da “Montanha de Seir”, localiza-se perto da aldeia de Saris, a uns 4 km a sudoeste de Cariat-Jearim.
2079 - MONTE
FRONTEIRO A JERUSALÉM É o monte que atualmente é chamado de Gebel Batn Hava. Situado ao sul do monte das Oliveiras.
2080 - MONTE
NEBO Um dos cumes dos Montes Abarim, no país de Moab, na Transjordânia. Foi dali que Moisés pôde avistar a “Terra Prometida” e onde morreu.
2081 - MONTE
SANTO O nome poético da colina onde está assentada Jerusalém.
2082 - MONTES
DE EFRAIM Outra forma de denominar o "Reino de Israel".
2083 - MORÉ
O outeiro de Moré provavelmente é o monte que os árabes chamam de “Nebi Dahi” e os cristãos de “Pequeno Hermon”. Situa-se ao norte do monte Gelboé.
2084 - MORESET
A aldeia natal do Profeta Miquéias. Situada a leste de Eleuterópolis, no sudoeste da Judéia. Atualmente é chamada de Bet-Gibrin.
2085 - MORTEIRO
Um parte de Jerusalém que também era chamada de “vale” em função de sua topografia ser em forma de vaso ou concha. Nela, situava-se o comércio da cidade.
2086 - MOSA
(4) Localidade que integrava a área destinada à tribo de Benjamim quando ocorreu a partilha das terras conquistadas pelos hebreus
2087 - MOSERA
O monte Mosera, onde Aarão (irmão de Moisés e patriarca da linhagem dos Sacerdotes) morreu e foi sepultado. Também é chamado de Hor. Ver Hor.
2088 - MOSOC
(2) Os “Musuk” das inscrições Assírias. Povo que habitava ao sul das montanhas do Cáucaso, entre os iberos, os armênios e a Cólquida.
2089 - MOSTARDA
Arbusto (sinapis nigra) comum na Palestina que chega a crescer até quatro metros.
2090 - MUSRI
Localidade que era uma importante produtora de carros e de cavalos. Situava-se na Ásia Menor e provavelmente era limítrofe a Cue, na Capadócia. Alguns, porém, acreditam que seja uma região do Egito.
2091 - NAALIEL
Local onde os hebreus acamparam após a estada em Matana, na época do Êxodo.
2092 - NAALOL
Localidade que integrava a área destinada à tribo de Zabulon e que foi cedida para os levitas que descendiam de Merari, os Meraritas.
2093 - NAAMA
(1) Natural do país de Amon, foi uma das esposas do rei Salomão e a mãe de Roboão.
2094 - NAAMA
(2) Cidade pertencente ao território da tribo de Judá. Situava-se na região de planícies.
2095 - NAAMÃ
O chefe do exército do rei de Aram. É célebre o episódio em que Naamã foi curado de lepra, por Javé, através do profeta Eliseu.
2096 - NAAMANI
Ancestral de uma das famílias hebraicas que retornaram do exílio babilônico sob o comando de Zorobabel.
2097 - NAARA
(2) Ver Naaran.
2098 - NAARAN
Localidade pertencente aos descendente de Efraim. Também é conhecida como Naara ou Naarata. Situava-se ao norte de Jericó e a leste de Efra.
2099 - NAARATA
Ver Naaran.
2100 - NAÁS
(1) Termo hebraico que significa: “serpente”. Rei dos amonitas que foi derrotado pelo rei Saul, mas que mantinha amizade com Davi a quem chegou a abrigar quando este fugia de Saul.
2101 - NAÁS
(2) Provavelmente é a localidade que atualmente é chamada de Der Nahhas, situada nas proximidades de Bet-Gibrin.
2102 - NABAL
O primeiro marido de Abigail que ao ficar viúva casou-se com o rei Davi. Nabal em hebraico significa: “estulto” e é o adjetivo de pessoas rudes e grosseiras. Nabal era descendente de Caleb.
2103 - NABAT
O mesmo que Nadabat. Ver Nadabat.
2104 - NABI
Termo hebraico que corresponde a “Profeta” no sentido de ser um arauto (ou porta-voz) de Deus.
2105 - NABLUS
(NABLUSA) O mesmo que Siquém. Ver Siquém.
2106 - NABOT
Habitante de Jezrael, foi ele quem recusou vender a sua vinha para o rei Acab. Essa recusa custou-lhe a vida, pois se tornou vitima das mentiras da rainha Jezabel e terminou sendo apedrejado.
2107 - NABUCADRESSAR
A forma como é grafado em “Jeremias” o nome de Nabucodonosor, o mais famoso rei caldeu.
2108 - NABUCODONOSOR
Rei da Babilônia e conquistador, dentre outros, do "Reino de Judá". Nabucodonosor sofria de uma paranóia que o fazia comportar-se como um animal. Essa moléstia foi curada por obra de Javé e essa cura tornou-o um crente sincero no Senhor. Outrossim, aquele que é citado em “Judite” provavelmente seja um nome fictício de Artaxerxes III, rei da Pérsia, cujo 12o ano de reinado corresponderia a 346 a.C., época em que se desenrolam os fatos citados.
2109 - NABUCODONOSOR
(ASUERO) Forma que foi deturpada pelos copistas da Bíblia do nome do rei da Média chamado Ciasar. Ver Ciasar.
2110 - NABUNAID
Genro do rei Nabucodonosor e usurpador do trono da Babilônia de 560 a 556 a.C, sendo o último rei dessa região que foi anexada ao império persa.
2111 - NABUSEZBAN
Comumente é chamado de “eunuco chefe” da corte de Nabucodonosor, rei da Babilônia. Porém, há controvérsias quanto a esse titulo. O certo é que foi um dos oficiais caldeus que tomaram parte na conquista de Jerusalém.
2112 - NABUZARADAN
Um dos oficiais do exército de Nabucodonosor e o chefe da escolta que levou os judeus para o exílio babilônico.
2113 - NABUZARDÃ
Chefe da guarda e oficial do rei da Babilônia. Foi ele quem incendiou o Templo de Javé, o Palácio Real e as casas de Jerusalém e exilou os hebreus remanescentes para a Babilônia.
2114 - NADAB
(1) É citado em "Crônicas" na condição de filho de Jeiel e descendente de Benjamim. Vale o registro que os termos "filho, pai etc." na Bíblia podem ter o sentido mais amplo que o da simples relação de parentesco.
2115 - NADAB
(5) Primo de Tobias e sobrinho de Tobi. Nadab foi criado por Aquicar (seu outro primo) ao qual tentou em vão matar enterrando-o vivo.
2116 - NADABAT
Alguns manuscritos trazem “Nabat” que poderia corresponder à antiga Nebo, localidade situada a noroeste de Mádaba.
2117 - NAIM
Pequena aldeia situada no sopé do monte “Pequeno Hermon”, a cerca de 7 km do monte Tabor, na Galiléia.
2118 - NAIOT
Vocábulo hebraico que significa: ”casa, lar ou morada”. Provavelmente era um recolhimento de Profetas na cidade de Ramá.
2119 - NAMSI
O pai de Jeú, o soberano do "Reino de Israel" que foi ungido pelo Profeta Elias em sucessão a Jorão.
2120 - NANAA
Ver Nanéia.
2121 - NANÉIA
Em idioma babilônico “Nanaa”. Divindade que era honrada como a esposa de Bel e possuía um famoso e riquíssimo templo na Elimaida (ou Elam).
2122 - NÂNEO
Ver Nanéia.
2123 - NARCISO
Patriarca de uma família fiel ao Cristianismo e amiga sincera do Apóstolo Paulo.
2124 - NASIÁ
Membro da classe dos “Oblatos” é citado em "Esdras" como o patriarca de uma das famílias hebréias que retornaram do exílio na Babilônia
2125 - NATÃ
(3) Pai de Igaal, um dos componentes do grupo "Dos Trinta", a guarda pessoal do rei Davi.
2126 - NATÃ
(NATAN) (4) O profeta citado em “Samuel” que transmite a Davi o aviso de Javé de que dele surgirá uma sólida dinastia, a qual construirá o seu Templo. Uma alusão a Salomão, de quem seria o relator de suas proezas.
2127 - NATAN
Descendente de Benui e um dos sábios chefes das famílias que compunham a comitiva de Esdras no retorno do exílio babilônico. Junto com outros, foi ele que recrutou em Casifia os levitas que acompanhariam essa comitiva.
2128 - NATÃ
MELEC Um dos servidores do Templo de Javé, em Jerusalém, que habitavam em seu interior.
2129 - NATAIM
Localidade povoada pelos descendentes de Sela, filho de Judá. Em hebraico escreve-se “Netaim” que significa: “plantações”.
2130 - NATANAEL
(3) É citado em "Crônicas" como um dos Sacerdotes que tocavam Tuba durante o transporte da "Arca da Aliança" de Cariat Jearim para Jerusalém.
2131 - NATANAEL
(4) Um dos chefes durante o reinado de Josafá no "Reino de Judá".
2132 - NATANAEL
(6) Descendente de Fasur, foi um dos Sacerdotes que retornaram do exílio babilônico.
2133 - NATANAEL
(8) Membro do clã de Iadaías era o “Sacerdote Chefe” de sua família no tempo de Neemias, na Jerusalém reconstruída após o exílio babilônico.
2134 - NATANAEL
(9) Outro nome do Apóstolo Bartolomeu. Ver Bartolomeu Apóstolo.
2135 - NATANIAS
(2) Pai de Ismael, um dos assassinos do governador Godolias.
2136 - NAUM
– PROFETA Exceto a sua cidade natal (Elcos) e a provável época em que viveu (entre a queda de Tebas e a de Ninive, c. 663-612 a.C.) nada mais se sabe desse profeta que, semelhante aos outros, focou as suas pregações contra os desvios praticados pelos hebreus e na futura redenção dos judeus.
2137 - NAZARÉ
Localidade situada nos últimos contrafortes dos montes da Galiléia que descem do Líbano para a planície de Esdrelon, a meio caminho entre o monte Carmelo e o lago Genesaré. Foi para lá que José levou Maria e Jesus, o Messias quando retornaram do Egito após a morte de Herodes.
2138 - NAZARENOS
O nome dado aos seguidores de Jesus, o Messias. Ainda hoje essa alcunha é usada pelos judeus e pelos árabes.
2139 - NAZIREATO
Derivativo de “Nazir” que significa: “afastado, isolado”. Era um voto perpétuo ou temporário de abstinência em honra do Senhor.
2140 - NEAPÓLIS
Pequena cidade que servia como ponto de atracação na costa européia. Atualmente é chamada de Kavala.
2141 - NEBAAZ
Divindade pagã dos habitantes de Ava.
2142 - NEBAI
O ancestral de uma das famílias hebréias que retornaram do exílio babilônico.
2143 - NEBALAT
Localidade citada em “Neemias” como o domicilio dos descendentes de Benjamim que retornaram do exílio babilônico. A sua localização exata é desconhecida.
2144 - NEBO
(1) Localidade situada ao norte de Dibon, quase na fronteira com o território de Amon, ao sul do território de Galaad.
2145 - NEBO
(2) O monte Nebo, situado na cordilheira de Abarim no país de Moab, em frente a Jericó, na Transjordânia. Foi dali que Moisés avistou a “Terra Prometida” e onde morreu.
2146 - NEBO
(3) É citado em “Esdras” como o ancestral de uma das famílias hebréias que retornaram do exílio babilônico.
2147 - NEBSÃ
Localidade que se situava na região desértica e que integrava o território da tribo de Judá.
2148 - NECAO
Faraó do Egito que matou o rei Josias em combate e que, depois, foi derrotado por Nabucodonosor.
2149 - NECODA
Membro da classe dos “Oblatos” é citado em "Esdras" como o patriarca de uma das famílias hebréias que retornaram do exílio na Babilônia.
2150 - NEEMIAS
(2) Filho de Hacalias era o copeiro do rei Artaxerxes I, o qual, ante a sua tristeza pelas más noticias sobre Jerusalém que recebeu, concedeu-lhe permissão para retornar à Judéia. Ali, inspirado por Javé, tornou-se o indutor da reconstrução dos muros e edifícios da cidade, bem como da estrutura civico-religiosa da comunidade hebréia. Neemias foi contemporâneo de Esdras, que era o Sumo Sacerdote, e foi o governador da região, desde o 20o até o 32o ano do reinado de Artaxerxes I.
2151 - NEFEG
O mesmo que Nafeg. Ver Nafeg.
2152 - NEFTAI
O mesmo que Neftar. Ver Neftar.
2153 - NEFTAR
(NEFTAI) O nome alude à Nafta, o conhecido liquido inflamável, que os hebreus repatriados trouxeram da Babilônia onde era considerado um elemento purificador.
2154 - NEFTOA
A fonte de Neftoa. Localidade situada a quase 40 km a noroeste de Jerusalém. Atualmente é chamada de Lifta.
2155 - NEGEB
Extensa região seca e desolada, situada ao sul dos montes da Judéia, a noroeste de Edom, ao norte do Mar Vermelho e a oeste do país de Moab. Era percorrida por várias tribos nômades que davam o seu nome às diversas partes do território. Ali, os israelitas conviveram com populações mais antigas, as quais não conseguiram expulsar na época da conquista da Palestina. Foi dali que Abrão, tangido pela fome que se abateu sobre a região, emigrou para o Egito. Negeb é um termo hebraico que significa: “meio-dia”.
2156 - NEIEL
Localidade que integrava a área destinada à tribo de Aser quando ocorreu a partilha das terras conquistadas pelos hebreus.
2157 - NÊMESIS
Divindade pagã que os habitantes da ilha de Malta veneravam como a personificação da justiça divina, vingadora e punitiva dos maus. São Lucas chamava-lhe de “Dike”.
2158 - NEMRA
Região do território de Galaad. Ver Bet-Nemra.
2159 - NEREU
Um dos caros irmãos de fé que o Apóstolo Paulo cita em sua Epístola aos Romanos.
2160 - NERGALSARESER
Provavelmente era o genro e sucessor de Nabucodonosor. É mais conhecido com o nome helenizado de “Neriglissar”. Foi um dos oficiais que tomaram parte na conquista de Jerusalém.
2161 - NERGEL
Deus pagão dos habitantes de Cuta.
2162 - NERO
Imperador romano (54-68 dC.) que incendiou Roma para reconstruí-la conforme seu gosto. Crudelíssimo chegou a exilar a própria mulher, a tramar a morte de sua irmã e a perseguir ferozmente aos cristãos. É citado metaforicamente na primeira Epístola de São Pedro.
2163 - NESIB
Localidade situada a 13 km a noroeste de Hebron. Atualmente é chamada de Bet-Nasib.
2164 - NESROC
Deus pagão da Assíria.
2165 - NETOFA
Localidade situada nas proximidades de Belém.
2166 - NETOFATEUS
Descendentes de Salma e de Judá que habitavam em Netofa e eram músicos afamados.
2167 - NICANOR
(2) Um dos sete eleitos pelos discípulos que foram ungidos pelos Apóstolos para o exercício do Diaconato.
2168 - NICODEMOS
Membro do Sinédrio e homem de conduta reta e piedosa. Acreditava na divindade de Jesus, o Messias, mas por força de sua posição social não ousava declarar-se seu discípulo. Foi a ele que o Messias explicou a necessidade do batismo para renascer espiritualmente e gozar as glórias de Deus.
2169 - NICOLAÍTAS
Seita de cristãos libertinos que se relacionava com a Igreja de Éfeso mesmo sendo mal tolerada pelo seu bispo.
2170 - NICOLAU
DA ANTIÓQUIA Um dos sete eleitos pelos discípulos que foram ungidos pelos Apóstolos para o exercício do Diaconato.
2171 - NICOLAU
Provavelmente foi o líder da seita dos “Nicolaítas”. Não é correto identificá-lo com seu homônimo de Antioquia que foi um dos primeiros Diáconos. Ver Nicolaítas.
2172 - NICÓPOLIS
Localidade situada em Epiro, fundada pelo Imperador Augusto em memória à vitória na batalha de Accio.
2173 - NIMRIM
Localidade do país de Moab, na Transjordânia. Atualmente há um "Uadi" (ribeirão) com esse nome no noroeste do ex-território moabita.
2174 - NIMROD
O mesmo que Nemrod. Ver Nemrod.
2175 - NINFAS,
DE LAODICÉIA Um dos discípulos que o Apóstolo Paulo conquistou na região da Ásia Pró-consular. Seu nome, provavelmente, é a abreviatura de um nome masculino (Ninfodoro?)
2176 - NINIVE
Localidade que se situava na margem norte do rio Tigre, a nordeste da Mesopotâmia, na Assíria. Ninive foi uma das cidades edificada por Assur e tornou-se a capital do império Assírio. Em 612 a.C. foi tomada pelos inimigos e completamente destruída.
2177 - NISAN
O primeiro mês no calendário antigo. Compreendia a segunda metade de Março e a primeira de Abril. Também é chamado de Abib.
2178 - NO
AMON Ver “No”.
2179 - NO
Nome hebraico de Tebas, célebre capital do Egito que foi tomada em 663 a.C. por Assurbanipal, rei assírio. Em Tebas, ficava o centro de culto a Amon, a divindade pagã do egípcios.
2180 - NOA
(1) Filha de Salfaad, neta de Héfer, bisneta de Galaad, trineta de Maquir, tetraneta de Manassés e descendente de José.
2181 - NOA
(NEA)(2) Localidade que integrava a área destinada à tribo de Zabulon quando ocorreu a partilha das terras conquistadas pelos hebreus
2182 - NOB
Localidade pertencente à tribo de Benjamim. Situava-se entre Gabaá de Saul ao norte e Jerusalém, ao sul. Ali, na Antiguidade, ficava o tabernáculo sagrado ou templo do Senhor. Atualmente, é chamada de Agbeihat que significa: “ruínas”.
2183 - NOBE
Hebreu que conquistou Canat e as cidades da vizinhança, dando-lhes o seu próprio nome
2184 - NOD
Região situada a leste do Éden. Foi onde Caim habitou após ter assassinado Abel.
2185 - NOEMA
Filha de Sela e de Lamec, neta de Matusael, bisneta de Maviael, trineta de Irad, tetraneta de Henoc e descendente de Caim.
2186 - NOEMI
É um termo hebraico que significa: suave, graciosa. Noemi era esposa de Elimalec, mãe de Maalon e de Quelion e sogra de Rute (esposa do primeiro), a protagonista do livro homônimo.
2187 - NOESTA
Natural de Jerusalém, filha de Elnata e mãe de Jeconias, o sucessor do rei Joaquim no trono do "Reino de Judá".
2188 - NOESTÃ
Nome pagão que os hebreus corrompidos deram à estátua de serpente que foi feita por Moisés.
2189 - NOF
O antigo nome da cidade de Mênfis, situada no médio Egito.
2190 - NOFE
Localidade situada junto ao rio Arnon, na fronteira entre Moab e Amon, na Transjordânia.
2191 - NOGA
O mesmo que Noge. Ver Noge
2192 - NÚBIA
Região situada na margem oeste do rio Nilo, ao sul de Tebas, no Egito.
2193 - NUMÊNIO
Nome grego ou hebraico helenizado que é derivado de “novilúnio” – dia sagrado para os hebreus. Numênio, de Antíoco, foi um dos escolhidos por Jônatas, dos Macabeus, para ser um dos embaixadores em Roma e em Esparta e renovar a aliança com estas nações.
2194 - OBADIA
(3) Membro da tribo de Gad foi um dos que seguiram Davi enquanto ele era perseguido pelo rei Saul.
2195 - OBADIAS
(1) Descendente de Levi e chefe de uma das famílias de levitas que serviam no Templo como “Porteiros” na época de Neemias governador e de Esdras Sacerdote.
2196 - OBED
(3) Natural de Masobia era um dos "Heróis de Davi", grupo de guerreiros fiéis ao rei Davi.
2197 - OBED
EDON Filho de Idutun, é o levita mencionado diversas vezes em ““Crônicas””. É chamado de “gatita” por ser natural de Gat ou Get, localidade da filistéia na qual teria habitado por longo tempo. Ou, então, em Gat-Remon, cidade levitica da tribo de Dã. Foi em sua casa que a "Arca da Aliança” ficou guardada após o incidente com Oza. Ver a “Brecha de Oza”.
2198 - OBERIM
O vale que, provavelmente, seja o mesmo que o planalto do país de Moab onde existem os montes Abarim, a leste do Mar Morto. Ali seria a sepultura de Gog. Ver Gog.
2199 - OBIL
Chamado de “O Ismaelita” era o supervisor do rebanho de camelos durante o reinado do rei Davi. Esse nome indica a profissão de tratador de camelos, pois, em árabe, “Camelos” é chamado de “ibil”.
2200 - OBLATOS
Em hebraico “Netinin” que significa: “dar, oferecer”. Eram os servidores mais humildes do Templo. Formavam uma classe distinta, mas não provinham de uma única tribo ou de uma só linhagem. A esta classe pertencia uma grande parte dos escravos de guerra.
2201 - OBOT
Local onde os hebreus acamparam após partirem do monte Hor, contornando o Edom, no caminho para o Mar Vermelho
2202 - OCRÃ
Descendente de Aser e pai de Fegiel, o chefe da tribo de seu antepassado durante o Êxodo.
2203 - ODAÍAS
Descendente de Levi foi o ancestral de uma das famílias que retornaram do exílio babilônico.
2204 - ODED
Profeta do Senhor que habitava no "Reino de Israel". Graças à sua intervenção os habitantes do "Reino de Judá" que foram capturados não foram transformados em escravos.
2205 - ODIAS
Descendente de Levi e ancestral de uma das famílias que retornaram do exílio babilônico.
2206 - ODOIA
É citado em "Crônicas" na condição de um dos chefes da metade da tribo de Manassés instalada na Transjordânia.
2207 - ODOLAM
O nome grego de Adulam. Ver Adulam.
2208 - ODOMERA
O chefe de uma tribo árabe. Alguns estudiosos julgam que era o nome da própria tribo.
2209 - OFEL
(1) Colina, em hebraico. A continuação meridional da colina do Templo, em Jerusalém.
2210 - OFEL
(2) Fortificação nas proximidades da cidade de Samaria. Essas fortificações também existiam em Jerusalém e em Dibon.
2211 - OFER
(2) Localidade situada nas proximidades do litoral do Mediterrâneo, ao sul de Dor e a noroeste de Samaria.
2212 - OFIR
(1) Filho de Jectã, neto de Héber, bisneto de Salé, trineto de Arfaxad, tetraneto de Noé e, provavelmente, o colonizador da localidade homônima.
2213 - OFIR
(2) Região famosa por suas minas de ouro. Alguns a situam na Índia, outros na Arábia meridional e outros na África Oriental.
2214 - OFNI
Localidade que pertencia a área destinada à tribo de Benjamim. Sua posição geográfica é incerta.
2215 - OFRA
(1) Em “Juizes” essa localidade é citada como a terra natal de Gedeão (um dos “Juizes Maiores”) e, portanto, distinta da sua homônima situada nas terras de Efraim. Sua posição geográfica é incerta.
2216 - OFRA
DE BENJAMIM Localidade situada a cerca de 9 km a nordeste de Betel, no território da tribo de Benjamim. Também é chamada de Efron, Efraim e Efrém. Atualmente é conhecida como El-Tajibe.
2217 - OG
O último representante dos “Rafaítas” era o rei de Basã que foi derrotado pelos hebreus na época da ocupação da Palestina.
2218 - OKINA
Localidade citada em “Judite” que talvez seja o outro nome da localidade chamada Aco. Ver Aco.
2219 - OLA
É citado em "Crônicas" na qualidade de descendente de Aser, porém, a sua ascendência direta é omitida. É possível que seja apenas uma corruptela de Ara, por exemplo. Ou existe, de fato, uma lacuna no texto bíblico.
2220 - OLIMPIA
Uma das caras irmãs de fé que o Apóstolo Paulo cita em sua Epístola aos Romanos.
2221 - OMRI
(AMRI) Outra forma de grafar Amri, um dos soberanos do "Reino de Israel". Ver Amri.
2222 - ONÉSÍFORO
Discípulo do Apóstolo Paulo que viajou de Éfeso a Roma para confortar o Apóstolo que ali se achava aprisionado. O generoso discípulo foi morto logo depois.
2223 - ONÉSIMO
Escravo foragido de Filêmon (abastado cristão de Colossos) que rumou para Roma onde se encontrou com o Apóstolo Paulo (ali aprisionado) que lhe converteu ao Cristianismo e enviou-o de volta ao seu amo com uma carta onde pedia que o escrava fosse recebido como “um irmão cristão”, o que, de fato, sucedeu.
2224 - ONIAS
(2) Sumo Sacerdote hebreu por volta de 320 a.C., na época de Alexandre, o Grande. Foi quem estabeleceu a aliança com Ário, rei de Esparta.
2225 - ONO
Localidade situada a leste de Azor e a sudeste de Jafa, no litoral do Mediterrâneo.
2226 - OOLA
Termo hebraico que significa: “a sua própria tenda”. É o nome pejorativo dado a Samaria porque nela foram construídos diversos Tabernáculos (tendas), rompendo assim a unidade do culto a Javé. Esses santuários seriam só seus e não de Deus.
2227 - OOLAI
Outra forma como é escrito o nome de Aalai. Ver Aalai.
2228 - OOLIBA
Termo hebraico que significa: “a minha tenda está nela”. É o nome metafórico dado a Jerusalém porque nela se encontrava o Tabernáculo (tenda) de Deus.
2229 - OREB
Nome que em hebraico significa: “o corvo”. Era um dos chefes dos Madiãnitas.
2230 - ORFA
Nora de Noemi e concunhada de Rute, a protagonista do livro homônimo.
2231 - ORNAM
Outra grafia de Areúna (ou Araúna). Ver Araúna, da eira.
2232 - ORONTES
Rio que banha a Síria hodierna e desemboca no Mediterrâneo. Outrora era célebre pelo culto a Vênus e a Adônis, realizados em suas margens.
2233 - ORTOSIAS
Cidade da costa Fenícia situada a 15 km ao norte de Tripole.
2234 - ORVALHO
Uma das localidades onde os hebreus acamparam durante a marcha em busca da “Terra Prometida”.
2235 - OSAÍAS
É uma forma rara de escrever esse nome, o qual, é uma variante de Oséias, ou de Isaías ou de Josué. Osaías foi o pai de Azarias que, por sua vez, era um dos comandantes dos judeus remanescentes do exílio babilônico. Foi Osaías o remetente da terceira carta escrita em Ostracas e que foi encontrada nas ruínas de Láquis.
2236 - OSÉIAS
(2) O ancestral de uma das famílias que retornaram do exílio babilônico.
2237 - OUTEIRO
DE DEUS Alguns o identificam como Gabaá, que em hebraico significa: “outeiro”. Para outros, a sua localização correta não é possível. Contudo, acredita-se que seria a moradia de vários profetas.
2238 - OZA
(2) Descendente de Abinadab (o irmão do rei Davi) era o depositário e um dos condutores da carroça que transportava a "Arca da Aliança” de Cariat-Jearim para Jerusalém. Oza, ao tentar evitar a queda da Arca tocou na mesma e foi fulminado. Oza, em hebraico, pode ser sinônimo de Eleazar.
2239 - OZÃ
Descendente de Issacar e pai de Faltiel, um dos chefes de sua tribo.
2240 - OZEN
SEERA Localidade citada em "Crônicas" cuja fundadora foi Seera, filha de Beria e neta de Efraim. A sua localização não é conhecida.
2241 - OZIAS
(2) Natural de Astarot, era um dos "Heróis de Davi", grupo de proeminentes guerreiros fiéis ao rei Davi.
2242 - OZIAS
(4) Sacerdote que descendia de Harim, foi um dos líderes dos hebreus que retornaram do exílio babilônico.
2243 - OZIAS
(ZACARIAS) Soberano do "Reino de Israel". Ver Zacarias.
2244 - OZIEL
(4) Descendente de Idutun foi um dos levitas que sob as ordens do rei Ezequias, do "Reino de Judá", purificaram o Templo de Jerusalém.
2245 - PADÃ
ARAM Cidade situada no país de Harã e onde vivia Batuel, o pai de Rebeca e sogro de Isaac.
2246 - PAFOS
O porto ocidental da ilha de Chipre. Foi célebre por causa de um antigo templo a Vênus situado nas suas proximidades. Pafos era uma das sedes dos pró-consules romanos.
2247 - PALANTE
O irmão do Governador Felix. Ver Felix.
2248 - PALESTINA
A região onde se desenrolam os principais fatos bíblicos. Antigamente dividia-se em três grandes regiões: ao norte, a Galiléia; no centro, a Samaria e, no sul, a Judéia e seus limites eram: o Mar Vermelho, ao sul; a antiga Fenícia, ao norte; o Mediterrâneo, a oeste e a Transjordânia, a leste.
2249 - PALMEIRA
DE DÉBORA Árvore situada entre Ramá e Betel, nas montanhas de Efraim. Sob a mesma, Débora exercia as suas funções de profetiza e juíza de Israel. Não deve ser confundida com o “Carvalho de Débora”, sob o qual foi sepultada a outra Débora, a ama de Rebeca esposa de Isaac.
2250 - PALTIEL
(PALTI) Vocábulo hebraico que significa: “Deus é a minha salvação”.
2251 - PANFÍLIA
Pequena região situada na costa marítima meridional da Ásia Menor, a noroeste da ilha de Chipre.
2252 - PANION
Localidade situada aos pés do Monte Hermon que atualmente é chamada de Banias.
2253 - PARAÍSO
Palavra persa que significa: “belvedere, jardim”. Na linguagem religiosa passou a designar o local onde os justos gozam o prêmio de suas virtuosas obras.
2254 - PARMENAS
Um dos sete eleitos pelos discípulos que foram ungidos pelos Apóstolos para o exercício do Diaconato.
2255 - PARQUE
REAL Localidade que, provavelmente, situava-se na cidade de Etam, no atual vale de Artas, a 6 km ao sul de Belém, onde o rei Salomão construíra belos jardins.
2256 - PARTOS
População irânica ou iranizada. O fundador do império dos partos foi Arsaces (250 a.C.) cujo nome foi depois usado por todos os seus sucessores, junto com o próprio. Aquele que é citado em "Macabeus I" é o VI, chamado Mitridates, o conquistador da Média e da Pérsia.
2257 - PARÚSIA
Termo que designa a volta gloriosa de Jesus, o Messias no final dos Tempos para estar presente no “Juízo Final”.
2258 - PÁSCOA
A primeira e a principal festa dos judeus. Era celebrada de 14 a 22 do primeiro mês, Nisan (março/abril).
2259 - PASSAGEM
DE HAMAT (EMAT) O vale situado entre o monte Hermon e o Líbano pelo qual se passava do norte da Palestina para a Celessíria, ou vice-versa.
2260 - PASUR
Ancestral de uma das famílias hebréias que retornaram do exílio na Babilônia.
2261 - PÁTARA
A capital da Licia, situada na costa asiática fronteiriça a Rodes. Era célebre por seu templo dedicado a Apolo. Ver Licia.
2262 - PATMOS
Pequena ilha de 40 km2 do “Dodecaneso”, no mar Egeu oriental. Era muito utilizada pelos romanos para exilar seus inimigos como era o caso de São João na época do imperador Domiciano (81-96 dC.). Foi nela que João teve a visão que o levou a escrever o Apocalipse.
2263 - PATROBAS
Um dos caros irmãos de fé que o Apóstolo Paulo cita em sua Epístola aos Romanos.
2264 - PAULO
– APÓSTOLO Nascido na cidade de Tarso, de uma família de judeus que descendiam da linhagem de Benjamim, Paulo tinha a cidadania romana (concedida aos seus pais e a ele por herança) e, não obstante, foi educado com o maior rigor dentro das leis do judaísmo. Logo na primeira infância foi enviado pelos pais para Jerusalém e teve Gamaliel (neto do célebre Hilel) como preceptor, um dos mais sábios e notáveis rabinos. Paulo, além do ensino religioso, também aprendeu o oficio de fazer tendas de couro o que lhe garantiu o sustento enquanto fazia as suas pregações. Formou-se um jovem Fariseu fanático e ardoroso inimigo da “Nova Seita” (o Cristianismo) que ele combatia sistematicamente. Na Bíblia aparece com maior destaque quando participa (ao menos por omissão) do martírio infligido ao Diácono Estevão. Após esse fato, continuou sua feroz perseguição aos cristãos até que numa viagem a Damasco teve a esplendorosa visão de Jesus Ressuscitado e a partir daí converteu-se com imenso ardor e acabou sendo o maior difusor do Cristianismo sobretudo entre os não-judeus, o que lhe deu o epíteto de “O maior Apóstolo dos Gentios”. Paulo sofreu perseguições, insultos, agressões e prisões, sendo duas delas em Roma. Na segunda, por volta do ano 65 dC. foi condenado à morte e executado.
2265 - PECOD
Região da Caldéia situado na zona de fronteira com o Elam. O “Pukudu” dos monumentos cuneiformes. É um termo hebraico que significa “castigo”.
2266 - PEDRA
DE BOEN Localidade que demarcava a área que coube à tribo de Judá e a de Benjamim. Situava-se a noroeste de Jericó.
2267 - PÉLA
Localidade situada na margem oriental do rio Jordão, no sul da região chamada de Decápole.
2268 - PELETEUS
Constituíam o corpo de soldados adidos à guarda do rei. Eram de linhagem filistéia.
2269 - PELÚSIO
A principal fortaleza do Egito, situada no seu noroeste. Em hebraico é grafada “Sin”.
2270 - PENTÁPOLIS
A fértil região onde ficava o conjunto das cidades de Sodoma, Gomorra, Adma, Seboim e Bela (Segor). Foi ali que Ló estabeleceu-se após separar-se de seu tio Abrão.
2271 - PENTECOSTES
É um termo grego que significa: “o qüinquagésimo”. O 50o dia depois da Páscoa, dia festivo em que se agradecia a Deus pela colheita e a Ele eram oferecidas as primícias. Uma interpretação posterior à dos rabinos, acrescentou a essa festa a celebração da promulgação da “Lei de Moisés” no monte Sinai. Foi nesse dia que Jesus, o Messias deu à sua Igreja o dom do Espírito Santo, i.é, o poder de perdoar os pecados após a confissão.
2272 - PEREIA
Termo grego que deriva de “peran (do outro lado)” e que foi utilizado pelo historiador Josefo Flavio para designar a região que também é conhecida como “Além Jordão”. Ver Além-Jordão.
2273 - PERGA
A capital da região da Panfilia. Ver Panfilia.
2274 - PERGAMO
Localidade situada a uns 70 km ao norte de Esmirna. Outrora foi a capital do reino dos “Atálidas” e depois foi herdada pelos romanos. Com o seu famoso santuário de “Esculápio”, com o templo de Augusto e com o imponente altar a Júpiter era um centro de paganismo cujos adeptos promoviam freqüentes ataques à comunidade cristã local. São João, no Apocalipse, diz que foi ali que Satanás ergueu o seu trono. Atualmente é conhecida como Bergama, têm cerca de vinte mil habitantes e pertence à Turquia.
2275 - PERSÉPOLIS
Localidade situada no país de Elam, a sudeste da capital Susa.
2276 - PERSIDE
Valiosa e fiel discípula do Apóstolo Paulo.
2277 - PETOR
A terra natal de Balaão. Situava-se no país de Aram, na região adjacente ao rio Eufrates. Ver Balaão.
2278 - PIAIROT
(PIAHIROT) Provavelmente seja a adaptação do nome egípcio “Pikereth” da localidade que se situava nas proximidades do Mar Vermelho. Ali foi um dos locais onde os hebreus acamparam durante o Êxodo.
2279 - PILATOS
Um fragmento de uma lápide com o nome de Pôncio Pilatos encontrado em Israel pelo arqueólogo italiano Antonio Trova reafirma a existência histórica desse governador romano. Junto ao nome há a descrição do cargo que ocupava “Praefectus Judeorum”, ou seja, Governador dos Judeus. Pilatos descendia duma importante família romana e era oriundo de Sanio, região do centro-sul da Itália. Foi empossado como o governador da Judéia (que desde o ano 6o fora anexada à província da Síria) por Tibério que o manteve no cargo de 26 a 36 dC., tempo em que ele revelou-se cínico, cruel e pusilânime, defeitos que o levaram a condenar Jesus, o Messias, mesmo sabendo-o inocente, para não contrariar o Sinédrio judeu. Posteriormente, em razão de seus defeitos, Pilatos foi destituído do seu cargo e exilado na Gália. Para alguns estudiosos cometeu suicido e para outros foi decapitado por ordem do imperado Nero. O certo é que se tornou tristemente célebre por ter sucumbido à covardia e não ter dado um julgamento honesto ao Messias.
2280 - PIRRO
O pai de Sópatro. Ver Sópatro.
2281 - PISCINA
DE HEBRON Provavelmente ainda exista nos dias de hoje com o nome de Birket Es-Sultãn, que significa: “piscina do sultão”. Teria 40m de cada lado e 6,5m de profundidade.
2282 - PISCINA
DE SILOÉ O mesmo que “Tanque do Rei”. Ver “Tanque do Rei”.
2283 - PISÍDIA
Região situada ao norte da Panfilia e ao sul da Frigia, no ângulo nordeste da ilha de Creta.
2284 - PISOEIRO
A Fonte do Pisoeiro, situada em Jerusalém.
2285 - PITOM
Localidade descoberta em 1.833 em Tell-El-Maskhuta, a cerca de 25 km a oeste de Ismalia, no Egito. Pitom era uma das “Cidades–Armazéns” construída pelos hebreus a mando do Faraó.
2286 - PLANÍCIE
DE RAFAIM Atualmente é chamada de Beka’á. Situada a sudoeste de Jerusalém.
2287 - POÇO
DE JACÓ Situado nas proximidades da antiga Sicar e da atual Nablus, aos pés do monte Garizim, esse poço conserva esse nome até os dias atuais.
2288 - POMBA
Uma das filhas que Jó teve após ter obtido o perdão do Senhor.
2289 - PONTAS
DO ALTAR As “pontas do altar” serviam de asilo. Enquanto o perseguido estivesse agarrado a elas o “vingador do sangue” não poderia tocá-lo até que houvesse o julgamento e a sentença.
2290 - PONTO
Região situada no nordeste da Ásia Menor, no costa sul do Mar Negro.
2291 - PÓRCIO
FESTO O sucessor de Felix no governo da Judéia. Ao contrário do antecessor, foi um dirigente honesto e firme. Foi eleito, provavelmente, em 60 dC., na época em que o Apóstolo Paulo ainda era mantido prisioneiro de Felix. Foi Pórcio quem atendeu ao pedido do Apóstolo para ser julgado em Roma.
2292 - PORTA
ANTIGA Assim chamada porque dava acesso à parte velha de Jerusalém ou porque se encontrava no muro mais antigo, construído no reinado de Ezequias.
2293 - PORTA
DA ÁGUA Situava-se a sudeste do Templo, em Jerusalém.
2294 - PORTA
DA FONTE (DE SILOÉ) Portal situado no sudeste da cidade de Jerusalém.
2295 - PORTA
DA REVISTA Assim chamada porque diante dela passava-se em revista o exército de Jerusalém. Porém, o sentido desse nome é incerto. Ficava no lado oriental do Templo.
2296 - PORTA
DE BENJAMIM A porta da muralha de Jerusalém que se situava no lado norte.
2297 - PORTA
DO ÂNGULO A porta da muralha de Jerusalém que se situava no lado noroeste.
2298 - PORTA
DO MONTURO Assim chamada por encontrar-se próxima ao depósito de lixo da cidade de Jerusalém, na confluência do vale do Tiropeon com o Cedron.
2299 - PORTA
DO PEIXE Provavelmente a mesma “Porta do Meio”, nas muralhas de Jerusalém.
2300 - PORTA
DO REBANHO Situava-se no nordeste da cidade de Jerusalém. Foi construída, sob o comando de Neemias, pelos judeus retornados do exílio babilônico.
2301 - PORTA
DO VALE O vale que dá nome à essa porta da muralha de Jerusalém, provavelmente, é o vale de Ben-Enom. Alguns acreditam tratar-se do vale Tiropeon que se estendia entre as duas colinas sobre as quais se situava cidade.
2302 - PORTA
FORMOSA A porta situada no lado oriental do Templo em Jerusalém. Segundo Josefo Flavio, era dentre todas a mais ricamente ornada com ouro, prata e bronze.
2303 - PORTEIROS
DO TEMPLO Os descendentes de Coré, de Merari e de Levi que exerciam as funções de “zeladores” dos objetos do Templo. Era uma função secundária pois cabia aos descendentes de Caat as funções sacerdotais.
2304 - PÓRTICO
DE SALOMÃO Portal situado no lado oriental do átrio dos Gentios, fronteiro ao vale do Cedron. Provavelmente era um resto do antigo Templo de Salomão vindo daí o seu nome.
2305 - POSIDÔNIO
Um dos enviados pelo General Nicanor (da Caldéia) para travar o armistício com Judas Macabeu.
2306 - PRADO
DAS ACÁCIAS Localidade onde os hebreus acamparam durante a marcha em busca da “Terra Prometida”
2307 - PRAGAS
NO EGITO 1a) As águas transformam-se em sangue; 2a) Infestação de rãs; 3a) Infestação de piolhos; 4a) Bandos de feras atacando nas cidades; 5a) Peste nos rebanhos; 6a) Úlceras nas pessoas e nos animais dos egípcios; 7a) Chuva de Pedras; 8a) Infestação de Gafanhotos; 9a) Escuridão; 10a) Morte dos primogênitos.
2308 - PRAXEDES
A filha do Senador Prudente. Ver Prudente.
2309 - PREFEITO
DO TEMPLO Um dos Sacerdotes a quem cabia o mandato permanente de zelar pela boa ordem do culto no Templo, vigiar os turnos dos guardas e as manifestações populares.
2310 - PRESBÍTERO
Bispo, sacerdote, padre ou o Superintendente da Igreja Protestante. Também pode ser um sinônimo de ancião.
2311 - PRETÓRIO
A habitação do Governador romano que se localizava na “Torre Antonia”, no canto noroeste do templo em Jerusalém.
2312 - PRETÓRIO
DE HERÓDES O palácio construído por Herodes em Cesárea para seu uso privado e que posteriormente foi transformado em residência oficial do procurador romano.
2313 - PRINCIPE
DE TIRO Citado em “Ezequiel”, e segundo o historiador Joséfo Flávio, era o rei Itobaal III.
2314 - PRINCIPE
DO MUNDO Epíteto dado ao Demônio.
2315 - PRISCA
Diminutivo de Priscila. Ver Priscila, a esposa de Áquila.
2316 - PRISCILA
A esposa de Áquila. Ver Áquila.
2317 - PRÓCORO
Um dos sete eleitos pelos discípulos que foram ungidos pelos Apóstolos para o exercício do Diaconato.
2318 - PROFETAS
Homens ou mulheres a quem Deus investiu diretamente de seu espírito para que realizassem uma missão no seio dos hebreus, em épocas de perigo ou de necessidade religiosa e moral. Tornavam-se, assim, guias espirituais do povo como outrora foram os Juizes, nos campos político e militar. A partir de Samuel os Profetas sucederam-se ininterruptamente durante cerca de seis séculos (de 1050 a 450 a.C.). Nos três primeiros viveram os Profetas voltados mais para a ação – como Elias, por exemplo – prática. Pregavam com vigor, mas não escreveram seus ensinamentos. Os que viveram depois são chamados de “Profetas Escritores” e são divididos em “Maiores” ou “Menores”, segundo a extensão de seus escritos. Os “Profetas Maiores” são: Isaías, Jeremias, Ezequiel e Daniel. Os “Profetas Menores” em número de doze, são: Oséias, Amós, Miquéias, Joel, Abdias, Jonas, Naum, Habacuc, Sofonias, Ageu, Zacarias e Malaquias. Tantos os “Maiores” quanto os “Menores” tinham como foco central o combate à idolatria pagã e a defesa do monoteísmo e da pureza da religião judaica.
2319 - PROSÉLITOS
Os não israelitas que se converteram à religião de Israel.
2320 - PROTOS
Termo grego que significa: “o primeiro”. Ver também Públio.
2321 - PRUDENCIANA
A filha do Senador Prudente. Ver Prudente.
2322 - PRUDENTE
Provavelmente trata-se do Senador que era pai de duas virgens (Praxedes e Prudenciana) e generoso discípulo de Paulo.
2323 - PSUSENÉS
II Provavelmente o Faraó egípcio que foi o sogro do rei Salomão.
2324 - PTOLOMEUS
O mesmo que Tolomeus. Ver Tolomeus.
2325 - PUBLICANOS
O nome dado aos cobradores de impostos, os quais eram odiados pelo povo em razão das extorsões que praticavam.
2326 - PÚBLIO
O Governador da ilha de Malta que acolheu generosamente o Apóstolo Paulo que sofrera com a terrível tempestade que ocorreu durante sua viagem a Roma. São Lucas designa-o com o nome característico de “protos (o primeiro)”, que era a denominação oficial de seu cargo e que veio a ser comprovada em duas inscrições (uma grega, outra latina) descobertas em 1.647 e 1.747 nas escavações em Cittá Vechia, na ilha.
2327 - PUL
Rei da Assíria que invadiu o "Reino de Israel" durante o reinado de Manaém.
2328 - PUNT
Ver Put.
2329 - PURIM
A festa do Purim. Ver Ester, sobrinha de Mardoqueu.
2330 - PUT
(1) Povo descendente de Cam (o filho amaldiçoado de Noé) que habitava a região situada a sudoeste do Egito.
2331 - PUT
(PUNT) (3) Segundo os egiptólogos, a denominação que se dava ao litoral da Abissínia, ao longo do Mar Vermelho.
2332 - PUTEÓLOS
Situado na costa sudoeste da Itália, era um dos portos mais freqüentados pelos navios Alexandrinos que transportavam trigo para Roma.
2333 - QUARENTENA
Monte situado no deserto próximo de Jericó onde Jesus, o Messias passou 40 dias e 40 noites sendo tentado pelo demônio. Esse nome é uma celebração do fato.
2334 - QUARTEIRÃO
NOVO Parte de Jerusalém situada no norte da cidade.
2335 - QUARTO
Fiel discípulo e companheiro generoso do Apóstolo Paulo.
2336 - QUEBON
Localidade pertencente ao território da tribo de Judá. Situava-se na região de planícies.
2337 - QUEFAR
AMONA O mesmo que Cafar Emona. Ver Cafar Emona.
2338 - QUEFIRA
Ver Cafira.
2339 - QUELEI
Localidade citada em “Judite” cuja posição geográfica é desconhecida.
2340 - QUELEUD
Localidade que alguns julgam tratar-se da Caldéia ou da atual Calwadah, próxima a Bagdá. Porém, a localização e a própria grafia são duvidosas.
2341 - QUELIAS
Um dos líderes dos hebreus que retornaram do exílio babilônico.
2342 - QUELUS
Localidade citada em “Judite” que, provavelmente, seja a atual El-Calasa, situada a cerca de 70 km a sudoeste de Hebron.
2343 - QUENANI
Descendente de Levi foi o ancestral de uma das famílias que retornaram do exílio babilônico.
2344 - QUENERET
Localidade que na Antiguidade deu o nome ao lago que lhe é adjacente e que é relacionada atualmente com Tel El-Oreime, na margem norte do referido lago, a leste da planície de Genesaré.
2345 - QUENITAS
Povo nômade, aparentado e amigo dos hebreus, que habitava uma região situada entre o Egito e a Mesopotâmia. Em "Crônicas" os tiriateus, os simeateus e os sucateus são incorporados a essa população que descendia de Hamat, chefe da família de Recab. Ver recabitas.
2346 - QUEREAS
O comandante da fortaleza de Gázara (Jazer) onde Timóteo refugiou-se após a derrota para Judas Macabeu, na batalha travada na Amonítida. É citado como irmão de Timóteo, mas esse título por ser uma referência à conterrâniedade.
2347 - QUERUB
ADAM (ADON) Localidade citada em "Esdras" como a morada de um grupo de hebreus que retornaram do exílio babilônico. Não há indicação sobre a sua localização e nem sobre a descendência de seus habitantes.
2348 - QUESLA
Ver Queslon.
2349 - QUESLON
Localidade situada a 5 km a sudoeste de Bet-Sames. Também era chamada de Jearim e atualmente é conhecida como Kesla (ou Queslon).
2350 - QUETEF
Região que demarcava a área que coube à tribo de Benjamin. Situava-se a noroeste de Jericó
2351 - QUEVAN
Divindade do culto astral assirio-babilônico identificada com Saturno.
2352 - QUIDON
A eira de Quidon. Em “Samuel” é grafada como “Nacon” e, também, como “Nacor” com a variante “Nadab”. A verdadeira grafia desse nome é desconhecida. Ver a “Eira de Nacon”.
2353 - QUINERET
Região que é banhada pelo lago de Genesaré, situada a oeste de Basã. Demarcava as áreas destinadas às tribos de Neftali, de Zabulon e à meia tribo de Manassés. Ver Genesaré.
2354 - QUINTO
MÊMIO Um dos embaixadores romanos que selaram tratados com Judas Macabeu.
2355 - QUIO
Ilha situada ao norte de Samos, no sentido norte da ilha de Creta, na Grécia.
2356 - QUIR
HARES Localidade situada no país de Moab, na Transjordânia.
2357 - QUIRINO
Públio Sulpicio Quirino, governador da província da Síria (à qual fora anexada à Palestina) na época do nascimento de Jesus, o Messias. Fontes profanas atestam a existência do recenseamento citado no Evangelho de Lucas, o qual se converteu no motivo da ida de José e da Virgem Maria para Belém.
2358 - QUISLEO
O mesmo que Casleu. Ver Casleu.
2359 - QUISON
O rio que também é chamado de Cison e que corre a suleste do monte Carmelo.
2360 - QUITEUS
Os habitantes da ilha de Chipre. Essa expressão, porém, também é usada para designar todas as ilhas e penínsulas do Mediterrâneo e, consequentemente, também, a Macedônia, berço de Alexandre, o Grande.
2361 - QUITIM
O mesmo que Quiteus. Ver Quiteus.
2362 - RAAB
(1) Prostituta que vivia em Jericó na época em que Josué mandou espiões para preparar a tomada dessa localidade. Raab acolheu e protegeu os espiões e, por isso, ela e sua família foram poupadas quando ocorreu a conquista da cidade. Posteriormente Raab converteu-se ao judaísmo, casou-se com Salmon, da tribo de Judá, e com ele gerou Booz que viria a ser o marido de Rute e o bisavô do rei Davi.
2363 - RAAB
(2) A personificação do Egito.
2364 - RAAM
Em "Crônicas" é citado como “filho” de Sama, neto de Hebron, bisneto de Maresa e membro da tribo de Judá. Vale o registro que os termos "filho, pai etc." na Bíblia podem ter o sentido mais amplo que o da simples relação de parentesco.
2365 - RAAMIAS
Ancestral de uma das famílias hebraicas que retornaram do exílio babilônico sob o comando de Zorobabel.
2366 - RABA
(RABA AMON) A capital do país de Amon, na Transjordânia. Dela subsistem as ruínas na atual Aman, capital da Jordânia.
2367 - RABBUNI
Termo hebraico que significa: “Meu Mestre”.
2368 - RABI
Termo hebraico que significa “meu mestre”. Era o titulo que se dava aos escribas e esteve em voga com Simão, filho de Hilel, no tempo de Herodes, o Grande. Foi muito usado na Idade Média e dele vem a palavra “Rabino” em uso ainda hoje entre os hebreus. Ver escribas.
2369 - RACON
Rio que banhava a área destinada à tribo de Dã.
2370 - RAELIAS
Um dos hebreus exilados por Nabudonosor que foram anistiados pelo Imperador Ciro e voltaram para a Judéia sob o comando de Zorobabel.
2371 - RAFAEL
(1) A anjo Rafael. Rafael significa “Deus Cura” ou “Medicina de Deus”.
2372 - RAFAIM
(2) O vale do Rafaim, situado nos arredores de Jerusalém.
2373 - RAFAÍTAS
Antigo povo ou raça de proverbial estatura gigantesca, daí que muitos traduzem esse vocábulo por “gigantes”. Habitavam a região situada entre o Egito e a Mesopotâmia.
2374 - RAFIDIM
Localidade que se situava a sudoeste da Península do Sinai. Ali aconteceu a batalha dos hebreus contra os amalecitas, na qual a vitória aconteceu graças ao clamor de Moisés que ao manter os braços erguidos proporcionava aos judeus o sucesso na luta.
2375 - RAFON
Tudo indica que seja a hodierna En-Rafe, próxima da “Torrente de Ehreir”, afluente setentrional do rio Jamurk.
2376 - RAFU
Descendente de Benjamim e pai de Falti, um dos exploradores enviados por Moisés ao país de Canaã.
2377 - RAGAS
Nome persa de uma antiga cidade da Média da qual só restam ruínas e o nome de Raí ou Rei. Distava uns 9 km ao sul de Teerã, no Irã (Pérsia).
2378 - RAGAU
Segundo o geógrafo Isidoro Caraceno, existia uma cidade com esse nome na região chamada Apavarticena ou Apavortene – conforme a “História Natural”, de Plínio. Estaria situada no extremo nordeste do império persa. Todavia, alguns a identificam como “Ragas”, citada em “Tobias”.
2379 - RAGMA
O mesmo que Regma. Ver Regma.
2380 - RAGUEL
(1) Primo de Tobi, descendente de Neftali e, também, um dos hebreus exilados na Média. Raguel era o pai de Sara e tornou-se o sogro de Tobias.
2381 - RAGUEL
(2) Também chamado de Jetro. Sacerdote de Madiã e sogro de Moisés.
2382 - RAINHA
DE SABÁ Ou rainha dos sabeus. Na época do rei Salomão a rainha de Sabá governava o povo que habitava no norte da Arábia. Depois, transferiram-se para o sul (Jemem) onde fundaram um reino poderoso cuja capital era Sanaa. Sobre a Arábia governada por esta rainha muito se fala, inclusive mencionando nomes, nas inscrições dos séculos XI e VIII a.C. do assírios.
2383 - RAINHA
DO CÉU A divindade babilônica chamada Istar a quem era oferecida as “fogaças” em forma de meia-lua.
2384 - RAINHA
DO MEIO-DIA Alcunha da rainha de Sabá Ver rainha de Sabá.
2385 - RAMÁ
(1) Termo hebraico que significa “altura”. Ramá era a terra natal de Samuel e não deve ser confundida com outras cidades do mesmo nome. Em “Macabeus” é chamada de Ramátem ou Ramátaim, nos Evangelhos de Arimatéia e atualmente de Rentis. Situa-se a 25 km ao leste de Jafa.
2386 - RAMÁ
(2) Localidade situada no norte da antiga Palestina, a oeste de Bet Anat e a sudoeste de Merom.
2387 - RAMÁ
(3) Localidade situada a cerca de 15 km ao norte de Jerusalém. Atualmente é chamada de Er-Ram.
2388 - RAMÁT
LEQUI Termo hebraico que significa: “altura do maxilar” ou “lançamento do maxilar”. Era uma localidade situada no território da tribo de Judá, porém sua posição geográfica é incerta.
2389 - RAMÁT
NEGEB Localidade pertencente à tribo de Simeão, porém a sua localização exata não é conhecida.
2390 - RAMÁTAIM
O mesmo que Ramá, cidade de Samuel. Ver Ramá.
2391 - RAMÁTÉM
O mesmo que Ramá, terra natal de Samuel . Ver Ramá.
2392 - RAMET
Localidade que integrava a área destinada à tribo de Issacar quando ocorreu a partilha das terras conquistadas pelos hebreus
2393 - RAMETA
Ver Datema.
2394 - RAMOT
DE GALAAD Localidade situada a leste do rio Jordão, no nordeste do território do Galaad, quase na fronteira com o país de Aram. Era uma “Cidade refúgio” cedida pela tribo de Gad para os levitas que descendiam de Merari, os Meraritas.
2395 - RAMOT
Descendente de Bani e um dos líderes dos hebreus que retornaram do exílio babilônico.
2396 - RAMSÉS
Cidade fundada ou restaurada pelo Faraó Ramsés II que se localizava na terra de Gessen, no Egito, onde Jacó e família residiram. Era uma “Cidade Armazém” construída pelos israelitas, durante a escravidão no Egito e foi o ponto de partida dos hebreus em busca da “Terra Prometida”.
2397 - RAQUEL
– MATRIARCA Filha de Labão (o irmão de Rebeca), neta de Batuel, bisneta de Nacor, trineta de Taré, tetraneta de Nacor e sobrinha-neta de Abrão. Raquel foi uma das esposas de Jacó e foi a mãe de José e de Benjamim, tendo morrido ao dar à luz esse último.
2398 - RASIN
Membro da classe dos “Oblatos” é citado em "Esdras" como o patriarca de uma das famílias hebréias que retornaram do exílio na Babilônia.
2399 - RASON
Rei de Aram que atacou o "Reino de Judá" durante o reinado de Joatão.
2400 - RAZIS
Respeitado ancião de Jerusalém e crente fiel de Javé. Ao ser expedida a ordem de prisão contra ele, emanada de Nicanor como demonstração de força, Razis cometeu o suicídio. Com esse gesto quis manter inalterável a sua crença e a sua honra.
2401 - RAZON
Era o chefe de um bando de salteadores que foi dizimado pelo rei Davi. Porém, após essa derrota, Razon estabeleceu-se em Damasco onde se tornou rei e um feroz inimigo de Israel durante todo o reinado de Salomão.
2402 - REAÍAS
(2) Membro da classe dos “Oblatos” é citado em "Esdras" como o patriarca de uma das famílias hebréias que retornaram do exílio na Babilônia
2403 - REBE
Rei de Madiã e um dos inimigos que foram derrotados pelos hebreus.
2404 - REBECA
– MATRIARCA Filha de Batuel, neta de Melca e de Nacor, bisneta de Taré, trineta de Nacor, tetraneta de Serug, sobrinha e nora de Abraão e esposa de Isaac. Rebeca foi a mãe de Esaú e de Jacó.
2405 - REBLA
(1) Localidade pertencente ao país de Emat, situada a 80 km ao sul de Hama. Atualmente é conhecida como Rable.
2406 - REBLA
(2) Localidade que na versão grega é grafada “Arbela”. Ver Arbela.
2407 - RECAB
(1) Pai de Jonadab, foi o ancestral dos “Recabitas”. Ver Recabitas.
2408 - RECAB
(3) O pai de Malquis, o “prefeito” do distrito de Bet-Acarem.
2409 - RECABITAS
Descendentes de Recab e de Salma (da linhagem de Judá) e membros de uma sociedade singular que desde a Antiguidade era muito importante na vida religiosa e civil do Estado judeu. Também eram conhecidos como “Quenitas” ou “Sucateus”.
2410 - RECAT
(RACAT) Localidade que integrava a área pertencente à tribo de Neftali.
2411 - RECÉM
(1) Localidade que foi destinada à tribo de Benjamim quando ocorreu a partilha das terras conquistadas pelos hebreus.
2412 - RECÉM
(2) Rei de Madiã e um dos inimigos que foram derrotados pelos hebreus.
2413 - RECINTO
Um dos recantos de Jerusalém que foi re-edificado pelo rei Davi e, depois, reconstruído após o exílio babilônico.
2414 - REFÃ
Divindade pagã que corresponde ao acádio Chevan ou Chijjun e ao “Deus” Saturno. Era um dos cultos ao “exército do céu”, ou seja, a adoração aos astros e às estrelas.
2415 - REFAÍTAS
Antigo povo nativo da Palestina. Eram famosos por sua estatura gigantesca.
2416 - REGEM
Ver Regon.
2417 - RÉGIO
Localidade situada no extremo sul da Itália, no litoral do mar Adriático.
2418 - REINO
DE EFRAIM O outro nome do "Reino de Israel". Ver "Reino de Israel".
2419 - REINO
DE ISRAEL Em 931 a.C., após a morte do rei Salomão, o reino hebreu dividiu-se em duas partes. Uma delas, ao norte, passou a chamar-se "Reino de Israel" cuja capital era a cidade de Samaria e seu primeiro rei foi Jeroboão. Foi conquistado e extinto em 722 a.C. pelos assírios. Foram seus reis: Jeroboão, Nadab, Baasa, Ela, Zambri, Amri (Omri), Acab, Ocozias, Jorão, Jeú, Joacaz, Joás, Jeroboão, Zacarias, Selum, Manaém, Facéias, Facéia e, por último, Oséias.
2420 - REINO
DE JUDÁ Com a morte do rei Salomão, em 931 a.C., as doze tribos de Israel dividiram-se. As tribos de Judá e a de Benjamim formaram, então, o que ficou conhecido como o "Reino de Judá", cuja capital era Jerusalém. Em relação ao "Reino de Israel" diferenciava-se por manter a fé em Javé e por ter maior apego às tradições e costumes hebraicos conservando, ainda que relativamente, a pureza do judaísmo. Foram essas características que lhe proporcionaram sobrevida maior que a do "Reino de Israel", a qual só terminou em 586 a.C. com o exílio babilônico. Pouco mais de um século após o fim do outro. Foram seus reis: Roboão, Abiam, Asa, Josafá, Jorão, Ocozias, Joás, Amasias, Ozias, Joatão, Acaz, Ezequias, Manassés, Amaon, Josias, Joacaz, Joaquim, Jeconias e, por último, Matanias (Sedecias). Todos da linhagem do rei Davi.
2421 - REINO
DO NORTE O mesmo que "Reino de Israel". Ver "Reino de Israel".
2422 - REKEM
(1) Filha de Hebron e integrante do clã de Caleb, o filho de Hesron. Vale o registro que os termos "filho, pai etc." na Bíblia podem ter o sentido mais amplo que o da simples relação de parentesco.
2423 - REMATEM
Outro nome de Ramá, a cidade natal de Samuel. Ver Ramá.
2424 - REMEÍAS
Descendente de Faros foi um dos líderes dos hebreus que retornaram do exílio babilônico.
2425 - REMON
(1) Localidade que se situava no extremo sul, rumo à fronteira de Edom, no Negueb.
2426 - REMON
(2) O Deus da Tempestade, venerado principalmente pelos arameus e pelos assírios.
2427 - REMON
(3) O rochedo de Remon. Localidade que alguns situam no vale Suenite, outros na atual Ramán a cerca de 6 km a leste de Betel. Vale registrar que Ramán ou Remon (romãs) é um nome muito freqüente na toponomástica da Palestina.
2428 - REMON
(4) Localidade situada na margem sul da bacia Sahel El Batof. Também é chamada de Rumãne.
2429 - REMON
FARÉS Localidade onde os hebreus acamparam durante a marcha em busca da “Terra Prometida”.
2430 - REOB
(1) Descendente de Levi foi o ancestral de uma das famílias hebréias que retornaram do exílio babilônico.
2431 - REOB
(2) O mesmo que Bet-Reob. Ver Bet-Reob.
2432 - REOBOT
IR Uma das cidades edificada por Assur (rei assírio). Sua posição geográfica é incerta.
2433 - RESEF
(2) Localidade situada na Assíria e destino final dos israelitas deportados.
2434 - RESEN
Uma das cidades edificada por Assur (rei assírio), cuja localização é desconhecida.
2435 - RESFA
Filha de Aías, neta de Aquitob, bisneta de Finéias e trineta de Eli, o sacerdote de Silo. Resfa era concubina do rei Saul.
2436 - RETMA
Uma das localidades onde os hebreus acamparam durante a marcha em busca da “Terra Prometida”.
2437 - REUEL
(1) Descendente de Gad e pai de Eliasaf, o chefe da tribo de seu antepassado durante o Êxodo
2438 - REUM
(1) Comandante e membro da corte do imperador Artaxerxes I, Reum foi um dos que escreveram ao imperador difamando os judeus retornados do exílio babilônico e criticando a reconstrução do Templo em Jerusalém.
2439 - REVOLTA
DOS OURIVERES Ver Demétrio.
2440 - RIBAI
Um dos componentes do grupo "Dos Trinta", a guarda pessoal do rei Davi, e pai de Etaí.
2441 - RIFAT
Descendente de Javã, o ancestral dos jônios ou gregos.
2442 - RIO
DO EGITO O rio Nilo, no Egito.
2443 - RIO
SUL Um dos muitos canais existentes na Babilônia. Há incerteza sobre essa grafia pois algumas versões escrevem “Sur”.
2444 - ROCHA
DA DIVISÃO Localidade situada no deserto de Maon. Foi ali que o rei Saul cercou Davi e quando estava prestes a atacá-lo recebeu a noticia do ataque dos filisteus, o que salvou Davi.
2445 - ROCHA
DAS CABRAS Localidade situada nas redondezas de Engadi. Ali foi um dos refúgios de Davi na época em que era perseguido por Saul.
2446 - ROCHA
Nome poético dado a Deus. Designa a Divindade imutável em si e o sólido apoio e defesa para o Homem.
2447 - RODE
O nome da menina que primeiro avistou ao Apóstolo Pedro quando este fugiu, graças à intervenção de um Anjo, do cárcere em que fora confinado por ordem do rei Agripa. Rode é um nome grego que significa: “rosa”.
2448 - RODES
A maior ilha do arquipélago das Cíclades, no Mediterrâneo, famosa pela estátua gigantesca (O Colosso de Rodes) que era uma das “Sete Maravilhas do Mundo Antigo”.
2449 - RODIANOS
Habitantes da ilha de Rodes. Alguns lêem “dodanim” vinculado a Dodona, no Epiro. Ver Dodanim.
2450 - RÓDOCO
Um dos soldados das forças de Judas Macabeu. Ródoco traiu seu país e foi executado.
2451 - ROGELIM
Plural de Rogel, provavelmente era uma cidade que se localizava no Galaad setentrional, porém sua posição geográfica é incerta.
2452 - ROMELIAS
O pai de Facéia, o usurpador do trono do "Reino de Israel". Ver Facéia.
2453 - ROOB
Rei de Soba e pai de Adadezer (que foi derrotado por Davi). Roob, provavelmente, foi o fundador da cidade que lhe tomou o nome e que se situava nas proximidades da “entrada” de Emat (Hamat).
2454 - RUÍNAS
DE ABARIM Localidade onde os hebreus acamparam durante a marcha em busca da “Terra Prometida”, provavelmente situada nas proximidades do monte homônimo.
2455 - RUMA
Cidade cuja localização exata é desconhecida. Alguns acreditam tratar-se de Aruma que foi o berço de Zebida, a mãe de Eliacim, o sucessor do rei Joacaz. Ver Aruma.
2456 - SAAL
Descendente de Bani (da linhagem de Levi) foi um dos líderes dos hebreus que retornaram do exílio babilônico.
2457 - SAALABIM
O mesmo que Salebim. Ver Salebim.
2458 - SAALIM
Localidade mencionada em “Samuel” cuja localização exata é desconhecida.
2459 - SAAMIR
Localidade pertencente ao território da tribo de Judá. Situava-se na região de montanhas.
2460 - SAANANIM
Localidade que integrava a área destinada à tribo de Neftali quando ocorreu a partilha das terras conquistadas pelos hebreus.
2461 - SAARAIM
(1) É citado em "Crônicas" como um dos chefes dos clãs da tribo de Benjamim. A sua ascendência direta não é mencionada.
2462 - SAARAIM
(2) Localidade pertencente à tribo de Judá. Geralmente é relacionada com as cidades de Soco e de Azeca.
2463 - SAASGAZ
Eunuco da corte do rei Xerxes I, da Pérsia, que era o responsável pelas concubinas do soberano.
2464 - SABÁ
(3) Localidade destinada à tribo de Simeão. Sua posição geográfica é incerta.
2465 - SABÁ
(5) Região localizada na Arábia meridional cuja capital era Saana. Era habitada por descendentes de Cam e em “Jó”, é citada como um importante centro comercial da Arábia.
2466 - SÁBAMA
(SÁBAM) Localidade situada na região norte de Moab, na Transjordânia. A sua posição geográfica exata é desconhecida.
2467 - SABAOT
Palavra hebraica, introduzida no idioma grego e no latim eclesiástico que significa: “exército, tropas”.
2468 - SABÁRIM
Região próxima a Hai. Esse nome significa “ruínas, derrotas ou cavernas”. Alguns traduzem esse termo como “até pô-los em (plena) derrota”, pois foi ali que os hebreus foram derrotados pelas forças de Hai. Ver Hai.
2469 - SABÁTAI
Descendente de Levi e um dos principais encarregados pelos serviços externos no Templo reconstruído em Jerusalém após o exílio babilônico.
2470 - SABEUS
Povo guerreiro que habitava na Arábia meridional. Ver Sabá.
2471 - SABIRANI
Rio que corre a uns 12 km de Damasco. No seu curso inferior é chamado de Avag e acredita-se que seja o antigo rio Farfar.
2472 - SACACA
Localidade pertencente ao território da tribo de Judá que se situava na região desértica.
2473 - SACUT
Divindade do culto astral assirio-babilônico identificada com Marte.
2474 - SADUCEUS
Agrupamento formado pelos grandes proprietários e pela elite sacerdotal. Controlavam o Sinédrio (o Supremo Tribunal) e foram os maiores colaboradores dos romanos que lhes retribuíam a servilidade com cargos e privilégios. Com relação à religião aceitavam apenas a letra da “Lei” e rejeitavam com obstinação a crença em anjos, ressurreições, messianismos etc.
2475 - SADUD
Localidade situada a cerca de 10 km a sudoeste de Nazaré. Atualmente é chamada de Tel Sadud.
2476 - SAF
(SAFAI) Filisteu, descendente de Rafa, que foi morto por Sobocai (ou Sibecai), de Husa, um dos descendentes de Judá.
2477 - SAFÃ
(SAFAN) Pai de Aican e avô de Godolias, o governador indicado pelo soberano Nabucodonosor para o "Reino de Judá".
2478 - SAFAN
Pai de Gamarias, o secretário do átrio superior à entrada da “porta nova” do Templo de Jerusalém na época do Profeta Jeremias.
2479 - SAFAT
(1) Citado em "Crônicas" como descendente de Gad e chefe de um dos clãs dessa tribo.
2480 - SAFATIAS
(5) Descendente dos Servos do rei Salomão era o ancestral de uma das famílias hebréias que retornaram do exílio na Babilônia.
2481 - SAFATIAS
(7) Descendente de Matan (Ver Matan) era um feroz inimigo do Profeta Jeremias a quem acusava de trair e desmotivar os judeus ante a ameaça dos caldeus.
2482 - SAFATIAU
Natural de Haruf e membro da tribo de Benjamim foi um dos que seguiram Davi enquanto ele era perseguido pelo rei Saul.
2483 - SAFIRA
A esposa e cúmplice do fraudador Ananias. Igual ao marido, Safira também morreu fulminada quando a fraude do casal foi descoberta pelo Apóstolo Pedro. Ver Ananias.
2484 - SAFON
(1) Localidade situada ao norte de Sucot e ao sul de Sartã, Galaad meridional, nas proximidades da margem oriental do rio Jordão.
2485 - SAFON
(SAFAN) (2) Citado em "Crônicas" como descendente de Gad e chefe de um dos clãs dessa tribo.
2486 - SAL
DA TERRA Epíteto dado por Jesus, o Messias aos seus discípulos no sentido de que tal como o sal impede a deterioração dos alimentos, seriam eles os obstáculos à degradação da humanidade.
2487 - SALAF
Pai de Hanun que foi um dos que ajudaram na reconstrução de Jerusalém, após o exílio babilônico, sob a supervisão de Neemias.
2488 - SALAMINA
Porto oriental da ilha de Chipre, fronteiro a Selêucia e à Fenícia, próximo da hodierna Famagusta.
2489 - SALATI
Membro da tribo de Manassés, foi um dos que seguiram Davi enquanto ele era perseguido pelo rei Saul.
2490 - SALCA
Localidade que se julga ser a moderna Salhad, situada no planalto de Gebel Hauran.
2491 - SALEBIM
(SAALABIM) Localidade que se situava na área destinada à tribo de Dã quando ocorreu a partilha das terras conquistadas pelos hebreus.
2492 - SALECA
Localidade situada em Basã, na Transjordânia, na área que coube à meia tribo de Dã.
2493 - SALELI
Localidade que demarcava ou integrava a área destinada à tribo de Dã quando ocorreu a partilha das terras conquistadas pelos hebreus.
2494 - SALÉM
Forma contrita de Jerusalém e também o nome de uma antiga cidade cananéia.
2495 - SALEQUET
A porta que se localizava no lado ocidental do muro externo do Templo construído por Salomão. Salequet significa: “arremesso”.
2496 - SALISA
Localidade situada a sudoeste do Monte Garizim, a leste de Galgal e a meia distância do litoral do Mediterrâneo.
2497 - SALMAI
Membro da classe dos “Oblatos” é citado em "Esdras" como o patriarca de uma das famílias hebréias que retornaram do exílio na Babilônia
2498 - SALMANA
Rei de Madiã que foi derrotado, perseguido e morto por Gedeão, um dos “Juizes” de Israel. Uma inscrição de Teglatfalasar II (745-727 a.C) alude a um certo “Salamanu [rei] de Moab” que provavelmente é o mesmo que essa personagem.
2499 - SALMANASAR
III Rei da Assíria que derrotou Acab, soberano do "Reino de Israel", na batalha de Carcar, às margens do rio Oronte. Alguns estudiosos contestam a versão de que Acab tenha participado dessa batalha, pois alegam que essa disputa ocorreu entre Sírios e Assírios, ambos inimigos da nação de Israel.
2500 - SALMANASAR
V Rei da Assíria (727-722 a.C.) que sucedeu ao pai Teglatfalasar (745-727 a.C.) e que conquistou o território da tribo de Neftali, exilando seus habitantes para a Assíria, e iniciou a conquista da Samaria, levada a cabo pelo seu sucessor chamado Sargão II, na época do reinado de Oséias.
2501 - SALMONA
O promontório que termina a leste a ilha de Creta, na Grécia.
2502 - SALOMÉ
(1) A filha de Herodíade. Ver Herodíade.
2503 - SALOMÉ
(2) Ver Maria Salomé.
2504 - SALOMI
Descendente de Aser e pai de Aiud, um dos chefes da sua tribo.
2505 - SALOMIT
(1) Filha de Dabri, descendente de Dã e mãe do rapaz israelita que blasfemou contra Javé e por isso foi apedrejado.
2506 - SALOMIT
(2) Descendente de Isaar, de Caat e de Levi. Não há menção de sua ascendência direta.
2507 - SALOMIT
(3) Descendente de Semei, de Gerson e de Levi. Não há menção de sua ascendência direta.
2508 - SALOMIT
(4) Filha de Zorobabel, neta de Fadaías, bisneta de Jeconias, trineta de Joaquim e tetraneta do rei Josias, da linhagem de Judá.
2509 - SALU
(1) Descendente de Simeão e pai de Zambri, o jovem que foi morto por Finéias por ter trazido para o acampamento hebreu uma mulher Madiãnita.
2510 - SALUM
(7) Pai de Hanamel e tio do Profeta Jeremias.
2511 - SAMA
(4) Localidade pertencente ao território da tribo de Judá. Situava-se no extremo sul, rumo à fronteira de Edom, no Negueb.
2512 - SAMA
(5) Natural de Harod era um dos componentes do grupo "Dos Trinta", a guarda pessoal do rei Davi.
2513 - SAMAÁ
(SAMAAN) (4) Filho de Maclot, neto de Jeiel e de Maaca e descendente de Benjamim. Vale o registro que os termos "filho, pai etc." na Bíblia podem ter o sentido mais amplo que o da simples relação de parentesco.
2514 - SAMAI
(1) Filho de Rekem, neto de Hebron, bisneto de Maresa e descendente de Caleb, o filho de Hesron, neto de Farés e bisneto de Judá. Vale o registro que os termos "filho, pai etc." na Bíblia podem ter o sentido mais amplo que o da simples relação de parentesco.
2515 - SAMAIA
(SAMAÍAS) Membro da tribo de Simeão e o tetravô de Ziza que foi o chefe de seu clã.
2516 - SAMAÍAS
Descendente de Adonicam era o chefe de uma das famílias que seguiram Esdras no retorno no exílio na Babilônia. Junto com outros, foi ele quem recrutou em Casifia os levitas que acompanhariam essa comitiva.
2517 - SAMARAIM
O monte que tinha esse nome, provavelmente, encontrava-se ao norte da cidade homônima, no território da tribo de Benjamim.
2518 - SAMARIA
(1) A cidade de Samaria localizava-se no cruzamento de duas grandes estradas, a 10 km a noroeste de Siquém. Foi fundada por Amri e fortalecida pelo seus descendentes. Foi destruída por João Hircano em 107 a.C. e reedificada e embelezada por Herodes que a batizou de Sebaste, fazendo uma homenagem a Augusto. Esse nome ainda subsiste na aldeia de Sebatie que se situa na sua extremidade sudeste.
2519 - SAMARIA
(2) Região montanhosa situada entre a área pertencente à tribo de Efraim e a área pertencente a meia tribo de Dã, no território compreendido entre a Judéia e a Planície de Esdrelon. Anteriormente era chamada de Montanha de Efraim e após a cisão de Israel em duas partes passou a designar o "Reino de Israel" ou “Reino do Norte”. Ver "Reino de Israel" e "Reino de Judá".
2520 - SAMARIAS
Descendente de Harim e membro da classe dos Sacerdotes foi um dos líderes dos hebreus que retornaram do exílio babilônico.
2521 - SAMARIAU
Natural de Haruf e membro da tribo de Benjamim foi um dos que seguiram Davi enquanto ele era perseguido pelo rei Saul.
2522 - SAMARITANOS
Os estrangeiros que rei da Assíria deslocou de vários lugares para ocuparem as cidades do "Reino de Israel" que ficaram vazias com a deportação dos hebreus. Esses estrangeiros uniram suas crenças pagãs ao culto de Javé e seus descendentes solidificaram essa mescla, o que os levou a serem olhados com desconfiança e reserva pelos hebreus do sul, isto é, do "Reino de Judá".
2523 - SAMAUT
Chamado de “O Zaraíta” era um dos chefes militares durante o reinado de Davi.
2524 - SAMIR
(1) Localidade que se situava nos Montes de Efraim e que foi a terra natal de Tola, um dos “Juizes Menores”.
2525 - SAMOS
Ilha situada ao sul de Quio, no sentido sudoeste de Éfeso.
2526 - SAMOT
Natural de Bet-Horon era um dos chamados "Heróis de Davi". Estes, compunham um grupo de proeminentes guerreiros fiéis ao rei Davi.
2527 - SAMOTRÁCIA
Ilha situada a meio caminho da viagem marítima entre Trôade, na costa asiática, a Neapólis na costa européia.
2528 - SAMRI
Descendente de Elisafã foi um dos levitas que sob as ordens do rei Ezequias, do "Reino de Judá", purificaram o Templo de Jerusalém que fora aviltado durante o reinado de Acaz, pai e antecessor de Ezequias.
2529 - SAMSACE
(SAMSAME) País que é citado em "Macabeus I" do qual nada se sabe.
2530 - SAMSAI
Um dos secretários de governo e membro da corte do imperador Artaxerxes I. Era um duro adversário dos judeus que retornavam do exílio babilônico.
2531 - SAMSAME
O mesmo de Samsace. Ver Samsace.
2532 - SANÃ
Localidade pertencente ao território da tribo de Judá que se situava na região de planícies.
2533 - SANIR
Um dos picos da montanha chamada “Antilibano”’, distinto, portanto, do monte Hermon. Esse nome acha-se na relação Assíria da campanha de Salmanasar III contra Damasco.Também era o nome que os amorreus davam ao monte Hermon.
2534 - SARA
(1) Filha de Aser, neta de Jacó, bisneta de Isaac, trineta de Abrão e tetraneta de Taré.
2535 - SARAÁ
Aldeia situada a cerca de 25 km a oeste de Jerusalém, a quase 390 m. acima do nível do mar. Foi a terra natal de Sansão e atualmente é conhecida por Sa’ra.
2536 - SARAI
O antigo nome de Sara, a esposa de Abrão. Ver Sara.
2537 - SARAÍAS
(1) O secretário durante o reinado de Davi.
2538 - SARAIAS
(4) Descendente de Benui foi um dos líderes dos hebreus que retornaram do exílio babilônico.
2539 - SARAIM
Localidade pertencente ao território da tribo de Judá. Situava-se na região de planícies.
2540 - SARAMEL
O mesmo que Asaramel. Ver Asaramel.
2541 - SARAR
Natural de Arar e pai de Aiam era um dos componentes do grupo "Dos Trinta", a guarda pessoal do rei Davi.
2542 - SARAT
ASAAR Cidade localizada na área que coube à tribo de Rúben quando ocorreu a partilha das terras conquistadas pelos hebreus.
2543 - SARDES
Localidade situada a cerca de 75 km a leste de Esmirna. Outrora foi a florescente capital do poderoso reino da Lidia, mas atualmente não passa de uma pequena aldeia conhecida por Sart.
2544 - SAREDA
Localidade situada a noroeste de Jerusalém e a sudoeste do monte Garizim na Montanha de Efraim, a cerca de 30 km a leste de Jafa.
2545 - SAREFTA
Localidade situada a 15 km ao sul de Sidon, na costa do Mediterrâneo. Atualmente é conhecida como Sarafand.
2546 - SAREPTA
Localidade situada na Sidônia (a antiga Fenícia) que serviu de abrigo para o profeta Elias. Localizava-se ao norte de Tiro e a oeste do Monte Carmelo, no litoral do Mediterrâneo.
2547 - SAREZER
O mesmo que Sarasar. Ver Sarasar.
2548 - SARGÃO
II Imperador da Assíria (722-705 a.C.) que derrotou os egípcios, os medos e o "Reino de Israel". Dessa última conquista é que resultou o exílio assírio.
2549 - SARGON
O mesmo que Sargão. Ver Sargão II.
2550 - SARION
O nome que os sidônios davam ao monte Hermon. Esse nome é citado nos documentos da antiga Ugarit, situada no norte de Fenícia, que foram descobertos em Ras Shamra.
2551 - SAROEN
Localidade que se situava a oeste de Bersabéia, a meia distância do litoral do Mediterrâneo, no território da tribo de Simeão.
2552 - SARON
A fértil planície adjacente à costa do Mediterrâneo, entre Jope (ou Jafa) e Cesárea. Saron também era o nome de uma das cidades do território da tribo de Dã.
2553 - SARQUEDÃO
Ver Assaradão.
2554 - SARTÃ
Localidade situada na Transjordânia, a norte de Safon, no sudoeste do Galaad, ribeirinha do rio Jordão.
2555 - SÁRVIA
Mãe de Joab, Abisaí e Asael. Sárvia era filha de Jessé, neta de Obed, bisneta de Booz, trineta de Salmon, tetraneta de Naasson e irmã do rei Davi.
2556 - SASAI
Descendente de Benui foi um dos líderes dos hebreus que retornaram do exílio babilônico.
2557 - SASSABÁR
É a forma Assíria de grafar Zorobabel. Para alguns, porém, Sassabar seria o predecessor de Zorobabel.
2558 - SATÃ
(SATAN) Termo hebraico que significa: “inimigo”.
2559 - SÁTIROS
Termo hebraico que significa: “peludos como bodes”. Seriam gênios malignos que habitavam em lugares selvagens.
2560 - SATRABUZANAI
Um dos companheiros de Tatenai. Ver Tatenai.
2561 - SÁTRAPAS
Forma grega da palavra persa que é o título dos governadores das várias províncias no império persa.
2562 - SAUL
(3) Oriundo de Reobot Naar foi o sucessor de Semla no trono de Danaba.
2563 - SAULO
O antigo nome do Apóstolo Paulo, que o mudou após a sua conversão ao Cristianismo. Saulo, provavelmente, seja derivado de Saul que em hebraico significa “Paulo”. Era comum entre os hebreus a adoção de dois nomes, um hebraico para uso familiar e o outro em grego ou latim para a vida pública.
2564 - SAVE
O rio que banhava o vale onde Abrão, após derrotar Codorlaomor, encontrou-se com o rei de Sodoma.
2565 - SEBANIAS
Descendente de Levi e o ancestral de uma das famílias que retornaram do exílio babilônico.
2566 - SEBASTIÉ
O nome posterior da cidade de Samaria que fora reconstruída por Herodes e assim chamada para homenagear o imperador romano Augusto.
2567 - SEBENIAS
É citado em "Crônicas" como um dos Sacerdotes que tocavam Tuba durante o transporte da "Arca da Aliança" de Cariat Jearim para Jerusalém.
2568 - SEBIAS
Natural de Bersabéia foi a mãe do rei Joás do "Reino de Judá".
2569 - SEBOIM
(1) Localidade citada em “Neemias” como o domicilio dos descendente de Benjamim que retornaram do exílio babilônico. A sua localização exata é desconhecida.
2570 - SEBOIM
(2) Uma das cidades cananéias que foram destruídas junto com Sodoma e Gomorra.
2571 - SECANIA
(SECANIAS) Levita que descendia de Caat e que exercia as funções de Sacerdote no Templo de Jerusalém quando da assunção do rei Davi ao trono de Israel.
2572 - SECANIAS
(1) Descendente do rei Davi e pai de Hatus que foi um dos comandantes dos hebreus no retorno do exílio babilônico.
2573 - SECANIAS
(2) Um dos líderes da classe dos Sacerdotes que voltaram do exílio babilônico sob a liderança de Zorobabel. Secanias foi o ascendente de Josef.
2574 - SECRON
Localidade que demarcava a área que coube à tribo de Judá quando ocorreu a partilha das terras conquistadas pelos hebreus
2575 - SECU
É o nome de uma região cuja posição geográfica é incerta.
2576 - SECUNDO
Um dos discípulos do Apóstolo Paulo. Seus dados biográficos são ignorados.
2577 - SEDADA
(SEDAD) Região onde ficava uma das fronteiras do território dos hebreus.
2578 - SEDECIAS
(2) Membro da classe dos Sacerdotes e o patriarca de uma das famílias hebréias que retornaram do exílio babilônico.
2579 - SEDEUR
Descendente de Ruben e pai de Elisur, o chefe da tribo de seu antepassado durante o Êxodo.
2580 - SEERA
Filha de Beria, neta de Efraim, bisneta de José, trineta de Jacó e tetraneta de Isaac. Foi Seera quem fundou as localidades de Bet-Horon e Ozen-Seera.
2581 - SEESIMA
Localidade que integrava a área destinada à tribo de Issacar. Sua posição geográfica é incerta.
2582 - SEFAMA
Região onde ficava uma das fronteiras da “Terra Prometida” aos hebreus.
2583 - SEFAMITA
O natural ou habitante de Sefamot.
2584 - SEFAMOT
Localidade pertencente ao território da tribo de Judá. Situava-se no sul dessa região.
2585 - SEFAR
Região habitada pelos descendentes de Jectã (Joctan), o filho de Heber e descendente de Sem.
2586 - SEFARAD
Região que provavelmente situava-se na Ásia Menor. Alguns traduzem esse nome como “Espanha” o que os levou a chamar os judeus espanhóis de “Sefaradim”.
2587 - SEFARVAIM
Ver Serfavaim.
2588 - SEFAT
Localidade que se situava na região da Bersabéia, dentro da área da tribo de Simeão. Foi conquistada pelas tribos de Judá e de Simeão que exterminaram os cananeus que nela habitavam e, por isso, passou a chamar-se “Horma”. Ver Horma.
2589 - SEFATA
O vale do Sefata. Devido à semelhança de fonemas acredita-se que se trata do atual “Uadi” (ribeirão) Es-Safie que corre a alguns quilômetros ao norte de Bet-Gibrin. Outros, porém, crêem ser o “Vale ao Setentrião” (em hebraico: sefona) de Maresa.
2590 - SEFATIAS
Descendente dos servos do rei Salomão e membro da classe dos Oblatos. Junto com seus pares foi um dos que retornaram do exílio babilônico.
2591 - SEFEI
Membro da tribo de Simeão e pai de Ziza, um dos chefes de seu clã.
2592 - SEFELÃ
(SEFELÁ) Termo hebraico que significa: “elevação”. Região situada no sudoeste da Palestina, a oeste da montanha de Judá com altitude média de 300 metros. Era uma região rica em oliveiras, em sicômoros (espécie de árvore) e foi o palco de vários acontecimentos na história dos hebreus.
2593 - SÉFORA
Esposa de Moisés, filha de Raguel e mãe de Gerson e de Eliezer.
2594 - SEFÓRA
(SEFRA) Uma das parteiras dos judeus que habitavam no Egito. Temente a Javé, recusou-se a praticar o infanticídio ordenado pelo Faraó e graças a sua atitude é que a vida de Moisés foi poupada.
2595 - SEFÓRIS
A antiga capital da Galiléia, situada a 6 km de Nazaré. Sefóris foi construída na época da infância de Jesus, o Messias.
2596 - SEFTÃ
Descendente de Efraim e de José e pai de Camuel, um dos chefes da sua tribo.
2597 - SEGOR
Região banhada pelo rio Jordão e que anteriormente chamava-se Bela. Foi em Segor que Ló refugiou-se quando Sodoma e Gomorra foram exterminadas por Javé. Segor é um termo do idioma hebraico que significa: “mediocridade”. Ver Bela.
2598 - SEIR
Ancestral dos horreus que deu seu nome ao planalto montanhoso situado a sudeste e a sudoeste do Mar Morto, sulcado pelo vale de Arabá. Em grande parte, esse planalto é identificado com a Iduméia, cuja extensão variou no correr do tempo. Era o território que Javé destinou aos descendentes de Esaú e que coube à tribo de Judá quando ocorreu a partilha das terras conquistadas pelos hebreus. As montanhas do Seir localizavam-se no país de Edom e nas suas faldas entendia-se a cidade de Maan.
2599 - SEÍRA
Cidade cuja localização exata é desconhecida, mas que provavelmente situava-se na montanha de Efraim.
2600 - SEISCENTOS
E SESSENTA E SEIS – 666 Hebreus e gregos usavam letras para grafar os números, mas com algumas variantes. Consideravam-se, por conseguinte, como equivalente do nome a soma dos valores numéricos das letras que compunham um nome próprio. Como, porém, pode-se obter a mesma soma com muitos grupos de parcelas diferentes, não é possível identificar com certeza determinado nome sem uma outra chave qualquer. Dessa dificuldade é que advém a grande variedade de opiniões em torno no nome que se oculta sob o número 666, quer se considere como escrito em grego ou em hebraico. Provavelmente os contemporâneos de João Evangelista possuíam a chave do enigma, porém duas gerações mais tarde já não se tinha mais esse conhecimento. Alguns, sem melhores bases, sugerem que 666 corresponderia ao imperador Nero (54-68) e ao imperador Domiciano (81-96) visto como a ressurreição da crueldade de Nero.
2601 - SELA
(2) Termo hebraico que significa “pedra” é o nome em hebraico da localidade que os gregos e os romanos, mais tarde, chamaram de “Petra”. Famosa ainda hoje por suas soberbas ruínas, situa-se às margens do rio Musa, a sudeste do Mar Morto.
2602 - SELA
(SELA ELEF) Cidade da tribo de Benjamin cuja localização exata é desconhecida.
2603 - SELAQUI
Pai de Azuba e avô materno de Josafá, o sucessor de Asa no trono do "Reino de Judá".
2604 - SELCA
Localidade situada em Basã, na Transjordânia. Sua posição geográfica é incerta.
2605 - SELEC
Natural de Amon era um dos chamados "Heróis de Davi", grupo de proeminentes guerreiros fiéis ao rei Davi.
2606 - SELEMIAS
(1) Descendente de Benui e membro da classe dos Sacerdotes foi um dos supervisores, nomeados por Neemias, dos depósitos das ofertas aos sacerdotes e aos levitas. Selemias era o pai de Hananias que co-governou com Hanani o distrito de Jerusalém.
2607 - SELEMIAU
Um dos líderes dos hebreus que retornaram do exílio babilônico.
2608 - SELÊUCIA
MARITIMA Localidade que também é chamada de “Piéria” para se distinguir de oito cidades homônimas. Todas essas cidades foram fundadas por Selêuco I Nicanor, em várias regiões de seu vasto império. Piéria situava-se a oeste de Antioquia, cerca de 8 km ao norte da foz do rio Oronte. Dali, o Apóstolo Paulo partiu para a sua primeira viagem apostólica.
2609 - SELÊUCIDAS
Dinastia originada pelos oficiais de Alexandre Magno que herdaram o trono da Síria, em 306 a.C., quando o império macedônico foi dividido. Os Selêucidas mantiveram acirrada disputa com os Lágidas (do Egito) visando o controle da Palestina que, então, era habitada pelos hebreus retornados do exílio babilônico.
2610 - SELEUCO
IV, FILOPATOR (187-175 a.C.) Um dos reis Selêucidas (gregos) que são citados em "Macabeus I". Em épocas distintas, esses reis foram inimigos ou aliados dos hebreus retornados do exílio babilônico e disputavam com a dinastia dos Lágidas (Os Tolomeus, do Egito) o controle da Palestina.
2611 - SELIM
Localidade pertencente ao território da tribo de Judá. Situava-se no extremo sul, rumo à fronteira de Edom, no Negueb
2612 - SELMON
(1) Natural de Ao era um dos componentes do grupo "Dos Trinta", a guarda pessoal do rei Davi.
2613 - SELMON
(2) O monte que provavelmente é um prolongamento do monte Garizim.
2614 - SELOMIT
É citado em "Crônicas" como membro da linhagem de Caat e de Levi e como o chefe do tesouro das “Coisas Santas” do Templo.
2615 - SELUM
reinou por apenas um mês e foi morto por Manaém que lhe sucedeu no trono.
2616 - SELUM
(3) O mesmo que Salum, o marido da profetiza Hulda. Ver Hulda.
2617 - SEM
(1) Um dos integrantes do grupo chamado de “Heróis de Davi”.
2618 - SEMA
Citado em “Neemias” foi o ancestral de uma das famílias hebréias que retornaram do exílio babilônico.
2619 - SEMAÍAS
(1) Descendente de Harim foi um dos líderes dos hebreus que retornaram do exílio babilônico.
2620 - SEMAÍAS
(5) Pai de Dalaías, um dos altos dignitários da corte do rei Eliacim na época do Profeta Jeremias.
2621 - SEMAÍAS
(de NEELAM) Falso profeta que viveu na época do Profeta Jeremias a quem tentou (em vão) incriminar junto ao Sacerdote Sofonias.
2622 - SEMAT
Pai de Jozacar que foi um dos oficiais que traíram e mataram o rei Joás do "Reino de Judá".
2623 - SEMEBER
O rei de Seboim (Seboin) na época da guerra dos cinco reis, conforme citação no "Gênesis".
2624 - SEMECONITIS
O lago Semiconits têm 6 km de comprimento, 5 km de largura máxima e a sua profundidade máxima é de 5.000 metros. É formado pelo rio Jordão e atualmente é chamado de “Hule”.
2625 - SEMEI
(1) Citado em "Crônicas" é o mesmo que Sama, um dos chefes dos clãs da tribo de Benjamim.
2626 - SEMEI
(3) Natural de Ramá era o supervisor dos vinhedos durante o reinado de Davi.
2627 - SEMEI
(11) Descendente de Heman, foi um dos levitas que sob as ordens do rei Ezequias, do "Reino de Judá", purificaram o Templo de Jerusalém.
2628 - SEMEI
(12) Descendente de Benui foi um dos líderes dos hebreus que retornaram do exílio babilônico.
2629 - SEMEI
(13) Descendente de Hasum foi um dos chefes das famílias hebréias que voltaram do exílio babilônico.
2630 - SEMEÍAS
(3) Um dos profetas que viveram no tempo de Reboão. Foi através dele que Javé ordenou que Roboão e seus aliados desistissem da guerra que visava submeter as outras tribos que se rebelaram.
2631 - SEMEÍAS
(7) Sacerdote que descendia de Harim e um dos líderes dos hebreus que retornaram do exílio babilônico.
2632 - SEMER
O proprietário do monte da Samaria que o vendeu para Amri que ali fundou a cidade de homônima.
2633 - SEMERON
Localidade que geralmente é identificada com Simúnia, a 8 km a sudoeste de Nazaré, na estrada de Haifa.
2634 - SEMIRAMOT
É citado em "Crônicas" como descendente de Levi e um dos “Porteiros” do Templo em Jerusalém.
2635 - SEMLA
Oriundo de Mosreca foi o sucessor de Adad no trono de Danaba.
2636 - SEMRI
(2) Membro da tribo de Simeão e o trisavô de Ziza, um dos chefes de seu clã.
2637 - SEN
Localidade situada ao norte de Jerusalém. A sua exata posição geográfica é desconhecida. Alguns acreditam tratar-se de Jesana, a atual Ain-Sinia.
2638 - SENAA
Provavelmente seja a localidade chamada de Magdalsena (i é, Torre de Senaa) que São Jerônimo informa distar uns 12 km de Jericó. Devia ser uma cidade importante e populosa, mas atualmente restam apenas umas poucas ruínas da mesma.
2639 - SENAAB
Um dos reis de Adama, cidade pertencente à região da Pentapólis.
2640 - SENAAR
Nome de uma região limítrofe à antiga Babilônia que, depois, passou a designar a própria Babilônia. Foi ali que os Homens pretenderam erguer uma torre que alcançasse o Céu, a famosa “Torre de Babel”. A região era governada por Nemrod, nessa ocasião.
2641 - SENE
O monte situado de frente a Gaba, nas proximidades de Jerusalém.
2642 - SENHOR
DAS BRECHAS Nome dado por Davi ao local onde ocorreu uma de suas vitórias contras os filisteus. Situado no vale do Rafaim.
2643 - SENIORES
Titulo dado aos líderes das comunidades cristãs. No texto grego encontra-se a palavra “phresbyteroi”, vindo daí o aportuguesado presbítero.
2644 - SENSENA
Localidade pertencente ao território da tribo de Judá. Situava-se no extremo sul, rumo à fronteira de Edom, no Negueb
2645 - SEOL
Vocábulo hebraico que indica o local onde se encontram todas as almas dos que passaram desta vida.
2646 - SEON
(1) Localidade que integrava a área destinada à tribo de Issacar. Sua posição geográfica é incerta.
2647 - SEON
(2) Rei dos amorreus que conquistou a região norte do território de Moab, na Transjordânia. Posteriormente, foi derrotado e despojado de suas terras pelos hebreus.
2648 - SEORIM
Levita que descendia de Caat e que exercia as funções de Sacerdote no Templo de Jerusalém quando da assunção do rei Davi ao trono de Israel.
2649 - SEPULCRO
CAIADO Expressão que alude ao costume de pintar com cal os sepulcros um pouco antes das festas pascais para torná-los mais visíveis e assim fazer com que os transeuntes pudessem mais facilmente evitar-lhes o contato que os mancharia de impureza legal por sete dias. Também é uma alusão à hipocrisia daqueles que zelam pelo exterior, mas que contem apenas impurezas no interior.
2650 - SEPULCRO
DE RAQUEL É um monumento fúnebre erigido à sua memória e que pode ser visto ainda hoje. Situa-se a 2km ao norte de Belém. Porém, aquele que é mencionado em “Samuel”, provavelmente situar-se-ia mais ao norte, no limite noroeste das terras de Benjamim.
2651 - SEPULCROS
DE DAVI Provavelmente sejam os túmulos que se encontravam na encosta sudeste do Ofel, em Jerusalém, onde cuidadosas escavações feitas em 1.913 e 1.914 localizaram estruturas compatíveis com essa função.
2652 - SEPULCROS
Edificações que se dividiam em duas partes: o vestíbulo aberto e a cela, fechada por uma grande pedra, onde ficavam os cadáveres.
2653 - SER
Localidade que integrava a área destinada à tribo de Neftali. Sua posição geográfica é incerta.
2654 - SERA
Filha de Aser, neta de Jacó, bisneta de Isaac, trineta de Abrão e tetraneta de Taré.
2655 - SERÃO
Aventureiro (provavelmente oriundo da antiga Fenícia) que foi um dos Comandantes do exército assírio que combateu Judas Macabeu.
2656 - SEREBIAS
Descendente de Mali, de Merari e de Levi era um dos levitas que foram recrutados em Casifia para seguirem junto à comitiva de Esdras no retorno do exílio babilônico.
2657 - SERFAVAIM
Localidade situada na Assíria e destino final dos israelitas deportados.
2658 - SERGIO
PAULO Pro cônsul romano que habitava em Pafos e que através de um milagre operado pelo Apóstolo Paulo (o cegamento de Barjesus) tornou-se cristão. Escavações recentes em Chipre revelaram os nomes de quatro pro cônsules, dentre os quais o de Sergio Paulo.
2659 - SERMÃO
DA MONTANHA O monte donde Jesus, o Messias exarou esse célebre discurso provavelmente era uma elevação situada a cerca de 3 km de Carfanaum.
2660 - SERTÃ
Provavelmente na Bíblia este termo designa o conjunto dos utensílios usados nas oferendas ao Senhor.
2661 - SESAC
Outra forma de denominar Susac. Ver Susac.
2662 - SESAI
Um dos gigantes amalecitas que descendiam de Enac e que habitava em Hebron.
2663 - SETAR
Um dos sete príncipes da Pérsia e da Média que tinham acesso ao rei Xerxes I e que ocupavam os cargos mais importantes do governo.
2664 - SETIM
Abreviatura de Abel-Setim, localidade que se situa a leste do rio Jordão numa distância de aproximadamente 11 km no sentido fronteiro a Jericó. Atualmente é chamada de Tell-El-Kefren.
2665 - SIA
(SIAA) Membro da classe dos “Oblatos” é citado em "Esdras" como o patriarca de uma das famílias hebréias que retornaram do exílio na Babilônia. Posteriormente foi ungido como um dos “prefeitos” de seus pares na Jerusalém reconstruída após o exílio babilônico
2666 - SIÃO
(1) A parte mais setentrional e a mais bem guarnecida de Jerusalém, constituindo-se na chave para a conquista de toda a cidade. Também foi chamada de “Cidade de Davi” em homenagem ao seu conquistador, mas o nome de Sião perdurou e foi inclusive estendido a toda a colina sobre a qual a cidade estava assentada. Posteriormente, mais ao norte, ali foi construído, a mando do rei Salomão, o Templo de Javé.
2667 - SIÃO
(2) Outro nome do monte Hermon, que não deve ser confundido com o Monte Sião de Jerusalém. Em hebraico as grafias desses nomes são diferentes.
2668 - SIBECAI
Natural de Husa (Husan) e descendente de Zara e de Judá era um dos chefes militares durante o reinado de Davi.
2669 - SIBMÃ
Nome hebraico de Sábama. Ver Sábama.
2670 - SIBRAIM
Localidade que é citada em “Ezequiel” como uma das fronteiras do território judeu.
2671 - SICAR
Localidade que corresponde a atual aldeia de Askar, situada aos pés do monte Ebal, a 1,5 km ao nordeste de Balata, onde escavações feitas em 1927 revelaram os restos da antiga Siquém que foi destruída por João Hircano em 128 aC.
2672 - SICÁRIOS
Fanáticos hebreus que foram chamados por essa alcunha graças ao uso da “sica”, um tipo de punhal. Eram extremamente nacionalistas e belicosos e tornaram-se celebres, sobretudo, na chamada “guerra judaica” da qual resultou a destruição de Jerusalém. Também são chamados de “Zeladores”.
2673 - SICELEG
Localidade situada a sudoeste de Hebron, a leste de Gerara e a oeste do Mar Morto no extremo sul, rumo à fronteira de Edom, no Negueb.
2674 - SICLAG
Localidade situada no extremo sul da área destinada à tribo de Judá.
2675 - SICÔMORO
Árvore semelhante à Amoreira que é muito comum na Palestina.
2676 - SIDIM
O vale do Sidim, situado às margens do Mar Morto.
2677 - SIDON
(1) Localidade situada na antiga Fenícia, ao norte de Tiro, no litoral do Mediterrâneo.
2678 - SIDÔNIA
(4) No principio da História e por muitos séculos depois foi a mais importante cidade da Fenícia. Posteriormente essa supremacia lhe foi disputada por Tiro. Com o termo “Sidônia, a grande” quer-se entender a cidade propriamente dita junto com os seus arrabaldes. Sidônia também é empregada como sinônimo da Fenícia. Atualmente é chamada de “Saída”.
2679 - SIDÔNIOS
Apelido dado aos fenícios numa alusão à cidade de Sidon, uma das mais florescentes da Fenícia.
2680 - SIDRAC
O nome dado a Ananias quando este foi escolhido, junto com o Profeta Daniel, para servir na corte de Nabucodonosor. Como o Profeta (de quem era fiel amigo), era um dos deportados por Nabucodonosor II e foi um dos que se recusaram a prestar adoração à estatua pagã erigida sob as ordens do rei. Essa recusa custou-lhe a pena de ser queimado vivo na fornalha, da qual, Javé, a quem sempre fora fiel, o salvou.
2681 - SIENE
Localidade situada na fronteira sul do Egito. Atualmente é chamada de Assuã.
2682 - SILAS
Insigne colaborador do Apóstolo Paulo e seu acompanhante na segunda viagem apostólica do mesmo. Silas foi honrado pelo Apóstolo Pedro com o importante cargo de chefe da comunidade cristã de Jerusalém. Para alguns, Silas era um verdadeiro Profeta.
2683 - SILATA
Localidade que integrava a área destinada à tribo de Dã quando ocorreu a partilha das terras conquistadas pelos hebreus
2684 - SILO
Localidade que se situava a 15 km ao norte de Betel, a 2 km a leste da estrada que liga Jerusalém a Siquém e a 5 km de Lebona. Silo ficava na área da tribo de Efraim e atualmente as suas ruínas estão inseridas na localidade chamada de Seilun. Foi, antes de Jerusalém, o centro religioso de Israel e abrigou a "Arca da Aliança"’ e o sagrado Tabernáculo.
2685 - SILOÉ
A piscina de Siloé situava-se quase na confluência do vale do Tiropeon com o do Cedron, em Jerusalém, e era alimentada pela “Fonte da Virgem”, mediante um canal escavado na época do rei Ezequias. O nome “Siloé” provém do radical “Salah” (enviar) donde São João chamar-lhe de “Enviado”, numa alusão ao Messias.
2686 - SILVANO
A forma expandida do nome de Silas, o colaborador do Apóstolo Paulo. Silvano, também foi colaborador do Apóstolo Pedro e o redator da primeira Epístola desse Apóstolo. Silvano é um nome romano que tem certa semelhança como o nome hebraico Silas e o discípulo de Paulo, provavelmente, usava-o em função de suas relações com o mundo grego-romano.
2687 - SIMACA
Ver Bascama.
2688 - SIMÃO
– CURTIDOR O hospedeiro do Apóstolo Pedro após o episódio da ressurreição de Tabitá. O oficio de curtidor de peles era menosprezado pelos judeus por causa do contato próximo com cadáveres e a estada do Apóstolo na residência daquele operário serviu para quebrar esse tolo formalismo.
2689 - SIMÃO
– O MAGO Natural de Gita, próxima de Nablusa, Simão é considerado o primeiro herege por ter tentando comprar do Apóstolo Pedro os dons do Espírito Santo, ignorando que os mesmos eram ofertados apenas àqueles que o merecessem. Simão era um ilusionista que se passava por ungido por Deus, mas após esse fato de seu nome surgiu a denominação do vício da sinomia (o comércio de coisas sagradas).
2690 - SIMÃO
(ZELOT) – APÓSTOLO Natural da Galiléia tinha a alcunha de Zelot que significa “cananeu”. Porém, nesse caso, o termo aramaico significa “zeloso” e a letra inicial é diferente da do toponímico e da do etnônimo. Provavelmente Simão iniciou suas pregações no Egito, seguindo depois para a Ásia Menor, para a Mesopotâmia, para a Síria e para a Pérsia onde foi martirizado.
2691 - SIMÃO
DE CIRENE Natural de Cirene, Simão foi o convocado pelo Centurião encarregado da execução de Jesus, o Messias para levar a cruz do Nazareno até o Gólgota. A atitude do romano não deve ser vista como um ato de bondade, mas apenas o cuidado para que o Messias não morresse antes de chegar ao
2692 - CALVÁRIO.
Simão era pai de Rufo e de Alexandre com os quais exercia uma sincera crença no Cristianismo.
2693 - SIMÃO
I, O JUSTO Um dos Sumos Sacerdotes na época que Alexandre – o Grande - conquistou a Pérsia, permitindo o retorno dos hebreus do exílio babilônico.
2694 - SIMÃO
II Sumo Sacerdote contemporâneo de Simão I, o Justo. Ver Simão I, o Justo.
2695 - SIMÃO
Irmão de Menelau e de Lisimaco que revestidos do Sumo Sacerdócio pertenciam à progênie sacerdotal e à descendência de Belga que foi o chefe de uma família da 15a classe de sacerdotes oficiantes. Simão era o superintendente administrativo do Templo.
2696 - SIMÃO
ISCARIOTES O pai de Judas, o Apóstolo que traiu Jesus, o Messias.
2697 - SIMÃO,
O LEPROSO Habitante de Betânia, provavelmente era aparentado de Marta, de Maria e de Lazaro, o ressuscitado. Foi em sua casa que se ofereceu uma ceia a Jesus, o Messias, durante a qual Maria lavou-lhe os pés.
2698 - SIMEÃO
(2) Descendente de Harim foi um dos líderes dos hebreus que retornaram do exílio babilônico.
2699 - SIMEÃO
(3) Fiel e consciencioso observador da “Lei” do Senhor vivia em Belém e foi quem profetizou a Santa Missão do Nazareno. Embora não fosse sacerdote, era venerado pela avançada idade e por sua grande sabedoria e fidelidade de sua crença. Essas qualidades é que lhe deram o direito de abençoar a Virgem Maria e José.
2700 - SIMEÃO
O NEGRO Um dos ilustres doutores da Igreja de Antioquia.
2701 - SIMEATEUS
Etnia que residia em Jabes e que descendia de Hur e de Judá.
2702 - SIN
(1) O deserto que se estende desde Cades até a fronteira sul da Palestina, ao norte do Deserto de Sur. Foi para lá que os hebreus seguiram após a saída de Elim e foi ali que começou a cair o “Maná” do céu. Sin também é o nome da cidade que se situava nas adjacências desse deserto.
2703 - SIN
(2) O nome abreviado da Península Sinaítica.
2704 - SINAAB
O mesmo que Senaab. Ver Senaab.
2705 - SINAI
O Deserto do Sinai, também chamado de Horeb, localiza-se a oeste do Golfo de Acaba (no Mar Vermelho) e ao sul do Deserto de Sur. Nele, situa-se o Monte Sinai onde Moisés recebeu as “Tábuas da Lei”.
2706 - SINÉDRIO
O Supremo Tribunal, composto por setenta e um membros oriundos das classes sacerdotais, dos anciãos e dos escribas (ou doutores da Lei). O Sinédrio legislava e julgava as questões criminais, políticas e religiosas e a sua influência se estendia sobre todos os judeus, mesmo sobre aqueles que viviam fora da Palestina.
2707 - SÍNTIQUE
Cristão e discípulo do Apóstolo Paulo que vivia em Felipos.
2708 - SION
O mesmo que Sião. Ver Sião.
2709 - SIOR
(1) Localidade pertencente ao território da tribo de Judá. Situava-se na região de montanhas, mas sua posição geográfica exata é incerta.
2710 - SIOR
DO EGITO Também chamada de “Torrente do Egito” era a fronteira sul do território dos hebreus. Atualmente é chamada de "Uadi" (ribeirão) El Aris.
2711 - SIOR
LABANAT O riacho que, provavelmente, identifica-se com Nahr Ez-Zerka que desemboca no Mediterrâneo a 10 km ao sul de Dor (também chamada de Tantura).
2712 - SIQUÉM
(1) Antiqüíssima cidade da Palestina, localizada aos pés do Monte Garizim, a noroeste de Basã. Siquém foi o centro político da numerosa e poderosa tribo de Efraim e em tempos anteriores foi considerada um “Lugar Santo”. Foi nela que Abrão residiu antes de seguir para o Egito e onde Jacó foi sepultado. Também é conhecida como Nablus ou como Neápolis (nome que lhe foi dado por Tito, imperador romano) e atualmente seus restos jazem perto de Nablusa, situada a uns 2 km ao norte.
2713 - SIRACUSA
Cidade portuária situada ao sul de Régio (na Itália meridional).
2714 - SIRTE
Bancos móveis de areia donde os navios encalhavam. Abundavam nas costas da Cirenaíca, chamada de “A Sirte Maior”.
2715 - SÍSARA
(1) Chefe dos exércitos do rei Jabin que foi assassinado por Jael. Ver Jael.
2716 - SÍSARA
(2) Membro da classe dos “Oblatos” é citado em "Esdras" como o patriarca de uma das famílias hebréias que retornaram do exílio na Babilônia
2717 - SISMAI
Ver Sisamoi.
2718 - SITIM
Termo do idioma hebraico que significa “acácias”. Era uma localidade situada nas proximidades do rio Jordão. Ali foi a última parada dos hebreus quando da marcha rumo à “Terra Prometida”.
2719 - SITÓPOLIS
É o nome grego de Betsan (ã), Ver Betsã.
2720 - SITRAI
Chamado de “O Saronita”, era o supervisor do rebanho bovino, na planície de Saron, durante o reinado de Davi.
2721 - SIVA
O secretário de governo do rei Davi.
2722 - SIVAN
(SIVÃ) Nome em hebraico do mês que corresponde a Junho.
2723 - SÔ
Rei do Egito a quem Oséias, soberano do "Reino de Israel", pediu ajuda na época em que estava sob o cerco dos assírios.
2724 - SOA
Alguns historiadores julgam tratar-se da região de Sutu, situada nas margens de Adem e Diala, a leste do rio Tigre.
2725 - SOAR
(3) Localidade situada no país de Moab, na Transjordânia. Sua exata posição geográfica é incerta.
2726 - SOBA
Localidade pertencente a um pequeno estado arameu situado no vale do Litani, entre o monte Hermon e o Líbano.
2727 - SOBAC
Chefe do exército de Adadezer, um dos inimigos que foram derrotados pelos hebreus.
2728 - SOBAI
Descendente de Levi e membro da classe dos “Porteiros do Templo” é citado em "Esdras" como o ancestral de uma das famílias hebréias que retornaram do exílio na Babilônia.
2729 - SOBEC
O ancestral de uma das famílias hebréias que retornaram do exílio babilônico.
2730 - SOBNA
Citado em “Isaías” era o secretário do rei Ezequias do "Reino de Judá". Alguns, porém, acreditam que o nome “Sobna, o prefeito do Palácio” seja apenas uma glosa.
2731 - SOBOCAI
Natural de Husa, no território de Judá, foi quem matou o filisteu chamado Saf. Era um dos componentes do grupo "Dos Trinta", a guarda pessoal do rei Davi.
2732 - SOCO
(1) Localidade situada a cerca de 15 km ao sul de Hebron. Atualmente é chamada de Es-Sueike, como a sua homônima.
2733 - SOCO
(2) Localidade situada nas proximidades de Bet-Nefit, a sudeste de Ofer e a noroeste de Samaria. Atualmente tem o nome de Es-Sueike.
2734 - SOCO
(3) Localidade que se situava a oeste de Belém e a noroeste de Adulam.
2735 - SODI
Descendente de Zabulon e pai de Gediel, um dos exploradores que Moisés enviou a Canaã.
2736 - SODOMA
E GOMORRA Cidades situadas no vale do rio Jordão, na região da Pentapólis, e habitadas pelos cananeus. Ambas foram destruídas por Javé em razão do acúmulo de pecados de seus habitantes. Embora a Bíblia indique que essas cidades estariam situadas ao norte de Jerusalém, vale registrar que nos tempos atuais, mais precisamente em 1.994, a nave espacial “Endevor” fotografou algumas estruturas no fundo do Mar Morto que diferem do resto daquele sitio e que, talvez, sejam as suas ruínas. Outrossim, o pesquisador Michael Sanders, no lado israelense do Mar Morto, achou algumas estruturas que também poderiam ser as suas ruínas e na margem que banha a Jordânia foram encontrados ossos que remontam à época do Antigo Testamento e que foram queimados por enxofre, do qual, também, foram encontrados resíduos.
2737 - SOFAC
General do exército de Adadezer, um dos reis que foram derrotados pelo rei Davi.
2738 - SOFERET
Descendente dos servos do rei Salomão e membro da classe dos Oblatos. Junto com seus pares foi um dos que retornaram do exílio babilônico.
2739 - SOLAI
Descendente de Benjamim, foi um dos líderes dos hebreus que se estabeleceram na Jerusalém reconstruída durante o governo de Neemias, após o exílio babilônico.
2740 - SOMBRIO
Uma das localidades onde os hebreus acamparam durante a marcha em busca da “Terra Prometida”.
2741 - SOMER
(2) Pai de Jazabad, um dos oficiais que traíram e mataram o rei Joás do "Reino de Judá".
2742 - SOREC
Localidade que se situava a cerca de 4 km a oeste de Saraá. Suas ruínas subsistem em Surik, a oeste de Jerusalém.
2743 - SORES
Localidade pertencente ao território da tribo de Judá. Situava-se na região de montanhas.
2744 - SOSÍPATRO
(1) O mesmo que Sópatro. Ver Sópatro.
2745 - SOSÍPATRO
(2) Um dos oficiais das forças de Judas Macabeu.
2746 - SÓSTENES
Possivelmente tenha sido o sucessor de Crispo na Sinagoga de Corinto. Sóstenes, liderando outros judeus, tentou incriminar o Apóstolo Paulo junto ao pro - cônsul Galião, mas este não lhe atendeu e, então, a multidão grega, ávida por vingar-se dos judeus agrediu-o furiosamente. Posteriormente, Sóstenes converteu-se ao Cristianismo, mas existe incerteza se esse Sóstenes é o mesmo que Paulo, alhures, chama de “irmão”.
2747 - SOSTRATO
Comandante de uma fortaleza e o incumbido pelo rei babilônico de receber o suborno prometido por Menelau.
2748 - SOTAI
Descendente dos servos do rei Salomão e membro da classe dos Oblatos. Junto com seus pares foi um dos que retornaram do exílio babilônico.
2749 - STIGMATA
Termo grego que significa: “as marcas”. São as cicatrizes das feridas que Jesus, o Messias sofreu em seu calvário. O Apóstolo Paulo também as tinha como um sinal de que efetivamente pertencia ao Senhor Jesus.
2750 - SUA
(1) O cananeu que era o pai da esposa de Judá. Com ela, Judá gerou Her, Onan e Sela.
2751 - SUA
(2) Filha de Heber, neta de Beria, bisneta de Aser, trineta de Jacó e tetraneta de Isaac.
2752 - SUAR
Descendente de Issacar e pai de Natanael, o chefe da tribo de seu antepassado durante o Êxodo
2753 - SUBIDA
DE ADOMIM Localidade situada a meio caminho entre Jerusalém e Jericó. Ainda hoje subsiste com o nome de Tala At Ed-Damm.
2754 - SUBIDA
DOS ESCORPIÕES Ou “Subida de Acrabim”. Ver Acrabim.
2755 - SUCATEUS
Habitantes de Jabes e descendentes de Hur e de Judá. Ver recabitas.
2756 - SUCO
Ver Suquitas.
2757 - SUCOT
BENOT Divindade pagã adorada pelos habitantes da Babilônia.
2758 - SUCOT
Localidade que se situava na margem leste do rio Jordão, a cerca de 10 km ao norte da foz do rio Jaboc, na estrada entre Siquém e Fanuel, nas proximidades da atual Der’Alla. Sucot significa: “Cabanas” e também pode ser uma adaptação para o hebraico do nome egípcio “Thukke ou Thku” da cidade situada nas proximidades de Pitom. Ver Pitom.
2759 - SUÉ
(1) O mesmo que Sua, o sogro de Judá. Ver Sua.
2760 - SUENIT
O mesmo que Vale do Fara. Ver Fara, o vale.
2761 - SUF
O mesmo que Sofai. Ver Sofai.
2762 - SUFITA
Descendentes de Suf.
2763 - SULAMITA
Nome hebraico que significa: “a pacífica”. Sulamita é o nome da protagonista do “Cântico dos Cânticos”, uma jovem e enamorada pastora que recusou o luxo da corte de Salomão preferindo a alegria da vida simples com o seu amado pastor. Esse texto seria uma conclamação para que Israel não se deslumbrasse com a riqueza das outras civilizações contemporâneas e se mantivesse fiel ao culto a Javé.
2764 - SUNAM
(SUNÉM) Aldeia situada a uns 6 km ao norte de Jezrael, na pendente sul do chamado “Pequeno Hermon”, isto é, Ed-Dabi, ao sul do Tabor. Também é chamada de Suném e atualmente é conhecida como Sulam ou Solem.
2765 - SUQUITAS
Povo da África Oriental, cujo nome, provavelmente, relaciona-se com a cidade de Suco, situada na região chamada “Dos Trogloditas”, nas costas do Mar Vermelho.
2766 - SUR
(2) Localidade situada na fronteira com o Egito. Ou, então, “O deserto de Sur”, situado a oeste de Madiã e ao sul do deserto de Farã.
2767 - SUR
(3) Rei de Madiã que foi derrotado pelos hebreus.
2768 - SUR
(4) Localidade citada em “Judite” que talvez seja o outro nome da localidade chamada Dor. Ver Dor.
2769 - SURISADAI
Descendente de Simeão e pai de Salamiel, o chefe da tribo de seu antepassado durante o Êxodo.
2770 - SUSA
Na Antiguidade era a capital do Elão (Elam) e situava-se no sopé meridional da cordilheira do atual Luristão. Era a residência preferida dos reis persas e as escavações realizadas por franceses a partir de 1.885, na atual vila de Sus, revelaram duas partes da antiga cidade: à esquerda do rio (o antigo Coaspe e atual Kesca) ficava o palácio real e à direita a parte habitada pelo povo. As duas partes têm nomes distintos, sendo a da direita chamada de “Bira” e a da esquerda de “ïr”. Ambos são nomes hebraicos. Ver Elimaida.
2771 - SUSAC
O fundador da XXII dinastia que reinou de 945 a 924 a.C. no Egito. Nos hieroglíficos é chamada de Sosonk. Da expedição de Susac à Palestina restou inscrições nas paredes do Templo de Amon, em Karnak (a antiga Tebas), no Egito. Foi Susac quem acolheu Jeroboão quando este fugia de Salomão.
2772 - SUSANA
Filha de Helkias e mulher de Joaquim era uma linda jovem hebréia contemporânea do Profeta Daniel e, como ele, deportada na Babilônia. Num certo dia, Susana repeliu dois velhos e depravados judeus que se apaixonaram por ela e sofreu da parte deles a falsa acusação de que teria cometido adultério. Fiel a Javé invocou o seu socorro, o qual se deu por intermédio do Profeta Daniel que usando de astúcia desmascarou a farsa dos velhos e livrou-a da morte por apedrejamento. Susana é um nome grego que significa: “lírio”.
2773 - SUSIANA
Um dos nomes do país de Elam. Susiana é um derivativo de Susa, o nome da capital desse país. Ver Susa.
2774 - SUZANA
É citada no Evangelho de Lucas como uma das mulheres que seguiam Jesus, o Messias e os Apóstolos.
2775 - SUZI
Descendente de Manassés e pai de Gadi, um dos exploradores que Moisés enviou a Canaã.
2776 - TAANAC
Localidade situada no sul da planície de Esdrelon, a 11 km a noroeste de Genin. Escavações que ali foram feitas, entre 1902-1904, revelaram monumentos da mais remota Antiguidade. Atualmente é chamada de Tell Ta’Annac.
2777 - TAANAT
SILO Localidade situada a 15 km a sudoeste de Siquém. Atualmente é chamada de Ta’ana.
2778 - TABAAT
Filha do rei Salomão e esposa de um dos filhos de Abinadab, o “prefeito” da região de Dor.
2779 - TABAOT
Membro da classe dos “Oblatos” é citado em "Esdras" como o patriarca de uma das famílias hebréias que retornaram do exílio na Babilônia
2780 - TABEEL
Membro da corte do imperador Artaxerxes I e um dos difamadores dos hebreus retornados do exílio babilônico.
2781 - TABEL
Nome aramaico (Tobel, em hebreu) que significa “Deus é bom”; duma personagem desconhecida que é citada em “Isaías”. Pode-se pensar, pelo contexto, que seria um estranho à dinastia do rei Davi e ao próprio povo hebreu que seria entronizado no lugar de Acaz, soberano do "Reino de Judá".
2782 - TABERNÁCULOS
Ou “cabanas”, a festa mais solene e popular em Judá, celebrada no sétimo mês.
2783 - TABITÁ
Discípula cristã e portadora de generosas virtudes que residia em Jope. Tabitá foi ressuscitada pelo Apóstolo Pedro graças aos seus méritos. Tabitá é um nome que significa: “gazela” e em grego é grafado como “Dorcade”.
2784 - TABOR
Monte que se localiza na Palestina e cuja altura máxima atinge cerca de 562 metros. Nas suas proximidades existia uma “Cidade Levitica” de mesmo nome, cedida aos descendentes de Merari, os meraritas.
2785 - TADAL
O mesmo que Tidaal. Ver Tidaal.
2786 - TADMOR
Nome semítico, ainda em uso pelos árabes, da cidade de Palmira, situada no deserto da Síria.
2787 - TÁFNIS
(2) Localidade egípcia situada na sua fronteira nordeste. Já foi chamada de Dafne e atualmente é denominada Defene.
2788 - TÁFUA
Localidade que se situava na região de planícies, ao sul do Monte Garizim e a sudoeste de Siquém.
2789 - TALMON
Descendente de Levi e chefe de uma das famílias de levitas que serviam no Templo como “Porteiros”, na época de Neemias.
2790 - TAMAR
(2) Filha do rei Davi, neta de Jessé, bisneta de Obed, trineta de Booz, tetraneta de Salmon e descendente de Judá. Tamar era irmã de Amnon que lhe devotava ardente paixão e a violentou.
2791 - TAMAR
(3) Filha ou neta de Absalão, o filho do rei Davi. Em hebraico o uso do termo “filho/a” com o sentido de “neto/a” é muito comum e, por isso, pode-se também admitir que Tamar casou-se com Uriel de Gabaa e foi a mãe de Maaca e a avó de Abias.
2792 - TAMAR
(4) O mesmo que Baal-Tamar. Ver Baal-Tamar.
2793 - TAMAR
(5) Mulher de Her, o primogênito de Judá. Com a morte de Her, Tamar foi oferecida ao seu cunhado Onã que não quis fertilizá-la e, por isso, também morreu. Seguindo as ordens de Judá, Tamar viveu como viúva a espera que Sela, seu cunhado mais novo, crescesse, porém, certo dia, Judá confundiu-a com uma prostituta e com ela gerou Farés e Zara.
2794 - TAMAR
(6) Provavelmente seja o outro nome de Hasasontamar, localidade situada na ponta meridional do Mar Morto.
2795 - TAMNA
(1) Descendente de Esaú (o filho de Isaac) e de Ada era o governante de uma região no território de Edom.
2796 - TAMNA
(2) Irmã de Lotã e filha de Seir, o horreu.
2797 - TAMNA
(3) Localidade da tribo de Dã, situada nas proximidades de Bet-Sames e a oeste de Belém. Foi ali que Judá confundiu a sua ex nora, Tamar, com uma prostituta e manteve relações com ela. Também ali é que aconteceu as bodas de Sansão. Atualmente é chamada de Tibne.
2798 - TAMNAT
Capital da Toparquia, ver Tamnat Saré.
2799 - TAMNAT
SARAÁ O mesmo que Tamnat Saré. Ver Tamnat Saré.
2800 - TAMNAT
SARÉ Localidade situada a cerca de 34 km a leste de Jafa. Era chamada pelos romanos de Tamna – capital da Toparquia – e atualmente é denominada Tibna. Em seus arredores existem vários túmulos e desde a Antiguidade Cristã ali já se venerava o sepulcro de Josué (filho de Nun), o sucessor de Moisés, que a recebeu quando da partilha das terras conquistadas pelos hebreus.
2801 - TAMNATA
Localidade citada em "Macabeus I" que pode ser a cidade de Tamna, no território da tribo de Dã. Ou, então, a cidade de Tamnat-Sareh (Saraá), no território da tribo de Efraim. Ver Tamnat-Saré.
2802 - TAMUZ
(1) Divindade dos fenícios e dos babilônicos que correspondia ao “Adonis” dos gregos.
2803 - TAMUZ
(2) Nome em hebraico do mês que corresponde a Julho.
2804 - TANAC
Localidade situada a sudeste de Meguido e a sudoeste de Jezrael no norte da Palestina. Era governada pela tribo de Manassés, embora estivesse incrustada na região pertencente à tribo de Issacar.
2805 - TANAT
SILO Região de fronteira da área que coube à tribo de Efraim quando ocorreu a partilha das terras conquistadas pelos hebreus.
2806 - TANEUMET
Pai de Saraías, que foi um dos interlocutores do Governador Godolias.
2807 - TANI
Localidade que em hebraico é grafada So’an. Localizava-se no Egito inferior ou delta do Nilo.
2808 - TÂNIS
Cidade situada no delta egípcio cuja data de fundação remonta a cerca de 2.000 a.C. Era famosa entre os hebreus por ser a sede principal das dinastias semíticas dos reis pastores e por estar nas proximidades de Gessen que por eles foi habitada.
2809 - TANQUE
DO REI Também chamado de “Piscina de Siloé”, situava-se perto do “jardim real” e irrigava a fértil parte inferior do vale do Cedron, onde os reis de Judá tinham os seus pomares.
2810 - TARACA
Rei da Etiópia que durante o reinado de Ezequias estava em guerra contra a Assíria.
2811 - TARALA
(TARELA) Localidade que integrava a área destinada à tribo de Benjamim. Sua posição geográfica exata não é conhecida.
2812 - TARÉ
– PATRIARCA O pai de Abrão. Era filho de Nacor, neto de Serug, bisneto de Reu, trineto de Faleg, tetraneto de Heber e descendente de Sem, o filho de Noé. Além de Abrão, também foi o pai de Nacor e de Arã (Aram), vivendo com todos eles na cidade de Ur, na Caldéia, onde, ao contrário da maioria de seus conterrâneos, observava fielmente as leis do Senhor. Quando Abrão iniciou a sua peregrinação, atendendo à ordem de Javé, Taré o acompanhou até a localidade de Haran, na Mesopotâmia, onde faleceu.
2813 - TARES
Um dos eunucos do rei Xerxes que conspiravam contra ele. Tendo sido descoberto por Mardoqueu, que o delatou, foi condenado à morte.
2814 - TARNAKA
Rei dos Cusitas e um dos derrotados por Senaquerib, rei da Assíria. Ver Cusitas.
2815 - TÁRSIS
(3) Um dos sete príncipes da Pérsia e da Média que tinham acesso ao rei Xerxes I e que ocupavam os cargos mais importantes do governo.
2816 - TARSO
A cidade natal do Apóstolo Paulo. Era uma cidade grande (cerca de meio milhão de habitantes) e situava-se na província romana da Cilicia (na atual Armênia). Foi um importante centro comercial por estar a dez milhas do litoral e por sediar uma grande Universidade. Tarso era uma cidade livre, isenta de tributos e de tropas romanas e, por isso, era superior a Jerusalém.
2817 - TARTÃ
(TARTAN) Conforme os monumentos cuneiformes, é o nome do cargo de chefe supremo das forças militares Assírias.
2818 - TARTAC
Deus pagão dos habitantes de Ava.
2819 - TARTESSUS
Ver Társis, colônia de Tiro.
2820 - TASFA
Localidade citada em “Reis” sobre a qual não existem maiores referências. Provavelmente situava-se além do rio Jordão.
2821 - TATAM
Localidade que se situava na região de montanhas, no território da tribo de Judá.
2822 - TATENAI
Governador da região chamada em "Esdras" de “a outra banda de além do rio”, isto é, a região situada a oeste do rio Eufrates. Tatenai, assim como os seus pares, era uma feroz adversário dos judeus retornados do exílio babilônico.
2823 - TEBAS
A capital do alto Egito. Em hebraico é grafada como “No”. Ver “No”.
2824 - TEBAT
Localidade que pertencia a Adadezer, rei de Soba, e que foi conquistada pelo rei Davi. Nela, Davi despojou um grande quantidade de cobre, o qual, posteriormente, foi utilizado por Salomão para a construção do Templo em Jerusalém.
2825 - TEBES
Localidade situada a 16 km a nordeste de Siquém. Atualmente é chamada de Tubas.
2826 - TEBET
O nome hebraico do antepenúltimo mês do ano. Entre os atuais Dezembro e Janeiro.
2827 - TÉCUA
Localidade que se situava a uns 8 km ao sul de Belém. Foi a terra natal do Profeta Amós.
2828 - TEFO
O mesmo que Táfua. Ver Táfua.
2829 - TEÍNA
Membro da família que descendia de Calub, o filho de Madmena, neto de Saaf, bisneto de Jadai e descendentes de Caleb e de Judá. Teína o foi o fundador da localidade chamada Naás.
2830 - TEL
ABIB Nome hebraico que significa “colina da espiga”. Provavelmente era o centro religioso dos hebreus exilados na Babilônia. A sua localização exata é desconhecida.
2831 - TEL
AZIB Localidade situada na Caldéia cuja posição geográfica exata é desconhecida.
2832 - TELAM
Localidade situada na fronteira sul da área pertencente à tribo de Judá, vizinha da região freqüentada pelos amalecitas.
2833 - TELBASAR
Localidade situada na Assíria e destino final dos israelitas deportados.
2834 - TELEM
(1) Um dos levitas que exerciam as funções de “Porteiros” do Templo reconstruído em Jerusalém após o exílio babilônico.
2835 - TELÉM
(2) Localidade pertencente ao território da tribo de Judá. Situava-se no extremo sul, rumo à fronteira de Edom.
2836 - TELL
AMARNA Localidade situada às margens do rio Nilo, ao sul de Mênfis e ao norte de Tebas, no Egito. Nela, foram feitas importantes descobertas arqueológicas, as famosas “Tábuas de Tell-Amarna”. Ali, num túmulo vê-se uma representação do prestígio de José, filho de Jacó, porém a figura que se relaciona com ele é chamada de “Dudu”, que, de todo modo, é um nome de origem semítica.
2837 - TELL
HARSA Localidade citada em "Esdras" como a morada de um grupo de hebreus que retornaram do exílio babilônico. Não se conhece a sua localização e nem a linhagem de seus habitantes.
2838 - TELL
MALÁ (TELL-MELA) Localidade que é citada em "Esdras" como a morada de um grupo de hebreus que retornaram do exílio babilônico. Sua posição geográfica é incerta, assim como a linhagem de seus moradores.
2839 - TEMÃ
(2) Membro da classe dos “Oblatos” é citado em "Esdras" como o patriarca de uma das famílias hebréias que retornaram do exílio na Babilônia.
2840 - TEMÃ
(TEMAN) (3) Filho de Elifaz e de Tamna, neto de Esaú e de Ada, bisneto de Isaac, trineto de Abrão e tetraneto de Taré. Temã foi o chefe de uma região da Iduméia (ou Edom) que era habitada por um povo árabe que lhe herdou o nome. Essa região era célebre pela sabedoria de seus habitantes, mestres em formular e exprimir conceitos e sentenças morais e por ser um importante centro comercial.
2841 - TEÓDOTO
Um dos enviados pelo General Nicanor para travar o armistício com Judas Macabeu. Teódoto também é chamado de Matatias porque os dois nomes têm o mesmo significado, i é, “Dom de Deus”. O primeiro, em grego. O segundo, em hebraico.
2842 - TEÓFILO
É citado por Lucas em seu Evangelho e no “Ato dos Apóstolos”. Etimologicamente significa: “amado do Senhor”. Poderia ser um nome simbólico, mas o titulo de “egrégio” que lhe atribui Lucas indica tratar-se de um de seus fiéis discípulos.
2843 - TERAPHIM
(TERAFINS) Termo hebraico que significa “ídolos”. Eram pequenas estatuetas representativas dos gênios protetores da casa ou da região.
2844 - TÉRCIO
O secretário do Apóstolo Paulo que redigiu a Epístola aos Romanos.
2845 - TEREBINTO
Espécie de árvore, da família das anacardiáceas que é nativa da região mediterrânea. Dela foi tomado o nome para designar o vale onde abundava. O mesmo que “Vale de Ela”. Ver “Vale de Ela”.
2846 - TERRA
DE CABUL O apelido que Hiram, rei de Tiro, deu às cidades que Salomão ofertou-lhe. Há um sentido pejorativo nesse nome, pois Hiram ficou desgostoso com as mesmas.
2847 - TERRA
DE CANAÃ O planalto montanhoso situado a oeste do rio Jordão onde viviam os descendentes de Canaã, os cananeus. Ali seria a “Terra Prometida” por Javé aos israelitas.
2848 - TERRA
PROMETIDA O território prometido por Javé aos hebreus cujos limites eram: Sul, o deserto de Sin; Norte, o Líbano; Leste (Oriente), o rio Eufrates; Oeste (Ocidente), o Mediterrâneo. Vale o registro que os hebreus só ocuparam-na completamente durante o reinado de Salomão e por pouco tempo.
2849 - TERSA
(1) Cidade que foi a capital de um pequeno estado cananeu e, posteriormente, foi a primeira capital do "Reino de Israel". Situava-se nas proximidades do Monte Ebal, a nordeste de Siquém, numa região de clima ameno e aprazível.
2850 - TERTULO
O advogado contratado pelos judeus para atuar como acusador do Apóstolo Paulo no inquérito presidido pelo Governador Felix.
2851 - TESSALÔNICA
Localidade que atualmente é conhecida como Saloniki (ou Salônica), situada um pouco mais ao norte que a antiga em função do avanço do mar. Outrora foi um importante porto e a capital da 2a Região Macedônica.
2852 - TEÚDAS
Segundo o historiador Joséfo Flávio, Teúdas foi o líder de uma rebelião que aconteceu entre 44-46 dC., na época do procurador Cúspido Fado. O nome Teúdas pode ser uma variante de Tadeu ou de Judas ou, ainda, uma réplica em grego do nome Matanias ou Matias.
2853 - TIATIRA
A capital da Lidia, situada a cerca de 60 km a sudoeste de Pérgamo. Era um cidade pequena, mas importante na Antiguidade por suas indústrias. Atualmente é chamada de Akhissar. Ver Lidia.
2854 - TIBERÍADES
Cidade construída por ordem Herodes Antipas e o seu domicilio habitual. O seu nome era uma homenagem servil a Tibério, imperador romano. Também é o outro nome dado ao lago Genesaré. Ver Genesaré.
2855 - TIBÉRIO
CESAR O imperador romano que sucedeu a Otávio que morreu em 14 dC. Foi durante o seu reinado que João Batista, o Precursor iniciou as suas pregações e batismos.
2856 - TICIO
– JUSTO Prosélito do Cristianismo que hospedou o Apóstolo Paulo em sua casa, contígua à Sinagoga, em Corinto.
2857 - TÍCUA
(1) Pai de Jasias, um dos comandantes dos hebreus no retorno do exílio babilônico.
2858 - TÍCUA
(2) Pai de Selum e sogro da Profetisa Hulda. Ver Hulda.
2859 - TIDAAL
Nome assemelhado a Tudalias que é o nome de vários reis dos “Hatos” ou “Heteus” encontrados nos monumentos cuneiformes.
2860 - TIGRE
Rio que nasce na atual Armênia e que banha o atual Iraque (a antiga Pérsia). Segundo o “Gênesis”, nascia no Éden e banhava o oriente da Assíria.
2861 - TIMÃO
Um dos sete eleitos pelos discípulos que foram ungidos pelos Apóstolos para o exercício do Diaconato.
2862 - TIMÓTEO
(1) Comandante de um dos exércitos selêucidas da região de Galaad e feroz inimigo dos israelitas que lutavam sob o comando de Judas Macabeu.
2863 - TIQUICO
Oriundo da província da Ásia, Tiquico acompanhou o Apóstolo Paulo por esta região e depois o seguiu até Roma. Mais tarde foi enviado a Éfeso e à Creta. Também foi o portador das Epístolas ao Colossenses, a Filêmon e, provavelmente, aos Efésios.
2864 - TIRANO
Provavelmente era um mestre pagão simpático ao Cristianismo que ofereceu uma sala para que o Apóstolo Paulo fizesse as suas pregações em Éfeso.
2865 - TIRIATEUS
Habitantes de Jabes e descendentes de Hur e de Judá.
2866 - TIRO
Localidade da antiga Fenícia que se situava às margens do Mediterrâneo, ao norte do monte Carmelo. Era dividida em duas cidades: uma no continente, a mais antiga, e a outra num penedo, em pleno mar, a uns 1.200 passos da praia. Foi a cidade mais florescente dos fenícios, povo altivo e hábil na navegação e no comércio e que em termos de civilização superava os hebreus.
2867 - TIROPEON
O vale situado à frente da porta “Salequet” no Templo construído por Salomão, em Jerusalém.
2868 - TISBE
DE GALAAD Terra natal do profeta Elias. Leva o epíteto “de Galaad” para diferenciá-la de sua homônima situada na Galiléia setentrional. Provavelmente conservam-se o nome e o lugar nas atuais ruínas de El-Istib, vulgarmente chamada de Lisdib, situada a 5 km a nordeste de Aglum, na Transjordânia.
2869 - TISBET
Localidade da Galiléia que não deve ser confundida com a sua homônima de Galaad, a terra natal do profeta Elias. Localizava-se ao sul de Cedes e ao norte de Fegor.
2870 - TISRI
Nome em hebraico do mês que corresponde ao atual Outubro.
2871 - TITO
Grego de origem, foi um fiel discípulo do Apóstolo Paulo.
2872 - TITO
MÂNIO Um dos embaixadores romanos que selaram tratados com Judas Macabeu.
2873 - TOB
Principado arameu que se situava no nordeste do território de Galaad, no sopé sub-oriental do monte Hermon e a oeste de Maaca.
2874 - TOBIAS
(1) Citado em “Neemias” e chamado de “o amonita” provavelmente pertencia à linhagem dos Tobíadas, sobre a qual alguns papiros descobertos recentemente informam que era dona de grandes riquezas e poder no século III a.C., no país de Amon, na Transjordânia. Tobias era um feroz adversário dos hebreus que retornaram do exílio babilônico.
2875 - TOBIAS
(2) Citado em “Neemias” é o ancestral de uma das famílias hebréias que retornaram do exílio babilônico.
2876 - TOBIAS
(3) Um dos levitas encarregados pelo rei Josafá de pregar a “Lei de Javé” ao povo e, assim, exterminar a idolatria.
2877 - TOBIAU
A forma expandida de Tobi ou de Tobias. Ver Tobi.
2878 - TOFET
Termo hebraico que significa “combustão”. Mais tarde, este termo tornou-se o nome próprio duma divindade pagã cujo altar ficava no vale do Enom.
2879 - TOGORMA
Povo descendente de Gomer e de Jafé (o filho de Noé) que habitava na Ásia Menor, na região que atualmente é chamada de Armênia.
2880 - TOLAD
Localidade destinada à tribo de Simeão quando ocorreu a partilha das terras conquistadas pelos hebreus.
2881 - TOLEIMADA
(TOLEIMADE) O nome grego da antiga cidade de Aco, situada a meio caminho entre Tiro e Cesárea. Toleimada era dotada de um modesto ancoradouro e atualmente voltou a ser conhecida como Aco.
2882 - TOLMAI
(1) Um dos gigantes amalecitas que descendiam de Enac e que habitavam em Hebron.
2883 - TOLOMEU
(3) Provavelmente trata-se de Tolomeu Soter II, que é o único dessa dinastia que no 4o ano de seu reinado tinha como esposa uma mulher chamada Cleópatra. Tolomeu reinou de 117 a 81 a.C., no Egito.
2884 - TOLOMEU
HEVERGETE II Faraó do Egito e o oitavo com esse nome. Reinou na época em que Simão, dos Macabeus, liderava Israel.
2885 - TOLOMEUS
Nome de uma dinastia grega que governou o Egito após o fim do império de Alexandre – O Grande - da Macedônia. Ver Lágidas.
2886 - TOMÉ
– APÓSTOLO Natural da Galiléia e chamado de “Didimo (gêmeo, em grego)”, Tomé foi um dos mais influentes e produtivos dentre os apóstolos que rumaram para o Oriente. Seus ensinamentos foram perdidos para o Ocidente, mas continuam atuais para as tradições ortodoxas orientais. Tomé evangelizou na Síria, Armênia, Pérsia e chegou à Índia onde, ainda hoje, subsistem os chamados “Cristãos de Tomé” de Malabar. O ascetismo do Apóstolo foi um ponto importante de contato com seus ouvintes orientais que já idealizavam a ascese como algo divino, tal como no Zoroastrianismo e no Brahmanismo. Por essa tortuosa razão a Igreja Ocidental minimizou a importância de Tomé e chegou a rotular as suas palavras como heréticas.
2887 - TOQUEN
Localidade destinada à tribo de Simeão quando ocorreu a partilha das terras conquistadas pelos hebreus.
2888 - TORÁ
Termo hebraico que significa “A Lei (de Javé)”. São os cinco primeiros livros da Bíblia.
2889 - TORRE
ANTONIA A sede do poder romano em Jerusalém. Foi onde ocorreu o flagelo de Jesus, o Messias e de onde ele seguiu para o Gólgota onde foi crucificado.
2890 - TORRE
DE HANANEEL Edificação que se situava no lado nordeste de Jerusalém, no fim do muro que a ligava à “Porta do Rebanho”.
2891 - TORRE
DE SIQUÉM Provavelmente uma aldeia localizada perto de Siquém, no monte Garizim.
2892 - TORRE
DO LÍBANO Provavelmente um pico isolado da vertente oriental desse monte que também é chamado Antilibano. Aos pés do mesmo é que se estende a cidade de Damasco.
2893 - TORRE
DO REBANHO Localidade onde Jacó estabeleceu-se após a morte de Raquel.
2894 - TORRENTE
CANÁ Localidade que atualmente é chamada de "Uadi" (ribeirão) Kana.
2895 - TORRENTE-CARIAT
Local incerto, sabe-se porém que se encontrava a leste do rio Jordão.
2896 - TORRENTE
DO ARABÁ Rio situado nas vizinhanças do Mar Morto.
2897 - TORRENTE
DO EGITO Ver Sior.
2898 - TORRENTE
Em hebraico: “nahal”. Significa todo o vale com o leito do rio que nele corre.
2899 - TOÚ
(1) O mesmo que Naat. Nome composto? Ver Naat.
2900 - TOÚ
(2) Rei de Emat, pai de Adoram, inimigo de Adadezer e amigo do rei Davi.
2901 - TRACONÍTIDE
Região que se situava no leste/nordeste da Galiléia e que abrigava no seu norte o Monte Hermom. Na época de Jesus, o Messias era governada por Herodes Felipe.
2902 - TRANSJORDÂNIA
Região situada a leste do rio Jordão, onde ficavam, entre outros, os territórios de Moab, de Amon e de Aram. Ali, estabeleceram-se as tribos de Rúben, de Gad e metade da tribo de Manassés
2903 - TRÊS
TABERNAS Localidade situada a cerca de 30 milhas de Roma. Ali, o Apóstolo Paulo foi recebido pelos discípulos locais quando de seu primeiro julgamento em Roma.
2904 - TRIFÃO
A alcunha de Diódoto, um dos partidários de Alexandre Balas. Trifão aproveitando-se da insatisfação das tropas de Demétrio Nicanor tentou usurpar-lhe o trono e, segundo o historiador Diódoro Sícula, cometeu várias outras vilezas. A mais pérfida, foi o assassinato de Jônatas, irmão e sucessor de Judas Macabeu, e o do jovem rei Antíoco a quem usurpou o trono.
2905 - TRIFENA
Valiosa e fiel discípula do Apóstolo Paulo, que habitava em Roma.
2906 - TRIFOSA
Habitante de Roma e ardorosa e fiel discípula do Apóstolo Paulo.
2907 - TRÔADE
Mais propriamente Alexandria Trôade. A capital da região homônima que, por sua vez, estava incrustada na Misia. Alexandria fronteava com a ilha de Tênedos, a meia distância de Tróia. Na época do Apóstolo Paulo era um importante porto.
2908 - TRÓFIMO
Natural de Éfeso e discípulo do Apóstolo Paulo a quem acompanhou na terceira viagem a Jerusalém e na segunda viagem a Roma. Trófimo quedou enfermo em Mileto.
2909 - TROMBETAS
DE CHIFRE Termo que em hebraico é grafado “Yobel”. Eram as trombetas recurvas usadas para anunciar o 50o ano, ou seja, o “Ano da Remissão”. Desse vocábulo resultou o termo “Jubileu”.
2910 - TUBAL
Povo descendente de Jafé, o filho de Noé. Os “Tiberanos” que habitavam na região compreendida entre o Mar Negro e a Cilcia, na Ásia Menor.
2911 - TUBI
O mesmo que Tob. Ver Tob.
2912 - TUBIANOS
Os judeus que habitavam o país de Tubi (ou Tob). Ver Tob.
2913 - UADI
Termo árabe que significa “curso d’água” (rio, riacho, ribeirão) e o vale por onde corre.
2914 - UAFRE
O nome grego de Hofra. Ver Hofra.
2915 - ULAI
Rio que corre na região do antigo país de Elam. Era chamado pelos historiadores gregos de “Euleo”.
2916 - UMBIGO
DA TERRA Provavelmente o nome de um monte situado nas proximidades de Siquém e eqüidistante do mar e do rio Jordão. Esse nome também é dado a Jerusalém, no sentido de ser “O Centro do Mundo”.
2917 - UR
Terra natal de Abrão. Cidade caldéia situada na margem oeste do rio Eufrates, ao sul de Babilônia, na Mesopotâmia. Ainda subsiste com esse mesmo nome no território do atual Iraque.
2918 - URBANO
Fiel discípulo e companheiro generoso do Apóstolo Paulo.
2919 - URI
(2) Levita que exercia as funções de "Porteiro" do Templo e que foi um dos líderes dos hebreus que retornaram do exílio babilônico.
2920 - URIAS
(1) Chamado de “O Heteu” foi o primeiro marido de Betsabéia (a mãe do rei Salomão) e era um dos chamados "Heróis de Davi". Ver Betsabéia.
2921 - URIAS
(3) Membro da classe dos Sacerdotes e pai de Meremot, um dos comandantes dos hebreus no retorno do exílio babilônico.
2922 - URIM
E TUNIM Etimologicamente parecem significar “luz e integridade”. Segundo a opinião mais aceitável, seriam duas pedras, de cores e formas diferentes, de onde se extraia as “respostas” de Deus. Seria o oráculo divino. Porém, não há uma certeza absoluta sobre o que esse termo indica.
2923 - URUEL
É uma denominação poética de Jerusalém e mais particularmente do monte Sião, onde se localizava a cidadela conquistada por Davi. A forma mais antiga do nome de Jerusalém, conforme documentos cuneiformes e hieróglifos, é “Urusalim”, cujo segundo elemento – Salim – pode ser separado e substituído pelo nome divino “El”. Destarte, Uruel significa: “Cidade de Deus”.
2924 - US
A “Terra de Us”. Região situada a sudeste da Palestina, na Iduméia. Ver Hus, o filho de Disã.
2925 - UZAL
(1) A região de Uzal é mencionada, em escrita cuneiforme, na expedição de Assurbanipal contra os nabateus. A sua localização, porém, é desconhecida.
2926 - VALE
DAS HIENAS Provavelmente é aquele que ainda hoje traz o nome semelhante (em hebraico) de “Uadi” (ribeirão) Abu Daba”, situado na lateral do “Uadi” (ribeirão) El-Kelt, que desce em direção a Jericó).
2927 - VALE
DE AMON – GOG Ver Oberim.
2928 - VALE
DE BEN HENOM Ver Vale do Enon.
2929 - VALE
DE ELA Ou “Vale do Carvalho” é o atual “Uadi” (ribeirão) Es-Sant (= da acácia) que desce da montanha de Judá a sudoeste de Belém. Também é chamado de “Vale de Terebinto”. Ali ocorreu a famosa batalha de Davi contra Golias.
2930 - VALE
DE ESCOL Sinônimo de “Vale do Cacho”. Ver “Vale do Cacho”
2931 - VALE
DE JEZRAEL Nome da região que sucede a planície de Esdrelon (ver Esdrelon). Atualmente é denominado Merg Ibn’Amir.
2932 - VALE
DE JOSAFÁ É um toponômio, porém têm o sentido mais simbólico que concreto. Josafá, em hebraico, significa “Javé fez justiça”.
2933 - VALE
DE RAFAIM Localidade situada no sudoeste próximo de Jerusalém. Atualmente é chamada de El-Bukei.
2934 - VALE
DE SETIM Ver Setim.
2935 - VALE
DO ACOR Ver Acor.
2936 - VALE
DO CACHO Local situado na terra dos Cananeus e que assim ficou conhecido por causa do cacho de uvas que os exploradores israelitas aí cortaram. O cacho era tão grande que foram necessários dois homens para carregá-lo
2937 - VALE
DO CEDRON Em hebraico Kidrón. Localidade que se tornou célebre porque ali teve inicio a paixão de Cristo. O vale corre ao longo do lado leste de Jerusalém e é cortado pela estrada que leva ao vale do rio Jordão.
2938 - VALE
DO ENOM Em hebraico “Gê Hinom”. A região do “Uadi” (ribeirão) Er-Rababi que corre para o sul e, em parte, para o oeste de Jerusalém. Era um local execrado por Javé em função de ser o lugar onde as vitimas (inclusive humanas) eram sacrificadas em honra da divindade pagã chamada Baal. Também é chamado de “Vale dos filhos de Enom” e de “Vale de Ben-Henon”. Tornou-se sinônimo de lugar infernal (geena).
2939 - VALE
DO REI Localidade situada junto a Jerusalém, provavelmente onde se situavam os chamados “jardins do rei”, a sudeste da cidade, na parte inferior do vale do Cedron.
2940 - VALE
DO SAL Localidade situada ao sul do Mar Morto, também chamado de “Mar Salgado” em função de impregnar as adjacências com sal marinho.
2941 - VALE
DO SALÉM Localidade que se situa a sudoeste de Siquém e propicia fácil acesso do vale do Jordão para o interior das montanhas.
2942 - VALE
DO SIDIM Região situada acima das margens do Mar Morto.
2943 - VANIAS
Um dos líderes dos hebreus que retornaram do exílio babilônico. Sua ascendência é omitida.
2944 - VASPI
Descendente de Neftali e pai de Naabi, um dos exploradores que Moisés enviou ao país de Canaã.
2945 - VASTI
Esposa de Xerxes I e rainha da Pérsia na época de Ester. Vasti, num dos banquetes oferecidos pelo rei, não atendeu a uma de suas ordens e por isso foi destituída do seu posto. Em seu lugar, o rei casou-se com Ester.
2946 - VEDAN
Provavelmente trata-se da localidade que atualmente é chamada de Wedan, na Arábia, entre Meca e Medina.
2947 - VERBO
ENCARNADO Epíteto de Jesus, o Messias. Ver Verbo.
2948 - VERBO
Termo que em grego é grafado “Logos” e que é muito apto para exprimir “Filho de Deus”, que procede eternamente do “Pai”, por via do intelecto, como Verbo mental, co-eterno e consubstancial ao “Pai” e sua perfeita imagem. É o criador, a vida e a luz. Para São João, tudo foi criado por meio do Verbo, porém não é ele uma causa instrumental secundária, pois junto com a natureza recebe do “Pai” o poder de criar e, por isso, opera junto com Deus. Antes que existisse a vida no Mundo, já havia o Verbo, i.é, a potencialidade de vir a existir vida. O Verbo, destarte, é a fonte de toda vida, ou seja, da vida natural e da vida sobrenatural. Na ordem natural é o principio de luz por meio da inteligência e na sobrenatural por meio da fé. Para São João o Verbo era personificado como a “Luz” e a ignorância e os erros dos Homens seriam as “Trevas”.
2949 - VERÔNICA
Mulher jerosolimita que enxugou o rosto de Jesus, o Messias quando ele carregava sua cruz rumo ao Calvário. Segundo a tradição, no tecido utilizado ficou gravado o rosto e o corpo do Messias. O célebre “Santo Sudário”.
2950 - VIA
CRÚCIS O caminho que partiu da Torre Antonia e terminou no Gólgota, numa distância de 600 m aproximadamente. Normalmente era o próprio condenado que levava a sua cruz, mas no caso de Jesus, o Messias o centurião encarregado de sua execução convocou Simão (de Cirene) para fazer esse transporte por temer que o Nazareno morresse no caminho.
2951 - VÍNCULOS
Uma das localidades onde os hebreus acamparam durante o trajeto no deserto
2952 - VÍNDICE
Em hebraico “Goel”. O representante de alguém.
2953 - ZABAD
(5) Descendente de Hasum foi um dos líderes dos hebreus que retornaram do exílio babilônico
2954 - ZABAD
(6) Descendente de Nebo foi um dos comandantes dos judeus que regressaram do exílio babilônico.
2955 - ZABAD
(7) Descendente de Zatu era uma das lideranças dos judeus que retornaram para a Jerusalém reconstruída após o exílio babilônico.
2956 - ZABADEUS
Tribo árabe da qual subsiste atualmente alguns vestígios nos nomes das aldeias de Zebedani e de Kefr Zebad. Supõe-se, também, que era o berço de Zabdiel, aquele decapitou Alexandre Balas. Ver Zabdiel.
2957 - ZABADI
Chamado de “O Sifamita” era o supervisor das vinhas durante o reinado de Davi.
2958 - ZABAI
Descendente de Bebai e de Levi foi o pai de Baruc, um dos líderes hebreus durante o retorno do exílio babilônico.
2959 - ZABDIEL
(1) Membro da classe dos Sacerdotes era o “Prefeito dos Magnatas” no Templo reconstruído em Jerusalém após o exílio babilônico.
2960 - ZABDIEL
(2) O árabe que matou Alexandre Balas, rei dos Selêucidas, e enviou sua cabeça, como vassalagem, ao Faraó Tolomeu VI que traíra Alexandre coligando-se a Demétrio.
2961 - ZACAI
O ancestral de uma das famílias hebréias que retornaram do exílio na Babilônia.
2962 - ZACARIAS
(2) Descendente de Elam foi um dos líderes dos hebreus que retornaram do exílio babilônico.
2963 - ZACARIAS
(3) Pai de Abia e avô materno do rei Ezequias, do "Reino de Judá".
2964 - ZACARIAS
(4) Descendente de Asaf foi um dos levitas que sob as ordens do rei Ezequias, do "Reino de Judá", purificaram o Templo de Jerusalém.
2965 - ZACARIAS
(5) Descendente de Faros era o chefe de uma das famílias que seguiram Esdras no retorno no exílio na Babilônia.
2966 - ZACARIAS
(12) Citado em "Crônicas" como descendente de Rúben e “irmão” de Jeiel. Cabe o registro que o termo “irmão”, na Bíblia, não se restringe ao âmbito familiar.
2967 - ZACARIAS
(20) Marido de Elisabete que era tia da Virgem Maria. Foi Zacarias que a tutelou quando ela serviu no templo.
2968 - ZACARIAS
(22) Um dos sacerdotes do Templo de Jerusalém, marido de Isabel e pai de João Batista, o Precursor.
2969 - ZACUR
(1) Descendente de Rúben e pai de Samua, um dos exploradores enviados por Moisés ao país de Canaã.
2970 - ZACUR
(5) Descendente de Bagoi e de Levi foi o pai de Utaí, um dos comandantes dos hebreus no retorno do exílio babilônico.
2971 - ZAKIR
Rei de Hamat e de La’As, conforme uma inscrição de sua lavra encontrada em Afis, localidade situada a 50 km a sudoeste de Alepo.
2972 - ZAMBRI
(2) Oficial e o assassino de Ela, soberano do "Reino de Israel". Zambri usurpou o trono, mas reinou por apenas sete dias, pois o exército revoltou-se e proclamou como rei o seu comandante chamado Amri. Ante o cerco que lhe foi imposto, Zambri ateou fogo no palácio e morreu no incêndio.
2973 - ZANOE
Localidade pertencente ao território da tribo de Judá que se situava na região de planícies.
2974 - ZAQUER
É citado em "Crônicas" na condição de filho de Jeiel e descendente de Benjamim. Vale o registro que os termos "filho, pai etc." na Bíblia podem ter o sentido mais amplo que o da simples relação de parentesco.
2975 - ZAQUEU
(1) É citado em "Macabeus 2" como um dos chefes militares das tropas de Judas.
2976 - ZAQUEU
(2) O rico chefe do Gabeleiros (cobradores de impostos) que hospedou Jesus, o Messias e que por arrepender-se de suas faltas alcançou a remissão de seus pecados. Zaqueu era um nome comum entre os judeus (em aramaico: Zacai) e significa: “puro”.
2977 - ZARA
(5) O cusita que marchou contra Asa, soberano do "Reino de Judá". Dessa incursão não houve, ainda, nenhuma descoberta arqueológica que a ilustrasse. Devido a certa semelhança nos nomes, Zara foi identificado com um certo Osorkon (I ou II), sucessor de Susac, no trono do Egito, porém os reis dessa dinastia eram de origem líbica e não cusita. Zara, também, não é denominado rei nem faraó e, assim, podia ser o comandante de hordas vindas das costas orientais da África ou da Arábia através da península do Sinai.
2978 - ZARAIAS
(2) Descendente de Faat-Moab e pai de Elioenai, um dos comandantes dos hebreus no retorno do exílio babilônico.
2979 - ZARED
Região onde os hebreus acamparam após a permanência em Jeabarim, durante o Êxodo.
2980 - ZATU
O ancestral de uma das famílias hebréias que retornaram do exílio na Babilônia.
2981 - ZEB
Um dos chefes dos Madiãnitas. Zeb, em hebraico significa: “Lobo”.
2982 - ZEBÁ
Rei de Madiã que foi derrotado, perseguido e morto por Gedeão, um dos “Juizes Maiores” de Israel.
2983 - ZEBEDEU
(CLEÓFAS) Esposo de Maria (prima da mãe de Jesus, o Messias) e pai dos apóstolos Tiago Maior e João. Também é conhecido como Cleófas, a grafia grega de seu nome.
2984 - ZEBEDIAS
Sacerdote que descendia de Emer e um dos líderes dos hebreus que retornaram do exílio babilônico.
2985 - ZEBIDA
Natural de Ruma, filha de Fadaías e a mãe de Eliacim, o sucessor de Joacaz no trono do "Reino de Judá".
2986 - ZEBINA
Descendente de Nebo foi um dos comandantes dos judeus regressados do exílio babilônico.
2987 - ZECRI
(5) Pai de Amasias, é citado em "Crônicas" como o “Voluntário do Senhor”, isto é, aquele que está sempre pronto para combater em nome de Javé.
2988 - ZEFRONA
Região onde se localizava uma das fronteiras do território dos hebreus.
2989 - ZELADORES
O mesmo que Sicários. Ver Sicários.
2990 - ZELOTAS
Grupo cujos membros provinham da classe dos pequenos camponeses e das camadas mais pobres da sociedade, ambas massacradas por um impiedoso sistema de tributos. Eram extremamente religiosos e nacionalistas. Visavam expulsar os romanos combatendo o governo de Herodes.
2991 - ZENAS
Um dos discípulos do Apóstolo Paulo. Nada se conhece de sua biografia.
2992 - ZERES
Esposa de Amã, o cortesão inimigo de Mardoqueu. Ver Amã e Mardoqueu.
2993 - ZETAR
Um dos sete eunucos que serviam diretamente ao rei Xerxes I, da Pérsia.
2994 - ZIF
(2) Localidade que se situava no sul da Palestina, rumo à fronteira de Edom, no Negueb, a cerca de 7 km a sudeste de Hebron. Zif também é nome do deserto que se estende para leste, entre Zif e o Mar Morto. Atualmente é conhecida como Tell Zif.
2995 - ZIV
Nome de um mês, segundo a mais antiga nomenclatura, que posteriormente foi substituído por números ordinais. Era usada pelos hebreus, pelos fenícios e por outros povos da Antiguidade.
2996 - ZOAR
Localidade que é citada em “Isaías” e que pertencia ao país de Moab, na Transjordânia. A sua localização exata é desconhecida.
2997 - ZOELET
Termo hebraico que significa: “serpente”. Provavelmente indica um aclive que subia do profundo vale do Cedron. Talvez seja idêntico à atual Zaueile que leva à aldeia de Siluan, no lado oriental do vale do Cedron, a sudeste de Jerusalém.

▲ TOPO DA PÁGINA